História O fruto de nosso amor - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Darling in the FranXX
Personagens Futoshi, Goro, Hiro, Ichigo, Ikuno, Kokoro, Miku, Mitsuru, Personagens Originais, Zero Two, Zorome
Tags Darling In The Franxx
Visualizações 75
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura darling's💙

Capítulo 3 - Lágrimas de felicidade


Fanfic / Fanfiction O fruto de nosso amor - Capítulo 3 - Lágrimas de felicidade

É de cortar o coração ve-lo com a cara no travesseiro chorando, e o pior é que eu não sei o motivo. Então nem sei por onde começar... Isso doi muito.

_ Hino..._ Fecho a porta e vou correndo até ele, o abraço por trás, ficando em cima dele._ Pode me contar o que aconteceu? Por favor. Eu quero te ajudar.

_ E-eles não te falaram?_ Hino pergunta gaguejando. Ele levantou um pouco a cabeça do travesseiro para poder falar.

_ Não, recusaram..._ Falo meio decepcionada._ Eu quero que você me fale, mas não vou ficar te forçando.

_Sai de cima de mim primeiro?_ ele me pede.

_ Oh claro!_ dou uma pequena risada e me levanto de cima dele. Ficando sentada na cama. Ele se levanta e senta ao meu lado.

_ Eles me falaram sobre meus pais._ ele começa. _ Me explicaram o motivo de eu ter chifres e tudo mais.

_ Então por que está chorando? Você não queria saber isso?_ Pergunto.

_ É que... Iori... Já imaginou nunca poder conhecer seus pais? Na verdade nem sei se posso chamar eles assim. Minha mãe e meu pai foram para o espaço, para participarem de uma batalha que ia decidir o destino da humanidade, porém não voltaram. Isso que dizer que estão mortos né? Então como eu vim parar aqui? Essa é a coisa que mais está me deixando confuso. E quando eles me mostraram uma foto dos dois... _ Ele fica um pouco quieto._ Eu reconheci eles!

_ Como?

_ Sabe essa minha suposta insônia? Então, na maioria das noites eu sonho com eles. É como se eles estivessem bem perto de mim, como se fossem reais. Parece loucura falar isso, porém é verdade. E se eu não fosse filho deles? E sim algo que surgiu como uma reencarnação da fusão dos dois ou algo do tipo?

_ Mas eles não disseram que você é filho deles? _ pergunto olhando para ele.

_ Disseram que eu poderia ser filho deles, pois tenho a mesma genética. O sangue deles correm pelas minhas veias... Estranho né? Agora explicando tudo me sinto meio bobo por ter chorado tanto...

_ Você ainda está chorando._ Falo enxugando as lagrimas que caiam._ Não fala que é bobo chorar por algo assim. Isso te deixou confuso. Não saber se seus pais biológicos estão vivos ou não... Não saber se você é realmente filho dessas pessoas que nunca viu na vida sem ser em sonhos... É realmente algo triste._ Falo com um olhar triste._ E o livro?

_ Eu não abri ainda. Eles disseram que minha mãe que o desenhou. E que ele contava a história do amor deles. Não diretamente. Mas é igual. _ ele explica.

_ Entendo. Bem, não veja isso agora. Não quero ver você chorando mais. Hoje é seu aniversário né? Tem que sorrir e aproveitar. Você já tem 16 anos, logo será um adulto. O não acho que você tem que ficar com raiva da mamãe e do papai. Lembre que mãe e pai também são aqueles que criam. E eles te criaram como se fosse um filho de sangue. Eles não quiseram te contar antes provavelmente pelo motivo de não querer ver você triste. E por que não tinham muitas provas ainda._ me levanto._ Então não guarde ódio no coração Hino. Você é uma pessoa boa, lembre disso. _ Puxo ele pelos braços fazendo ele levantar.

_ Obrigado Iori!_ Ele me agradece dando um lindo sorriso que me faz corar.

_ Baka! Vamos logo!_ saio puxando ele. No caminho da saída de casa nós nos encontramos nossa mãe. Ela olha para nós dois preocupada. Olho para Hino e ela faz um sinal com a cabeça que afirma que ele entendeu o meu olhar.

O menino pega a mais velha de surpresa e dá um abraça nela.

_ Obrigado._ Ele fala enquanto abraça ela. _ Não só por ter me contado aquilo. Obrigado por tudo. Por ser uma ótima mãe e se preocupar comigo. Ela retribui o abraço.

_ Obrigada por ser um ótimo filho!

_ Então, eu também existo!_ chamo a atenção dos dois. Eles me olham rindo e me puxam para um abraço.

_ I-chi... _ Hiro começa._ Mãe._ Ele fala, minha mãe se surpreende tanto quanto eu, fazia um bom tempo que ele não chamava ela de mãe. Assim, muito tempo mesmo._ Mãe, o ...

_ Pai?_ pergunto ajudando ele.

_ Isso, ele já foi?_ Ela dá uma pequena risada com o jeito que ele fala.

_ Ele acabou de sair de casa, se vocês correrem consegue alcança-lo.

_ Obrigado!_ Eu e Hino falamos ao mesmo tempo e saímos correndo.

