1. Spirit Fanfics >
  2. O Final Feliz Que Nos Roubaram >
  3. Capítulo único

História O Final Feliz Que Nos Roubaram - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente essa não é minha primeira história, mas é minha primeira oneshot e a primeira nesse perfil, eu tenho muito orgulho dessa história pois a inspiração para ela veio do nada e eu achei muito legal só com o rascunho do começo. Mas infelizmente eu tive muitas dúvidas sobre, eu realmente não sabia como iria desenvolver isso, como seria e etc, foi muito difícil pois eu tenho essa história a anos já KKKKKKK mas eu finalmente consegui deixá-la do jeito que eu queria, bom na medida do possível já que eu não sou uma GRANDE autora, mas considero que está em uma boa qualidade e espero que vocês achem isso também, não vou mentir uma das minhas maiores inseguranças como autora é o hot e eu me esforcei para escrever esse, mas não sei se irão gostar espero que sim KKKKKK mas se não gostarem fiquem cientes de que eu avisei e tentei, talvez melhore com o tempo.

Se vc leu até aqui muito obrigada por dar uma chance a minha história e eu espero verdadeiramente não te decepcionar, boa leitura!
Xoxo!

O meu twitter é: @afetoparrilla

Capítulo 1 - Capítulo único


P.O.V Regina Mills:

"Você é o meu futuro Regina".

Essas palavras se repitam na minha mente, ele tinha acabado de me dizer aquilo e agora um de nós estava prestes a morrer... Isso é tão injusto, quer dizer, eu sei que fiz muitas coisas erradas, mas pela primeira vez senti que seria feliz senti que teria o meu final feliz com o meu filho, com a minha irmã, com meu amor verdadeiro e o filho dele. Desde que voltamos do submundo eu decidi confiar em Zelena e decidi aceita-la como minha irmã assim como sei que ela me aceitou, eu decidi respeitar o amor dela pelo Hades porque verdadeiramente achei que ele mudaria por ela, mas vejo que estava enganada e mais vejo que tudo novamente irá acabar mal para mim como sempre, Rumple estava certo os vilões não tem finais felizes e eu como a famosa Evil Queen nunca teria o meu.

Tínhamos entrado na prefeitura para resgatar a filha da minha irmã com Robin e nesse exato momento Hades estava apontando o cristal que poderia matar e destroçar a alma de qualquer um para mim e eu só conseguia pensar que seria meu fim, tentei convencê-lo de que se ele fizesse isso Zelena nunca iria o perdoar.

Regina: Hades pare isso não vale a pena. Se você me matar perderá Zelena para sempre.

Eu disse tentando colocar algum juízo na cabeça dele e tentando evitar que ele me matasse.

Hades: Só se ela descobrir e isso - Ele levantou o cristal que tinha nas mãos - não vai te matar... Vai fazer você sumir, sem submundo, sem lugar melhor, em um minuto você existe e no outro... Não existe mais. É isso que você ganha por tentar colocar a Zelena contra mim.

Robin: Foi ideia minha entrar aqui. Use isso em mim. Deixe ela ir embora.

Hades estava irredutível, então Robin disse isso tentando me proteger, Deus isso era tão... Ele morreria por mim? Eu estou sem palavras para descrever, quer dizer esse é o melhor tipo de declaração. Se saíssemos vivos dali eu diria mil vezes que o amo, já que não tínhamos tido essa oportunidade ainda. Apesar de emocionada eu fiquei preocupada, eu não sabia o que era pior morrer ou ver Robin morrer diante dos meus olhos, sem poder fazer nada.

Hades: Há, sinto muito, primeiro as damas.

Hades disse isso e apontou o Cristal do Olimpo para mim, eu fiquei paralisada, sabe aquele momento que você está prestes a morrer e toda sua vida passa diante de você, eu estava paralisada até que vejo um vulto se mechendo e indo até a minha frente, depois de segundos que pareceram décadas eu entendi que esse vulto era Robin, ele queria me proteger, ele morreria por mim, eu também morreria por ele com toda certeza e só nesse momento eu me toquei que perder ele seria muito pior do que morrer, eu preferia a morte. No momento em que eu estava pensando no que fazer para impedi-lo e tive a certeza de que Robin morreria e eu morreria logo depois, ou ao contrário a ordem não importava nesse momento, eu tinha que fazer alguma coisa, eu tinha que impedir.

