História O garoto da casa ao lado - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Cain, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Jericho, King, King Liones, Margaret, Meliodas, Merlin, Veronica, Zaratras
Tags Melizabeth, Tia Elli_moon
Visualizações 126
Palavras 1.574
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello Darlings!
Então né.......
͡° ͜ʖ ͡°

Capítulo 2 - Sexy


Fanfic / Fanfiction O garoto da casa ao lado - Capítulo 2 - Sexy

Acabei acordando tarde e ainda por cima com um dor de cabeça enorme, claro que optei não ir para a faculdade. Depois o professor Monspiet vai cobrar satisfação por ter faltado sua aula, algo bem raro de si acontecer. Me levantei da cama e fui direto para o banheiro, por algum motivo estava fazendo calor mais do que o normal.

Escanor deve estar aproveitando já que adora dias ensolarados

Ri com meu próprio pensamento, Escanor é um carinha super gente boa que esta apaixonado pela Merlin, uma amiga de longa data que me trata como sua irmã mais velha, embora eu seja uns anos mais nova que ela. Fiz minhas higienes e tomei um banho, demorei mais do que devia arrumando meu cabelo que mais parecia um ninho.

Sai do quarto e desci as escadas indo em direção a cozinha. Bocejei, peguei uma tigela no armário e o coloquei sobre a mesa. Peguei o leite e os pães na geladeira, ao fechar a porta da mesma, percebi que havia um bilhete possivelmente de Margaret.

"Elizabeth sua dorminhoca 

Hoje mais cedo, passei na casa de Meliodas e o convidei para tomar café da manhã aqui, ele chega as dez e meia. Trata de vestir uma roupa bem sexy com aquela lingerie preta que eu te dei no seu niver.

                                                                                              Margaret <3"

Já disse o quanto odeio Margaret? Ela vive fazendo isso, tentando me "desencalhar" de toda maneira. Uma vez ela chegou a marca um encontro com um cara totalmente desconhecido, claro que eu não fui, coitado deve ter me esperando por um bom tempo. Olhei para o relógio na parede e me espantei, faltava apenas dez minutos para ele chegar!

Arrumei rapidamente a mesa e corri de volta para meu quarto, vesti a roupa mais descente que eu tinha e passei uma maquiagem leve. Ele se assustaria com minha cara pela manhã, após me arrumar desci e o esperei sentada em uma cadeira.

Cômico não?

Pulei da cadeira ao ouvir as batidas na porta dos fundos, passei as mãos no cabelo andando a passos lentos até a porta, soltei um suspiro trêmulo e abri a porta. 

-Oi... Sua irmã tinha me convidado para tomar café da manhã aqui...

-Sim, ela me disse. Vamos entre!.

Meliodas usava uma camisa regata preta e uma calça moletom militar. Pego minha caneca no armário e vou para a mesa me sentando na cadeira em frente a Meliodas, ele ri baixinho e o encaro confusa.

-O que foi? - Pergunto enchendo a caneca com café até pela metade.

-Sua caneca é... Interessante - Ele sorri fazendo meu rosto esquentar.

Claro que é interessante!

Uma caneca branca com a foto de Todoroki Shouto sem camisa fazendo uma posse sensual enquanto faz um jesto obsceno bom a mão é incrivelmente...

INTERESSANTE!

-Bem... Verônica, minha irmã mais velha, me deu de presente de aniversário - Hesitei tomando um gole do liquido escuro.

-Você com certeza deve ter amado.

-b-bem...

-Não se preocupe -Ele sorriu e se enclinou sobre a mesa - Eu tenho várias garrafas com fotos da Tsunade e  a Asuna.

Não pude evitar de rir, o encarei por alguns instantes e sorri. Conversamos por mais alguns minutos e ele foi embora dizendo que devia terminar de arrumar algumas coisas e que tinha de cortar a grama do quintal. Peguei as louças sujas e as coloquei na pia, iria lavar depois. Segui até a sala e me sentei no sofá, chamei Hawk e o pequeno labrador preto vem correndo pulando no e em seguida para meu colo.

- O que quer assistir? - Encarei o filhote deitando em meu colo - O que acha de um filme? Thor Ragnarok ?

O pequeno me encarou e latiu, sorri e coloquei em um canal do Telecine. Me aconcheguei entre as almofadas esperando o filme começar.


(....)


- Hawk, mamãe precisa ir a cozinha - Acordei o cachorro e o coloquei em cima de uma almofada branca.

Me levantei do sofá indo até a cozinha enquanto esticava as costas, me assustei com o estalo alto e ri em seguida. Peguei uma garrafinha na geladeira e bebi um gole enquanto pegava uma fruta na mesa, um som alto me chamou a atenção e andei a passos lentos até a janela. Arregalei os olhos ao ver Meliodas cortando a grama do jardim de trás.


Muita coragem fazer isso em um dia como esse.


Derrepente ele parou, parecia ofegante. O suor escorrendo por seu rosto e braços, passou a mão nos cabelos jogando-os para trás. Ele levou as mãos até a barra da blusa levantando-a e céus que pecado, o peitoral bem trabalhado com certo brilho pelo suor prendeu minha atenção. Rapidamente sai de perto da janela e cobri o rosto com as mãos.