Saímos de casa e fomos correndo ao encontro de nosso pai. Quando achamos ele eu fui a primeira a pular em cima dele. O mais velho estava pretes a entrar na nave para partir.

_ O que você está fazendo aqui?_ Ele pergunta meio confuso. E fica mais confuso ainda quando vê Hino.

_ Viemos nos despedir te você. O senhor saiu com tanta pressa que esqueceu de falar com um certo alguém._ Olho para Hino.

_ Hino eu...

_ Não precisa se desculpar. Eu só queria te agradecer por ter me contado aquilo. Claro que não ouvi muito o que esperava, mas um dia ou outro eu teria que ter ouvido._ Hino explica.

Eu dou um grande sorriso e puxo os dois para um grande abraço. Depois que nos despedimos direito nosso pai embarcou na nave e se foi.

[...]

Eu e Hino saímos para andar pela cidade, no caminho encontramos nossos amigos Yui e Yuka, filhos do Futoshi, e Li , Ai e Maike, filhos de Kokoro e Mitsuru, e Miza, filha de Zorome e Miku.

_ Ok ok, mas por que você tem chifres?_ Miza pergunta. Miza tem 16 anos, ela tem logos cabelos castanhos claros como de sua mãe, Miku.

_ Miza!_ Yuka chama a atenção da outra._ Yuka tem 18 anos, um ano mais velha que eu. Ela tem cabelos lisos e curtos, a cor de seu cabelo é castanho escuro, assim como seus olhos.

_ O que? Eu não me emociono igual o Yui._ Miza fala apontando para o garoto que se encontrava em lágrimas. Yui é o irmão gêmeo de Yuka. Os dois são praticamente iguais.

_ Meu Deus parece uma história de romance que vi na TV!!_ Ai comenta. Ela é a mais velha entre nós, nossos pais fazem ela ficar de olho na gente, mas ela acaba se divertindo junto. Ela é muito nossa amiga. A menina tem 23 anos, ela não é tão alta, porém não tão baixa. Tem longos cabelos num tom maio...Castanho beeeeeemmm clarinho, como se fosse um bege. Não sei explicar... Ela parece muito com sua mãe Kokoro.

_ Não liga pra eles Hino._ Maike é o terceiro filho mais velho de Kokoro e Mitsuru, ele tem 18 anos. Ele é bem parecido com o pai, mas s cor do seu cabelo é como o da mãe. Ah e ele é o melhor amigo de Hino.

_ Não tem problema. Ah os chifres? Pelo que parece minha suposta mãe biológica era uma urro-humana._ Hino explica. Logo em seguida o menino volta a tomar seu milk shake. Estamos todos andando pela cidade, paramos em uma sorveteria e compramos sorvetes e milk shakes. Agora já voltamos a andar pela cidade.

_ Urro-Humana? _ Li pergunta. Ela também é filha de Kokoro e Mitsuru, a mais nova na verdade, ela tem 13 anos. Seus cabelos são cacheados e curtos, diferente de seus irmãos ela tem o cabelo mais escuro, como o de seu pai.

_ Sabe os Urrosauros? Aprendemos sobre eles no Colégio_ Começo a explicar. _ É uma junção de Urrosauro e Humano. Ou seja, o Hino é um Urro-humano!_ Termino de explicar.

_ Que legal!_ Li da um grande sorriso de animação. Ela é a mais nova do grupo._ Ei, todos os urro-humanos são lindos como o Hino?_ Todo mundo para de andar e fica surpreendido com a pergunta dela. _ O que?

_ N-não é nada._ falo, nunca pensei que ela pensava essas coisas sobre ele. Será que é paranoia minha?

Hino dá uma leve risada e sorri:

_ Obrigado pelo elogio Li-chan.

A pequena dá um enorme sorriso:

_Só disse a verdade ue

_ Eh Hino, conquistando o coração até de pessoas mais novas._ Maike começa a rir.

_ Isso é ciúmes?_ Yui pergunta tirando sarro do amigo. Maike vira o rosto e faz bico. Todo mundo começa a rir deles.

_Vem, chegamos!!_ Li sai correndo assim que chegamos perto da grande árvore de cerejeira. A menina foi atrás da árvore.

Saímos correndo na frente, Hino não entendeu nada, por conta disso continuou andando. Quando ele deu a volta se deparou com uma grande surpresa feita por nós. Preparamos um grande piquenique.

_ Feliz aniversário!!!_ Gritamos juntos.

_ Pessoal..._ Ele parece vem surpreso.

_ Pensou que tinha-mos esquecido?_ Miza pergunta.

_ Não queremos que você fique pra baixo, mesmo falando que está tudo bem agora sabemos que ainda se sente um pouco mal._ Ai fala.

_ Então decidimos que hoje vamos te alegrar mais do que qualquer dia!!_ Li da um pulo.

Olhamos para Hino e tinha lágrimas escorrendo de seu rosto.

_ Arigato... Minna!_ Ele fecha os olhos e dá um lindo sorriso. Pelo o que parece essas são lágrimas de felicidade e não de tristeza. Todos nós pulamos para cima dele e demos um grande abraço em grupo.


Notas Finais


💙💙Beijinhos com queijinhos💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...