Quando ele iria acionar o cristal, eu escutei um grito que na hora eu não consegui assimilar.

Zelena: Regina! Hades! O que está acontecendo aqui?

Zelena entrou gritando e nesse momento foi como se o ar tivesse voltado aos meus pulmões, eu e Robin não iríamos morrer, pelo menos não agora, não naquele dia.

Regina: Hades está tentando me matar.

Constatei entrando na frente de Robin se algo iria acontecer tinha que ser comigo e não com ele, ele era inocente e bom demais para ter a alma destroçada.

Hades: Ela disse que te mataria, eu tinha que fazer alguma coisa, tinha que impedí-la.

Zelena olhou para Robin e para mim com uma expressão de choque.

Regina: É mentira!

Eu praticamente gritei, mas o que eu estava pensando afinal? Talvez ela acreditasse nele, talvez eu e Robin iríamos morrer de qualquer forma, seria mais fácil assim, seria melhor para ela e outra coisa... Por que ela acreditaria em mim? Nós tínhamos acabado de nos entender, ela tentou me matar várias vezes na cabeça dela talvez eu teria motivos para mata-la, provavelmente ela acreditaria em Hades e iríamos ficar sem saída.

Após a minha fala, Zelena me respondeu comprovando o que eu pensava.

Zelena: Será? Porque acabei de encontrar Emma e encontrei isso.

Ela disse levantando uma página do livro com uma foto do cristal que Hades segurava e que estava explicando como matar ele.

Zelena: Você queria mata-lo!

Regina: Estava tentando proteger você.

Robin: Zelena por favor escute a sua irmã.

Robin finalmente se manifestou, acho que ele demorou mais que eu para se recuperar do choque, apesar de que eu ainda estava em choque.

Zelena: Cale-se! Essa conversa não envolve você.

Robin iria a responder, mas eu o interrompi, naquele momento só eu poderia convencê-la.

Regina: Zelena por favor acredite em mim, Hades está mentindo desde que o coração dele começou a bater.

Zelena: É verdade o que eles disseram? Você prendeu eles no submundo?

Ela perguntou para Hades e ele a respondeu:

Hades: Eu fiz isso por você! Para não termos que machucar ninguém, eles ficariam lá, mas agora eles estão aqui e o único jeito de ficarmos seguros é usar esse poder, para criarmos um novo reino, o nosso reino!

Eles começaram uma discussão pelo jeito iria durar um pouco mais, mas o importante é que Zelena parecia começar a acreditar em mim, nem que fosse só um pouco. Robin me abraçou por trás e nesse momento eu me senti aliviada mais segura, ele tinha esse poder sobre mim, mas de qualquer forma o meu medo não passava, ela parecia confusa, mas a qualquer momento ela poderia mudar de ideia e se juntar a ele para nos matar.

Zelena: Não podemos apenas ser felizes juntos? Porque precisamos de um reino?

Hades: Quero me vingar das famílias que nunca acreditaram em nós. Lembre-se do que eu lhe disse, não existe vingança melhor...

Ele começou a dizer e ela completou:

Zelena: Do que ter tudo.

Robin me largou e nesse momento meu coração acelerou, ele correu até Hades e o derrubou, por consequência Hades largou o cristal também, eu e Robin corremos para pegar, mas Zelena estava mais próxima e o pegou, de novo me veio aquela sensação, medo, insegurança e impotência.

Eu por instinto dei um passo para trás e Robin logo veio ao meu lado e segurou minha mão novamente, eu estava sentindo medo de perde-lo eu odiava sentir esse medo, eu não queria sentir aquilo nunca mais, ele me olhou nos olhos finalmente eu pude olhar seus olhos aquilo me acalmava tanto seus olhos azuis por muito tempo foram meu refúgio, nós tínhamos uma conexão, conseguiamos conversar apenas por olhares e ali naquela troca de olhares tão intensa eu pensei que aquela poderia ser a última vez e então ele sussurrou um: "vai ficar tudo bem, eu estou aqui". Meus olhos encheram de lágrimas e eu apertei a mão dele ainda mais e minha mente gritava: "Por quanto tempo? Por quanto tempo nós vamos estar aqui Robin?". Mas eu preferi não dizer nada, apenas apertei sua mão.

