1. Spirit Fanfics >
  2. O garoto do Bosque (Jeon Jungkook) >
  3. Capítulo-2 (Hot - Final)

História O garoto do Bosque (Jeon Jungkook) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo-2 (Hot - Final)


Fanfic / Fanfiction O garoto do Bosque (Jeon Jungkook) - Capítulo 2 - Capítulo-2 (Hot - Final)

Olho para seus olhos negros , que são lindos como a lua da noite , seus cabelos também negros como o escuro , sua pele branca. Sou interrompida pelo homem que se senta em sua cadeira novamente me deixando arrepiada dos pés a cabeça , fico olhando o mesmo até meus olhos direcionarem a janela , onde via a escuridão da mata ali , algumas iluminações. Estava um silêncio um tanto constrangedor entre nós , então decidi quebrar esse muro entre mim e o homem a minha frente.


--Por que veio morar aqui nos bosque ?--Pergunto ainda olhando para a janela. Ouço uma risada do mesmo , não muito alta , mas possível de ouvir. O mesmo se virou para mim e sorriu sem mostrar os dentes brancos e bem cuidados.


--Sua avó só lembra da infância dela , ela esquece grande parte , mas o que ela tem de recordação são as partes preferida da mesma.--Falou ele me olhando atentamente , com os seus olhos maravilhosos , encaro o mesmo por um tempo , até ele responder minha pergunta.--Não queria morar aqui , mas por causa do dinheiro e de minha família , tive que morar aqui , até certo tempo comecei a gostar , acho um lugar calmo e muito lindo.--Fala olhando para os livros na prateleira , um de cada cor , com suas grossuras e finuras. O mesmo e olha e depois da um gole em sua bebida.--Mas a vida me deu isso aqui tudo...--Fala apontando para o seu redor , se referindo a casa.


Olhei para o lugar em que estávamos , era agradável e confortável , um lugar calmo onde o mesmo morava , mas não deixava de jeito algum ser chique. Era a pura luxúria , não era uma casa , era uma mansão , mas mesmo assim , prefiro a minha , pequena e confortável do jeito que é.


--Bom , parece ser confortável do jeito que é , mas ainda prefiro a minha.--Falo olhando em seus olhos e botando o capuz em minha cabeça , escondendo grande parte de meu rosto , mas possível ver o mesmo.--É um lugar pequeno , mas como eu disse , confortável.


Ele da um sorriso e logo olha para mim , mas agora com seus olhos brilhando , sua boca entreaberta , seus cabelos cobrindo seus olhos negros , que tanto amei.


_Não é possível em que uma simples noite e conhecer um homem eu possa se apaixonar. De fato sou uma retardada , que acaba de conhecer um cara estranho e se apaixona , é S/n , você é maluca_(Penso comigo mesma).


--Você é a graça S/n ...--Fala sorrindo e logo dando um gole de sua bebida , e logo olhando para mim , ainda com o capuz em minha cabeça , olho para o teto e logo após para ele. Dou um sorriso e tento tirar meus pensamentos impuros sobre o homem a minha frente.--Você é linda S/n , desde que te vi pela primeira vez...


Olho para ele confusa e logo fico seria , não entendi , como uma pessoa pode falar isso para outra pessoa , sendo que acabou de conhecer ? Ah , é mesmo , essa pessoa possa ser eu.


--Não é de agora que te vejo , te acompanho desde o começo do ano passado S/n.--Me olha com aquele olhar penetrante em mim , logo em seguida bebendo mais um gole de sua bebida. Ele olha para a sua caneta que estava na mesa e pega a mesma e logo girando em seus dedos.--Quando te vi , achei baita de intrometida , baita de filha da puta.--Da uma risada onde começo a rir também.--Não leva a sério esse termo , gosto de usar.--Apenas concordo com a cabeça e logo sorriso.--Mas as aparências se enganam , certo ?


Fala e logo vem até mim , fazendo eu ficar arrepiada , chego perto de meu ouvido e começa a falar.


--Aliás aquele seu amigo é bem atrevido.--Fala e logo após da um pequeno selar em minha orelha , onde me arrepio mais ainda com o seu ato.


--O que você pensa que está fazendo ?--Pergunto pelo seu ato atrevido e agradeço mentalmente por neo ter gaguejado , logo após me levanto assustada.--Você está louco ?


Pergunto vendo o mesmo rir com a situação , onde eu me encontrava , estava com vergonha e totalmente corada.


--Não me diga que não gostou , porque eu sei que gostou S/n..--Falou o mesmo onde deu um sorriso de lado e logo após olhou para mim e chegou mais perto , especificamente em meus lábios onde posso sentir sua respiração bater em minha pele , sua respiração quente.--Tão doce.


