História O garoto do lado ( imagine Exo - Byun Baekhyun ) - Capítulo 39


Escrita por:


Notas do Autor


Então, vamos lá...
Vou tentar falar sem encher os olhos de lágrimas, mesmo eu estando com o coração apertado por vários motivos.
A história chegou ao fim, por mais que eu tenha pensado em continuar, mas acabei chegando a conclusão que assim já está perfeito.
Eu sinceramente agradeço a cada leitor que eu recebi, a cada favorito, a cada comentário e elogios ao longo desses 39 capítulos.
Eu criei um amor por essa história e mais ao nosso Baek, eu espero que vocês o amem o tanto quanto eu o amo.
Obrigada por tudo minhas ninis, não se preocupem, futuramente vai ter mais histórias eu espero, e com certeza uma vai ser do nosso irritante.
Eu espero que gostem, eu amo vocês e boa leitura Ninis ❤️

Capítulo 39 - 39


Fanfic / Fanfiction O garoto do lado ( imagine Exo - Byun Baekhyun ) - Capítulo 39 - 39

– Baek, quer acordar ? Hoje é véspera de natal, temos que ir comprar um monte coisas, esqueceu que a ceia vai ser aqui ? – falei balançando o Baekhyun que estava na cama, sim, se passou 11 meses desde que eu e o Baekhyun estamos morando juntos, e para falar a verdade, não tivemos nenhum tipo de problemas até agora, claro que as briguinhas são existentes, porém não é uma coisa que cause desavenças.

– que horas são ? – baekhyun se sentou na cama, estava com os cabelos bagunçados, carinha de sono, sem blusa.

– são 9 horas da manhã, já se passou do horário, tenho muita coisa pra fazer, anda logo.

– só você mesmo para fazer isso comigo – ele falou manhoso.

– para de ser preguiçoso, é a melhor época do ano e você tá assim, desanimado.

– não tô.

– não foi isso que você disse quando eu pedi uma árvore de natal.

– eu esqueci de comprar.

– vai comprar uma hoje, temos que decorar a casa.

– tá bom.

Baekhyun se levantou e foi para o banheiro, enquanto eu fui para a cozinha preparar o café da manhã para ele. Esperando ele chegar, fiquei apenas mexendo no meu anel de noivado, Baekhyun me pediu em casamento faz dois meses, quando fomos visitar meus pais, ele e eu fomos para a praia e ele simplesmente me pediu, eu quase desmaiei por que nunca pensei que isso iria acontecer, naquele momento, mas ele fez, e foi a coisa mais linda do mundo.

Baekhyun chegou na cozinha e começou a comer, e eu fui fazer a lista de compras, além da comida, iríamos comprar a árvore de natal - baekhyun esqueceu de comprar uma antes -, as decorações da árvore e da casa, ou seja, tínhamos que agilizar tudo.

– alguém vai trazer comida ? – baekhyun perguntou

– sim, o Minseok e o Chen vão trazer a sobremesa, o Luhan e o yixing vão trazer uma macarronada mas o resto dos seus amigos eu não sei.

– sehun, chanyeol, suho, jongin, Jihyun, Eunji e sejeong... – baek disse o nome dos convidados – vou ligar para as meninas, elas são mais responsáveis.

– boa ideia – falei – você não vai ligar para sua mãe ?

– depois eu ligo, ela deve estar no resort com o namorado...

A mãe de Baekhyun, após descobrir a traição do Sr.Byun, se separou, isso arruinou o Sr.byun que era visto como bom homem, a bytechyun perdeu alguns lucros, agora é uma empresa mediana, o poder dela está com os primos do Baek, e o seu pai você sozinho, Luhan vai visitá-lo, mas Baekhyun apenas o manda mensagens, não quer o contato com o pai agora, mas ele me disse que ano novo vai lá.

– vai logo baek, tá comendo espinho por acaso ?

– para de ser chata.

Baek terminou e fomos para o carro, felizmente supermercado estava aberto.

– Sejeong disse que iria levar o arroz – baek começou a falar olhando para o celular – Jihyun o salpicão, eu disse pra ela não colocar uva passa ou fruta...

– fez bem.

– Eunji a farofa com bacon, ela viu isso na internet, é famoso no Brasil.

– eu já comi, é muito bom.

– o chanyeol vai levar os refrigerantes...

– então, só precisamos fazer as carnes.

