História O garoto da casa ao lado - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens Mark
Tags Romance
Visualizações 65
Palavras 951
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Queria agradecer a todos que acompanham a fic até aqui, vocês são uns ajinhos, muito obrigado

Enfim chegamos no último episódio espero que gostem...

Capítulo 20 - The end


Fanfic / Fanfiction O garoto da casa ao lado - Capítulo 20 - The end

No dia seguinte:


Acordo e vejo que mark estava olhando para janelas 

S/n: mark, oque está fazendo? 

Mark: estava pensando em tudo que agente passou pra ficar juntos

S/n: pra ficar com você eu passaria por tudo novamente

Mark: não fala isso s/n, você já sofreu muito por minha causa

S/n: mais tudo isso valeu muito a pena

Mark: isso é verdade

S/n: acho que está na hora de voltar pra casa

Mark: por favor não vai

S/n: eu realmente  preciso ir

Mark: qual o motivo dessa vez?

S/n: tenho que cuidar da minha casa

Quando levanto da cama o celular de mark toca

Ligação on:

Mak: pai?

Pai de mark: oi filho, acabei de chegar de viajem, poderia vim me buscar no aeroporto

Mark: estou indo

Ligação off


S/n: oque ouve?

Mark: meu pai acabou de chegar e tenho que busca-lo

S/n: tudo bem eu já estou indo para minha casa 

(...)


Quando chego em casa começo a colocar as coisas em ordem até que a campainha toca

Logo vou a atender

S/n: sun hee?

Sun hee: oi s/n

S/n: oque faz aqui?

Sun hee: eu vim te ver, ver como as coisas estão indo

S/n: aah certo, entra

A mesma entra e começa a andar pela casa

Sun hee: você nao acha que nois deveriamos ser amigas?

S/n: aaah, porque isso agora?

Sun hee: é que talvez, eu nao tenha sido boa pra você esse tempo todo 

S/n: eu nao ligo pra isso

Sun hee: vi que você estava saindo da casa do mark, oque fazia lá? 

S/n: eu dormi lá 

Sun hee:  por que nao me obdesse e fica longe dele?

S/n: eu amo ele, e não vou ficar longe da pessoa que gosto

Sun hee: você não pode esquece-lo de uma vez?

S/n: já fui muito indiota de ficar longe dele porque você tinha mandado

Sun hee: ele deve está apenas usando você 

S/n: poque nao deixa nois dois em paz e vai embora daqui

Sun hee: calma s/n, você não ver que só atrapalha?

S/n: a única que atrapalha aqui é você 

Sun hee: cala a boca garota

Sun hee se aproxima colocando sua mão em meu pescoço

Sun hee: você não devia ter se aproximado dele nunca

S/n: me solta

Sun hee: lembra quando éramos crianças?  Você vivia com aquelas meias ridículas, mas mark lhe ajudava sempre que eu me aproximava, eu já gostava dele e você sempre me atrapalhou, eu era sempre a vilã da história e você a boazinha, agora irei mostra-la como ser uma vilã de verdade. E você será a pobre garotinha indefesa, que niguem pode ouvir e nem salva-lá 

Sun hee chuta minha barriga me fazendo cospir sangue

Sun hee: você deveria ter morrido quando coloquei fogo em sua casa 

Olho para mesma supresa se logo sinto lagrimas escorrer sobre meu rosto

Sun hee: isso mesmo s/n, eu cortei os fios de energia para você colocar velas pela casa e acabei colocando fogo e fazendo você pensar que seria a culpada 

Queria tanto criar forças para levantar e acabar com sun hee naquele momento, mas não conseguia levantar daquele chão 

Sun hee: como se sente s/n? queria que tivesse morrido nessa primeira vez, mas tive que mandar alguem atropelar você  para acabar indo pro hospital, mas nem assim você morreu

S/n: como você pode fazer isso comigo?

Sun hee: fiz, e você não tem como provar que fui eu, agora você irá morrer em um lugar frio e escuro

Ela segura minha mão e me dar um tranquilizante que me faz adormecer

(...)

Acordo ainda um pouco fraca e sinto minhas mãos e pernas amarradas, parecia está dentro de um carro em movimento

Enquanto isso...

Mark volta para casa com seu pai e decidi me ver em casa

As portas estavam abertas e ele apenas entrou

O mesmo me procura por toda  parte até perceber que havia sangue no chão 

Mark corre o mais rapido possível até sua casa e pensa no que fazer  

Mark: meu deus, oque será que aconteceu com a minha s/n

Mark abre varias gavetas e acaba encontrando o par do colar que deu para s/n 

Flashback on


Mark: mãe tenho que fazer uma coisa antes de viajar

Mãe de mark: tudo bem, mas volte logo para casa

Mark sai com sua bicicleta e vai até um loja de joias que tinha perto da sua casa

Quando ele entra dar de cara com um colar azul que tinha dois pares

Dona da loja: oi garotinho, posso ajudar? 

Mark: sim, eu quero esses dois cordões 

Dona da loja: esses cordões são especiais, se você ligar um deles você pode saber a localização da outra pessoa

(...)

Depois que mark compraos dois cordoes ele vai até o hospital onde eu estava e me dar um deles

(...)

Mark viaja e quando chegou na outra cidade a unica coisa que sabia fazer era chorar ao ver minha localização 

Mãe de mark: as coisas não podem continuar assim, pare de chorar e me der esse cordão 

A Mãe dele tira o cordao e o guarda 

Com o tempo mark acaba se acustumando com tudo aquilo e esquece do cordão 

Flashback off


Mark pega o colar e rapidamente ver minha localização 

Mark: oque s/n taria fazendo no Rio Han ?

Mark corre para seu carro e vai onde a localizar marcava

(...)

Sinto o carro parar e logo alguem vem me tirar dali

Sun hee me tira daquele carro com bastante furia 

Sun hee:  chegou sua hora s/n

Sun hee apontava uma faca para minha direção 

Sun hee: vamos, pula

 Me aproximo da ponte e vejo que nao tenho mais escolha 

Acabo pulando, mas minha mão é segurada e logo sou puchada para cima de novo 

Vejo que mark tinha me salvado 

Mark: como você ousa mexer com a minha s/n?

Sun hee: mark? Eu... eu

Sun hee acaba se desequilibrado e cai naquelas águas escuras

Abraço mark agradecendo oque o mesmo tinha feito por min

S/n: obrigado, obrigado

Choro em seu ombro

Mark: não fiz mais que minha obrigação que é cuidar de você 

S/n: eu te amo muito

Mark: eu te amo s/n.


E fim...






Notas Finais


Estou fazendo uma nova fanfic, mas agora é com baekhyun

https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-first-love-13902341


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...