Dito isso o mesmo vai para trás de mim e bota suas mãos grandes em meus ombros , fazendo uma leve massagem no local. Sinto um arrepio dos pés até o meu último fio de cabelo , suas mãos grandes fazendo movimentos em meus ombros , sua pele quente no meu ombro , coberto pelo pano , mesmo assim , dava para sentir a sua pele quentinha , logo o mesmo tira suas mãos e olho para trás , vendo o mesmo andar até a lareira , logo após se sentando no sofá grande e macio , olhando para as chamas com o tom vermelho.


--Ela me deixou , me abandonou para sempre.--Pronunciou o mais velho logo olhando de relance para trás , onde eu estava olhando para ele.--Sente-se aqui.--Falou o mesmo dando algumas batidas no sofá , indicando que eu vá.


Com um pouco de receio e certo medo do mesmo , mas logo me levanto e vou em sua direção , olho para ele , que mantinha seus olhos direcionados a lareira a sua frente , e logo olha para mim , com os seus olhos vidrados nos meus.


--Eu o amava mais que tudo nesse mundo , mas me deixou aqui , por um qualquer.--Desvia o olhar e logo passa suas mãos em seus cabelos , olho para sua face um pouco sem entender.--Eu era feliz , tudo acabou.--Fala deixando uma lágrima cair de seus olhos e descer por sua bochecha. Meu coração logo se aperta com a cena , não gosto de ver ninguém chorar , ainda mais por amor , porque eu sei como dói.


Me aproximo do mesmo e lhe dou um abraço calmo , porém apertado , suas lágrimas começam a molhar meu casaco , não me importo apenas continuo o abraço apertado e sinto suas mãos grandes passear por minhas costas , suas mãos pararem em meu capuz e tirá-lo de minha cabeça , e logo passando suas mãos em meus cabelos , mas ainda chorava como uma criança que estava perdido , sem sua mãe por perto.


--Você se parece com ela... Eu ...--Não deixo o mesmo terminar e pego em seu rosto e logo faço um pequeno carinho em suas bochechas ,o mesmo abaixa o seu olhar e logo se acalma , mas ainda chorava , sua dor , sua perca , estava chorando por amor.


--Vai ficar tudo bem.--Falo pegando em seus cabelos e fazendo um pequeno cafuné tentando acalmar o mesmo. O mesmo me olha de um forma diferente , aquele olhar que logo me apaixonei por um estranho , um estranho que roubou o meu coração , um estranho lindo , tenho que confessar. Logo o mesmo olha em meus lábios e  logo após morde os seus próprios lábios. Fico olhando em seus olhos negros , e pegando em seu rosto com certa delicadeza , suas mãos vão de encontro a minha cintura e puxando para si. Ficamos próximos , com os narizes se tocarem , sua respiração misturando com a minha , seus olhos encontraram os meus que logo da um sorriso e fecha os olhos , faço o mesmo e logo após sou surpreendida com os seus lábios no meu. Um selinho demorado , mas o mesmo abre a sua boca torando o selinho em um beijo calmo e profundo , um beijo com desejo , carinho , mesmo sendo apenas estranhos , era apaixonante aquele beijo. O mesmo me puxa para mais perto de seu corpo quente. Sua língua se encontrou com a minha , sua língua dançava e brigava por espaço dentro de minha boca , a minha não estava diferente , nossas respirações desregulada de uma maneira única. Suas mãos fazia carinho em minha cintura , seus cabelos em meus dedos. Mas tudo que é bom dura pouco , logo me separei do beijo e fico de pé de costas para ele , olhando a lareira a minha frente , sentindo o seu calor próximo. Sinto o homem me abraçar por trás , suas mãos envolta de meu corpo , paradas em minha barriga , sua cabeça em meu ombro. Pego em suas mãos e logo aperto , sentindo sua respiração em meu pescoço. Era estranho fazermos isso , aliás , tínhamos acabado de se conhecer , algo estranho e incomum para nós , mas eu realmente não estava ligando para aquilo. Sinto pequenos selares em meu pescoço , mas de selares foram para chupões , sua língua tocar em minha pele , logo no pescoço , onde sou sensível. Com o seu ato acabo por da um pequeno gemido , não alto , mas não tão baixo.


--Sejam minha hoje , essa noite , essa sala vai ser cúmplice de nosso amor , seja apenas minha S/n , essa noite.--Fala o mesmo ainda dando atenção ao meu pescoço , por mais estranho que fosse eu quero ceder , quero ele , quero saber o que é sexo , quero sentir o mesmo dentro de mim , meu corpo clamava por ele , meu corpo estava só chamas , estava com desejo imenso de ter aquele homem para mim. Me viro para ele e logo quebro a distância de nossos lábios. Sua língua invade a minha boca com urgência , pedindo por mais contato que antes , mais espaço do que o primeiro beijo , pedindo mais e mais.


