História O garoto novo...-Bughead - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Kevin Keller, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Bughead
Visualizações 388
Palavras 1.345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee, voltei, sei que ando sumida,mas vem férias aí então vou poder me dedicar mais!!!
Boa leitura parças <3

Capítulo 10 - Bughead-10


Fanfic / Fanfiction O garoto novo...-Bughead - Capítulo 10 - Bughead-10

ELIZABETH (BETTY)

Sweet  Pea:

_Claro, eu to indo, aconteceu alguma coisa?

Betty:

_Não...quer dizer mais ou menos, nada grave eu só preciso de alguém pra conversar

Disse em meio as lagrimas e soluços.Desliguei o telefone, levantei da cama e fui andando até a frente da casa da Veronica sentei na escada, encolhida de frio mas não queria voltar para pegar algo que pudesse me esquentar, aliais não queria fazer nada só ficar lá sentada até alguma coisa acontecer e depois de uns vinte minutos Sweet Pea chegou.

Sweet Pea:

_Betty, vai congelar de frio, por sorte eu sempre tenho outra blusa dentro do baú da moto.

Disse abrindo o baú e pegando uma jaqueta, das quais ele sempre usava e logo após me entregou com um sorriso solidário.

Betty:

_Não me faz esse sorriso de pena,to vendo muito ele ultimamente.

Sweet Pea:

_Se uma garota ta preste a congelar de frio, o que quer que eu faça?

Bufei secando um pouco das lágrimas que escorriam

Sweet Pea:

_Betty me diz, eu to um pouco curioso, tá cheio de amigo seu aqui, por que me chamou?

Betty:

_Eles estão todos apagados e bêbados e também me olham com se eu fosse quebrar.

Sweet Pea:

_Que merda.

Betty:

_É sim, tudo uma grande merda, aaaii eu estou tão mal, eu não pensei que poderia ficar por alguém que nem me conhece direito.

Falei caindo em lagrimas de novo.

Sweet Pea:

_Jughead?

Betty:

_Por que comigo?Eu não entendo.

Sweet Pea:

_Ele é um babaca e você nem está tão mal assim, considerando que está triste carente e bêbada, poderia ter ligado pra ele, mas não ligou, ligou pra mim.

Betty:

_Eu liguei para ele, só que ele não atendeu e eu o vi com Taylor hoje em um bar, então sei muito bem onde ele está e o que está fazendo, não queria que soubesse que liguei pra ele, não ia falar nada se não tocasse no assunto.

Sweet Pea:

_Nesse caso você é uma pessoa normal que só está passando pelo processo lento de termino.

Betty:

_Isso é doloroso e tá me machucando de um jeito.

Sweet Pea:

_De tempo ao tempo, vai amenizar.

Sweet Pea veio se sentando ao meu lado e colocando os braços ao redor dos meus ombros, voluntariamente encostei a cabeça em seu ombro ficamos um  tempo em silêncio até que ele me perguntou.

_Vamos ficar aqui até amanhecer?

Betty:

_Não...Eu vou entrar, desculpa ter feito você vim aqui só pra isso...

Sweet Pea:

_Betty não tem problema, fico feliz em ajudar minha amiga.

Betty:

_Obrigada, sério.

Disse levantando, ele também se levantou me deu um abraço e um beijo na testa e disse pra eu ficar bem, saiu e montou na sua moto seguindo seu caminho.

@@@

JUGHEAD:

Na segunda feira enquanto arruma meu armário Sweet Pea veio falar comigo

Swee Pea:

_Cara, transou com a Taylor sexta?

Jughead:

_Não! Quer dizer quase, mas eu não conseguir, ela me fez um boquete, mas na hora H a Betty começou a vim na minha cabeça e eu travei, mas como você sabi...

Fomos interrompidos quando a Betty chegou falando com Sweet Pea, com uma jaqueta na mão que parecia ser do... PORRA a jaqueta é do Sweet Pea.

Betty:

_Ei SP, Oi eu só queria entregar sua jaqueta que esqueceu comigo aquela noite e também dizer obrigado você me ajudou muito, valeu.

