1. Spirit Fanfics >
  2. O Florescer do Girassol >
  3. Só amigos

História O Florescer do Girassol - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiiiii, tudo bem com vocês?
Bom, espero que sim... Caso não esteja, tomara que as coisas melhorem.

Minha inspiração finalmente voltou kkkkkk espero que gostem do capítulo, me diverti escrevendo ele, então acho que também vão se divertir lendo kkkkk
Boa leitura! :)

Capítulo 10 - Só amigos


Himawari sai do banheiro, enrolada em sua toalha branca, entrando em seu quarto e abrindo a porta do seu guarda-roupa, pegando uma saia e uma camiseta, deixando eles encima da cama. "Quem será que o Shikadai vai chamar para ir com a gente?", pergunta Himawari para sí mesma, enquanto se arruma, passando hidratante pelo corpo, desodorante nas axilas, um pouco de perfume no pescoço e calçando um par de sapatilhas.


— Filha, chegaram! — Avisa Hinata, indo abrir a porta do quarto da filha.


— Ah, fala que ainda não terminei. — Himawari ainda estava passando a escova pelos seus cabelos.


— Tudo bem. — Hinata olha para a filha e dá um sorriso antes de ir avisar os amigos de Hima. — Tá linda, hein.


— Obrigada, mãe. — Hima sorri para a mais velha, vendo a mãe saindo e continuando a pentear seus longos cabelos negros.


— Ela tá terminando de arrumar o cabelo. — Avisa Hinata.


— Ah, tudo bem. — Diz Shikadai sentado ao lado de mais três amigos no sofá.


— Mulher só sabe se atrasar mesmo. — Comenta Kawaki, revirando os olhos.


— Fica falando demais, Kawaki. — Chocho direciona um olhar assassino para o namorado.


— Mas isso é verdade, Chocho. — Fala Metal Lee, soltando uma leve risada em seguida.


— Tudo bem mesmo? — Pergunta Hinata.


— Sim, o Kawaki só tá brincando. — Shikadai dá um sorriso sem graça.


— Ah, sim. — Hinata se retira, caminhando para o seu quarto.


— Sorte sua que a gente tá na casa dos outros… Se não, você ia ver só, senhor Kawaki. — Chocho cruza os braços, suspirando profundamente.


— Começou… — Shikadai coloca uma das mãos sobre o próprio rosto.


— Melhor a gente ficar quieto, Shikadai. Vai que sobra pra gente. — Sussurra Metal Lee para o amigo.


— Eu ainda posso ouvir vocês! — Diz Chocho, olhando Shikadai e Metal Lee.


— Calma aí, Chocho. — Diz Kawaki, colocando uma das mãos sobre o ombro da namorada.


— Eu tô calma! — Fala em um tom de voz mais alto, se virando para Kawaki com um olhar furioso, fazendo com que o moreno rapidamente tirasse sua mão do ombro da mulher.


— Podemos ir? — Hima chega na sala, agora estando mais do que pronta para sair.


— Cla-claro. — Shikadai se impressiona com a beleza da morena, falando com a voz trêmula.


— Não se entrega assim, Shika. — Lee ri levemente, falando o mais baixo possível para que Himawari não conseguisse perceber.


— Mãe, Pai, a gente já tá indo! — Avisa Himawari, falando alto o suficiente para que os dois escutassem do quarto.


— Tchau, tomem cuidado! — Responde Hinata do quarto.


— Não volta muito tarde! — Diz Naruto.


— Pode deixar! — Fala Himawari enquanto abre a porta da sala para que ela e os amigos pudessem sair.


Chegando no cinema, eles compram ingressos, pipoca e refrigerante para assistir ao filme – Coringa  – e entram na sala. Himawari não gostava muito de ser interrompida enquanto assistia, então decidiu se sentar um pouco mais distante dos seus amigos, como ela mesmo costumava dizer, eles pareciam um bando de animais – e realmente, eles pareciam um bando de animais mesmo.


Kawaki sempre iria fazer algum comentário idiota, fazendo Chocho ficar furiosa, o que levaria a Metal Lee começar a rir dos dois, enquanto o Shikadai… Só ia tentar prestar atenção na tela de cinema em sua frente, mas com seus amigos atrapalhando seria impossível. "Sorte que escapei deles", diz Hima para sí mesma.


— Esqueceu que sou filho do Shikamaru? Não sou tão burro a ponto de ficar junto daqueles doidos. — Comenta Shikadai, indo se sentar na poltrona ao lado de Himawari.


— Acho que esqueci. — Fala rindo.


— Vê se fica quieta, hein. — Diz Shikadai brincando e olhando para o telão, os trailers de algumas outras produções cinematográficas já tinham começado a passar.


— Me respeita. — Hima ri, começando a comer sua pipoca e olhando fixamente para Shikadai por alguns segundos, mas logo direcionando seu olhar para a tela de cinema.


