História O Garoto Loiro Da Estação - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Conteudo +18, Drama, Estação, Menção!jikook, Plágio É Crime, Pudim, Reescrita, Romance, Trem, Você&yoongi
Visualizações 255
Palavras 1.768
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quanto tempo, né pudins? Aposto que geral já se esqueceu de mim :')
Bem, eu sei que demorei muito de atualizar a fanfic, mas juro que eu tentava escrever um cap mas o bloqueio de criatividade nunca me ajudava.

Eu editei alguns capítulos anteriores, mas não todos porque a senhora preguiça aqui não teve a coragem de fazer isso :')

Enfim, tenho um aviso importante nas notas finais e espero muito que vocês leiam. Ah, e antes de começar a leitura, eu acho melhor dar uma revisada no capítulo anterior porque até eu mesmo me esqueci do que estava acontecendo rsrs

Boa leitura ♡♡

Capítulo 19 - Acabou


Fanfic / Fanfiction O Garoto Loiro Da Estação - Capítulo 19 - Acabou

Meu mundo simplesmente foi pro chão quando ouvi tal notícia, aquela era a forma que Deus mandou para me dizer que eu e o Yoongi nunca dariamos certo juntos. Eu chorava bem baixinho para não despertar o casal que ainda conversava na sala, com isso resolvi me levantar do chão e ir até meu quarto para me deitar na cama e me desmanchar em lágrimas lá, meu peito doía por eu estar fazendo o mínimo barulho de meu choro, mas ainda assim eu não deixava de chorar percebendo que minhas lágrimas molhavam o tecido do travesseiro.


POV: Yoongi


Meu cérebro deu um grande nó ao ouvir tal frase da Hyuna, dei alguns passos para trás com a maior cara de indignação misturado com confusão, eu não acreditava naquilo que eu havia acabado de ouvir. Como isso pôde acontecer? Por que eu deixei isso acontecer?? Algo em mim parecia não acreditar em tal fato, mas se ela realmente estivesse grávida eu seria obrigado a casar com a Hyuna pois meus pais sempre me alertavam que, quando eu tivesse um filho eu teria que me responsabilizar por tal erro e me casar com a garota grávida. Só de pensar em me ver no altar com uma pessoa sem ser a S/n me dava um certo aperto em meu coração, eu teria que aceitar que de hoje em diante eu teria que aturar as chatices da Hyuna.

— Amor?! O que houve? Não se sente bem? — Perguntou a Hyuna enquanto eu tinha minhas mãos sobre meu peito por ainda estar incrédulo no que eu havia acabado de ouvir. Não, aquilo não era verdade.

Aquilo só pode ser um sonho... quero dizer, um pesadelo.

Eu estava incrédulo e em um canto da minha cabeça eu procurava uma justificativa justa para tal gravidez, mas tudo dava os indícios certo de que ela estivesse esperando um filho. Primeiro, nunca usamos camisinha por um maldito costume meu e segundo, a Hyuna não tomava anticoncepcional e tudo me leva a crer que ela estava realmente falando a verdade.

— Amor.. — Quando a Hyuna deu alguns passos em minha direção, dei dois para trás e de repente aquela expressão de surpresa sumiu de meu rosto habitando uma mais séria.

— Pode sair? Eu preciso de um tempo para reciocionar. — minha voz simplesment saiu com um tom meio grosso que deixou aquele sorriso da Hyuna desaparecer em questão de segundos. Ela não protestou, apenas assentiu com a cabeça demonstrando sua compreensão e se aproximou de mim para deixar um selar rápido em meus lábios.

Depois disso, ela caminhou até a porta semi-aberta e abriu melhor para poder se retirar de minha casa, vê-la saindo por aquela porta me deu um certo alívio e me deixou respirar melhor. Mas a tensão não tinha acabado, eu teria que conversar urgentemente com a S/n. Como eu ia dar uma notícias daquela para ela? E antes eu teria que aceitar que eu a perdi de vez. Maldita seje essa gravidez. Eu não culpava o filho em que a Hyuna esperava, mas por um certo motivo eu tinha raiva e queria que aquilo tudo não passasse de um grande pesadelo. Depois de pensar bastante do que dizer com a menor, caminhei pelo corredor em direção ao quarto que se encontrava com a porta fechada e quando coloquei minha mão na maçaneta, notei que ela estava trancada.

