História O Filho do Alfa (Long Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bangtan Boys (bts), Bts, Drama, Imagine, Jeon Jungkook, Kim Seokjin, Kykaifanfics, Lobos, Park Jimin, Romance, Romance Proibido
Visualizações 8.663
Palavras 2.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Opaaa
Olha quem chegou! !
Prometi que postaria capítulo no natal, né? Desculpem, mas o fim de ano foi agitado e eu não tive cabeça para escrever algo decente. Mil perdões!
410 comentários e quase 5500 favoritos? Estou emocionada.
OFA vem crescendo e devo isso a vocês, muito obrigada a cada leitor
Vocês moram no meu coração.
Todos estão bem?
Eu estava morrendo de saudades
Mas o hiatus acabou e estou de volta
Semana que vem volto a atualizar as fics.
Aguardem novidades também.
Bem, este capítulo está bem tenso e espero que eu não tenha dado meus clássicos foras
Tenho tendência a fazer isso quando fico algum tempo sem escrever kkkk
Deus tenha misericórdia!

Este capítulo é dedicado a Luna, Milena, Duda (minha capista) e a todas as Kaitivas, minhas bebês.

Desejo boa leitura.

Feliz Ano Novo e um ótimo 2018!!!

Música; Vancouver Sleep Clinic - Lung

Beijinhos.

Sue.

Capítulo 20 - Feroz


Fanfic / Fanfiction O Filho do Alfa (Long Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 20 - Feroz

"Nunca subestime um inimigo, ele pode acabar contigo." 


19.   


O coração humano é cheio de segredos. Ele é realmente capaz de amar duas pessoas, é realmente capaz de adoecer o corpo inteiro quando se parte, é realmente capaz de nos tirar a razão e fazer com que acatemos apenas as suas vontades. Lua sabia disso e agora que tinha certeza de que estava apaixonada por Jeon Jeongguk e Min Yoongi tudo que ela desejava era se afastar de ambos e evitar enlouquecer. 

Como pôde chegar a isso? 

Havia a ligação inquebrável com Jeon, um amor necessitado e um tanto doentio, porém havia o amor por Yoongi, um amor puro, que foi escolhido. Ele estava ali para cuidar dela, aceitava suas imperfeiçoes, era paciente e forte, um lobo que qualquer fêmea desejaria ao lado. 

Mas ela... Quem era ela? 

Uma menina que virou mulher do dia para a noite, se apaixonou, descobriu ser portadora de um espirito animal, se entregou ao seu amado, entrega que gerou fruto, e agora estava nos braços de outro alguém, um alguém a quem seu coração também amava. 

– Preciso que vá embora, por favor. – ela afastou Yoongi do seu corpo e o deu as costas. – Eu estou confusa. 

– Você me ama. 

– Não quero falar sobre meus sentimentos. – Yoongi riu amargo e a segurou pelo braço, girando-a com força. 

– Está sendo uma covarde! O que quer? Que eu me humilhe perante ti? Não percebe que está me matando fazendo pouco dos meus sentimentos? Você sabe o quanto te quero, mas prefere estar nos braços daquele maldito lobo do que nos meus? 

– Como você sabe? 

– Sua pele fede a ele. 

– Yoongi! 

– Eu estou cansado de tudo isso, mesmo te amando. – Lua solavancou o corpo e se livrou do aperto do Alfa, que a olhou em uma mistura de raiva e dor. 

– Então desista de mim! – ela gritou. 

– Desistir de ti para que ele vença isto? Não. Antes que isso ocorra eu rasgo a garganta do seu precioso Alfa. 

– Você não seria capaz... – Lua deu alguns passos para trás e percebeu os olhos de Yoongi se tornarem vermelhos. 

– Acha mesmo que não sou capaz? Eu vou rasgar a garganta dele completamente e depois me deliciarei com cada gota do sangue do meu oponente. Serei feroz, sem a menor piedade e depois ainda te velarei chorando a morte dele. 

– Você é um monstro! 