Zelena com o cristal na mão nos olhou, olhou para Robin e para mim e depois olhou para as nossas mãos de uma maneira tão triste e aí ela encarou Hades, eu não a julgaria se ela me matasse, provavelmente se minha alma não fosse destroçada e eu morresse naquele momento o céu eu não encontraria, afinal fiz mais coisas ruins do que boas então uma alma destroçada seria o meu melhor jeito de morrer naquele momento, ela queria ser amada, ela queria ser feliz se ela me matasse naquele momento eu realmente entenderia, mas eu nunca a perdoaria se ela fizesse alguma coisa com Robin, com ele não, ele não merecia isso, ele merecia mais.

Ela parecia insegura sobre que decisão tomar, então Hades disse tentando a persuadir:

Hades: Vai enfrente... Use. Acabe com ela.

Regina: Zelena, eu acredito em você. Eu te defendi quando ninguém mais te defendia e eu queria muito que você encontrasse o amor, mas as vezes o amor nos deixa cego. Hades já tentou me matar.

Eu dizia enquanto ela olhava para o cristal e parecia pensar e então ele me interrompeu.

Hades: Ela está mentindo.

Eu realmente não sabia o que dizer, ela simplesmente tinha que acreditar em mim, eu não tinha mais argumentos a minha mente estava cercada de pensamentos horríveis medo, eu não conseguia pensar no que dizer. E então Robin disse:

Robin: Zelena... Me escute, se você quer fazer algo com Regina, faça comigo, eu morreria por ela, morreria quantas vezes fossem necessárias, porque eu a amo. E o amor verdadeiro é isso... É sacrifício. É você abrir mão de tudo pela pessoa que você ama, mas Hades não vai abrir mão de nada por você, como ele disse ele quer tudo.

Eu não conseguia me segurar, eu estava chorando loucamente, as lágrimas saiam dos meus olhos sem nenhum freio, não era assim que eu esperava o momento que Robin ia dizer que me amava, não era para ser assim, tinha que ser diferente tinha que ser um momento de alegria.

Hades: Não ouça o que ele está dizendo, ele não acha que você merece ser feliz. Ele não se importa com você, ele só quer a sua irmã, é tudo para ela, veja esse escritório, veja essa cidade... Tudo isso era dela, quando você não tinha nada! Lembra?

Zelena: É claro que eu lembro!

Pronto acabou, esse é o final da minha vida com Robin, isso não é justo, nossas histórias foi tão curta.

Hades: Você só precisa mata-la... Para ter tudo que sempre quis.

Zelena levantou e apontou o cristal em minha direção, pronto esse é o fim de Regina Mills, essa é a história que o meu filho vai contar para os meus netos.

Hades: Vá enfrente. Se não fizer isso, eu vou fazer.

Zelena chorava e apontava o cristal em minha direção, Robin ia se posicionar mais uma vez na minha frente, mas eu sussurrei: "Não, por favor não faça isso". Ele parou ao meu lado e ficou me olhando até que Zelena continuou:

Zelena: Tudo que eu sempre quis foi amor. Você me disse que isso seria suficiente para você. Mas agora... - Ela disse a primeira parte se referindo a Hades e quando disse as duas últimas palavras acendeu o cristal - Eu sei que nunca vai ser!

Ela gritou a última parte e eu me encolhi por consequência Robin me abraçou, quando me dei conta não tinha acontecido nada comigo, olhei para Robin e ele aparentemente estava inteiro, até que escutei um grito vindo de Hades:

Hades: Zelena!

Ele gritou o nome dela e virou uma fumaça, foi tão estranho, mas o que importava é que ela tinha escolhido a mim, minha irmã tinha escolhido a mim e tinha escolhido o bem, eu nunca tive tanto orgulho dela. Ela ficou em choque ao ver Hades virar fumaça e depois cinzas e começou a chorar parada no mesmo local com as mãos no rosto.

Eu me virei de frente para Robin e nós nos abraçamos fortemente por conta do choque e do atual medo de perdermos um ao outro, eu também estava chorando ainda pelo recente medo de tudo que aconteceu e então ele me abraçou forte, beijou meus cabelos e disse:

Robin: Eii está tudo bem... Já passou.

Regina: É que... É... Eu...

Robin: Eu sei, eu sei meu amor, eu também. Mas agora uma pessoa precisa mais de você do que eu.

Ele disse levando seu olhar a Zelena que se encontrava no chão ao lado das cinzas de Hades chorando, eu concordei e fui até ela. Coloquei uma mão no ombro dela e ela segurou minha mão, eu apenas disse:

Regina: Obrigada, obrigada por acreditar em mim.