Que merda foi essa? Nunca imaginei que meu vizinho fosse tão sexy. Droga, recomponha-se Elizabeth, respirei fundo e voltei para sala, Hawk pulava animado no sofá cinza e ao meu ver parou. Passou por entre minhas pernas quase me fazendo cair.

- Hawk! Não faça isso! - Briguei com ele e em seguida o peguei em meu colo - Guarda um segredo?

Me sentei no sofá e fiz o labrador me encarar.

- Sabe o vizinho novo? O Meliodas? - Falei e recebi um latido em resposta - Ele é muito bonito - Sussurei com o rosto vermelho.

Hawk latiu e começou a pular do meu colo para o sofá várias vezes seguidas e sorri pegando ele de o colocando no chão. Claro, ele ficava assim quando queria sair.

- Vá pegar sua coleira, vou trocar de roupa para podermos passear.

Subi para meu quarto e peguei uma blusa preta da Supreme e um short cintura alta e meu inseparável all star preto. Após me vestir, prendi meu cabelo em um rabo de cavalo e peguei meu boné que estava na porta. Desci rapidamente as escadas e Hawk já estava na porta com a coleira preta na boca.

- Esta animado? - O pequeno latiu assim que abri a porta e ele saiu em disparada para fora - Hawk!

Fechei a porta e peguei em sua correia antes que ele fosse longe de mais, com cuidado, o puxei de perto da rua e sinalizei com a mão para que andasse pela calçada.

- Elizabeth! Passeando com seu cachorro? - Meliodas acenou para mim e arregalei os olhos ao perceber que ainda estava sem a sua blusa.

-Si-sim, é que ele estava um pouco inquieto então resolvi sair um pouco - Baixei o olhar para minha mão que segurava no correia cinza.

- Bem, aconteceu algo? - Perguntou e levantei o olhar encarando suas orbes esmeraldas.

-Não, por quê? - Franzi a testa confusa.

- É que quando eu estava cortando a grama, percebi que você estava me olhando - Sorriu colocando as mãos no bolso da calça.

-É... - Meu rosto queimou e minhas mãos ficaram trêmulas -Be-bem... É que e-eu tinha escutado um ba-barulho alto ai...

- Tudo bem - Me interrompeu, ele ainda sorria.

- Eu... Tenho que ir, até - Praticamente corri para o parque.

Meu rosto ainda estava vermelho, passei a mão nos cabelos respirando fundo. Peguei meu celular no bolso de trás do short e disquei o numero de Diane torcendo para que ela atendesse.

- Alô?

- Oi Diane, será que posso falar com você?

- Claro, o que houve?

- Não pelo celular e sim pessoalmente. Será que pode me encontrar no parque em frente ao lago?

- Claro mas espero que seja algo importante para fazer eu sair de casa num calor desses.

- Você vai adorar o que eu tenho para te falar.

- Assim espero, Tchau.

Desliguei o celular e o coloquei de volta no meu bolso suspirando, Diane com certeza vai ppder me ajudar a repor meus pensamentos no lugar, bem, eu acho.


(....)


- Espera ai, deixa eu ver se entendi. Tem um bofe super gato que se mudou para a casa ao lado da sua, você convidou ele para comer na sua casa e acabou descobrindo por meio da sua irmã que vocês dois tem muito em comum e quando você acompanhou ele para a casa, ficou excitada só porquê ele beijou a sua mão e hoje você viu ele cortando a grama do quintal e derrepente ele tirou a blusa e sua tesão foi as alturas?

- Credo Diane, falando assim até parece errado - Balancei as pernas envergonhada.

- Em uma escala, ele tá' mais para Cristian Grey ou Justin Bieber? - Ela se curvou para perto de mim curiosa.

- Uma mistura dos dois - Mordi o lábio inferior tentando controlar os pensamentos impuros.

- Oh céus, Elli se eu fosse você dava logo prá' esse cara - Diane sorriu maliciosa.

- Diane! Ele se mudou não faz nem um dia! Eu não vou me oferecer para ele assim.

- Não seja tosca Elli. Assim que vocês tiverem juntos vão ver que não vivem um sem o outro, a rotina vai ser, acorda, come, sexo, banho, mais sexo, almoço, sexo, jantar e muito mais sexo.

- Diane! - Olhei para os lados e suspirei aliviada ao ver que não havia ninguém alem de mim e Diane ali - Não fale coisas assim! Estamos em um parque, algum criança pode passar aqui a qualquer momento!

- Não seja assim noona, não tem ninguém aqui além de mim e você.

- Lembra da ultima vez que você ficou falando de sexo? Quase fomos expulsas daqui.

Em Liones,em tais lugares públicos como parques, Shoppings ou praças, é estritamente proibido falarem palavras de baixo calão entre outros. Achei totalmente desnecessário isso mas papai disse que era apenas mais um passo para deixar Lionessy limpa. Que idiotice.

- Sim, desde aquele dia Triwgo ficou com ranço de nós.

- Tudo por culpa sua.

- O quê? É bom falar de sexo.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...