– Não, querida soberana, eu sou um lobo insanamente apaixonado. – Yoongi passou as mãos pelos cabelos e saiu raivoso do chalé, deixando para trás uma Lua em completo choque. Ela não sabia que ele poderia ser tão perigoso e agora que havia descoberto tal lado, tinha que manter Jeon a salvo, não apenas por amá-lo, mas também pelo Alfa ser o pai do seu filho. 

– O que houve aqui? – Heron entrou correndo e encontrou a filha em estado de choque. – Lua!

– Pai, ele vai fazer uma besteira. – ela caminhou até o pai e o abraçou apertado, deixando toda sua frustração e medo sairem através de lágrimas. 

– Shi... fique calma, minha criança, não fará bem ao bebê. 

– Temo ter que fazer uma escolha, temo ter que manchar minhas mãos com o sangue do Yoongi. 

– Lua, nem pense nisso! O Yoongi é um lobo importante, é seu prometido, e mesmo que haja confusões suficientes para deixar meus cabelos brancos, você não pode matá-lo. – Heron aninhou o rosto da filha em suas mãos e a olhou condescendente. – Você é uma líder, uma mulher justa e muito inteligente, vai saber como driblar esta situação. 

– Eu tentarei, papai. – se afastou do pai e levou as mãos ao ventre avantajado. – Principalmente pelo meu filho. 

– Boa menina. Você ficará bem? 

– Sim, eu sei me cuidar. 

– Ótimo. Volto mais tarde para ver como vocês estão. – Heron se aproximou de Lua, beijou-lhe a testa e saiu fechando a porta atrás de si. 

Sozinha, Lua caminhou até o sofá e se deitou, não tinha forças para continuar em pé e a criança parecia saber que a mãe estava aflita e cheia de problemas, pois seguia o calor das mãos da Alfa em uma singela conexão. – Mamãe está em péssimos lençóis. 

“Mamãe, eu não.” 

A voz da loba soou na mente de Lua e ela acabou rindo com o timbre empregado pelo espirito animal. 

“Fique tranquila, querida, eu dou um jeito nisso quando chegar o momento.” 

– Só peço que não me deixe escolher, eu não suportaria ter que matar um dos dois. 

“Eu sei que não, mas Lua, um dia você terá que escolher, bigamia não é coisa de lobos.” 

– Até parece que aqueles dois aceitariam me dividir. 

“Ainda bem que você tem isso em mente. Não exija algo de algum dos dois, sendo que você não está apta a fazer o mesmo. Creio que você não dividiria o Jeon com a bruxa, não é mesmo?” 

– Claro que não. 

“Lembre-se disso.” 

– Lembrarei.   


(...)   


A mata densa era o esconderijo perfeito para as duas pessoas que outra vez estavam se encontrando. Ela sorriu ao vê-lo, mas sua expressão mudou rapidamente ao perceber que ele não trazia boas notícias. – Fale de uma vez! 

– Nossos planos estão ameaçados. 

– Por que diz isso? – Akyla pôs a mão na cintura e o fitou com ainda mais intensidade. 

– Porque o lobo especial ressurgiu e eu me deparei com ele quando fui matar o líder da alcatéia. Akyla, ela brilha como se fosse um ser de outro planeta. 

– Ela? É uma fêmea? – ele assentiu. 

– E o pior de tudo é que ela sabe sobre mim. 

– Droga! Agora os nossos planos estão em risco. – a loba de olhos cinzas passou a caminhar de um lado a outro e ao ter uma ideia de como sairia da situação, ela sorriu sádica. – Trarei algo para ti, um composto que apaga qualquer lobo, seja ele especial ou não, mas levarei um tempo para produzi-lo, então até lá se mantenha o mais sigiloso possível e evite dar pistas, se seu disfarce for arruinado pelo restante da alcatéia teremos que agir imediatamente e eu odeio fazer algo sem pensar em todas as possibilidades. Agora vá. – ele se curvou brevemente e saiu caminhando pela trilha, deixando Akyla para trás. – Você não perde por esperar.     



– Onde está o Jin? – Jeongguk questionou o pai, que treinava no meio de uma clareira próxima à vila.

