História O garoto da casa ao lado- Imagine Kim Taehyung - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink
Personagens G-Dragon, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé, T.O.P
Visualizações 113
Palavras 1.579
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 44 - Esse é o nosso fim


P.O.V Taehyung

Eu vi, eu vi minha namorada ser atropelada, e eu não pude fazer nada. Apenas olhar.

Várias pessoas surgiram para ver, outras ficaram assustadas, e outras pedia ajuda. 

A policia tinha aparecido para afastar as pessoas da garota, quando eu consegui a ver ela. Estava toda machucada, várias feridas abertas, dava pra perceber que seus ossos estavam quebrados.

E isso tudo é culpa minha por ter deixado aquela garota me beijar.

A ambulância havia aparecido, foi quando os meninos também apareceram.

Jin:Taehyung o que aconteceu?

Eu não consegui responder, eu estava em choque. Mas quando eles a viram, se espantaram com a cena, Lisa havia começado a chorar em desespero.

T.O.P a abraçou para tentar acalma-la, Namjoon estava a chorar também, mas não como Lisa.

Namjoon correu em direção aos policiais, os mesmos o impediram de se apróximar. Então os dois começaram a ter uma discução, mas Jin foi tira-lo de perto, então quando eles saíram de perto dos policiais Namjoon começou a chorar horrores no ombro de Jin.

A ambulância havia levado a garota até o Hospital, e nós voltamos para a casa do T.O.P para pegar o carro. Namjoon havia ligado prováveomente para a mãe da garota para dizer o que houve com sua filha.

Nós todos entramos na van, logo o Hoseok deu a partida, pois o Jin estava tentando acalmar o Namjoom. Pensar que isso tudo é culpa minha, me vontade de se matar.

Nós finalmente chegamos no Hospital, lá já estava a mãe e o pai da garota, a mãe estava a chorar e a soluçar forte. O pai dela chorava, mas tentava acalmar sua esposa.

Todos nós fomos em direção ao casal, Namjoon abraçou sua tia, e o pai da menina colocou sua mão no ombro do menino que estava a chorar.

Hoseok:Já sabem de alguma coisa?

Sra:Não sabemos, ela esta na sala de cirurgia agora.

Sr:E nós ninguém sabe dizer sobre isso.

Sra:Isso é tudo culpa minha! Eu não deveria ter deixado ela ir naquela festa!

T.O.P:Eu não deveria ter dado uma idéia pra fazer uma festa.

Eu:A culpa não é de nenhum de vocês, a culpa foi toda minha, eu a traí pois uma garota me beijou e mesmo assim eu cedi, eu sou um fraco!-Tampei o meu rosto com minhas mãos para esconder minha vergonha.

Namjoon:Realmente, você é o culpado! Sempre faz isso a minha prima! Por quantas vezes vocês brigaram por suas besteiras!

Jin:Namjoon se acalme.

Sr:Então é sua culpa por minha menininha estar naquela sala?

Ele segurou as golas da minha blusa, me fazendo tirar minhas mãos do meu rosto, revelando o minhas lágrimas.

Sr:Porque esta a chorar por isso?!

Eu:Porque eu amo ela!

Sr:Então porque a traiu?!

Eu:Eu não queria!

Enfermeiro:Senhor eu pesso que se acalme.

Olhamos a nossa volta e várias pessoas nos olhavam, os seguranças estavam com duas armas em mão, e tinha vários efermeiros em volta.

Sr:Me desculpe.-Ele soltou as golas da minha blusa.

Vi que o pai dela estava em desespero, não só ele mas como sua mãe e todos os seus amigos. Eu na visão deles era um lixo, que deveria estar longe, mas eu só vou embora quando souber que ela esta bem.

4 hrs depois

Já se passaram 4 horas, mas nada da notícia. Nós estavamos na sala de espera, nós estavamos nervosos, com medo, e inseguros dela morrer na cirnurgia.

Na sala estava silêncioso, ninguém conversava, todos estavam desmoronando ali mesmo. E pensar que esse pessoal ainda estar aqui, tentando se segurar pra não cair.

Sra:É melhor vocês irem embora, não precisam ficar aqui.

Yoongi:Não! Vamos ficar aqui e esperar com vocês!

Jin:Podemos estar cansados mas queremos saber se a S/N irá ficar bem.

Lisa:Eu não vou deixa minha melhor amiga, que me ajudou uma vez, pra poder ir pra casa!

Hoseok:Eu não vou embora sem saber se ela esta bem!

Jimim:S/N é muito especial pra nós, não vamos deixa-la!

Jungkook:Eu não vou deixar a garota que ficou comigo em Acapulco, e se tornou minha melhor amiga!

Namjoon:Eu não vou deixar minha prima na mão!

T.O.P:Eu não vou deixar minha amiga, desde que nos conhecemos no primeiro dia de aula dela, sozinha!

Sra:E você garoto?

Todos estavam a olhar pra mim, esperando que eu dissesse alguma coisa motivadora. E eu tinha, então decidi abrir minha boca.

Eu:Não vou deixar a pessoa que eu mais amei desde o dia que a vi pela primeira vez, mesmo a gente brigando, a primeira vez que eu a traí não foi por minha culpa, pois a ameaçaram de morte, e dessa vez...

Jisoo:Não foi sua culpa Taehyung.-A garota tinha surgido do nada, fazendo nos assustarmos.-A culpa é da Rosé, ela que mandou a Lizy te beijar.

Sr:Mas mesmo assim é um fraco!

Sra:Querido! Não fale isso dele! Não está vendo que esse garoto ama nossa filha?

Sr:Ela poderia ter arranjado coisa melhor.

