História O Filho do Meu Padrasto. - Suga - BTS - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Família, Hentai, Incesto, Min Yoongi, Suga
Visualizações 352
Palavras 581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, Tudo bem?

Capítulo 29 - Que, como?


Depois daquela festa Min Yoongi me convidou para fugir com ele, mas fomos interrompidos por uma ligação de minha mãe perguntando onde eu estava que ela estava na frente da casa de Jungkook me esperando. Yoongi me olhou frustrado e eu apenas disse que sairia em breve, o abracei apertado e ele me beijou demoradamente sussurrando baixinho que não queria ficar sem poder me tocar novamente, eu apenas o beijei docemente e me despedi sentindo meu coração apertar.

– Vamos! Preciso te mostrar uma coisa. – Minha mãe falou e eu entrei em seu carro.

– Que coisa? – Falei enquanto mandava uma mensagem para meu namorado.

– Parece que a noiva de Min Yoongi tem uma coisa importante para nos dizer.

– Mas o que eu tenho a ver com isso? – Revirei os olhos e ela me olhou com os cantos dos olhos.

– Ela vai casar com seu irmão, não é importante?

– Tanto faz… – respirei fundo.


Ao chegar na casa da doida noiva do Yoongi, entramos e fomos conduzidos até a mesa de jantar, ela estava sorridente e ao seu lado estava seus pais e o pai de Yoongi também estava ali e sorriu empolgado quando nos viu, minha mãe e eu nos sentamos a mesa também. A noiva de Yoongi levantou e chamou nossa atenção e sorria para mim, me deixando sem entender nada.

– Então, eu chamei vocês aqui nesta linda noite para lhes dizer uma linda notícia, eu queria que Min Yoongi estivesse aqui, mas depois eu conto pessoalmente a ele.

– Por que você não para de enrolar e conta logo?! – Falei sem pensar e ela me olhou cínica.

– Então, eu espero um filho de meu noivo. – Massageou sua barriga enquanto me olhava sem ao menos piscar, e uma sensação estranha começou a tomar conta de mim.

Tentei disfarçar a todo custo e uma vontade imensa de chorar também tomava conta de todo o meu ser. Não era possível, não podia ser verdade, ele não pôde ter feito isso convosco, não podia ser filho dele. Pensei.

Nossos pais e os pais da doidinha sorriam e sua até derramou algumas lágrimas, estavam felizes porque seriam avós, ou seja, uniriam o útil ao agradável. Todos abraçavam ela e eu mal conseguia me mexer, mas tentando parecer forte, fingi não me importar e andei em sua direção e a parabenizei, de uma maneira fria e totalmente dolorida.

Fui até o banheiro e deixei que as lágrimas que eu segurava a todo custo saísse de meus olhos, meu telefone tocou quando olhei a tela vi que se tratava de uma mensagem de Min Yoongi, meu coração se apertou mais uma vez

– Oi minha Hye, você chegou bem?

– Eu não estou em casa, infelizmente!

– Como assim, onde você está?

– Estamos na casa de sua noiva…

– Por que?

– Viemos aqui porque ela tinha uma coisa importante pra nós dizer.

– O que essa vadia teria pra dizer?

– Que ela espera um filho seu, ela está grávida de você Min Yoongi!

– O QUÊ??? COMO??

– Parabéns Min Yoongi, você será papai e eu serei titia…


Min Yoongi me ligou na mesma hora e eu apenas desliguei o celular, eu já não aguentava mais aquela dor que eu sentia naquele momento. Logo agora que eu tinha criado espectativas e estava disposta a fugir com Min Yoongi, essa notícia caiu como uma bomba de oceano gelado naquele momento, me fazendo querer desaparecer, talvez seja  o momento apropriado pra  isso, talvez eu tenha que me afastar de todos mesmo,  talvez seja  hora de fazer uma longa viagem a Tokio.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...