– vamos comprar o peru, camarão e um pernil.

– tá bom.

Depois de comprar as coisas para ceia de natal, eu e o Baekhyun fomos para a outra ala do supermercado, que ficava as coisas de 'casa', pegamos uma árvore mais ou menos de 2 metros, bolinhas, guirlanda, e outras coisas para decorar tudo.

Quando chegamos em casa, eu e o Baekhyun fomos logo preparar a comida, temperamos tudo e guardamos para colocar no forno apenas de tarde.

– tá, vamos logo montar a árvore – falei

Fomos para a sala, afastamos os móveis e começamos a montar a árvore.

– Baek, vai montando que eu foi colocar a guirlanda lá fora na porta.

Fui e coloquei o adereço ali, quando voltei, baek estava mexendo no celular.

– baek vai logo – subi em cima dele e comecei a bater.

– para se não eu vou me empolgar.

– se empolgue para montar a árvore.

Finalmente, depois de 10 minutos, colocamos a árvore de pé.

– tudo bem, agora é só colocar as decorações.

– amor, vem aqui – baekhyun estava deitado no chão.

– vai acender a lareira, está frio, acho que começou a nevar...

– tá.

Enquanto ele foi acender a lareira, eu fiquei colocando as bolinhas na árvore.

Baekhyun voltou e se sentou atrás de mim, ele começou a beijar meu pescoço, fazendo um arrepio percorrer por todo meu corpo.

– você vai me fazer errar – falei

– vai ser por um bom motivo.

– pervertido.

– você que me atiçou quando subiu em cima de mim.

Me virei para ele e comecei a beija-lo, levei a minha mão até seu membro e apertei, fazendo ele soltar um leve gemido.

– quer dizer que eu te atiço fazendo isso ?

Ele me olhou com um sorriso sacana.

Baekhyun me pegou pela cintura e me pôs deitada no chão, em frente ao sofá, que ficava perto da lareira. Ele se deitou sobre mim e começamos a nos beijar novamente.

Baekhyun segurava minha cintura com força com uma das mãos, enquanto a outra estava servindo de apoio para ele. Eu estava com as mãos em seu rosto, o nosso beijo era quente, com o movimento das nossas línguas em sincronia, levando embora todo o frio naquele momento.

Baekhyun estava entre minhas pernas, e eu levantei seu moletom grosso para arranhar suas costas, Baek se levantou um pouco para tirar ela por completo e eu também aproveitei para tirar a minha, só que demorou um pouco mais pois estava com moletom e camiseta.

– por que vestiu tantas roupas – Baek falou entre os beijos.

– está frio Byun.

Como estava sem sutiã, fiquei sem nada na parte de cima, ato que fez baekhyun olhar fixamente para meus dois seios expostos.

Me deitei novamente e ele ficou sentado ao meu lado, tirou sua calça e ficou apenas de cueca, depois veio até mim, colocando-se em minha frente de joelhos, e também tirou a parte de baixo do meu pijama e fiquei apenas de calcinha.

– quero fazer uma coisa antes.

Eu apenas assenti e permiti que ele fizesse aquilo.

Baekhyun segurou no cós da minha calcinha e tirou ela, abriu minhas pernas e se deitou, de modo que seu rosto ficasse próximo da minha intimidade.

Antes de começar o trabalho, Baekhyun deu selinhos entre minhas coxas, mas depois, quando viu que eu estava ansiosa, separou meus lábios e passou a língua da minha entrada até meu clitóris onde ele chupou o mesmo.

Puta merda, essa sensação é maravilhosa, de ter a sua lingua quente lá embaixo enquanto seus olhos olhavam meu rosto que transmitiam prazer, eu quero gritar mas acho que é cedo demais para isso.

Baekhyun começou a me chupar com vontade e me olhando nos olhos, aquilo estava me levantou a loucuras, me levantei, me apoiando com um dos meus braços, levei a minha mão e segurei Baek pelos cabelos, trazendo ele mais para mim, mesmo sendo tecnicamente impossível.

– B-Baek, eu quero mais – falei com dificuldade.

Baekhyun me chupou até eu chegar perto de gozar, mas parou e veio para cima de mim, começos a nos beijar, e ele levou a mão para minha intimidade e começou a me massagear rapidamente, até eu me desmanchar em seus dedos.

Baekhyun levou os dedos até a boca e os chupou.