Eu:Tem razão, ela poderia ter arranjado alguém melhor do que eu, mas pelomenos eu era o único que a deixava mais feliz.

Todos ficaram calados, pois sabiam que era verdade, ninguém dali poderia dizer que era minha mentira. Então minutos depois entrou na sala um médico, o mesmo olhou para os pais da garota.

Médico:São os pais da senhorita S/N?

Sr/Sra:Somos!-Eles se levantaram da cadeira as pressas, pois estavam nervosos com a notícia.

Médico:Eu tenho para vocês uma boa e má notícia.

Sr:Fale a boa porfavor!

Médico:A boa é que sua filha vai sobreviver.

Todos começaram a comemorar, batendo palmas, chorande de alegria, mas não podemos comemorar antes do tempo.

Sra:E a má notícia?

Médico:A má notícia é que sua filha irá ficar em côma, e não sabemos quando ela irá acordar, sinto muito.

Ele saiu da sala, e a mãe da garota começou a chorar, a garota iria ficar em côma e não sabiam quando iria acordar.

Os pais dela foram a visitar no quarto onde estava, depois os seus amigos, depois eu.

Ela estava cheios de fios nas veias, várias máquinas estavam ao seus lados, aquilo me fez chorar. Isso tudo era culpa minha, se eu nunca a tivesse conhecido, isso nunca teria acontecido com ela.

Eu nunca deveria ter me apaioxonado por ela...








Mas, eu me apaixonei, e não me arrependo.

Eu:Ficarei com você até acordar S/N.

O médico  estava a conversar com os pais dela, eu falei para ele que ficaria com ela, a mãe dela concordou comigo. Então o médico pediu para assinar alguns papéis para a minha ficada aqui nos Hospital. Então eu assinei esse papéis.

1 semana depois

A garota ainda não tinha acordado, mas resistia bem aos remédios. Isso até que me deixava mais calmo.

Alguns amigos a visitavam, e outros não podiam vir.

Bem, o importante é ela estar bem, sim.

2 semanas depois

2 semanas se passaram, ela ainda não acordou.

Eu não estou faltando as aulas, e quando falto o Jimim traz as matérias pra mim fazer.

E também as vezes eu não poderia visita-la, pois os médicos faziam exames nela.

Isso me deixava mais preocupado.

3 semanas depois

Eu já estava cansado de esperar, minhas costas doiam de tanto ficar na poltrona do Hospital. Acho que meu corpo marcou o mesmo.

Mas mesmo assim eu tenho que fazer esse esforço por ela, eu não posso deixa-la.

Me apróximei dela, e fiz carinho em sua bochecha, logo eu tirei a mão de seu rosto.

Fiquei admirando sua beleza, mas vi alguma coisa em seu rosto de mexendo, seus olhos queriam se abrir. Então eu corri para a porta chamando o médico para vê-la.

O mesmo veio as pressas, nós dois fomos para perto da garota, então ela abriu os olhos. Eu comecei a chorar, o médico ficou checando ela, pra ver se não tinha nenhum problema.

Eu mandei mensagens para todos, e liguei para os pais dela, os mesmo não acreditaram. Mas vieram correndo a vê-la.

Todos ficaram emocionados quando a viram acordada, vi em seu rosto que ela não estava entendendo nada.

Então finalmente ficamos sozinhos, eu queria lhe abraçar, lhe abraçar, mas ainda não posso fazer isso.

Eu:Finalmente podemos ficar a sós.

S/N:Hum...

Eu:Bom, eu queria me desculpar pelo ocorrido no dia da festa, aquilo foi tudo armação da Rosé.

S/N:Man você ta louco, eu não fui pra nenhuma festa, e nem conheço essa tal de Rosé.

Eu:Você foi sim se esqueceu? A gente até se beijou e você tava com a Lisa lá.

S/N:Man você é muito engraçado, eu não fui a nenhuma festa, e nem conheço também essa tal Lisa.

Eu:M-mas, era a garota que estava ainda agora.

S/N:Aquela era a tal de Lisa? Ela parecia um pouco simpatica.

Eu:Ela é sua melhor amiga!

S/N:Claro que não, minhas amigas já devem ter chegado aqui na Coréia, a Jessie e a Júlia.

Eu:Então você se esqueceu?

S/N:Bom, se você falou essas coisas que eu não me lembro, provávelmente sim.

Eu:E de mim?

S/N:Se você não se conhece acha que eu vou te conhecer?

Meu mundo desabou, ela se esqueceu dos amigos, de mim. Fui falar com o médico, e ele a examinou denovo, fez perguntas. E ela respondeu coisas que nunca aconteceram aqui, e sim no Brasil. E falou que o único que conhecia era o Namjoon, pois ele era seu primo.

O médico tinha me dito que ela teve perda de mémoria, então eu desabei em lágrimas. Saí da sala as pressas e falei pro pessoal.

Os mesmos ficaram mais tristesdo que eu já estava. Ela só se lembrava da familia, e de duas de suas amigas.

O pessoal se abalaram, a Lisa teve um desmaio de ter tanto chorado. Uma pessoa que nos amava se esqueceu da gente.

Eu fui embora daquele lugar mais rápido o possível, eu não tinha mais o que fazer ali. Ela se esqueceu de mim, mas ela esta bem. Isso é a única coisa que importa pra mim.

Já tinha chegado chegado em casa, fui em direção ao meu quarto, quando cheguei me joguei na cama.

Eu comecei a chorar, meus pais tentaram me acalmar mas eles não resolvia pra mim.

Mas do mesmo jeito que ela me esqueceu, eu terei que esquece-la.

Pra sempre.


Notas Finais


Donas:Esse é o final mais bosta que eu já fiz.

Donas:Mas então é só isso.

Donas:Bye bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...