Direciono o mesmo até o sofá sem quebrar o nosso ósculo. O homem se senta e logo após me sento em seu colo , trocando a sua boca pelo seu pescoço branquinho. Meus lábios foram de encontro com a sua pele , e logo dou uns selares e chupões , sentindo as mãos do mesmo em minha cintura dando alguns apertos fortes. Não demorou muito para Jeon gemer com a sensibilidade que se encontrava , suas mãos cansaram de minha cintura e foi indo até a minha bunda dando um aperto grande e desejado. Largo o seu pescoço com orgulho de meu trabalho , seu pescoço marcado com vários chupões meu , roxos e vermelhos , sua pele branca era linda. Colei seus lábios nos meus e dei um beijo com mais desejo ainda. Minhas mãos param em seu ombro , as de Jeon eram pervertidas demais. Sinto ele aperta os meus dois seios coberto pelo casaco , mas mesmo assim , dava para sentir sua mãos tocarem a região. Sem paciência alguma separo o beijo e tiro o meu casaco , jogando o mesmo ao nosso lado no sofá , e logo Jeon vem de encontro com o meu pescoço , deixando mais e mais chupões na região sensível de minha parte. Jogo minha cabeça para o lado dando mais espaço para o mesmo continuar com o seu trabalho


--Semprr que te via , eu queria poder beijar e sentir você.--Confessou Jeon parando com os beijos e logo após apertando os meus seios , agora com mais volume com a blusa um pouco apertada , estava sem sutiã , o que deixou Jeon um tanto feliz com isso. Apertou o biquinho de um dos meus seios , fazendo em jogar a cabeça para trás com a boca entreaberta. Para provocar o mesmo , começo a rebolar em seu colo , bem em cima de seu membro , que não demorou para acordar , dou um sorriso sapeca e logo olho em seus olhos com certa confiança de tudo aquilo. O mesmo sorrir e joga a cabeça para trás apenas apreciando o meu rebolado em seu membro ereto.


--S/n... Aaahwn... Não me torture assim...--Falo Jeon segurando fortemente os meus seios , apenas sorrio e continuo com o meu trabalho , o mesmo tira a minha blusa e logo joga em cima do sofá , e logo encaro os meus seios balançando para cima e para baixo por conta de eu estar rebolando no mesmo. Com um movimento rápido , Jeon abocanha um seio meio , chupando cada centímetro do mesmo , fazendo eu gemer alto e quicar no mesmo. Sua língua brincando com o biquinho rígido e querendo mais e mais de sua língua. Ele chupava como uma bebê faminto , uma de suas mãos estavam em minha cintura apertando a mesma , sua outra livre , estava massageando o meu outro seio de forma Inexplicável. Rebolo ainda mais em seu colo , olho em seus olhos com a boca entreaberta , e logo após sou encarada pelo menos que fazia o seu trabalho super bem em meu seio.


Sem demorado mesmo troca as posições ficando por cima de mim no sofá , tirando sua camisa podendo assim ver o seu abdômen definido e lindo , fico admirando vejo o mesmo roçar seu pênis duro em minha intimidade , que com certeza está molhada de tanto desejo. O mesmo abri um sorriso malicioso e logo entra em mim por completo , fazendo eu soltar um gemido alto.--Vou esperar você , certo?


Confirmo com a cabeça calma , sentindo o mesmo se deita em meu corpo , para se recompor antes da adrenalina começar. Depois de exatamente uns 4 minutos depois dou algumas reboladas em seu pênis , indicando para o mesmo se mover dentro de mim , sinto o mesmo se afastar de meu corpo e logo abrindo ainda mais minhas pernas e começando com movimentos de vai e vem drento de mim , o mesmo abria e fechava a boca mordedno os lábios.


--Tão... Apertada meu amor.--Falo Jeon indo com os movimentos devagar , mas com amor , com cuidado , segurando em minhas coxas bambas , apoiando suas mãos quanetes nas mesmas.--Aaanhw ... Não contrai ... Vai doer ainda mais para você.--Falou Jeon calmo vindo até mim e dando um selinho rápido e logo após colando nossas testas.


--Aaaahwn... Jeon ... Por favor.--Faço o que ele pediu ficando calma , e abrindo os olhos , vendo o mesmo ofegante e de olhos fechados , sentindo cada centímetro dentro de mim.--Vá rápido Jeon , por favor , eu preciso de você.--Pego em seu rosto e faço um carinho , Jeon se lavanta de meu corpo e vai indo com as estocadas , fazendo eu gemer um pouco alto junto com ele. Logo após o mesmo vai com movimentos rápidos e fundos , fazendo eu afundar ainda mais a cabeça no braço do sofá , gemendo mais e mais com aquele ato gostoso. Suas mãos chegaram a minha barriga onde se posicionou a foi ainda mais fundo e rápido. Não era mais gemidos , eram gritos de ouro prazer que estava sentido , seu pênis entrava e sai de forma rápida e funda a cada estocada. Seus cabelos grudados na testa , seu abdômen ganhando brilho por conta do suor , seus olhos penetrantes nos meus de forma de carinho. A cada segundo uma estocada funda e mais rápida , fazendo eu gemer de prazer e morder os lábios , sentindo seu pênis dentro de mim.


