História O Fim De Uma Era E O Início De Um Amor - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Bobby Finstock, Breaden, Chris Argent, Claudia Stilinski, Cora Hale, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jennifer Blake, Jordan Parrish, Kate Argent, Kira Yukimura, Laura Hale, Lydia Martin, Malia Tate, Matt Daehler, Melissa McCall, Meredith Walker, Peter Hale, Scott McCall, Stiles Stilinski, Theo Raeken, Vernon Boyd
Tags Apocalipse, Sterek, Zumbis
Visualizações 60
Palavras 2.277
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segundo capítulo pra vocês meus amores

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction O Fim De Uma Era E O Início De Um Amor - Capítulo 2 - Capítulo II

"Sem que eu percebesse acabei por envolver o rapaz em meus braços em um abraço apertado procurando acalma-lo. Bem parece que funcionou.

- Mas que tipo de zumbi é você?"

Algumas horas antes

Pov. Stiles

Já faz mais de um ano desde que o apocalipse zumbi aconteceu. A doença começou de forma simples, seus sintomas eram febre alta, dor de cabeça e um significativo aumento de apetite. Sintomas bem comuns. Tudo começou em um hospital em Nova York onde um paciente que apresentava esses sintomas ficou fora de controle e atacou uma enfermeira. O paciente mordeu a enfermeira no braço esquerdo, ela usou essa oportunidade para sedar o mesmo. Pobre mulher não fazia ideia de que estava contaminada.

Chegando em casa os sintomas da doença começaram a agir na pobre moça que atacou o marido e os filhos e estes por sua vez, começaram a atacar os vizinhos e então o zumbinismo começou a se espalhar pelo resto do planeta.

Na época eu estava voltando de uma viagem. Estava visitando meus pais na cidade de Beacon Hills. No caminho de volta acabei batendo meu jipe pois, na estrada havia alguém atravessando na tentativa de desviar do energúmeno perdi o controle do veículo e bati com o carro no acostamento. Mal eu sabia que aquele que atravessava a rua era um transformado e que o mundo que eu conhecia não mais existia.

Um grande número de mortos vivos começou a cercar meu jipe e eu estava inconsciente dentro do mesmo, porque por conta do impacto bati minha cabeça no volante. Hoje eu realmente penso que se não fosse por Scott e Melissa terem me salvo naquele momento aquele seria o meu fim.

Depois disso eu me juntei a Scott e Melissa. Scott acabou por se tornar meu melhor amigo e meu irmão. Eu sempre poderia contar com ele e ele comigo. Melissa, mãe de Scott me acolheu e cuidou de mim como se eu fosse seu próprio filho. Algum tempo depois conhecemos Alisson e Lydia e ambas entraram para o grupo. Eles eram como uma família pra mim, e se tornaram ainda mais uma família quando eu descobri que meus pais havia sido contaminados pelo vírus e se tornado zumbis. Tive que mata-los era o único jeito de dar paz para os dois. Eu fique arassado se não pela minha nova família não sei se teria suportado aquela dor de perder meus parentes.

Alisson e Scott se apaixonaram perdidamente assim que colocaram os olhos um no outro. Alisson é um amor de pessoa ela faz bem para Scott, além disso ela é uma ótima arqueira. Lydia é uma ótima amiga e confidente, é uma ruiva estilosa com personalidade forte e muito inteligente.

Assim que as duas se juntaram ao grupo em seguida conhecemos Isaac, Boyd e Jackson. Não gostava muito de Jackson por conta da sua pinta de esnobe mas, quando o vi gritando porque uma batata havia entrado em seu quarto, então o grande e poderoso Jackson tem um ponto fraco, passei a aprender a suporta-lo. Depois entraram Erica, Malia, Kira, Danny, Ethan e Meredith. Assim que Erica entrou para o grupo ela e Boyd começaram a namorar. Adoro os dois de verdade mas odeio o jeito grudento do casal.

O último a ingressar para o grupo foi Theo. Vou lembrar para sempre de como nós nos conhecemos. Eu estava a procura de algum alimento quando escutei algum pedindo por ajuda quando cheguei ao local de onde vinha o som dos gritos encontrei-o preso dentro de um prédio com transformados atacando. Fui em seu socorro.  Me livrei facilmente dos inimigos. Depois disso ambos se apaixonaram e um tempo depois começamos um relacionamento que dura até hoje. 

~💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚  ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 

Hoje nós teríamos que invadir um galpão de alimentos, para conseguir mais suprimentos pois nosso estoque está quase no fim. Scott, que era o líder do grupo porque ninguém mais quis o cargo, formulou uma estratégia que consistia em seis pessoas serviriam de isca para os zumbis enquanto isso o restante dos membros iria para os fundos e pegaria a maior quantidade possível de alimento e levaria de volta para a base. Quando o grupo dos alimentos terminasse a retirada as "iscas" iriam bater em retirada. Um plano simples para evitar perdas.

