História O Garoto Do Sex Shop - Imagine Jungkook - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Seokjin (Jin), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Coréia, Jungkook, Kpop, Sexo, Sexshop
Visualizações 136
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi nenes. Chegamos na parte que eu estava muito ansiosa, essa fase da fanfic vai ser muito...muito foda (na minha opinião pelo menos)

Só vou falar uma coisa sobre esta fase:

Samin shippers...esse momento é de vocês!!!!

Capítulo 22 - Jantar Romântico



Jin nos espera na entrada do restaurante, ele sustenta aquele sorriso radiante de sempre para nós dois.

— Oi, Safira.

— Oi, oppa. Faz um tempo já. - mostro um sorriso um pouco sem graça.

— Hyung, tem um lugar especial para nós? - Jimin segura minha mão e acaricia meus dedos.

— Claro que sim.

Oppa nos guia entre as mesas e atravessa uma porta de metal leve para uma área mais reservada. A saleta é basicamente igual ao salão principal, a diferença são pequenas mesas mais afastadas uma das outras e a decoração é mais escura dando uma sensação mais reconfortante e romântica.

Jimin ajeita minha almofada no chão, acho que deve ser um gesto equivalente a puxar uma cadeira. Senta​mos um ao lado do outro, o ambiente é um pouco menos frio do que a estrutura externa.

— Vão querer pedir algo ou preferem o menu do chefe, no caso eu. - ele sorri egocêntrico piscando.

— O que você deseja? - Jimin me olha e questiona.

— O menu do chefe parece boa.

Jim abandona a sala e eu e Jimin ficamos na companhia de alguns outros casais que também estão em seu momento romântico.

Não nego que um clima um pouco estranho paira sobre nós. Olho meus tênis e cutuco os cadarços.

— Você parece nervosa. - comenta servil.

— Myung-Hwa deve ter dito a você o acontecimento principal da última semana. - encaro ele fria, o homem passa a língua entre os lábios. Você foi pego na mentira, Jimin.

— Sim e acredite eu não gostei nem um pouco de seu desfecho. Não pense que ir um segundo sequer que fiquei contente com o que lhe aconteceu. - ele segura minha mão e a beija múltiplas vezes. - Sua alegria é minha alegria, sua dor é minha dor também.

Encolhi meus ombros enquanto o olhava, sua boca convidativa pedia um beijo, porém se o fizessemos as pessoas ao redor nos olhariam chocadas. Melhor conter isso por um pouco mais.

Os olhos do Jimin parecem duas estrelas de tão iluminadas. Meu coração palpita a cara sorriso que ele da com os olhos, eu o admiro tanto... Conheço ele o suficiente para dizer que algo nele após essa sua viagem, apenas não sei o quê.

Jin juntamente com uma mocinha de cabelo estilo Chanel trazem nosso jantar. Dois pratos com macarrão amarelado é posto a nossa frente, dois potes com molho escuro e pedaços de frango e carne como acompanhamento.

— Vão querer soju?

Nós dois assentimos e o mais velho diz algo para a moça que se curva para nós sai indo para o salão buscar as bebidas.

— O que preparou? - cheiro o alimento no prato.

— Isso é macarrão chinês cozinhado e temperado com salsinha e caldo de limão siciliano. Já o acompanhamento é frango xadrez onde foi adicionado carne.

— Parece delicioso, hyung.

— Bom apetite.

A Chanel retorna com o soju. Ao ficarmos só, Jimin serve-me. Pego meu hashi e como um pouco do macarrão, meus olhos se arregalaram com a delícia que experimentava.

— Meu Deus!

Falamos em uníssono. Comemos em quase completo silêncio, fora um ou outro comentário isolado. Apesar de quietos não teve um clima estranho sobre nós muito menos desconfortável.

— Vai querer sobremesa? - apenas nego. - Então vamos.

Cortês mais uma vez, Jimin me auxilia a levantar e vamos para o lado externo do restaurante. Assim que atravessamos quase trombamos com o dono.

— Então, o jantar maravilhoso fica por quanto?

— Nada. O jantar é por conta da casa.

Nós três conversamos um pouco antes que nós dois vamos embora. Nessas horas que estive na companhia do Jin pude perceber que não só sua namorada, mas ele também faz sua parte para que eu e Jimin começemos um namoro.

Ao que tudo indica é ele que tem a vantagem da opinião pública, não sei o que Taehyung​, Hoseok e etc pensam sobre este assunto. Entro com ele no seu carro e de imediato ligo o rádio, uma voz feminina canta em francês um música de melodia singela e carinhosa.

— O que quer fazer agora?

— Eu não sei. - dou de ombros e o olho a espera de uma sugestão.

— Você quer ir para minha casa​? - ele parece tímido ao me propor isto, suas bochechas ficam ligeiramente rosadas.

— Pode ser, eu ainda não conheço sua casa.

Jimin sorri e dá vida ao motor do veículo. Encosto a cabeça no vidro e fico olhando o ambiente externo.


Quebra de tempo.


Jimin mora numa belíssima mansão, a sala tem o teto alto e vidraria que dá para ver Seul de seu melhor ângulo. Na sala de estar ele tem um piano de cauda vermelho​, tão brilhante que reflete as luzes.

— Ainda deslumbrada? - pergunta rindo se sentando no sofá e tirando seus tênis.

— Sim. - gargalho. - Tem um lugar onde posso guardar isso até amanhã?

Falo tirando o pequeno bolo de notas de dentro do tênis, o homem pega o bolo e vai até o rack. Ele clica em algum botão que faz uma cerâmica próxima a ele se levanta, o dinheiro é posto em um envelope pardo que é recolocado no chão.

— Seu dinheiro vai estar seguro.

— Obrigada.

— E aí? Você assiste série? - Jimin liga a TV e sintoniza na Netflix.

— Assisto. Gosta de Black Mirror?

— Já terminei. - ele pisca um dos olhos para mim. - Sense8... já viu?

— Não.

— Nem eu, vamos começar.

Assistimos a primeira temporada toda, até que notei Jimin mexendo no celular encostado em mim. Dou lhe uma cotovelada suave para atrair sua atenção.

— A história tá boa né?

Falo debochada, o mesmo ri bloqueando o aparelho jogando ao seu lado.

— Tem algo melhor que ela.

— O que?

— Você.

Jimin me empurra no sofá deitando sobre meu corpo e beijando meus lábios com voracidade. Seu quadril se choca contra o meu com uma primazia gostosa, suas mãos apertan minhas coxas as colocando ao redor da cintura dele.

Ele me pega no colo e leva até seu quarto onde nos deitamos na cama. Enquanto lado de fora chovia água, do lado de dentro chovia orgasmos.





Notas Finais


Antes que me agridam, não fiz o hot detalhado do Jimin por achar ele romântico demais e pensei em deixar apenas a ação carnal para Jungkook pois é muito mais a cara dele.

Mas keep calm, talvez​ eu faça um hot dele. Não sei, o futuro a Deus pertence.

Xoxo 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...