História O Filho Do Meu Marido - Imagine Kai - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Drama, Imagine, Romance
Visualizações 1.198
Palavras 1.757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, Cherries. <3

Capítulo 10 - Cap 10


Fanfic / Fanfiction O Filho Do Meu Marido - Imagine Kai - Capítulo 10 - Cap 10

Uma coisa eu tinha certeza, que esse casamento não sairá por nada, e o fato de ser realizado nas ilhas Caribe me dara mais vantagens para bolar um plano bem sucedido sem falhas. Papai alugou um avião para levar todos os convidados, querendo mostrar diante de todos o belo casamento que fará.

Descia com minha última mala em mãos, encontrando com Xiumin que estava na sala andando de um lado para o outro aparentando irritado, já que mantinha seu celular na orelha em meio a uma ligação. Cautelosamente me aproximei do mesmo, tentando entender o que se passava com ele, tendo sua atenção no segundo que desistiu em tentar ligar para alguém.

— Você devia cuidar das tuas malas, antes que nosso pai lhe deixe aqui. — Relatei, sendo um pouco arrogante.

Não estava fazendo por mal, mas essa situação do casamento me deixa tenso, em meio tempo que tento me manter focado com o plano. Ainda tinha Sehun, que estava demorando a dar sinal de vida, já que precisarei muito de sua ajuda.

— Não estou afim de ir mesmo, só suportarei por você e S/N! — Advertiu um tanto alterado, passando por mim.

Tive que suspirar profundamente buscando calma diante de tudo isso, até mesmo com meu irmão, pois ele é outro com quem irei contar.

— Cadê o insolente do teu irmão ? — Questionou papai, sendo mais desgraçado do que de costume.

— Foi pegar a mala dele. — Respondi, forçando um sorriso para ele.

Mas no instante que avistei S/N descer a escada com Madalena, foi impossível não sorrir feliz por lhe ver tão linda, como sempre. Rapidamente tive que me conter, quando meu pai estendeu a mão para que ela pegasse e assim fez, mostrando o quão queria fugir desse homem, e nada pude fazer, a não ser ter abaixado minha cabeça evitando contato visual com a mesma, assim não ficaria vendo essa tortura.

— Jongin, leve S/N para o carro, pois irei pegar uns documentos no escritório. — Ouvi ele dizer, logo se dirigindo até o cômodo citado.

Suavemente estendi minha mão para que ela pegasse, e assim a mesma fez sem cerimônias alguma, esbanjando um sorriso brilhante.

Senti cada pelo do meu corpo se arrepiando, após ter segurado sua destra entrelaçando nossos dedos, como se uma corrente de energia passasse por mim. Esse foi o único momento, que pudemos andar de mãos dadas como um casal até o carro, o qual entramos sentando um ao lado do outro.

— Primeira vez que verei a praia, e não será como pretendia. — Lamentava, dando um leve suspiro.

—  Nunca entrou no mar ? —  Negou, trazendo sua atenção para mim. —  Você quer ?

—  Seu pai não deixaria.

Como se isso fosse obstáculo para mim, se fosse o caso, eu teria sentado na frente por saber que ele odiara chegar e me ver aqui atrás com a garota.

—  Ele não precisa saber. — Pisquei um o olho, para ela que rapidamente desviou o olhar.

Soltei uma breve risada baixa, sabendo bem que suas bochechas ficaram vermelhas diante do meu ato.

Pegamos um susto quando Sehun adentrou o veículo, seguido de Madalena e meu pai. Logo um motorista deu partida, e eu encarei meu amigo deixando notável o que eu queria saber.

—  Chanyeol com Yoora, estarão lá. —  Sorriu divertido, igualmente um cúmplices.

(...)

—  Olha que vista! — Surtava radiante, com o quarto o qual pegamos de frente para o mar. —  Olha, quantas mulheres bonitas!

—  Saia dessa sacada, elas pensaram que você é algum maluco..

Não parava de rir do seu comportamento, aparentando um adolescente dando início a sua puberdade. Pensava que apenas Chanyeol fosse o escandaloso, agora apercebi que estava totalmente enganado.