– Não o vi hoje. O que deseja? 

– Quero cancelar a união do meu povo com o povo da Akyla. 

– Por quê? Enlouqueceu? – o alfa mais velho cessou os golpes que desferia contra um saco de areia e olhou seriamente para o filho. 

– Hoje a noite eu farei um comunicado a todo o meu povo e você saberá todas as minhas razões. – Jeon, pense direito, nossa alcatéia precisa da junção entre os povos. 

– Não voltarei atrás com a minha decisão, papai. – sem mais, Jeongguk deu as costas ao pai e partiu. 




“Lua, tem algo errado.” 

Lua despertou do sono que deixou tomar conta do seu corpo assim que ouviu a voz da sua loba soar alta em sua mente. – O que houve? 

“É o Jeon, eu sinto uma energia muito ruim e vem dele.”

– Droga! O que pode estar acontecendo? – Lua se pôs de pé e caminhou até o quarto, onde se desfez das suas roupas e saiu da casa, se transformando no enorme lobo acinzentado, que rosnou ao sentir a brisa da liberdade. – Ache-o! 

Em uma corrida feroz, Lua chegou até a vila dos lobos de Busan após um longo percurso, executado com maestria pela sua loba. O lugar estava calmo e a noite estava quase caindo. Então, silenciosamente, Lua passou a caminhar pelo lugar e não demorou a ouvir a voz de Jeongguk, que vinha do centro da vila. – Eu nunca aceitei esta união e descobertas fizeram-me ter ainda mais firmeza na decisão que tomei. – todos estavam ali ouvindo o Alfa, que parecia tão diferente, tão intensamente animal. – A união com a alcatéia da Akyla está desfeita. – Jeongguk gritou e Akyla, que estava próxima a ele, o olhou sem ter palavras para expressar sua ira. – Não voltarei atrás nesta decisão e espero que vocês confiem em mim, pois sei o que faço. – murmúrios se iniciaram e foi Jin que gritou raivoso. 

– Como ousa ir contra as prioridades do teu povo? Que tipo de alfa é você? – Jeon sorriu e se aproximou do mais velho, que desejava rasgar a garganta do moreno. 

– Deve haver um equilíbrio na vida de um líder e se ele está desequilibrado o restante irá com ele, portanto, eu estou tomando a decisão correta. E para aqueles que estão contra mim, saibam que minha decisão é irredutível, pois a mulher que eu amo está esperando um filho meu e assim como nós, ela também é uma loba. – Lua, que ouvia tudo aquilo, não conseguia assimilar tamanha loucura. Jeongguk havia acabado de colocar seu filho em risco e isso ela não iria perdoar.

– Mulher que você ama? Filho? Vejo que você tem andado muito ocupado ultimamente. Acha que quebrará um acordo simplesmente por que uma vadia qualquer está prenha de ti? Faça-me o favor! Este povo só aceitará filhos legítimos, herdeiros alfas de sangue puro, qualquer deslize trará consequências. – Jin sorriu maléfico e voltou seu olhar às pessoas que acompanhava todo o circo. – A partir de hoje está iniciada a caçada pela cadela que carrega o bastardo do nosso alfa e assim que a encontrarmos a mataremos junto com o fedelho, pois o filho do alfa deve ser fruto da união abençoada pela lua, não um bastardo. 

– Como é? – Jeon perguntou sem acreditar na audácia do ancião. – Meu povo e minha alcatéia só acata as minhas ordens e aqueles que as desobedecerem serão banidos daqui. 

– Você perdeu esse direito ao pôr suas vontades acima da segurança e bem estar do nosso povo. Portanto, eu estou dando uma ordem sensata e ela será sim acatada. 

– Jin, não teste minha paciência. – Jeon rosnou e o seu pai percebeu que era hora de intervir ou o filho acabaria fazendo uma besteira. 

– Jin, vamos conversar com calma. Por enquanto estão todos dispensados e haverá outra reunião em breve. – o Jeon mais velho avisou as pessoas e elas começaram a se dispersarem. – Me acompanhe, Jin. – Jin assentiu e seguiu o Alfa.

