1. Spirit Fanfics >
  2. O filho de Poseidon ( Fanfic da saga Percy Jackson) >
  3. Juntos conseguiremos

História O filho de Poseidon ( Fanfic da saga Percy Jackson) - Capítulo 29


Escrita por:


Capítulo 29 - Juntos conseguiremos


Pov Matheus

Acabei de acordar, me atrasei um pouco, se não fosse o sinal de que está na hora do café eu não teria acordado. Ontem eu fui dormir muito tarde, conseguimos vencer a captura à bandeira então quando chegamos no chalé festejamos muito, foi uma farra daquelas kkkkk não fico surpreso que eu não tenha sido o único a me atrasar.

Pessoal!!!! - eu grito no chalé de Apolo- café da manhã!!.

Em meio a muitos resmungos eu vou em direção ao banheiro, lavo o rosto, faço minhas higienes matinais e resolvo ir tomar um banho, quando termino me seco e ponho uma camisa amarela e uma bermuda.


Saio do chalé e quando estou indo em direção ao pavilhão vejo Julia saindo do chalé de Afrodite, e  quando chego lá ainda tem muitos campistas tomando café então vou até a mesa de Poseidon onde Percy e Annie estão sentados.

Bom dia pessoal - falo com animação.

Bom dia Mateus - falam Annie, Percy, Fernanda, Tonny, Julia e Clarisse.

Bom dia amor - falo dando um beijo em Clarisse.

Bom dia - Clarisse responde me dando um sorriso.

Quando me sento e levanto os olhos estou de frente para Annie e Percy, os dois estavam com uma cara péssima, mas achei melhor não perguntar o motivo, e só saber se eles estão bem.

Annie, Percy vocês estão bem ?- pergunto.

Eles tomam um susto com a pergunta e se entreolham , e depois de alguns segundos de silêncio eles resolvem me responder.

Estamos Mateus - fala Annie - por que essa pergunta ?- ela pergunta.

Por nada - eu respondo - é só que vocês estão com uma cara estranha, como se algo tivesse acontecido.

Verdade - fala Fernanda - eu também tinha percebido mas não perguntei.

Isso mesmo - fala Tonny.

Não foi nada pessoal- fala Percy - fiquem tranquilos.

Tem certeza? - pergunta Clarisse - você estar com a cara péssima não me surpreende mas a Annie também ?- Clarisse fala.

Ei- fala Percy fechando a cara e logo em seguida todos começamos a rir.

Mas falando sério - Julia fala - vocês podem confiar em nós, se estiver acontecendo algo podemos ajudar.

Nós sabemos - fala Annie - está bem, vamos contar, mas não aqui e não agora.

Tem certeza ?- pergunta Percy - nossos pais pediram para não contar.

Eu sei Percy - fala Annie - mas eles são nossos amigos, podemos confiar neles.

Certo - falo - mas onde vamos conversar e quando ? - eu pergunto.

No meu chalé - fala Percy - depois do jantar.

Okay - todos nós concordamos em uníssono.

Não falamos mais nada durante o café da manhã, e ao acabar nos separamos, Fernanda e Tonny foram para as forjas, Percy e Annie foram nos estábulos e eu e Clarisse decidimos andar um pouco.

Amor - falo enquanto caminhamos de mãos dadas.

Oi amor - Clarisse responde.

O que você acha que o Percy e a Annie vão nos falar ? - pergunto.

Eu não sei amor - Clarisse responde - mas do jeito que eles estavam, deve ser uma coisa muito importante.

Verdade - falo - mas por que será que Poseidon e Atena pediram para os dois não contarem ? - pergunto.

Eu não sei - Clarisse responde e para olhando pra mim - vamos ter que esperar eles nos contarem.

Isso - falo - mas por enquanto quero passar um tempo com a namorada mais incrível do mundo.

Não - Clarisse fala sorrindo - eu que quero passar um tempo com o namorado mais incrível do mundo.

Abro um sorriso, Clarisse está linda, não consigo pensar em mais nada, então a beijo. Um beijo lento e calmo, coloco minhas mãos na sua cintura e ela coloca seus braços ao redor do meu pescoço, quando nos separamos para respirar ela continua a me olhar.

Você está linda - eu falo e Clarisse abre um sorriso.

Obrigada Mateus - Clarisse fala - você também está lindo.

Eu abro um sorriso e a abraço e ficamos assim por uns minutos, sentindo o coração um do outro.

Amor - falo quando nos separamos - eu vou treinar um pouco tá ?

Tá bom amor - Clarisse fala - você não vai almoçar né ? - ela pergunta com uma cara triste.

Como você sabe amor ? - pergunto um pouco impressionado.

Por que, todo ano quando chegamos nessa data você fica o dia todo na arena - Clarisse responde.

É - falo olhando pro nada - vou ficar o dia todo.

Cuidado - Clarisse fala me dando um beijo na bochecha - eu amo você Mateus.

