História O filho do caseiro - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 5
Palavras 845
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Todos os personagens dessa história são totalmente fantasiosos e nenhum enredo tem nenhum compromisso com a realidade.

Capítulo 1 - A chegada


Ribeirão preto - São Paulo

Tomás era um rapaz desinibido e fultil, não queria assumir nenhuma responsabilidade sobre os negócios da família, vivia de festas em festas, calvogadas, rodeios, tinha casos e mais casos com as mais belas mulheres.

Um certo dia:

Eurico(Pai de Tomás): Meu filho, o que tem a fazer agora a tarde?

Tomás: Dormir meu pai, somente dormir!!

Eurico: Então muito bem, já que não vai fazer nada como de costume, vou te passar uma missão, recepcionar e dar boas vindas ao novo caseiro que chega essa tarde!

Tomás: Ai não pai, tudo menos isso, cê sabe que eu não gosto de está tendo contato com essa gente né?

Eurico: Não quer mais vai! É uma ordem!

Tomás: Que saco eim velho? Poxaaa...

Eurico: Você me respeita seu moleque! E faça o que eu mandei que agora vou viajar pra capital pra fazer negócios com novos fazendeiros, daqui a dois dias eu volto, até lá nada de sair pra deixar a fazenda sozinha!

Tomás: É o quê? O senhor paga uma fortuna pra esses capangas ficarem noite e dia que nem cão de guarda aí fora!!

Eurico: Não vou repetir!!!

Eurico da as costas, entra no carro e parte rumo a seu destino. Passam se horas, e uma caminhonete velha chega com alguns pertences em cima era o Caseiro!

Tomás: Uffa eu achava que vocês não vinham mais!!!

Pedro( O caseiro): A gente teve um emprevisto com o pneu do carro no caminho, mais foi coisa pequena, o senhor deve ser o Tomás né? O filho do seu Eurico?

Tomás: sou eu mesmo!!! Bem, podem entrar a casa é aquela dali tá vendo?

Pedro: Ah sim, já vi ela já, muito obrigado pela recepção tá... Ah, já ia me esquecendo, esse é meu filho Álvaro, ele vai me ajudar nos trabalhos também!

Tomás: Olá Álvaro!!

Álvaro então desce do carro, ele aparentava ter uns 19 anos, era moreno e alto, musculoso,  com braços e pernas bem peludos e exibia um belo volume em seu shrot que aparentemente estava sem cueca!

(Álvaro pensando): Meu Deus, então é esse o tal Tomás que seu Eurico tanto falava nas conversas com meu pai! Ele é lindo! Loiro, alto, musculoso, barba feita, todo depilado, ele parece ser um anjo!

Álvaro: Oie Tomás! Tudo bem com você!

Tomás: Tudo beleza parceiro!

Álvaro se aproxima de Tomás para dar-lhe um abraço e assim que se abraçam Tomás nota o pênis ereto de Álvaro se enroscar no seu, ele olhou bem nos olhos de Álvaro com um certo incomodo, mais foi passageiro, segundos depois Tomás visivelmente aparentava ter se rendido a malícia do momento...

Pedro: Álvaro meu filho, vamo, bora ajudar a botar essas tralhas para dentro que Jajá escurece!

Álvaro: Já vou pai!

Álvaro e Tomás ainda estavam frente a frente, então Tomás da as costas a Álvaro e entra em casa, anoitece...

Tomás estava assistindo tv e mechendo em seu celular, até que alguém bate a porta!!!

(Toc, toc, toc, toc)

Tomás: Já vaaaai...

Tomás vai abrir a porta e se depara com Álvaro.

Álvaro: Oi cara e ai, sem querer ser muito incômodo, mais como a gente chegou agora, não deu tempo de ligar a encanação de água do chuveiro, então será que eu poderia tomar banho aqui? Se não puder tudo bem, eu intendo!

Tomás: Que é isso cara, pode entrar, tem isso não, vamo que eu te mostro o chuveiro!

Álvaro sorri e segue Tomás...

Tomás: Pronto o banheiro é esse aqui! É só entrar ai e tomar seu banho!!

Álvaro: Poxa mano, nem sei como te agradecer!!!

Tomás: Não tem de quê!

Álvaro então abaixa o short na frente Tomás e fica nu!

Tomás: Wou Wou Wou, que é isso cara? Tá louco?

Álvaro: Ué, a gente né homem? O que é que tem você me ver pelado? Só tem a gente aqui!

Tomás: Eu sei mais, sei lá, tipo, é estranho...

Álvaro então entra no chuveiro e gradativamente seu belo e grosso pênis começa a ficar maior e maior, e Tomás via tudo isso sem conseguir se segurar mais...

Tomás: Olha cara, eu vou voltar pra sala, quando terminar você me chama tá? Mais não tenha pressa não...

Álvaro: Tá certo amigo...

Tomás senta se no sofá.

(Tomás pensando alto): Meu Deus o que tá acontecendo comigo! Por que eu to assim vendo aquele cara? Eu não sou assim! Eu não sou assim!...

Tomás: O que eu preciso é descansar!! Eu tô pirando, só pode!

Álvaro grita Tomás:

Álvaro: Ohh Tomás, acabei...

Tomás vai até o banheiro:

Tomás: Pronto vamos que te levo até a porta do fundo...

Álvaro: Pera aí, pega esse meu short branco ai pendurado por favor...

Álvaro sai do banheiro todo molhado e veste só o short bem apertado branco.

Álvaro: Pronto, agora vamos...

Tomás não estava mais resistindo a Álvaro! Aquele homem em sua frente, obviamente lhe dando condições, aquilo tava mechendo com a cabeça dele, até que sem pensar, ele decidiu fazer algo no impulso...

Álvaro: Eu queria tomar leite, pena que só amanhã agora né! Na outra fazenda que a gente tava desde pequeno eu tomava leite antes de dormir...

Tomás: Você quer leite é? Vêem aqui que eu te dou direto fonte vêem!

Tomás ao dizer isso abaixou o short e exibiu seu belo pênis que estava completamente ereto, tinha uns 22cm, bem grosso e bem peludo...

Tomás: Vêem Álvaro vêem!










Notas Finais


Todos os personagens dessa história são totalmente ilusórios, espero que gostem!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...