O mesmo abocanha o meu seio começando a chupar com mais força e vontade. Pego em seus cabelos puxando para mais contato , botando minhas pernas em sua cintura puxando o seu corpo para mim. Logo após sinto suas mãos em minha costa , me pegando no colo , ainda dentro de mim. Ele se senta no sofá e eu sento em seu colo um pouco cansada. O mesmo continua a chupar um seio meu , enquanto o outro ele apertava ainda mais forte , chupava com mais força ainda , sua língua brincava com o meu biquinho rígido novamente. Começo a quicar forte em seu colo pegando em seus cabelos e jogando um pouco para trás , onde o mesmo da uma mordida um pouco fraco no meu bico , fazendo eu gritar pelo seu ato. Vou indo mais forte e fundo começando a rebolar em seu colo e um pouco lento. O mesmo revira os olhos e gemi o meu nome.


--Ooowhn... S/n... Vai rápido ... Hm ? Ooohwn... Vai rápido ...--Fala e logo vou indo rápido com os movimentos em cima dele , o mesmo joga a cabeça para trás sentindo as quicadas que eu dava , sinto um frio na minha barriga novamente , chegando próximo o meu orgasmo , ele não estava diferente , sinto suas veias grossas em seu pênis ficarem firmes e fortes , indicando que o mesmo estava em seu limite. Apenas aumentei as quicadas em seu colo , com o menso apertando minha bunda , dando dois tapas fortes , com certeza iria ficar roxo no dia seguinte. Não ligo , apenas continuo vendo o menso rosnar soltando seu líquido dentro do preservativo que usava , logo após gozo em seu colo , com um pouco de sangue que estava em seu colo , fico um pouco vergonha , mas o mesmo me dá um beijo calmo e com amor.

{...}

Arrumamos o sofá que estava com um pouco de sangue e gozo por toda parte , limpo tudo e logo me visto junto com o Jeon. Depois de me vestir e estar bem , Jeon se aproxima e me abraça por trás , deixando um selar pequeno em meu pescoço.


--Esta tarde , eu levo você para casa.--Fslou o mesmo pegando em minha cintura e dando mais um beijo em meu pescoço.


--Eu posso ir sozinha não quero incomodar você.--Falo fechando os olhos sentindo sua respiração em meu pescoço.


--Não será incomodo algum , e me chame pelo meu nome , Jeon Jungkook.--Falou Jungkook com um sorriso largo e me virando para si , pegando em minha cintura e dando um selinho rápido e cheio de amor.--Vakos logo , seus pais podem perceber que você não está lá , e quando quiser , pode vir de novo.--Falou Jungkook com o seu sorriso e olhar malicioso , e logo dou um sorriso e boto o meu capuz , pegando em sua mão e saindo da sala e indo até a porta da casa , sendo seguida por Jungkook.--Com certeza eu irei voltar.--Dou um sorriso e começamos a caminhar pelo bosque.





•>>FIM<<•


Notas Finais


Hehe mais uma história , porque eu não tenho o que fazer amiguinhos 😀
.
Caraio mano , eu quero muito um elefante , mas papai e mamãe disse que não posso ter , ah que pena 😔💔
.
Mano ? Estou chegando a 4 k e estou feliz demais , muito obrigada seus insuportáveis 😀💜
.
Cara , eu tenho vontade de chorar por merda que fiz , mas não choro porque ... Porque não cai as lágrimas , olha que bosta ;-;
.
Nessa 40tena só fiz merda atrás de merda , nada de bom , fiz até um cana no YouTube.
.
Vida que segue amiguinhos
.
Música :
_EU SEI , QUE TUDO NESSA VIDA UM DIA PASSA MAS NÃO DEIXAR VONTADE QUE EU TENHO PASSAR. MEU BEM , DINHEIRO ERA PROBLEMA E HOJE TEM SOBE FUMAÇA , É SÓ OS DE RAÇA QUE SABE JOGAR
.
EXTRA EXTRA : A idiota aqui (eu) virou uma Youtuber fracassada no site , olha que legal , xau seus ignorantes e até a próxima fanfic 😀🌷💜
.
Se tiver algum erro ortográfico , é porque ainda não corrige , mas em breve irei corrigir ela , obrigada sempre 😎👉🏻👈🏻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...