História O Garoto do Ano - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais, Rafael Vitti
Tags Interior, Jesuíta Barbosa, Misterios, Rafael Vitti, Romance
Visualizações 16
Palavras 1.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ai esta mais um capitulo

Capítulo 9 - Capitulo 9


Antenor e Joaquim se encaram e Antenor fala

Antenor: Com assim ? porque isso ? - ele fala espantado

Joaquim: Porque eu vou me casar com a Tássia, então não vai dar para a gente continuar essa relação - ele fala andando de um lado para o outro 

Antenor: Com a Tássia ? você me falou não tinha nada com ela, estavam só se conhecendo, que achava ela doida, e expulsou a mesma do estúdio, agora vai casar com ela - ele fala atordoado

Joaquim respira fundo e tenta disfarçar 

Joaquim: Ela é a mulher certa para mim, e tenho que me casar para ter uma pose diante da sociedade, esse lance entre a gente foi um erro, não sou gay - ele fala arrancando uma risada de Antenor

Antenor: Você só pode ta de brincadeira, a gente se beijou, se amou no elevador, e agora você me diz que não é gay - ele fala nervoso

Joaquim: Ta, eu ate posso curtir me envolver, mas me assumir ? jamais, eu vou me casar com a Tássia, é melhor para mim, para minha reputação, você foi mais uma das minhas aventuras, eu sou acostumado a ter esse tipo de envolvimento, por diversão, mas nada mais que isso, me encantei pelo seu jeito, mas agora chega, isso ja foi longe demais, vou me casar e quero se afastar de você - ele fala tentando convencer mas seus olhos se enchem de lagrimas 

Antenor: Você não pode ta falando a verdade - ele fala e lagrimas deslizam pelo seu rosto

Joaquim: Mas tô, eu não quero seu mal, você precisa desse emprego, a gente pode continuar sendo amigo, mas quanto ao relacionamento, vamos esquecer, foi divertido, e só - ele fala tentando evitar que as lagrimas deslizem

Antenor: Eu posso ser ingênuo, não conhecer nada da cidade grande, mas eu sei quando uma pessoa sincera, de bom carater, está mentindo, e mentir não é o seu forte Joca, me fala o que ta acontecendo - ele fala se aproximando

Joaquim: Antenor.... - ele começa a falar mas é interrompido por Antenor

Antenor: Não fala nada, eu gosto de você Joca e sei que você tambem gosta de mim, você não é essa pessoa cruel que ta insinuando ser, capaz de me usar, brincar comigo - ele fala encarando Joaquim que desliza lagrimas pelo seu rosto - Olha nos meus olhos e fala que não sente nada por mim - ele fala e ambos roçam os labios 

Joaquim: Para Antenor, não dificulta as coisas, você só foi uma aventura, nada mais, eu vou me casar com a Tássia, agora por favor, saia daqui - ele fala se afastando e se recompondo

Antenor: Eu pensei que você fosse diferente, mas pelo visto, me enganei, só não peço demissão porque preciso do emprego, mas a partir de agora, só falo com você como funcionário - ele fala enquanto lagrimas deslizam pelo seu rosto e sai dali

Depois que Antenor sai, Joaquim se desembarga em lagrimas e fala

Joaquim: To fazendo isso para o seu bem, meu garoto do interior - ele fala atordoado 

Antenor foca no seu trabalho, e quando já é de noite, está terminando o trabalho na cozinha, quando Clotilde entra ali

Clotilde: Cozinha brilhando, até que você é um bom serviçal - ela fala com ironia pegando uma taça de champanhe 

Antenor: Obrigado, ja estou indo para casa - ele fala sem graça

Clotilde: Ué, mas não terminou o seu trabalho ainda - ela fala virando a taça e jogando todo o champanhe no chão

Antenor apenas olha e respira fundo

Clotilde: Pega o pano e cumpra a sua função, agora - ela fala fechando a cara

Antenor acata as ordens, e pega o pano, se abaixa e começa a limpar e Clotilde fala

Clotilde: A Antenor, você pensa que eu sou imbecil ? pensou que um caipira ridiculo como você ia me passar a perna - ela fala virando toda a garrafa de champanhe no chão, fazendo uma bagunça e espirrando boa parte do liquido em Antenor 

Antenor: Do que você esta falando - ele fala espantado

Clotilde: Você tentou seduzir o meu filho, para dar o golpe do bau, coisa feia, achou mesmo que isso ia funcionar ? - ela fala com ironia 

Antenor: Não foi nada disso - ele fala fechando a cara

Clotilde: Foi sim, seu imbecil, você acha mesmo que o Joaquim ia ter algum relacionamento com você ? querido, ele tem status, tem dinheiro, você foi só uma mera diversão, um brinquedinho, ou você achou que um jeca ridiculo como você ia fazer parte da familia ? - ela fala dando risada

Antenor sente a humilhação e segura as lagrimas

Clotilde: O Joaquim vai se casar com a Tássia, mulher perfeita para ele, o casamento do ano, e não quero que ninguem atrapalhe isso, nem mesmo um Jeca como você - ela fala encarando Antenor - Lembre- se da sua posição se quiser manter esse emprego, um doméstico, e nunca vai ser nada mais que isso, se você tentar algo para atrapalhar esse casamento, te coloco na rua, e acabo com sua reputação aqui na cidade - ela fala fria 

Antenor nada fala apenas respira fundo

Clotilde: Antes de sair, cumpra a sua função de serviçal, limpe o chão, e antes que eu me esqueça - ela fala soltando a taça fazendo a mesma cair e quebrar - Essa conversa me deixou nervosa, quebrei a taça importada por sua causa, vou descontar do seu salario - ela fala sínica - Limpe tudo e se eu souber que a Tássia descobriu sobre esse relacionamento de vocês, eu acabo com você, jeca - ela fala saindo dali

Antenor desembarga em lagrimas e volta a fazer o seu trabalho. Dias se passam e chega o dia do casamento de Joaquim e Tássia, a mesma está na casa de Clotilde se arrumando, junto com a mãe e Clotilde, está vestida de noiva quando sua mãe sai do quarto e Antenor entra 

Antenor: Me chamou ? - ele fala sem graça 

Clotilde: Sim Antenor, quero que você fique aqui e atenda os pedidos da Tássia, ela ja esta vestida e precisa de ajuda - ela fala encarando Antenor

Antenor: Mas eu.... - ele começa a falar mas Clotilde interrompe

Clotilde: É uma ordem, cumpra, e bom saber que ja está vestido com o uniforme para a festa, faço questão que esteja presente e sirva no casamento - ela fala com ironia e sai dali

Antenor se recompõe e tenta ser simpático

Antenor: Quer alguma coisa dona Tássia - ele fala simpático

Tássia: Quero sim Antenor, pega uma água para mim - ela fala se olhando no espelho

Antenor pega a água na cozinha e trás para Tássia, colocando a bandeja na escrivaninha 

Tássia: Como é a sensação Antenor ? - ela fala fechando a cara

Antenor: Do que você ta falando Tássia ? - ele fala espantado

Tássia: De ver o homem que você gosta, se casando com outra - ela fala e se vira para encarar Antenor

Antenor encara Tássia espantado 

 

 

 

 

 


Notas Finais


O que acham ? ? comentem kkkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...