Os membros que serviriam de "isca" seriam está pessoa que vos fala, Scott, Alisson, Malia, Lydia e Theo. Confesso que estava com medo pois nesse galpão havia um grupo muito grande de zumbis mas, a nossa sobrevivência depende do sucesso dessa missão, nos precisamos dessa comida, e além disso não preciso me preocupar Theo vai estar lá comigo.

- Não precisa se preocupar Stiles, eu vou estar lá por você- Sussurra Theo em meu ouvido enquanto me abraça por trás. Ah Theo sempre sabe o que estou pensando.

- Eu sei amor, te amo sabia!?- Declaro sincero.

- É claro que sei, e eu te amo também- Ele então me vira e me rouba um beijo que faz ir às nuvens. Realmente espero que tudo dê certo hoje.

~💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚  ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 

É chegada a hora de pôr o plano em prática. Meu grupo se dirige para a frente do galpão. Scott então aponta sua escopeta para o alto e atira. O ruído resultante do disparo atraiu todos os zumbis do prédio e então começamos a atacar. Aproveitando o alvoroço o grupo dos alimentos, que era formado por Isaac, Boyd, Jackson, Kira e Danny, se espreitou até os fundo e começou a retirada.

Depois de algum tempo o número de transformados começou a aumentar. Aparentemente uma orla que estava próxima também ouviu o tiro de Scott e veio  até aqui. Todos estavam muito ocupados se protegendo até que Isaac deu o sinal de que seu grupo já tinha terminado e nos já poderíamos recuar.

- Retirada!- Ordena Scott, todos atendem prontamente a ordem e corremos rumo a saída. Ok missão concluída.

Na saída todos pareciam muito cansados, seja por carregar vários sacos muito pesados seja por lutar com zumbis. Apesar do cansaço nos estávamos felizes completamos a missão sem nenhuma baixa. É nesse momento que eu me lembro de Theo onde ele está?

- Cadê o Theo?- Pergunto já imaginando a resposta pelo olhar apavorado que se formou nos olhos de todos os presentes.

- Eu vou voltar ele pode estar precisando de ajuda - Digo me virando e seguindo em direção ao galpão. Preciso salva-lo ele precisa de mim. Me caminho é impedido por um Scott que entrou na minha frente.

- Saí da frente mascotte eu não quero brigar com você - Digo empurrando Scott e correndo para dentro do galpão trancando a entrada.

- Merda Stiles! Abre a porta Bro é perigoso ficar aí sozinho - Grita Scott do outro lado da porta.

- Eu sei Scott, por isso eu tenho que acha-lo - Digo me afastando da porta. Me perdoa mascotte.

~💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚  ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 

Lá dentro comecei a vasculhar todos os lugares. Ele não estava em lugar nenhum e o pior é que durante a minha busca topei com vários mortos vivos e agora estou esgotado.

-THEO, cadê você cara? THEO por favor responde! - Grito na esperança de que ele fosse responder mas, a única coisa que veio até mim foram três transformados.

- Merda!- Disparo em direção a saída porém como eu estava cansado e, sou naturalmente desastrado, acabo derrubando meu taco de baseball no chão. Perfeito Stiles! Perca sua única arma. É pra piorar em um momento de distração acabei tropeçando em uns sacos de grão que estavam no chão. Na queda acabei por bater a cabeça e perder a consciência.

~💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚  ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 

Ao acordar sinto uma dor de cabeça horrível, quando levo uma das mãos até a testa sinto um curativo na testa. Acho que cortei a testa quando bati a cabeça naquela pedra. Quem será que fez isso? Seria algum sobrevivente que salvou daqueles zumbis? Espero que ele possa me dar alguma pista sobre o paradeiro de Theo.

Depois de reorganização pude observar melhor o ambiente em que me encontrava. Eu estava deitado em uma cama meio mofada, dentro de um quarto escuro com as paredes rachadas, o tempo não foi bom para elas.

Saí do quarto e ao olhar para fora me deparei com um corredor cheio de portas. Ao final do corredor havia uma porta meio aberta segui a passos lentos em direção a porta.

Assim que olhei para dentro da porta me deparei com uma cena horrível. Theo, o meu Theo estava deitado no chão com o estômago aberto de uma forma brutal e ao seu lado havia um transformado com o rosto encharcado de sangue.

- Theo?- Digo estupefato, andando na direção do corpo sem me importar com o zumbi que estava ao lado- Amor acorda por favor, acorda Theo, não me deixa sozinho - Imploro segurando seu rosto frio próximo ao meu. Merda! Merda! Isso não tá acontecendo, não pode estar.