Terminava de por meu short de banho para poder circular pelos lugares, esperando também que Sehun ficasse pronto para irmos juntos, quando somos parados na saída do quarto por Chanyeol e Yoora, os quais adentraram sem permissão.

—  Aconteceu algo ? —  Perguntei, após ter trancado a porta me precavendo de qualquer coisa.

—  Bom... O hotel está lotado pelos convidados do seu pai, então, ficaremos neste quarto. — Seria motivos para Sehun surtar, mas ele estava eufórico demais para isto.

—  Tudo bem, por mim não haverá problemas. — Sorri para os irmãos Park, voltando a sair do quarto com Sehun que estava empolgado. —  Tudo bem para você, Yoora dormir no mesmo quarto que nós ?

Havia questionado preocupado com sua adaptação, devido ele e a irmã de Chanyeol viverem em um pega de guerra desde o ensino médio. Se não fosse delírio na minha cabeça, acharia que ambos se gostam, mas não morrem sem admitir isso.

—  Nem ligo, cara. —  Respondeu, aparentando estar bem com o convívio que teremos.

(....)

S/N

Estava caminhando com senhor Kim pelo jardim do hotel, quando avistei Jongin vindo de uma certa direção com Sehun. Não havia lhe visto desde que chegamos aqui, e ver ele finalmente é uma alegria para mim, mesmo sabendo que não poderei sair de perto do seu pai para pelo menos abraçar o moreno.

Ocupando uma das mesas do restaurante que tem no mesmo, me permitir a ficar em silêncio observando ele que escolhia o cardápio, agradeci de não ter ouvido nem um de seus insultos até agora.

— Vou beber para comemorar. — Indagou animado com algo, chamando o garçom.

—  Comemorar... —  Hesitava em perguntar, mas estava curiosa. —  Comemorar nosso casamento ?

Negou com o indicador, expressando uma aparência feliz com outra coisa, durante um sorriso nojento para mim.

— O próximo casório, que será de Jongin com Kesya. Depois disso, a próxima comemoração será em nossa noite de núpcias. Finalmente será minha.

Acabei levantando com tudo, esbarrando no garçom que vinha com a bebida de Kim, o mesmo levantou-se em um gesto rápido também, mostrando o quão estava irritado com o desastre causado por mim. Honestamente, eu nem me importei com berros sobre mim, estava surpresa demais com essa notícia para me sentir amedrontada por esse velho asqueroso.

Me sentia enganada, uma completa tola por ter me declarado para Jongin, que se mostrava gostar de mim. Ele vem ser pior que o próprio pai, casando com outra enquanto me dizia lindas palavras.

Mas tudo agora faz sentido, seu o objetivo de me mandar para outro país nem é por querer me ajudar de coração, e sim, para sair do seu caminho de uma vez por todas.

—  O que te deu, imbecil ? — Como eu queria sumir, após voltar do transe, percebendo os olhares de todos.

—  Acalma-se, senhor.. —  Pediu o garçom, se apercebendo da minha expressão de choro.

—  Me acalmar ? Olha o desastre que essa cadela fez! — Era insulto atrás de insulto, gerando um tumulto. —  Eu devia te…

No segundo que erguer a mão na intenção de me bater, seu braço foi segurado firmemente por uma grande mão. Virando meu rosto, notei que se tratava de Jongin com uma cara nada amigável, encarando mortalmente seu pai que se voltou para ele de imediato.

—  O que pensa está fazendo ? —  Se livrou da mão do moreno, que rápido entrou na minha frente. —  Se mande daqui, Kim Jongin.

Era notável o clima tenso entre pai e filho, tudo novamente por minha culpa.

— Assim que trata a mulher que casará depois de amanhã ? — Questionou, em um tom incrédulo. — Sinceramente, appa...

— Não se meta nos meus assuntos, moleque! —  Advertiu friamente, tentando passar por ele que não deixou. — Devolva minha mulher neste instante, antes que eu esqueça que você é meu filho.

— Não! Levarei S/N de volta para o hotel. — Segurou minha mão, porém, a puxei atraindo seu olhar confuso para mim. — S/N, não vou lhe fazer mal.

