História O Filho do Chefe - TXT (YeonBin) - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Tomorrow X Together (TXT)
Personagens Beomgyu, Soobin, Yeonjun
Visualizações 65
Palavras 893
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - O poder do dinheiro.


Soobin percebeu a tensão que ficou naquela sala entre o seu ex noivo e seu "namorado" atual. 

– ele não é mais seu noivo. — Yeonjun respondeu calmo e sério, e ainda o encarava. 

– é, por sua causa. — o homem disse e fechou os dois punhos. 

Yeonjun percebeu o homem fechando os punhos como se estivesse pronto para atacar alguém. Yeonjun voltou seus olhos aos olhos do homem e sorriu sarcástico oque deixou o homem mais enfurecido. 

– eu vou arrancar esse maldito sorriso do seu rosto! — o homem disse e partiu para cima de Yeonjun mas Soobin entrou na frente. 

– deixe-o em paz! a culpa não é dele, eu é quem não te amo mais. 

– saia da minha frente Soobin! — o homem disse irritado e novamente avançou para cima de Soobin e Yeonjun.  – ou você sai da frente ou- — Yeonjun o interrompeu. 

– ou oque? 

Yeonjun se aproximou do homem enfurecido e ficaram frente a frente. Era nítido o ódio que aquele homem estava. 

– experimenta encostar um só dedo nele.— Yeonjun disse e novamente sorriu sarcástico. – sabe com quem está lidando? sabe quem sou eu, meu caro? eu sou o dono da maior empresa desse país, eu sou um dos homens mais ricos e poderosos desse país, conheço e posso contratar os melhores advogados para arrancar tudo, cada centavo seu, até a roupa de seu corpo, se você ousar encostar em mim ou no garoto. — Yeonjun continuava a encarar um homem e em seu semblante mantinha seu sorriso. — eu posso comprar a justiça desse país, posso tirar muito mais de você do que só seu noivo até que não lhe reste nem oque comer, então tente! experimente colocar suas mãos imundas em mim. 

O homem respirava pesado e suas mãos ainda permaneciam fechadas, o ódio estava estampado em seu rosto mas ele se afastou de Yeonjun.  Sabia que tudo que Yeonjun disse era verdade. Sabia que Yeonjun era o chefe de Soobin. 

Yeonjun olhou para Soobin assim que o homem se afastou. 

– oque ele está fazendo aqui? — Yeonjun perguntou. 

– eu moro aqui. — o homem respondeu. 

– não estou falando com você. — Yeonjun foi rude. 

– e-eu vim buscar as minhas coisas, estou voltando para a casa da minha mãe já que nao estamos mais noivos. — Soobin explicou.  

Yeonjun retornou seus olhos para o homem. 

– não. 

– oque? — Soobin parecia confuso. 

– você vai morar no How's Flower, o melhor condomínio de Seul. — Yeonjun continuava  a encarar o ex noivo de Soobin, tentando o provocar e deixar ainda mais claro o quanto ele era rico e poderoso. 

– está maluco? 

– pegue suas coisas. 

– eu não posso pagar por um apartamento tão caro, só pessoas ricas moram no How's. 

Yeonjun se aproximou de Soobin e o deu um selinho. 

– você é tão ingênuo. 

O homem suspirou e tossiu falsamente para que Yeonjun e Soobin não ficassem de melação em sua frente. 

Yeonjun passou as mãos no cabelo de Soobin e Soobin sorriu. 

Soobin foi terminar de arrumar suas coisas e Yeonjun permaneceu na sala a espera. 

– acha que pode compra-lo com seu dinheiro? Soobin não é assim e você vai cair do seu cavalo quando ele perceber que está  cometendo um grande erro e voltar para mim. — o homem disse. 

– eu posso comprar oque eu quiser, eu posso ter oque eu quiser. 

– você se acha não é? 

– se eu não fizer isso, quem fará por mim afinal? 

– seu egoísta de merda! 

Yeonjun deu risada. 

– não fique chateado por que ele prefere a mim e garanto que não é pelo dinheiro, é pelo sexo. sabe, eu faço muito bem; do jeitinho que ele gosta. — Yeonjun provocou. 

Soobin voltou a sala com suas malas. 

– bom, parece que é isso; não há mais nada meu aqui. 

– Soobin, tem certeza de que é isso que quer? — o homem perguntou. 

– olha, nós vivemos muitos anos juntos, passamos por muita coisa juntos tanto boas como ruins mas, eu não o vejo mais como meu namorado. as coisas já estavam um pouco estranhas entre nós e você me pediu em casamento na esperança de fazer as coisas voltarem a ser como era mas, o sentimento não é mais o mesmo. me desculpe. 

– eu entendo. — o homem parecia triste com oque acabará de ouvir. 

– adeus. 

O homem olhou para Yeonjun furioso. 

– não é um adeus. 

Soobin e Yeonjun desceram com algumas malas e bolsas com roupas de Soobin e entraram no carro de Yeonjun.  

– para onde vamos? – Soobin perguntou. 

– minha casa. 

– oque faremos em sua casa? 

– você vai passar o fim de semana lá enquanto eu providencio o apartamento para você. 

– está falando sério? Yeonjun, eu não preciso, eu não quero qu- — Yeonjun o interrompeu. 

– eu vou arcar com as suas despesas, fique tranquilo. 

– e porque? até onde eu sei, nós ainda nem estamos juntos oficialmente.  

– não, mas nós transamos e bom, quem não gosta de um pouco de conforto?! e eu posso te dar. 

– em troca do sexo então? 

– basicamente.  

Soobin ficou irritado, se sentiu usado novamente.  

– me leve para a casa da minha mãe agora! não quero seu dinheiro, nem seu conforto, essas coisas idiotas e superficiais. 

Yeonjun parou o carro imediatamente no acostamento da pista e em seguida beijou Soobin.

– isso parece superficial para você? — Yeonjun perguntou e encarou Soobin de perto. Os dois trocaram um olhar intenso. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...