História O Garoto Do Ponto De Ônibus - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Visualizações 0
Palavras 392
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie... Espero que gostem.

Capítulo 1 - Cap.1


Fanfic / Fanfiction O Garoto Do Ponto De Ônibus - Capítulo 1 - Cap.1

As pessoas sempre dizem que a escola é lugar aonde a gente encontra o primeiro amor, mas, O meu primeiro amor eu encontrei em um ponto de ônibus.

Meu nome é Tiffany Scott, acabei de me mudar de Chicago e agora estou morando com meu pai e meu irmão mais novo. Quando eu era pequena, eu e meu irmão, David morávamos com nossa mãe, a alguns meses ela faleceu em um acidente de carro. Desde então eu e meu irmão, passamos a viver com nosso pai. E tivemos que nos mudar para essa nova cidade, Los Angeles. Sempre sonhei em conhecê-la. Mas, chegando eu percebi que não é tão diferente de Chicago. Eu estou no ensino médio, tenho 14 anos. Nós chegamos aqui faz um mês. Meu pai não tem muito tempo para nós, então, nos viramos praticamente sozinhos.

- David e Tiffany venham aqui - Meu pai chamou -

Saí de meu quarto e me dirigi até a sala, aonde meu pai se encontrava com uma expressão séria no rosto.

- Sim, papai ? - Perguntei - Aconteceu algo ?

- Venha minha filha, Se sente aqui. Temos que conversar.

Comecei a ficar preocupada, desde que chegamos, ele tem tratado a gente tão bem. O que poderia ter acontecido ? Meus pensamentos se dissiparam quando meu irmão finalmente surgiu.

- Sim, papai ? - Ele perguntou, sentando ao meu lado no sofá -

- Meus filhos, pedi que viessem aqui para poder contar-lhes as novidades - Ele sorriu - Eu os matriculei em uma nova escola. Vocês começaram amanhã.

- Uhul - Meu irmão falou - Legal, vou fazer vários amigos lá. Então, papai. Era só isso ? Posso me retirar ?

- Sim, pode subir. - Ele sorriu, mas logo seu sorriso sumiu ao me olhar - O que foi, meu anjo ? Não gostou da notícia ?

- Não, não é isso papai. É que, sempre é muito difícil para mim, fazer amigos. Não sou boa em me enturmar.

- Não Se preocupe. Tudo dará certo. - Ele se levantou - Agora suba, A empregada irá levar o seu material e seu uniforme, amanhã. Tudo começará amanhã.

"Tudo começará amanhã". Essas palavras ecoavam pela minha cabeça. Me deixavam preocupada. E se eu fingisse que estava doente ? Não iria adiantar, estava condenada. Iria para a escola querendo ou não. 


Notas Finais


Gostaram ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...