No momento que sinto a pele fria do rosto de Theo a realidade parece se abater sobre mim ele se foi. E eu não pude fazer nada.

- Seu monstro! - Grito, olhando aquele ser a minha frente com todo o meu ódio- Eu vou acabar com você - Então eu tento ataca-lo mas ele desvia do golpe. Ele é rápido. Tento acerta-lo com meus socos mas, por estar cansado meus golpes não surtem qualquer efeito.

- Você vai pagar por ter matado Theo- Aproveito a chance para pegar um pedaço de madeira e avanço. Tento acerta-lo com um golpe mas ele escapa. Foi por pouco. Ele parece ter ficado irritado porque depois de meu ataque o morto vivo pega meu taco de baseball e me acerta um golpe na cabeça que me deixa sonso.

Desgraçado me atacando com a minha própria arma. Por conta do impacto começo a me sentir fraco mas, eu não posso desistir eu preciso vingar Theo. Porém eu já tinha mais forças para lutar.

- Aaarg- Ele Grita me acerta um golpe crítico que me leva a nocaute. É mais uma vez a escuridão me acolhe. Me perdoa Theo.

~💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚  ~ 💚 ~ 💚 ~ 💚 ~ 

Ao acordar tento mover meus braços mas isso mostra uma tentativa inútil já que meus braços e pernas estavam amarrados.

- Onde eu estou? Porquê eu estou amarrado? Theo realmente morreu? Não, não é possível isso pode ser algum pesadelo. Por favor Theo me acorda, não quero mais ter esse sonho- Jogo tudo que se passa em minha mente no momento para fora em formato de palavras. E ao perceber que aqui que eu havia vivido não eram nada mais que a realidade o desespero se abate sobre mim e as lágrimas voltam a correr em meu rosto.

- Perfeito Stiles, você tinha que ter a brilhante ideia de voltar não é?! Você tinha que desobedecer Scott e procurar por Theo quando todos já sabiam o que tinha acontecido- Sim eu já sabia, sabia bem no fundo do meu coração mas eu não queria admitir- Porém... Eu precisava saber e agora aqui estou eu, anda logo zumbi acaba logo comigo pelo menos assim eu posso ficar com Theo- Fecho meus olhos e só espero pelo meu fim.

Porém...Ele não fez nada. Por quê ele não fez nada? Quando abro meus olhos me deparo com os de eram de um verde intenso que me lembra muito um par de safiras-Vamos lá o que está esperando?- Digo irritado. Quando ele enfim se aproxima e faz um movimento que eu não poderia se quer imaginar. Ele me abraça. E por algum estranho motivo esse abraço consegue me acalmar.

- Mas que tipo de zumbi é você?- Questiono enquanto recebo um cafuné na cabeça. Meu Deus isso é muito estranho. Quando sinto o cheiro forte de carniça vinda dele  tento me soltar.

- Nossa! Você fede, me larga - Ele parece ter se ofendido pois me largou de forma meio bruta, me fez levantar e tirou  as amarras das minhas pernas.

- Pra onde você tá me levando?- Como resposta recebo um grunido meio emburrado. Que morto vivo estranho por que ele iria me manter vivo por tanto tempo? Ou melhor como ele consegue me manter vivo? Os transformados deveriam ter uma fome insaciável por entranhas e cérebros, eles não deveriam ser capazes de  resistir.

Quando enfim o Sr. Z,foi como resolvi chamá-lo, parou de me arrastar  percebi que estávamos na porta dos fundos. Assim que ele encostou na maçaneta ouço um barulho de grunido vindos da porta da frente.

De repente a porta da sala é arremessada  e vários companheiros do Sr. Z invadem a casa e correm em minha direção. Então do nada eu escuto o estrondo do tiro de uma pistola quando olho para o lado vejo o Sr. Z segurando uma pistola e atirando na direção dos outros tarnsformados.

Ele tinha uma mira muito boa e eu fiquei estupefato com a cena que estava presenciando um zumbi atirando em outro zumbi para proteger um vivo. Eu iria aproveitar a chance pra fugir já que ele estava ocupado segurando os zumbis no corredor porém assim que encostei minhas mãos na maçaneta o som de tiros se encerrou é uma mão encostou em meu ombro.

Quando viro meu olhar para trás vejo uma pilha de corpos estendidos no chão. Sei que não deveria ficar impressionado com o ser que tirou a vida do amor da minha vida mas não tinha como não se impressionar.

O Sr. Z então abre a porta e me puxa pelas amarras é algo inacreditável aconteceu- Va...mos...

Ele falou o zumbi que atira em outros zumbis falou. É Stiles dessa vez você se superou.


Notas Finais


Vejo vocês na próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...