1. Spirit Fanfics >
  2. O garoto do ônibus - Lee Hoseok wonho (monsta x) >
  3. ;; Ônibus

História O garoto do ônibus - Lee Hoseok wonho (monsta x) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - ;; Ônibus


Fanfic / Fanfiction O garoto do ônibus - Lee Hoseok wonho (monsta x) - Capítulo 2 - ;; Ônibus

Enquanto penso nessas linhas para serem escritas, uma coreografia ainda misteriosa aciona milhões de neurônios em meu cérebro. Pensamentos emergem e são expressos como palavras e frases, que uma coordenação extremamente detalhada entre meus olhos e os músculos de minhas mão e braços me fazem escrever em meu caderno.

Algo está no controle de minhas ações, uma entidade que chamamos de "mente".

Essa mesma mente que me faz observar coisas ao redor de mim por pura curiosidade, curiosidade de como é o porque de estarmos aqui ou ali, ou então de como as coisas funcionam, ou então de conhecer aquela garota que tanto sorri.

Em mais uma manhã como todas outras estava sentado em um banco do ônibus, o mesmo ônibus que eu pego todos os dias da semana no mesmo horário para ir para o colégio.

Todos os dias no mesmo horário, com o mesmo sorriso ela está ali, acompanhada dos amigos que ela fez no início do ano. Quando ela está sozinha ela apenas coloca seus fones de ouvidos, e observa a paisagem pela janela do ônibus, com um leve sorriso em seus lábios.

Quando eu contei aos meus amigos de meu colégio sobre esta paixão "à distância" eles me chamaram de louco, afinal, quem poderia se apaixonar apenas ao ver uma pessoa sem nem nunca ter falado com ela? Muitas pessoas.

Eu diria que eu teria obsessão pela garota, ou então que eu seria um psicopata atrás de "sua presa", mas não. Eu apenas fico feliz em vê-la feliz, ver o sorriso dela aquece meu coração.

- Você poderia por obséquio ouvir seu melhor amigo? - hyungwon balançava meu braço. - hoseok.

- ouvir você falar do seu namoro que está dando errado? Você fala sobre isso todo dia a oito meses. - falo suspirando.

- é... Eu não sei o que está acontecendo com nós, não sei o que está estamos fazendo de errado! - exclama frustrado. - o que eu faço wonho?

- você quer que eu seja sincero ou fale o que você quer ouvir? - pergunto paciente.

-Sincero, obviamente. - resmunga.

- como você quer que seu relacionamento de certo sendo que apenas você se esforça em seu relacionamento? E quando essa garota começa a se esforçar é porque você diz que quer terminar, mas depois de alguns dias começa tudo de novo. - falo sério.

- aí, doeu. - fala fazendo um drama.

- meu caro amigo. - coloco a mão em seu ombro. - a verdade dói, se quer algo doce pessa uma mentira, a mentira é doce, mas seu resultado amargo. - digo sorrindo e ele cruza os braços.

-já criou forças para conversar sua crush? - ele pergunta e eu nego voltando a atenção para meu caderno. - fala sério wonho! Vocês moram no mesmo condomínio!- ele fala alto, talvez alto até de mais e muitas pessoas nos olham, inclusive minha crush.

- shiu, seu bacon. - falo e ele me olha indignado.

- para de me chamar de bacon! - ele fala meio corado. - essa história é humilhante. - faz um bico.

- o que? Você foi fantasiado de bacon para escola e sua namorada de porca, eu lembro até você dizendo "eu não como, eu sou comido" no microfone da escola e todos ouviram, lembro até que sua namorada ficou sarrando em você por conta disso. - lembro rindo. Isso aconteceu no Carnaval da escola.

- yaa! Seu idiota. - ele reclama se levantando de seu banco e pegando sua mochila. - sorte sua que I love u.

- sai, eu não te amo. - falo tentando me afastar quando ele foi me abraçar. - sai jumento. - ele faz uma feição triste. - nós somos mais que amigos, somos bros.

- mi-mi-mi, seboso. - ele fala e se encosta na barra do ônibus.

- você vai cair. - digo cruzando os braços dando-o um olhar debochado.

- claro que não, eu sou homem masculino macho. - ele bate no peito. - eu rio na cara desse motorista.

Ele disse orgulhoso enquanto mexia em seu celular. de soslaio eu vejo minha crush se levantando de seu assento caminhando para o fundo do ônibus - aonde eu me encontrava. - ela cumprimenta alguns conhecidos pelo caminho.

Quando ela chega nos último banco que ficava ao lado da porta ela me olha e dá um leve sorriso e um leve aceno.

Em uma freada brusca muitas pessoas desprovidas de inteligência que não se seguravam direito ou outros que foram pego de surpresa enquanto levantava de seus acentos, cai para trás.

A crush acaba por cair em cima de mim, e meu amigo - desprovido de inteligência. - acaba por cair literalmente de cara no chão. A garota que estava em meu colo mesmo envergonhada ri da cara do meu amigo.

- desculpa. - ela fala comigo de levantando. - me desculpa mesmo. - ela sorri para mim enquanto dá sinal. - me chamo Shin S/n e você? - pergunta curiosa e eu me lembro de fechar meu caderno e faço rápido o ato.

- m-me chamo l-lee hoseok, mas pode me chamar de wonho. - sorrio nervoso.

- okay le-lee hoseok - imita meu nervosismo rindo. - você estuda com os meninos, não é? - aponta para seus amigos que a acompanham.

- mais ou menos, conheço apenas o jooheon. - digo coçando a nuca.

- entendo. - o ônibus para e meu amigo continua no chão, mas agora sentado e reclamando de dor no rosto. - bom vou indo, até amanhã wonho. - acena para mim e se vira para meu amigo assim que começa a descer as escadas. - até amanhã garoto que beijou o chão. - ela ri e sai do ônibus.

Eu vejo ela acenar para mim sorrindo em seguida entra dentro de uma padaria. Olho todo sorridente para meu amigo que me olha com um olhar de "até que enfim, amado". Ele olha para mim e diz:

- boboca...

┌──❀̥˚──◌─ �� ────❀̥˚─┐

✏ Memories

Primeiramente, sim, a história do bacon realmente aconteceu. E o garoto que eu não posso falar que o nome dele é Felipe, mas já falando, realmente fez isso.

Sim, eu realmente cai no colo do P. Mas ao contrário do que está escrito, eu havia me levantado no meio da ponte (10 minutos de distância da minha escola) e cai no colo dele na freada que o ônibus deu.

O que eu fiz? Fiquei no colo dele por 10 minutos como se não fosse nada e tirei uma foto da paisagem.

Eu realmente fiz isso, pois era algo comum eu/qualquer pessoa cair em cima de pessoas que estavam sentadas por conta do freio, mas as pessoas levantavam né, eu dependia da pessoa hmkk.

A foto que eu tirei quase no final da ponte:

[A foto que eu tirei quase no final da ponte: colocarei na midia]         


Espero que tenham gostado do capítulo :)

└────❀̥˚── �� ─◌───❀̥˚┘

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...