– Está vendo o que você fez? – Akyla caminhou até Jeongguk e o encarou raivosa. – Acha mesmo que cederei tão fácil? Eu não perco, Jeon, saiba disso. 

– Já perdeu, querida. Dê-me licença. – o alfa se afastou da loba de olhos cinzas e foi caminhar pela mata, oportunidade perfeita para Lua, que se mantinha oculta em sua forma animal em meio à escuridão. 

“Eu deveria torcer seu pescoço e triturar sua carne, sabia?”

 Jeon ouviu a voz grave soar em sua mente e soube que era sua companheira. 

– Você viu, não foi? 

“Óbvio que vi e ouvi muito bem” 

Lua surgiu perante Jeongguk e se transformou em humana outra vez. 

– Sabe o que você fez? – ela estava com muita raiva, seu sangue fervia em suas veias e seus olhos seguiam em sua cor animal. 

– Não, o que eu fiz? – ela se aproximou dele e não disse palavra alguma antes de o acertar no rosto com o punho cerrado. – Por quê fez isso? – Jeon segurou o maxilar atingido e mirou incrédulo a menina. 

– Você colocou nosso filho em risco, seu inconsequente! – outro golpe, dessa vez na barriga, impacto que o jogou no chão alguns centímetros longe dela. – Sabe o que isso me obrigará a fazer? Dizimar teu povo e não deixar pedra sobre pedra, pois em meu filho ninguém tocará. Está satisfeito? 

– Eles não farão nada, Lua. – Jeongguk voltou a ficar de pé e tentou se aproximar dela, mas foi repelido. – Eu prometo. 

– Não acredito nas suas promessas. Droga! 

– Lua, se acalme, por favor. 

 – Resolva isso ou eu cumprirei minha palavra e matarei todos pertencentes a esta vila. 

– Você soa como um monstro. 

– Antes que o sol nasça você terá certeza que eu sou um monstro. – Lua deu as costas ao Alfa e voltou a sua forma animal. – Deixarei um presente para você, é uma palinha do que sou capaz de fazer. – após isto, Lua correu para longe dali, mas continuou em território da alcatéia de Busan, pois ainda havia o que ser resolvido e daquela noite não passaria. 

(...)   

A manhã enevoada parecia tímida, muito melancólica, mas assim que um grito de horror soou na vila dos lobos de Busan, Jeongguk soube imediatamente que tinha dedo de Lua em tudo aquilo. Ele correu, correu afoito até a pessoa que gritara e ao chegar ao centro da vila encontrou o corpo de SeokJin com a cabeça arrancada e banhado em sangue pendurado de braços abertos mantido elevado por duas lanças e em seu peito havia desenhado o número um, em um aviso que apenas Jeon entendeu de que era apenas a primeira morte. 

“Ela não estava brincando, mas pelo menos nos livramos desse maldito” 


Precisamos acha-la. 

“Tenha cuidado, pois a mocinha agora é uma fera, uma eximia caçadora.”     





“Eu tenho medo 


Mas ao invés de paralisar 


Eu me torno feroz 


Sou um impiedoso algoz.”


Notas Finais


Gostaram?
Espero sinceramente que sim.
Quem é Team Jeon faz barulho! !!
Quem é Team Min faz barulho! !!
Kkkkk são quase quatro da manhã e eu tô ligada
ai ai
Voltar pra vocês me deixou muito feliz.
Nunca esqueçam que não sou apenas uma aspirante a escritora, sou uma amiga que está aqui quando precisarem.
Muitos e muitos beijos.

Ps: Lembram sobre o canal que indiquei aqui na fic?
Infelizmente não bateu a meta, ficou perto, mas não bateu
Eu estou conversando com meu primo e vou fazer um drama básico pra ele dançar bts mesmo assim ^^
Vocês merecem ver esse mico kkkkk

Beijocas e até o próximo capítulo da novela mexicana OFA

Obrigada a Brubs @Najamoto pela nova capa da fanfic
Está um babado de tão linda
assim como as anteriores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...