1. Spirit Fanfics >
  2. O Garoto da Janela(Jikook) >
  3. Capítulo 11

História O Garoto da Janela(Jikook) - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


IRRAAAAAAAA

BOA LEITURA PORRA

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction O Garoto da Janela(Jikook) - Capítulo 11 - Capítulo 11

—Minha resposta é...sim! Eu aceito voltar.

Jn: Ah amor!-Me abraçou com força.-Obrigada, Obrigada!

—Essa é a sua única chance, não me desaponte.

Jn: Eu não vou!-Me deu um selinho.-Eu te amo!

—Te amo!

Ficamos a tarde toda vendo filmes e trocando carinhos. Apesar de tudo, eu nunca deixei de amar Jennie, ela é realmente importante para mim. Eu espero que agora dê tudo certo e que Jennie não me traia.




[...]





A noitinha ela foi embora, estranhei meus pais não terem chegado ainda. Subi ao meu quarto e coloquei meu celular no carregador, logo o liguei. E o motivo de meus pais não terem chegado veio com mensagens e chamadas perdidas.

________________________________________________________

                                 (Celular JK)

Pai: Jungkook.

Pai: Seu avô teve um infarto, estamos em Seul.

Pai: Vamos ficar com sua avó. 

Pai: Qualquer coisa te avisamos.

Pai: Quando ver essa mensagem me responda.

...

—Pai!

—Tadinho do vovô :(

—Espero que fique tudo bem!

—Se cuidem!

                                     (Celular JK)

_________________________________________________________

Desliguei meu celular e passei as mãos em meus cabelos. Tomei um banho e coloquei uma roupa quente. Peguei Angel e pulei a varanda pela escada atravessando a rua em seguida. Subi as escadas de sua casa e pulei a janela. 

Ele estava dormindo no tapete com alguns ursos e seu caderninho. Coloquei Angel na cama e peguei o caderno em mãos começando a ler.

>Página um|Kookie<
'Hoje o Kookie me deu esse caderninho lindo e eu vou escrever nele com minhas novas canetas...'

>Página dois|Kookie<
'Eu o olhei pela jenela, era realmente é muito bonito, queria ser como ele...'

>Página três|Mamãe<
'A mamãe me bateu de novo porque bebeu, isso machuca muito, minha perna está sangrando...'


—#—


Ele escreveu coisas horríveis sobre a mãe dele. Que ela o bateu, que o xingou e que o deixou sem comer. Eu odeio esse mulher, ela paga de mãe preocupada mas não sei não. E esse de ela beber, eu tô achando que ela não trabalha em hospital nenhum.

—Jimin...-Toquei em seu braço.

Jm: Hm....

—Acorda pequeno.-Subi em cima de si.

Jm: Hm...Kookie...

—Acorda preguiçosinho...

Jm: Kookie...-Me abraçou. 

—Oi...-O abracei.

Jm: Cadê a Angel?-Coçou os olhos.

—Está na cama.

Jm: Pega ela pra mim?

—Tá...-Peguei a gata.-Senta certinho.

Jm: Uhum...-Sentou e apoiou as costas na parede. 

—Toma.-Coloquei a gatinha em seu colo.

Jm: Oi Angel.-Acariciou seu pelo.

Conversamos durante um tempo e brincamos um pouco com seus ursos. Jimin estava estranho, estava tristinho e um pouco afastado. Terei que perguntar sobre o que a mãe dele faz, mas não agora, eu acho que ele não está muito bem. 

Fiquei olhando para seu rosto por um tempo até ver uma lágrima descer pelo seu olho esquerdo. Me aproximei do menor e o abracei com força, ele desmoronou em meu ombro. Chorou tanto que meu moletom ficou completamente molhado. 

O puxei até a cama e me sentei o colocando em meu colo. Acaricei seu rosto e limpei suas lágrimas quentes que escorriam sobre seu rosto agora um tanto vermelho. Ele me olhou e pude ver seus olhos vermelinhos, mesmo tendo chorado ele era muito bonito, seus olhos brilhavam enquanto ele passava a mão sobre seu nariz. 

Segurei seu rosto levemente e ele colocou suas mãos sobre a minha cintura. Seu cabelo estava bagunçado, sua roupa meio amassada e molhada também. Queria saber o que havia acontecido, e de uma forma ou outra iria o fazer falar.

—O que houve pequeno?

Jm: Não é nada Kookie...eu só...

—Não minta, por favor.

Jm: Eu só...me senti um pouco triste...

—Sua mãe fez algo?

Jm: N-não...

—Não? Ou você não quer me contar?

Jm: Eu estou bem...

—Não foi isso que perguntei...

Jm: Por favor...eu...quero dormir...

—Pequeno...

Jm: Não devia se preocupar comigo sabe...

—Como não?

Jm: Eu...preciso ficar sozinho...

—Jimin...eu quero te ajudar...

Jm: Eu sei...mas não quero falar...

—Tudo bem...

Jm: Podemos ser amigos ainda?

—Claro!-Sorri.

Ele sorriu e olhou em meus olhos. Redirecionei meu olhar para seus lábios e novamente tive vontade de beija-lo, isso é tão errado, céus. Acariciei com o polegar o canto de sua boca e o olhei, ele parecia um pouco melhor.

Sua boca sempre tão convidativa, não posso fazer isso, eu estou namorando, não posso trair a Jennie agora. Ele soltou um pequeno sorriso e novamente tive vontade de ter sua boca sobre a minha, queria sentir o sabor de seu beijo. 

Coloquei minhas mãos sobre sua cintura e então ele me abraçou com força. Ficamos algum tempo abraçados até ele separar e me olhar. Estávamos tão perto, sua respiração estava contra a minha. Jimin sempre me faz querer fazer coisas completamente erradas com si, ele é um garoto, mas ele me atraí de uma forma que não consigo me conter. 

O puxei para mais perto e ele colocou suas mãos sobre meu rosto. Respirei fundo antes de tomar qualquer decisão e olhei para seus pequenos olhinhos que me encaravam de forma confusa. Segurei um lado de seu rosto e me aproximei selando nossos lábios.


Continua...


Notas Finais


Eita, gostaram do jk boiola?

Comentem e favoritem!!♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...