Eu disse ainda chorando por conta do recente choque, ela me abraçou e disse:

Zelena: Eiii você é minha irmã.

Nós continuamos abraçadas e chorando, Robin pegou sua filha no colo e ficamos ali por mais um tempo. Zelena estava muito mal, apesar dele não merecer ela realmente o amava e ver a minha irmã assim me machucava muito. Para consola-lá eu e Robin recolhemos as cinzas de Hades enquanto ela segurava a menina (sua filha) e se acalmava, nós combinamos que apesar de tudo faríamos um enterro maravilhoso para Hades. Após sairmos da prefeitura informamos a todos que Hades já havia sido morto e que estava tudo bem, que todos finalmente podiam voltar a ser felizes, por quanto tempo eu não sei, mas eu esperava que não tivesse nenhuma nova ameça, chega de vilões e problemas.

Enquanto todos em storybrook estavam comemorando no Granny's, nós decidimos ir para a minha casa onde Robin poderia cuidar das crianças e eu poderia consolar minha irmã. Durante o caminho eu só conseguia pensar no medo que eu senti de morrer e o principal de perder o amor da minha vida, eu não saberia viver sem Robin. Tudo bem que eu já havia perdido Daniel, mas eu sabia que a dor da perda de Robin seria mil vezes pior, pois o meu amor era mil vezes maior.Eu também pensei muito sobre o quanto eu era sortuda apesar de tudo que eu passei e todas as dificuldades, hoje eu estava ao lado da minha família e estava feliz na medida do possível, essa quase morte me fez pensar muito a vida me deu mais uma chance e eu não iria desperdiçar seria feliz ao lado do amor da minha vida com os meu filho, os deles e a minha irmã.

Finalmente uma família talvez não seja aquelas famílias perfeitas de comercial de margarina, mas era a família que eu tinha e eu os amava.

Chegando em casa Robin subiu para colocar Roland e Margot no quarto, Henry estava com Emma no Granny's, Zelena se sentou no sofá e desabou durante o caminho inteiro ela não havia derramado uma lágrima, agora estava colocando tudo pra fora e devo confessar que eu não sabia como agir. Fui até a cozinha e busquei uma água com açúcar para ela.

Regina: Toma, vai te ajudar a se acalmar.

Zelena: Obrigada.
Ela disse pegando o copo e bebendo um pouco.

Regina: Zel eu tenho um pouco de noção do que você está passando, você deve se lembrar que eu perdi Daniel, – ela assentiu com a cabeça – mas eu não posso dizer que sei exatamente o que você está sentindo porque cada um absorve de uma forma. Mas eu posso te dizer que vai passar e você vai encontrar alguém que te mereça verdadeiramente não que você precise, mas fique sabendo que sempre quando você precisar eu vou estar aqui ao seu lado.

Zelena: Obrigada Sis, eu sou forte vai passar. Eu já passei por coisa pior.
Disse ela forçando um sorriso enquanto lágrimas desciam dos seus olhos.

Regina: Você não precisa ser forte o tempo inteiro, não comigo e sobre essas coisas você nunca mais vai precisar passar por nada sozinha.

Ela nada respondeu simplesmente me abraçou e começou a chorar novamente, até que...

Robin: As crianças dormiram.

Regina: A que bom, já estava na hora. – Eu disse enquanto me separava do abraço de Zelena e a ajudava a secar as lágrimas. – O que acha de irmos dormir também sis?

Zelena: Pode ser, mas onde eu vou dormir?

Regina: Você pode dormir comigo hoje acho que você vai precisar, amanhã irei arrumar o quarto de hóspedes pra você e você pode decorar como você quiser pois ele será seu.

Zelena: Okay, mas e o Robin?

Regina: Você se importa meu amor?

Robin: Claro que não meu anjo, sua irmã precisa de você mais do que eu. Eu posso dormir com Roland naquele quarto que você fez pra ele.

Regina: Obrigada, você é perfeito.
Nós demos um selinho e ele subiu para o andar de cima, logo atrás fomos eu e Zelena em direção ao meu quarto.

Quando entramos ela disse:

Zelena: Não sei se vou conseguir dormir.

Regina: Vai sim, você precisa descansar amanhã vai ser um dia longo.