— S/n? — Perguntei em tom baixo após fazer um esforço afim de abrir a porta, mas foi em vão. Parei para prestar atenção após o silêncio tomar conta da casa e percebi que havia um choro baixo vindo de dentro do meu quarto. E aquilo me fez deduzir; ela ouviu minha conversa com a Hyuna.


POV:  S/N


14h37min - mesmo dia


Eu ainda não tinha saído do quarto. Eu perdi o tanto de vezes que o Yoongi tentou me chamar mas eu nunca o respondia, isso me deixava até mal mas eu não queria vê-lo naquele momento. Minha mala se encontrava em cima da cama e eu catava todas as minhas roupas do chão. Sim, eu estava planejando ir embora de uma vez por todas, mesmo que aquilo iria me deixar muito mal futuramente. Eu já estava arrumada com uma camisa de frio longa e uma calça jeans azul, meus olhos ardiam por eu ter passado metade do tempo chorando que aquilo me impediu até de dormir.

Ouvi batidas suaves ecoar por todo cômodo e com isso, suspirei pesado já decidida à abrir a porta. Guardei a mala ao lado da cama e caminhei em pequenos passos até chegar em frente a porta a qual segurei pela maçaneta e destranquei ela. Dei de cara com o Yoongi que estava com a pior cara de todas; parecia pensativo, chateado e até muito triste. Não falei nada, apenas dei espaço para ele adentrar o quarto e ele nem se deu o trabalho de me olhar nos olhos.

Caminhamos juntos até que estivessemos sentados lado a lado sobre a cama, nós dois nos mantinhamos calados e cabisbaixos enquanto ambos deixavam aquele silêncio se instalar naquele cubículo. Era um silêncio agoniante mas eu realmente precisava daquilo, eu ainda pensava em onde eu iria ficar apartir daquele dia pois eu não tinha dinheiro para nada e não era garantido que eu iria encontrar a Sun.

— Você ouviu nossa conversa, não foi? — o primeiro a quebrar o silêncio foi o Yoongi que fez a tal pergunta. Ele nem sequer me olhava e eu fazia o mesmo, eu tinha certeza de que se eu fosse encará-lo eu iria chorar na mesma hora.

— Sim... eu ouvi. — respondi, enquanto brincava com meus dedos para me distrair pois eu já podia sentir as lágrimas molharem meu rosto enquanto eu me mantinha de cabeça baixa.

— Bem... como você mesmo sabe, a Hyuna está esperando um filho meu. — fez uma pequena pausa antes de continuar. — E como meus pais sempre diziam, eu tenho que assumir minhas responsabilidades, meus erros...

Após ouvi-lo, apenas sorri forçadamente e desviei o olhar para qualquer canto que não fosse o Yoongi já conseguindo sentir meu coração apertando. Eu queria chorar, e muito. Sentia meus olhos pesados e minhas pernas trémulas, eu estava suportando aquilo e sabia que não ia ser por muito tempo, naquele momento até pensei em me levantar e sair dali sem dar mais respostas ao Yoongi. Por que eu me deixei levar por ele? Essa era a única pergunta que martelava em minha mente e eu amaldiçoava o maldito dia em que nos conhecemos. Yoongi tentou segurar em minha mão mas eu a afastei rapidamente, por breves momentos eu pude ver em minha frente o casamento entre Hyuna e ele: todos felizes enquanto o casal se beijavam e comemoravam seu casamento enquanto eu era a única a chorar no meio do salão. Com isso me dei por conta de que eu já chorava, minhas lágrimas escorriam em abundância por meu rosto vermelho e um sentimento enorme de sumir se fez presente.

— Ei... por favor, não chore. Você vai encontrar alguém melhor que eu, que te fará sorrir ao invés de chorar. — a voz trémula do Yoongi me despertou me fazendo enxugar minhas próprias lágrimas instantaneamente, me levantei cuidadosamente da cama e retirei minha mala de cima do móvel, Yoongi me olhou assustado e antes que eu conseguisse puxá-la, ele a segurou. — E-ei, onde você vai?!

