1. Spirit Fanfics >
  2. O Filho Do Pastor (Taekook- Vkook - kookv) >
  3. Confissões.

História O Filho Do Pastor (Taekook- Vkook - kookv) - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leituraaaa não matem o Taehyung

obs: musiquinha triste pra cap tristeee

Capítulo 26 - Confissões.


Fanfic / Fanfiction O Filho Do Pastor (Taekook- Vkook - kookv) - Capítulo 26 - Confissões.

Encarei Hoseok tentando decidir entre contar a verdade ou criar alguma maldita desculpa para lhe dar.

– Taehyung?

– Jungkook.

– O que tem ele? – Hos perguntou descendo os últimos degraus de escada e se aproximou.

– Esse Jungkook é o mesmo que te falei anos atrás, quando nós nos conhecemos.– confessei sentindo meus olhos transbordarem e ele arregalou os olhos.

– O quê? – Hoseok estava indignado e com toda razão.

– Eu... Desculpa por te esconder isso. Eu sou um...

– E o que ele queria aqui às duas da manhã? – ele perguntou firme me olhando nos olhos.

–  Hos...

– O que ele queria, Taehyung? – Hoseok disse mais firme e já me vi chorando desesperado. – Por favor Taehyung, por Deus!

Da forma angustiada que eu chorava e o tom de voz de Hoseok parecia que já tinha adivinhado que algo tinha acontecido.

Eu não podia mentir para ele.

– Por favor Taehyung, me diz que o que está em minha mente é obra do inferno e que você não fez isso.– ele disse baixo com um brilho triste no olhar, e eu solucei.

– Eu me entreguei para ele. –confessei e me obriguei a ser homem o suficiente para olhar em seus olhos.

– O que está dizendo, Taehyung? Por favor, me diz que é mentira! 

– Na tarde de ontem. Eu... – enxuguei meu rosto, mas logo estava molhado novamente.

Hoseok virou de costas e escondeu o rosto entre suas mãos. Foi só aí que o ouvi chorar. Senti-me ainda pior do que já estava, não tinha nem mesmo forças para dizer algo.

– Como pôde, Taehyung? Eu te dei tudo de mim! Eu me dedico a maior parte do tempo para ser um bom marido para você! Eu faço tudo certo! Eu peço a Deus por nós todos os dias! – ele disse me olhando com a decepção extravasada.

– O que eu tive com Jungkook foi forte demais. Eu juro que tentei...

– Tentou resistir? Isso não é desculpa, Taehyung. Sabe quantas mulheres no meu trabalho já deram em cima de mim?

– Hoseok...

– E eu NUNCA deixei que nada acontecesse porque eu amo você, Taehyung. Eu sempre pensei em você. Eu sempre fiz questão de lembrar que você estaria em casa quando eu voltasse e que você era o homem de Deus para mim.

Meus olhos se encheram novamente e escondi meu rosto para chorar. Hoseok também chorava mais agora, mas grunhiu em seguida e puxou minhas mãos para que eu o olhasse.

– O que ele veio fazer aqui? Queria transar com você no sofá enquanto eu dormia no quarto?

– Para, Hoseok!

– Eu nunca estive tão magoado em toda a minha vida, Tae. Achei que me amasse.

– Hos...

– Eu só queria que nós dois déssemos certo, Taehyung! – ele disse com a voz embargada e me odiei.

Novamente escondi meu rosto entre minhas mãos para chorar e só pude o ouvir fungando antes de dar dois passos em minha direção. O olhei e vi a decepção em seus olhos.

– Eu vou dormir fora hoje. – ele disse firme.

– Hos...

– Amanhã nós decidimos o que fazer.

Antes que eu pudesse dizer mais nada Hoseok pegou a chave do carro e bateu a porta sem nem mesmo colocar uma camisa.

Sabia que a partir de hoje à minha vida não poderia piorar.


[>>>]


Acordei ouvindo o barulho do chuveiro e apertei os olhos que estavam inchados de tanto chorar e ficaram sensíveis pela claridade.

Aquele barulho só podia ser Hos e não me demorei em abrir a porta e vê-lo tomando um banho exageradamente quente.

– Hoseok.– o chamei e pude ouvi-lo suspirar. – Posso entrar?

– Você já entrou. – para minha surpresa, sua voz era serena e baixa.

– No banho. – susurrei e ele novamente suspirou.

O seu silêncio indicava que sim. Então apenas despi-me lentamente e abri a porta de vidro que estava embaçada pelo calor da água. Entrei ali e pude ver o corpo esbelto de Hoseok em meio ao vapor.

Toquei suas costas e o mesmo contraiu um pouco os músculos daquele parte. Todavia, quando cessei o toque Hoseok virou para mim e me olhou nos olhos.

– Fiquei preocupada. – balbuciei e ele fechou os olhos.

– Não fui te dar o troco. Dormi na casa dos meus pais, pode perguntar aos vizinhos deles se preferir.

– Não precisa. – disse baixo e me aproximei um pouco.

Hoseok suspirou e abaixou a cabeça, mas logo senti sua mão sobre a minha. Olhei-o um pouco esperançoso  e abracei seu peito, recebendo sua retribuição em alguns segundos.

– Perdão Hoseok. Eu sempre soube que era bom demais para mim e...

– Shhh. – ele me interrompeu e obedeci ao seu pedido de silêncio.

As mãos de Hos acariciavam minhas costas lentamente e já sentia meus olhos se enchendo novamente. Ele era bom demais. Mas a dor e o vazio que se instavalava em meu peito também não passavam.

Não queria nem mesmo pensar em Jungkook agora. Sua esposa e filha precisavam muito dele.

Agora, eu só precisava que Hoseok não me odiasse.

Sabia que era um homem bom e temente mas não tinha esperança que perdoasse a traição.

O seu gesto de carinho era típico dele, e sabia que seu jeito cuidadoso era mais forte que as suas mágoas.

Era seu jeito.

E parece que só naquele momento pude ver que gostava muito de Hoseok, que ele era bom ao extremo e talvez eu nunca tenha lhe dado o devido valor.

– Você dormiu com ele ontem? – ele perguntou e o abracei mais forte. – Por favor, eu quero saber.

– Não dormimos juntos.

– Onde foi?

– No carro. – susurrei e ele deu uma risada baixa e sem humor.

– Sente que ainda o ama?

Era essa a pergunta de ouro. Sabia bem disso. E, com as circunstâncias e consequências dos atos e acontecimentos ao meu redor, eu não podia amar Jungkook.

Estávamos condenados de qualquer forma. Não valia mais a pena chutar um cachorro morto.

E nesse caso, o cachorro é o nosso amor.

– Não. 

– Não sente mais nada?

– Não.– menti ainda abraçado ao seu corpo.

Hoseok respirou fundo e fechei os olhos sentindo a água extremamente quente quase queimando minhas costas, mas ao mesmo tempo relaxando todo meu corpo nos braços do meu – por enquanto – marido.

– Eu perdôo você, Taehyung.





Notas Finais


CALMA TÁ GENTE A FANFIC É DE TAEKOOK E TA NA METADE AINDA, TEM MUITAAA COISA POR VIR

ahh, e sobre os comentários! uns estão muito enganados e outros... digamos que meio certo.

poxa gente, Hoseok eh um bom homem.

mas ninguém é perfeito.

eu não disse de quem estava falando sobre perfeição ae.


BOM, TCHAU, ATE AMANHÃ OU SEI LA QUE DIA, MAS EU VOLTO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...