Eu também amo você Clarisse - falo devolvendo o beijo e indo em direção a arena.

Não demoro muito a chegar na arena, Clarisse está certa, hoje é um dia ruim, e ela tem razão, nesse dia em específico eu sempre passo aqui na arena, é bom pra pensar e em especial, me distrair.

Pego um arco e algumas flechas, coloco um peitoral e começo a mirar em alguns bonecos de palha, enquanto miro lembro de um dia, quando tínhamos 7 anos.

Flashback on

Mateus, Mateus!!! - Alax vinha correndo em minha direção com uma bola na mão.

Fala mano!! - grito e damos um abraço.

Vamos jogar bola no campinho ? - ele pergunta - os meninos mais velhos já saíram.

Vamos !!!- eu grito.

Nós começamos a correr enquanto chutávamos a bola, e quando estávamos a menos de um quarteirão do campinho eu acabei chutando a bola forte de mais e ela bateu no capô do carro de um homem que estava estacionado.

Ei !!! - um homem grandão gritou enquanto ia em nossa direção.

Mateus corre !! - Alax gritou enquanto pegava a bola e saia correndo.

Pra minha casa !!!! - eu gritei enquanto estava correndo ao lado de Alax e o homem atrás de nós.

Pássamos quase 10 minutos correndo em zigue zague para conseguir despistar o homem, e quando chegamos na minha casa abrimos a porta e caímos sentados no chão.

Nossa Mateus - Alax falou rindo - você é horrível de mira.

Eu sei obrigado - falo rindo muito também.

Flashback off

Naquele dia não conseguimos ir jogar né Alax ?- falo sozinho enquanto preparo a flecha com lágrimas nos olhos.

Disparo a flecha e ela passa longe do boneco, preciso me concentrar mais, passo a mão nos olhos pra afastar as lágrimas.

Todos os anos que se passam desde que Alax se foi só me fazem perder mais as esperanças, sinto tanta falta do meu amigo, Fernanda e Tony nunca mudam suas formas de criança por que acham qua Alax vai aparecer a qualquer instante e querem que ele os veja como viu da última vez, mas acho que até eles estão perdendo as esperanças.

Afasto esse pensamento e tento me concentrar mais, começo a atirar flechas em vários bonecos de palha, acertando sempre no ponto vital, desde que tudo aconteceu eu continuei treinando minha apontaria, já era muito bom por ser filho de Apolo, mas hoje estou invencível.

E pensar que você disse que eu era horrível de pontaria Alax - falo movente sozinho.

Quando não há mais bonecos para se acertar e o cansaço me vence eu me sento no chão, pego uma garrafa de água e dou uns goles.

Passei muito tempo treinando, nem vi as horas passarem, o sol já estava quase se pondo.

Quanto tempo será que ele vai demorar pra voltar? Penso enquanto olho para o chão, não sei quanto tempo todos nós vamos manter as esperanças.

Matheus?- escuto alguém falar atrás de mim e quando me viro vejo Julia.

Oi Julia - falo - o que você faz aqui ? Faz tempo que não a vejo treinar - pergunto.

Não vim para treinar Mateus, mas eu sabia que você ia estar aqui hoje - fala Julia.

É, você me conhece bem Julia - falo olhando para ela.

Eu também sinto falta dele - Julia fala - nunca consegui me perdoar pelo que fiz.

Os olhos de Julia se enchem de lágrimas e eu me levanto e vou até ela.

Clama Julia - falo dando um abraço nela - senta aqui comigo.

Quando sentamos espero ela se acalmar e parar de chorar.

Você ainda acredita que ele vai voltar ?- Julia me pergunta.

Eu penso um pouco, não vou mentir pra ela, eu realmente acredito que ele vai voltar mas não estou com tanta certeza assim.

Julia - falo - estou perdendo as esperanças, mas ainda acredito que ele vai voltar.

Eu também - Julia fala se levantando - ainda somos amigos né Mateus ?- ela pergunta.

Do que está falando ?- pergunto me levantando - é claro que somos amigos Julia.

Julia abre um sorriso e me abraça de novo, desde que Alax morreu ela não para de se culpar, sei que ela tem uma parcela de culpa, mas também sei que nem Alax quis a tratar mal, então mantenho minha amizade com ela.

Quirom quer falar com você- Julia fala enquanto se separa do nosso abraço

Aconteceu algo? - pergunto.

Eu não sei - Julia responde- Quíron não me disse nada, só me pediu pra te chamar.

Certo - falo - obrigado por avisar.

De nada Mateus - Julia fala sorrindo.

Quer ir comigo ?- eu pergunto a Júlia.

Melhor não - Julia responde - acho que Quirom quer conversar só com você.

Está bem - falo - nos vemos no jantar ? - pergunto para Julia.

Claro - Julia fala sorrindo - no mesmo lugar de sempre.