— Vai embora, Jongin!

Doeu lhe tratar assim, mas estou ciente das suas únicas intenções comigo, tanto que sentei em volta da mesa que estava com seu pai, mostrando que ficaria por aqui mesmo. Não podia ver sua face, pois estava lutando com forças para não olhar o moreno, que teimoso sentou-se na mesa conosco contrariam seu pai o qual pensou que ele iria embora depois da discussão.

—  Okay, Jongin, já que está aqui, me fale se cruzou com Kesya pelo hotel. Hum ? — Puxou assunto, sorrindo cinicamente.

Parece até que ele sabe de algo, para acabar fazendo isso de propósito.

— Por que fala dela ? Achei que me expulsaria da mesa. — De canto atrevo lhe olhar, notando sua expressão de descontente.

—  Porque lembrei das vezes que levou ela para dormir em nossa casa. Vocês tinham um fogo, filho.

Precisei beber algo para não mostrar incômodo com esse comentário, mas não pareceu convencer muito bem Jongin, pois o mesmo me olhou.

— Meu passado não me agrada, então, esqueça ele como eu esqueci. —  Disse, tentando ignorar o assunto. 

— Você é muito arrogante, Jongin. Espero que melhore depois que se casar com Kesya.

Esse foi o limite para que eu me retirasse da mesa demonstrando o como o assunto deles estavam me machucando, por sorte nenhum dos dois tentou vir atrás de mim.

Chegando na recepção do hotel, encontrei com Sehun o qual estava conversando com uma garota, não deixei de sorrir por estar feliz que ao menos ele esteja se divertindo em um lugar maravilhoso como este. Passando rapidamente por eles tentando chegar logo no elevador, acabei por esbarrar em uma garota aparentando ser asiática, que deixou cair seu pacote de salgados no chão

—  Me desculpe, me desculpe, me desculpe. — Agachei,recuperando o que sobrou no pacote.

— Sem problemas.. Ah, meu Deus! Você é a madrasta do Kai! — Berrou, antes de me puxar para dentro do elevador.

—  Aqui... —  Entreguei seus salgados, enquanto a encarava receosa. — Como sabe ? É uma das convidadas ?

— Quase isso... — Sorria minimamente, parecendo mentir. — Eu sou repórter, e..

— Vai cobrir a matéria sobre o casamento ? — Questionei desanimada.

A mesma abriu a boca para falar ao mais, só que as portas do elevador se abriu e outras pessoas entraram encerrando de vez com nossa conversa. Quando cheguei no andar que fica meu quarto, percebi que ela também estava nesse andar também, entrando no quarto mais a frente que era nada menos que, de Jongin.

— Vai casar com uma, e ainda tem outra no meio ? — Joguei-me na casa, desacreditada que Jongin possa realmente ser um cretino. — Ah, acho estou enlouquecendo..

Fiquei rolando de um lado pro outro no colchão, tentando não pirar com essa confusão toda, para mais tarde não me martirizar evitando mais problemas com o pai dele. 

Se essa for minha realidade daqui para frente, só tenho que aceitar sem opinar em nada mais. 


Continua...




Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo. Até mais <3

Dêem uma olhada na minha nova fic, é do Suho, onde ele será metade robô.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-homem-ideal--imagine-suho-13910230
-----------------
Divulgações. ( Fique a vontade para olhar, se quiser )
-----------------
Dêem uma olhadinha nessas fics, são muito boas, sério.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/titio-jeon--imagine-jungkook--bts-12276485

https://www.spiritfanfiction.com/historia/as-cantadas-de-kim-taehyung--imagine-v--bts-13664994
-----------------
Dêem amor a essa fic da minha unnie, pois ela está se esforçando pra caralho nela.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/remember--bts-13810068
-----------------
Dêem uma olhada nessas outras aqui também, é do menino BamBam, e outra da nossa esperança.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-boyfriend-imagine-bambam-13757246

https://www.spiritfanfiction.com/historia/ice-heart-imagine-jhope-13223156

---------------
Meu perfil @MeiYeol


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...