– você é tão deliciosa jagiya, tinha até me esquecido.

Começamos a nos beijar novamente, agora baek estava segurando um dos meus seios em sua mão.

Ele começou a se movimentar como se já estivesse dentro de mim, e senti que seu membro já estava ereto quando nossos sexos começaram a se chocar.

Gemi arrastado e senti uma fisgada em meu sexo, queria senti-lo logo em mim.

– Baek, eu não aguento mais – falei ofegante em seu ouvido – por favor.

– O que s/n ? Quero ouvir o que você quer.

– quero que você me foda – falei e ele sorriu de lado.

– tudo bem, se é o que você quer...

Baekhyun tirou sua cueca fazendo seu membro pular para fora, ele se posicionou entre minhas pernas e colocou seu membro em minha entrada.

Foi então que ele entrou em mim, com uma força que ele nunca tinha obtido antes, tive que me segurar para não gritar seu nome na hora, Byun tomou completamente o controle do nosso primeiro sexo depois de um tempo, ele começou a me penetrar rápido e com força.

Nossos gemidos eram altos e longos, ele com aquela voz grossa por causa do desejo fazia tudo ficar melhor.

Eu segurava o seu cabelo com força, me entregando para o que estava acontecendo , sentindo todas as sensações que aquilo me proporcionava.

– fica de quatro pra mim amor – ele disse e eu fiz o que ele pediu. – fecha as pernas s/n, é mais gostoso – baek falou com a respiração pesada, com dificuldade, ele não parou em nenhum momento de me penetrar rapidamente.

Fiz o que ele pediu, mantive as pernas juntas, isso tá me levando a loucuras Byun Baekhyun, mesmo depois de tanto tempo, você ainda me leva a loucuras. Me inclinei mais para baixo, encostando meu rosto no tapete no chão, mas deixando a bunda ainda empinada.

– Uhmmmm... – eu mordi o lábio para não acordar os vizinhos com o grito de prazer que eu queria dar naquele momento, mesmo as paredes sendo a prova de som

– porra – Baek falou e saiu de dentro de mim – se deita.

Fiz novamente o que ele pediu, me deitei de barriga para cima, como eu estava antes, Baekhyun pegou minhas pernas e colocou em seu ombro, bateu seu membro algumas vezes no meu clitóris e me penetrou de novo.

– Aaaah baekhyun, porra.

Eu olhei para seu rosto, Baek esta muito gostoso, com os olhos fechados, sua cabeça jogada para trás, sua boca entreaberta saindo alguns arfares e seu abdômen suado, por causa da lareira perto de nós.

Ele desviou o olhar para mim e deu um sorriso, que eu só pensei que sorte eu ter ele para mim, baek tirou as minhas pernas de seu ombro, mas mantendo seu membro dentro de mim, ele abriu o máximo minhas pernas, e começou os seus movimentos de novo, na posição clássica, ficando perto do meu rosto.

Eu e ele começamos a nos beijar, minhas unhas arranhavam as costas de baekhyun.

Suas estocadas eram as melhores, ele saia devagar e adentrava com força, me fazendo gemer manhosa por ele.

Depois, baekhyun afundou seus rosto em meu pescoço, deixando com certeza marcas de chupões no local, aproveitei e fiz o mesmo nele.

Baek apoiou as mãos no chão e me penetrou forte, mas ele demorava dentro de mim, ele fez isso algumas vezes e quando vi seu abdômen se contrair, sabia que estava perto de chegar ao seu limite.

– uhmm... Estou quase – ele falou e me penetrou mais rápido, mas eu gozei naquela hora, não estava mais me segurando, gemi seu nome diversas vezes, mas Baek continuava me penetrando.

– tão... – ele gemeu quando minha intimidade se contraiu – apertada...

Baekhyun gozou logo em seguida, e caiu em cima de mim, mantendo seu membro dentro. Recuperamos a respiração e baekhyun se deitou ao meu lado, estávamos suados.

– acho melhor irmos decorar a árvore – ele falou e eu o olhei, rimos juntos.

– essa era minha ideia.

Ele sorriu e me beijou.

– eu te amo – ele fez o gesto com a boca, sem sair som.

– eu também te amo.


Notas Finais


Meus amores, podemos ainda nos ver nas outras fanfics minhas, certo ?!
Não fiquem tristes, fiquem bem, amo vocês 💘

Meu perfil : @Ohyixingmin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...