Eu dou um sorriso a ela e a vejo saindo da arena, enquanto isso tiro o colete e guardo o arco e as flechas, vou falar com Quirom e depois ir ao chalé tomar um banho.

Quando saio da arena vou direto em direção a casa grande, de longe consigo ver Quirom e Dionisio na varanda jogando.

Quirom ? - falo - com licença me perdoem por atrapalhar o jogo, Julia disse que o senhor estava me chamando.

Mateus ! - fala Quirom soltando as cartas e se virando para mim - isso mesmo eu pedi que ela lhe chamasse.

Aconteceu algo ?- eu pergunto - o que tem pra me falar Quirom ?

É um assunto sério - Quirom fala - vamos conversar lá dentro.

Está bem - falo.

Nós dois entramos na sala da casa grande, logo quando entro vejo Percy e Anne sentados, então eu me sento em volta da mesa de ping pong ao lado deles.

O que estão fazendo aqui ? - pergunto começando a ficar inquieto.

O mesmo que você Mateus - responde Annie.

Nossa - falo - então o assunto é mesmo sério.

Isso - fala Percy - é o assunto que nós não podíamos lhe contar no café da manhã.

Então...- eu paro e penso um pouco - mas por que só eu estou aqui ? Onde está Clarisse ? Fernanda ? Tonny ? Julia ? Por que eles não estão aqui ? Eles também queriam saber o que estava acontecendo Annie e Percy.

Nós sabemos Mateus - fala Annie - mas Quirom disse que por enquanto é melhor só falarmos com você.

Mas por que ? - eu pergunto.

Por que você é o único que não vai endoidar ao receber a notícia que vamos te dar - Percy responde com um tom sério.

A coisa tá feia - falo - pra o Percy não está fazendo piada a coisa tá muito feia.

Sim Mateus - fala Quirom.

Mas - eu paro pra pensar - eu ainda quero que os outros estejam comigo para ouvirmos juntos.

Mas Mateus - fala Annie - eles não vão receber a notícia muito bem.

Não importa - eu falo.

Tem certeza ? - pergunta Percy.

Tenho - falo com convicção.

Quirom? - Annie pergunta.

Por mim tudo bem - Quirom fala - vou mandar que os chamem.

Quirom sai da sala e em mais ou menos 10 minutos os outros chegam e se sentam ao redor da mesa de ping pong.

Estamos aqui, eu, Percy, Annie, Fernanda, Tonny, Clarisse, Julia e Nico.

Agora podemos contar - fala Percy - você quer começar Annie ? - Percy pergunta e Annabeth assente com a cabeça.

Bom - Annie começa - quero que todos escutem sem perguntar nada, certo ?- ela pergunta.

Certo!! - respondemos todos ao mesmo tempo.

Bom, eu e Percy fomos procurados por Poseidon e Atena mais cedo - Annabeth fala - uma nova ameaça está chegando.

Todos nós nos olhamos e percebemos que estamos confusos, uma nova ameaça ? O que seria isso ?

O que ? - Tonny pergunta.

Tonny sem perguntas - fala Quirom.

Ah sim - Tonny fala - me desculpem, pode continuar Annie.

Essa nova ameaça é uma coisa totalmente nova, e muito mais perigosa do que tudo que já enfrentamos - Annie fala e depois olha para Percy que entende o sinal.

Pessoal - Percy toma a fala - nós não fazemos ideia do que vamos enfrentar, e a única informação que temos é que Zeus foi informado por algo ou alguém sobre essa ameaça, e que esse informante vai mandar uma ajuda para nós.

Por um minuto todos ficamos calados tentando absorver o que tínhamos ouvido, uma nova ameaça muito mais perigosa, um informante, e uma ajuda.

Mas - Clarisse fala - é só mais uma ameaça, nós como os deuses menores junto com os deuses podemos dar conta não ?- ela pergunta.

Não - Annie responde - nem mesmo Zeus é capaz de lutar contra isso.

Se nós não sabemos o que é - Fernanda fala - como vamos nos preparar? - ela pergunta.

Parece que o reforço vai nos ajudar com isso - Percy fala.

Então, quem é esse reforço ? - Tonny pergunta.

Não sabemos Tonny - responde Quirom.

Julia olha para mim, acho que ela adivinhou o meu pensamento.

Será que....- Julia começa a falar - será que Alax está envolvido nisso ? - ela pergunta pegando todos de surpresa.

Eu acho que não - Percy fala - eu queria muito que sim, mas não tenho certeza.

Então só resta uma coisa a fazer - eu falo e todos olham para mim - hora de começar a treinar.

Isso - fala Quirom - vou anunciar ao acampamento após o jantar e começaremos a treinar.

Nós vamos conseguir - falo - Juntos conseguiremos .

Todos concordam comigo, olho para meus amigos, seja lá o que for essa nova ameaça, vamos conseguir, vejo determinação nos olhos de todos aqui na sala, e sobre esse reforço lá no fundo eu consigo sentir, meu amigo está voltando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...