História O filho de Crowley - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Crowley, Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Spanking
Visualizações 77
Palavras 991
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Me desculpem a demora, juro que vou tentar postar toda semana
Desculpem o capítulo pequeno, o próximo será maior, eu juro
Espero que gostem

Capítulo 17 - Uma tarde de pai e filhos


Pov Justin 

Já quase duas semanas que eu e Spencer estamos “ficando”, eu realmente gosto dela, o duro  disso tudo é não poder falar ao papai, eu sempre contei tudo a ele, mas sei que se ele souber ele vai ficar bravo. Faz alguns dias que ele veio até mim e pediu desculpas, iria falar com ele sobre meu “romance”, mas não consegui.

_Justin - Ouço a voz gentil e sexy de Spencer, ela vem até mim e me beija

_Spencer…o pap…o meu pai pode ver - Digo com pouco surpreso e com medo de Crowley nos pegar 

_Ele e Mike foram na sorveteiria

_Ele nem me convidou  - Digo um pouco magoado, ele sempre me levava tomar sorvete 

_Ele achou que você estava dormindo…eu falei que você está. Não fique triste - Como estou sentado ela se senta em meu lado.

_O que você  pretende fazer comigo? - Digo sorrindo com malícia 

_Quer descobrir - Diz ela me beijando, mas antes que alguma coisa aconteça ouço a porta da frente se abrir, meu coração acelera.

_Depois continuamos - Ela sai rapidamente do meu quarto

Me deito na cama e finjo que estou dormindo

_Príncipe… - Papai entra no meu quarto e passa a mão em meus cabelos de uma forma gentil 

_Papai - Abro os olhos e sorrio a ele 

_Estava indo a sorveteira com o seu irmão…daí eu senti falta de meu bebê - Sorrio assim que ele fala 

_Você sentiu minha falta, papai?? - Me sento na cama. Me sinto culpado pois ele estava sentindo minha falta e eu estava ficando com a mãe do meu irmão 

_Senti…vim buscar você! Vamos? - Ele beija minha testa 

_Vou me arrumar - Me levanto animado. Amo sair com meu pai, passar o tempo com ele me faz bem, sua companhia me alegra, sempre fui só eu e ele, ele sempre foi meu melhor amigo.

Lembro uma vez que briguei com James, e como era pequeno cheguei em casa chorando, papai me levou nos melhores parques de diversão do mundo, só para eu não ficar mais triste. Eu tenho o melhor pai do mundo, sei que as vezes ele é rígido e superprotetor, mas sei que ele me ama acima de qualquer coisa. Isso me faz me sinto mais mal, eu odeio mentir a ele.

_Estou esperando você na sala, diabinho - Ele bagunça meus cabelos o que me faz de imediato sorrir grande, amo os apelidos que ele me dá 

Tomo um banho rápido, visto uma box roxa, uma calça jeans preta, rasgada no joelho, um moletom qualquer e pego o primeiro tênis. Passo um perfume para ficar top e vou ao encontro do meu pai 

_Jasti açodo - Meu pirralho favorito pula em meus braços 

_Sim, eu acordei. Vamos? - Olho ao papai e ele sai conosco 

_Vamos toma solvete - Rio do jeito atrapalhado dele falar 

_Isso mesmo, príncipe - Papai responde, pega o mesmo do meu colo e coloca ele na cadeirinha 

Assim que Mike chegou, eu estava com medo do papai não ter mais tempo para mim e nem me amar mais, mas parece que o amor dele só aumentou, ele continua sendo o mesmo Crowley que sempre conheci

Pov Crowley 

Levo meus meninos a sorveteira e obeservo eles brincando com o sorvete. Céus como eu posso amar tanto duas criaturinhas, eu não consigo explicar o meu amor por eles. 

Lembro que o primeiro abraço que Mike me deu e o primeiro “papai” que saiu de sua boca, eu me encantei por ele, o mesmo nasceu para ser meu filho, eu agradeço os filhos que tenho, desde sempre fui uma pessoa tão ruim. Sei que um dia irei pagar por tudo, mas por enquanto minha preocupação são com esses dois. 

Assim que eu peguei pela primeira vez Justin no colo, o mesmo estava cheio de sangue e chorava muito, eu me apaixonei por ele, seus olhos brilhavam e seu choro contagiava meus ouvidos, não sei explicar o que aconteceu comigo, só sei que eu fiquei fora de mim, depois desse dia eu vivo para fazer ele feliz.

_Papai paque?? - Meu caçula puxa minha camisa e olha para mim com a boca toda suja de sorvete 

_Podemos levar o Mike no parque de diversão - Justin olha ao irmão e sorri 

_Paque diveson - Meu bebê bate palmas animados. Sorrio e limpo sua boca 

_Terminem o sorvete e vamos ao parque - Eles sorriem animados, pago a conta e vamos em direção ao tão esperado parque 

_COMPANYYYY…OH COMPANY - Me assusto com o Mike cantando, na verdade gritando 

_Bebê não grite 

_Papai…Mike está catado - Explica ele 

_Então cante baixo - Sorrio e olho a ele pelo espelho 

_Tá…a gainha pintadinha e o gaio - Sussurra ele _Assim papai? 

_Pode ser mais alto - rio, Mike com poucas palavras me diverte 

E o caminho foi o Mike cantando músicas aleatórias, e Justin se matando de rir com o irmão.

_Chegamos meus bebês - Sorrio e desço do carro, Justin pega o Mike 

_Que oca - Mike aponta ao carrinho de pipoca, compro um pacote a ele e entramos no parque 

Passamos a tarde inteira indo em brinquedos, o que eu não faço por esses pirralhos, chegamos em casa já de noite. Mike dorme no banco da trás  e Justin adormece no da frente, balanço ele com delicadeza e paro o carro em nossa casa. Pego Mike no colo e entramos em casa 

_Papai vou dormir com você! - Justin diz e sobe em direção ao meu quarto, levo Mike até Spencer, a mesma está dormindo, Retiro o tênis dele e sua calça, é ruim dormir de jeans, o coloco um cuidado ao lado da mãe e dou um beijo em sua testa, saio com cuidado do quarto e vou ao meu. Justin está deitado em minha cama.

Me deito nela e ele sorri para mim

_Boa noite papai… - Murmura ele antes de pegar no sono 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...