Eu me sentei na cama e encostei na cabeceira, minha irmã se deitou com a cabeça no meu colo e chorou enquanto eu comecei a fazer carinho no seu cabelo e sussurrar que tudo iria ficar bem até que ela pegou no sono.

Eu comecei a refletir sobre tudo que aconteceu, mal tinha processado tudo isso. Zelena tinha sacrificado o amor dela para me salvar, tudo bem que ele não valia muita coisa mas ela o amava, sabia o quanto estava doendo e seria a irmã que ela precisava nesse momento. Refleti sobre muita coisa hoje, parece que a quase morte faz isso com a gente e no dia seguinte eu precisaria ter uma conversa muito séria com Robin.

NO DIA SEGUINTE:

Decidimos fazer um enterro para Hades de última hora eu e Zelena deixamos tudo do jeito que ela queria com a magia e por incrível que pareça boa parte de Storybrook foi ao enterro, enquanto isso Robin ficou em casa com as crianças.

Quando Zelena foi levar a última rosa ao túmulo do falecido Swan sussurrou ao meu lado:

Emma: Eu não me sinto muito confortável em derramar lágrimas por alguém que tentou nos matar.

Regina: Senhorita Swan nós não precisamos das suas lágrimas e estamos aqui por Zelena que salvou não só a minha vida como a de todos e não por ele. Espero que mantenha o respeito pela dor da minha irmã.
Sussurrei de volta.

Emma: Okay... Desculpa.

Após o enterro Killian reapareceu vivo o que não me surpreendeu, vazo ruim não quebra, mas eu fiquei feliz por Swan não ter pedido o homem que ela ama mesmo que seja esse pirata arrogante. Fomos para a minha casa com Henry que decidiu que precisava ficar comigo e com a tia dele, meu filho já é um homenzinho meu deus.

Enquanto entravamos em casa eu perguntei:

Regina: Tem certeza que você está bem?

Zelena: Estou bem sim, na medida do possível.

Entramos em casa e encontramos Robin sentado brincando de brinquedo de montar com as crianças, não pude evitar de sorrir eu realmente parecia uma boba apaixonada. Ele só percebeu nossa chegada porque Roland viu Henry e correu em direção a ele.

Roland: Henryyyyy.
Ele gritou indo em direção ao meu filho e o abraçando, eu sempre amei a conexão que esses dois tinham eles realmente pareciam irmãos.

Robin: Oi vocês chegaram – Robin se aproximou e me deu um selinho – como você está Zelena?

Zelena: Estou bem obrigada, eu só preciso de um tempo com a minha filhota e com os meus sobrinhos para estar 100% novamente.

Regina: Eles são todos seus, pode aproveitar Sis não tem nada melhor que carinho dessas crianças, mas lembre-se de que daqui a pouco eles tem que dormir.

Robin: Isso é verdade. Bom Regina, eu acho que nós precisamos conversar.

Regina: Sim, acho que sim. Vamos ao meu quarto.

Robin: Okay.

Eu devo confessar que estava um tanto ansiosa para essa conversa não sabia se Robin queria dizer a mesma coisa que eu, mas esperava que sim.
Entramos no quarto e nós dissemos ao mesmo tempo:

Regina e Robin: Bom, eu...

Nós sorrimos pela coincidência e eu pedi que ele falasse primeiro.

Robin: Regina após a experiência que tivemos ontem eu tive muito tempo para pensar, desde a primeira vez que nós nos vimos eu sabia que era você e a um bom tempo eu sei que eu te amo – eu o interrompi por um segundo para dizer que também o amava–, mas só ontem quando eu pensei que iria te perder eu tive noção da imensidão desse amor, do quanto ele é grande e isso me deu coragem de fazer uma coisa que eu tenho vontade de fazer a muito tempo – ele disse e tirou uma caixinha de joalheria do bolso, meu Deus ele realmente iria fazer aquilo?  Robin se ajoelhou no chão e disse: – Regina Mills eu te amo e tenho a total certeza de que você é a mulher da minha vida e eu sei que não estamos juntos a tanto tempo, mas tenho certeza de que eu quero ter você ao meu lado pro resto da minha vida espero que você também tenha essa certeza e se tiver será que você me daria a honra de se tornar minha esposa?

Eu simplesmente travei, não estava esperando por aquilo, eu estava planejando chamar Robin e Roland para morar comigo definitivamente já que eles passavam mais tempo em aqui casa do que no acampamento, mas eu juro que não pensei em casar mesmo. Era óbvio que eu queria, mas não imaginei nem nos meus melhores sonhos isso.