O tempo passa e a pipoca de Himawari acaba, – isso por que o filme não estava nem na metade! – fazendo a morena cutucar Shikadai para pedir sua pipoca.


— Shikadai. Shikadai. Shikadai. — Repete seu nome enquanto cutuca seu ombro ao mesmo tempo.


– O que foi, Hima? Não falei pra ficar quieta? — O moreno olha para ela, vendo que Himawari fazia uma expressão fofa, sorrindo de forma meiga para Shikadai, – algo que provavelmente veio direto do DNA de Hinata – "hipnotizando" o Nara por alguns segundos.


— Pode dividir sua pipoca comigo? A minha acabou. — Diz ainda com aquela expressão fofa, fazendo com que fosse impossível para Shikadai negar o pedido, entregando seu balde de pipoca para ela.


— Pega, eu nem gosto muito de pipoca. — Shikadai sorri para a morena.


— Obrigada. — Ela retribui o sorriso, podendo finalmente voltar a comer pipoca.


— De nada. — Shikadai volta seu olhar para o filme. "Estão só vocês dois no cinema e você não faz nada?" fala o Nara para ele mesmo.


"O Shikadai é tão legal. Ah, mas às vezes ele é um idiota... E um tarado compulsivo também!" ri sozinha, voltando sua atenção para o filme.


Depois de dezenas de minutos, o filme acaba, fazendo com que Himawari, Shikadai, Chocho, Kawaki e Metal Lee se levantar de suas poltronas e se retirar da sala de cinema. O grupo de cinco pessoas caminhavam entre as ruas de Konohagakure, indo na direção de suas respectivas casas.


— Gostou do filme, Hima? — Questiona Shikadai.


— Sim, mas nem é tudo aquilo que você falou. — Brinca a morena, ela sabia que Shikadai gostava muito daquele personagem.


— Vai falar que aquelas suas séries são melhores? — Ironiza Shikadai.


— Fala mal de Grey's Anatomy não. — Fala Chocho, em seguida soltando uma risada.


— Viu só? Grey's é top! — A Uzumaki sorri de lado, convencida.


— O gosto de vocês que é ruim. — Shikadai revira os olhos.


— Nada a ver. — Diz Himawari.


— Tudo a ver. — Retruca Shikadai.


— Se fode, Shikadai. — Diz Chocho, tirando risadas do restante dos amigos.


— Ain. — Diz Shikadai.


— Pai. — Continua Metal Lee.


— Paraaaaaa! — Termina Himawari, fazendo eles rirem ainda mais.


— Agora a gente tem que ir, o casal tá livre pra discutir sobre o filme. — Diz Kawaki enquanto se despede de Shikadai e Himawari.


— Nós não somos um casal. — Himawari dá uma risada, mexendo em seu cabelo, ficando um pouco sem graça com o comentário de Kawaki.


— Eu vou com eles também, moro perto da casa deles. — Diz Metal Lee, também se despedindo junto de Chocho.


— Tchau! — Os dois acenam para Kawaki, Chocho e Metal Lee, voltando a caminhar na direção de suas casas.


— Tchau, casal! — Fala Metal Lee, tirando algumas risadas de Kawaki e Chocho.


—  Casal… Eles são tão idiotas, né? — Diz Himawari, olhando para Shikadai com uma expressão sem graça em sua face.


— Né. Nós somos só amigos. — Shikadai responde disfarçadamente, olhando para ela com a mesma expressão sem graça em seu rosto.


— Isso. Só amigos. — Himawari volta a olhar para frente. "Só amigos…" pensa consigo mesma.


— Só amigos. — Fala o moreno em voz baixa. "Seu idiota…".


— Bom, chegamos. — Diz Himawari, parando na frente da porta da casa de seus pais.


— Então… Até mais, né? — Shikadai dá um leve sorriso para a mais nova.


— É, até mais. — Ela sorri de volta, se aproximando dele para dar um abraço e um beijo na bochecha.


— Depois te mando mensagem. — Ele retribui o cumprimento da mesma forma.


— Não cansou de me perturbar por hoje? — Ela pergunta em tom de brincadeira enquanto tira a chave de casa da sua bolsa.


— Claro que não, chatinha. — Fala rindo.


— Acho que vou assistir minha série agora. — Himawari abre a porta e acena para o Nara, mostrando um sorriso gentil para o rapaz.


— Aquele lixo? — Ele brinca, dando um sorriso de lado, esperando por uma possível reação de fúria vinda de Himawari.


— Tchau! — Ela fecha a porta no mesmo instante que ouve aquilo, ficando nervosa com o comentário do moreno. — E não me manda mensagem! — Seu último comentário com toda certeza fez com que Shikadai seguisse todo seu caminho rindo até chegar em sua residência. 


Notas Finais


O que acharam???
Gostaram do capítulo???

Esperem pelos próximos!!! :)
E não se esqueçam de se cuidarem para não pegar o coronga vírus :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...