— Eu vou embora, Yoongi. Não está vendo? Vou deixar você viver sua vida. — eu pude ver as lágrimas finas escorrendo no rosto levemente avermelhado do Yoongi, eu nunca acreditaria que estaria presenciando aquele momento mas juro que aquilo me partiu o coração.

De forma repentina ele se levantou da cama e segurou em minha cintura forçando assim meu corpo à ficar mais próximo do dele, eu ia repreendê-lo mas antes que eu abrisse a boca os lábios deles foram mais rápidos quando roçou os meus, minhas mãos se mantinham no ar devido a confusão que me passava na cabeça enquanto sentia a textura macia dos lábios dele sobre os meus, meu coração pulsava agitadamente e me fazia ficar mole nos braços dele tendo assim que me segurar em seus ombros. Eu tentei me conter mas acabei sendo dominada por aquele simples selar que agora começavam seus primeiros movimentos, meus olhos se fechavam aos poucos dando passagem à um sentimento tão aconchegante e confortável que me deixava mais trémula nos braços dele. Seu rosto foi inclinado para o lado oposto do dele e como eu ainda estava muito confusa apenas pude repetir seu ato movimentando meu rosto para seu lado oposto, meus lábios se entreabriram aos poucos deixando assim nossas bocas encaixadas onde eu conseguia sentir sentir a ponta da língua áspera do mais velho sendo esfregada vez ou outra em meu inferior.

Eu ia dar continuidade ao beijo mas o parei no mesmo momento por conta do orgulho e assim me afastei dele com os olhos levemente arregalados, Yoongi abriu seus olhos aos poucos me olhando com uma expressão triste e antes que eu pegasse a mala, ele murmurou um “me desculpe”. Eu tive certeza no mesmo momento que ele não me amava verdadeiramente, pois não era um bebê que iria prendê-lo por mais que seje uma grande responsabilidade. Eu poderia estar sendo egoísta de minha parte mas eu estava cega de raiva e de tristeza, saí daquele quarto de maneira rápida trazendo minha mala junto comigo sendo praticamente arrastada pelo chão.

Enquanto meus passos eram direcionados para a porta do apartamento, minhas lágrimas escorriam e meu choro se tornava mais alto. Eu não aguentava mais segurar aquilo e me sentia mole por tamanha tristeza que me circulava me fazendo fraquejar e quase voltar para aquele quarto onde se encontrava o Yoongi, porém eu fui forte e só percebi quando eu estava descendo as escadas do edifício rumo a porta central do local. Quando eu finalmente saí por aquela porta acabei tombando com alguém que me fez dar dois passos para trás devido ao impulso.

— A-ai... — aquela voz familiar e dengosa me fez levantar o rosto rapidamente vendo de quem se tratava, era o Jimin que massageava o ombro com uma mínima cara de dor devido a nossa batida. — S/n? O que houve? — eu não consegui respondê-lo e apenas o abracei com toda força possível enquanto derramava minhas lágrimas finas no casaco jeans do Jimin.

— A-acabou, Jimin... — um soluço me escapou, tendo a maior dificuldade em dizer tais palavras. Eu chorava como um bebê nos braços um pouco musculosos do Jimin enquanto sentia pontadas em meu coração. Ainda não havia me caído a ficha de que tudo acabou sendo que nem ao menos começou.


Notas Finais


É isso, pudins! Sinto muito se não saiu bom, como eu havia dito, o bloqueio de criatividade acabou comigo. Então, queria avisar que falta bem pouquíssemos capítulos para a fanfic acabar e antes de tudo eu quero agradecer as pessoas que compreendem o meu sumisso.


Sigam meu perfil @_Hiroshi para ficar ligados nas atualizações porque ta vindo uma fanfic nova do Tae ♡


Apenas me desculpem pelo sumisso e espero realmente que você me perdoem, comentem o que acharam do capítulo pois isso vai me animar muito além de me ajudar muito em continuá-la.


Até o próximo capítulo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...