Robin: Olha você pode negar se você achar que não está na hora, eu posso esperar você se sentir pronta e...

Eu o interrompi e disse:

Regina: Aí meu Deus Robin é claro que eu aceito, eu só não estava esperando. Como você pode pensar que eu diria não? –Ele deu de ombros, como quem dizia "vai saber né?"– Sim, sim, sim mil vezes sim.

Ele coloco o anel que estava na caixinha no meu dedo e eu pulei nos braços dele e nós nos abraçamos por um tempo até que nos beijamos um beijo lento e suave, cheio de amor e promessas, nos afastamos por centímetros para olharmos um nos olhos do outro, eu amava como nós nos olhavamos e a conexão que tínhamos, só nós, azul e castanho e o mar de emoções que nós não conseguíamos transmitir  em palavras, mas conseguíamos passar toda essa emoção em olhares que só nós conseguíamos entender.

Após um tempo deitados juntos trocando beijos, carícias e olhares apaixonados Robin pegou minha mão na qual se encontrava o anel e disse:

P.O.V REGINA MILLS OFF.

P.O.V ROBIN HOOD ON:

Robin: Quando iremos contar para todos?

Regina: Não sei, não temos porque esconder, mas talvez não seja um bom momento para contar Zelena ainda está mal apesar de não demonstrar muito, talvez ela pense que não estamos tendo empatia pela dor dela.

Robin: Okay eu concordo talvez seja melhor esperar um pouco apesar de eu querer sair gritando para todos que eu sou noivo da mulher mais linda de Storybrook.

Regina: Só de Storybrook é?
Regina perguntou fazendo tipo e eu respondi:

Robin: Não, não só de Storybrook do mundo todo, uma verdadeira deusa grega.

Eu me aproximei e a beijei intensamente, mas ela parou o beijo para dizer:

Regina: Você está exagerando.

Robin: Não, não estou, você perfeita e eu amo você.
Respondi.

Regina: Eu também amo você meu noivo.
Não sei dizer o porquê mas senti um frio na barriga quando ela disse as palavras "meu noivo".

Robin: Minha noiva.

E novamente nós começamos a nós beijar, nossas línguas travavam um guerra em que não existia campeão só o que importava era o simples prazer de termos um ao outro. Eu podia sentir o cheiro, o sabor e a delicadeza de sua pele, mas nada disso parecia suficiente. Nossos beijos se tornaram mais profundos, nossos toques eram suaves e selvagens ao mesmo tempo passei as mãos em volta do seu corpo em todas as partes, como se tivesse a necessidade de tocar todas as partes eu verdadeiramente amava aquela mulher. Nós nos despimos  aos poucos e fomos experimentando cada parte dos corpos já conhecidos pelos dois, com seu corpo agarrado ao meu entre os lençóis e recebendo tudo que eu tinha para dar, o resto do mundo parecia não mais existir para mim. Seu cheiro e sons preenchiam meu cérebro, me fazendo estocar mais forte e selvagem. Ela estava ensopada em todas as partes: a pele no exterior e a carne no interior, macia e sugando-me mais fundo. Suas pernas envolveram minha cintura e ela me virou, rindo, cavalgando meu corpo com suas costas arqueadas e a cabeça jogada para trás. Sua pele brilhava e eu me sentei debaixo dela, precisando
sentir o raspar de seus seios contra meu peito enquanto ela subia e descia. Empurrei-a para trás novamente, ficando mais uma vez por cima, agora com suas pernas apoiadas em meus ombros e sua boca tremendo enquanto ela tentava encontrar palavras. Suas unhas cravaram em minhas costas e ela sussurrava em meu ouvido pedindo por mais e mais forte, até que ela atingiu seu ápice e eu logo em seguida. E novamente os olhares voltaram em uma intensidade ainda maior por todo amor e clima que tínhamos compartilhado, ela sussurrou que me amava e eu disse que também a amava e dormimos ali juntos e abraçados. Mas uma certeza tínhamos nós iríamos finalmente ser felizes e ela iria ter tudo que sempre mereceu, um final feliz, uma família e tudo mais.


Notas Finais


Por favor se você gostou da história favorite e comente e se puder fazer críticas construtivas lá no meu tt @afetoparrilla, serão muito bem aceitas. Obrigada por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...