Sweet Pea:

_Betty, que isso,não foi um prazer.

Betty deu um abraço em Sweet Pea e foi embora.

Jughead:

_Agora eu sei como ficou sabendo que estive com a Taylor, é eu virar as costa e você já caiu em cima né!

Sweet Pea:

_Jughead para...

Jughead:

_Você já a beijou, sei muito bem qual são as suas intenções pro lado dela, aquele papinho furado de que ela é legal de mais pra você ir ao bar comigo, era só pra pegar ela cara! Quais são seus critérios?

Sweet Pea:

_A Betty me ligou na madrugada de sábado cara, cheguei lá ela estava com os olhos inchados e vermelhos de tanto chorar por que ela acha que você tá transando com a Taylor. Jughead eu te avisei que ela ia ficar muito chateada se tivesse com outra garota.

Jughead:

_DROGA!

Bati a mão com força no armário e sai andando atrás Betty, nesse horário ela sempre estava no jornal e lá ela estava, mas não só ela, Taylor também ela estava falando alguma coisa pra Be, e pude perceber que a Be estava segurando o choro foi à hora que eu entrei.

Jughead:

_O que está acontecendo?!

Taylor:

_Nada, só estava contando pra Betty sobre nossa noite e também sobre nossa história um poucochinho complicada.

Jughead:

_O que disse pra ela?

Taylor:

_Nada de mais, apenas que nossos pais são namorados, que irão se casar em breve e que nós temos uma relação amais que amigos, que daqui a um mês moraremos sob o mesmo teto da sua casa e que eu poderei fugir pro seu quarto todas as noites que quiser, só estou dividindo as fofocas da vida para minha amiga, é claro que ela também está por dentro do nosso passado, mas que não nos impede de nos darmos bem na cama que é o que interessa não é mesmo, mas já estou de saída...ah Jughead não sei se seu pai te falou mas minha mãe e ele vão almoçar e nós iremos também, é meio que um almoço em família, então te vejo no almoço.

Jughead:

_Bee...

Betty:

_Eu não quero saber...

Jughead:

_Quando meu pai começou a namorar a mãe dela eu conheci a Taylor, ela já era mais experiente e eu perdi minha virgindade com ela, eu gostei dela, achei que tinha me apaixonado, toda vez que ela ia dormia lá em casa a gente meio que transava, depois ela me deu um pé na bunda, disse que não queria compromisso sério, cara eu tava com 14 anos, mas eu gostava dela, muito mesmo, meu pai nem a mãe dela sabem disso, desde essa época a gente se pega, mas eu prometi pra mim mesmo que não me envolver com sentimento com mais ninguém, eu e a Taylor nos pegamos até pouco tempo, mas eu aprendi a jogar o jogo dela, sem sentimento, mas aí eu conheci você e você me faz sentir coisas maiores do que com a Taylor, eu queria me negar a isso por isso continuei conversando com as meninas do mesmo jeito, mas eu já tava cansado da Taylor então dei um basta nela, por isso ela tava daquele jeito, eu não sei o porquê dela está tão incomodada com a gente junto...ela só quer sexo e tá fazendo um inferninho só pelo motivo de eu ter dito não a ela.

Betty:

_Como eu posso competir com isso?

Jughead:

_Eu não transei com ela aquele dia.

Betty:

_Tá...E como eu posso competir com ela?

Jughead:

_Já disse Be, eu não tranzei com ela.

Betty já estava com lágrimas nos olhos e saber que eu era o responsável por aquilo fazia com que minhas lágrimas descessem também.

Betty:

_Mas você iria transar com ela, uma briga e você já correu pro lado dela, imagina morando no mesmo lugar, qualquer coisa que acontecer um já vai está visitando o quarto do outro.

Jughead:

_Eu não comi ela porque você me veio a cabeça, eu só consegui pensar o quão escroto eu era, comendo uma garota,mas pensando em você, eu não consegui Betty, pensava que era apaixonado pela Taylor, mas é você que me deixa louco.

Betty:

_Eu não sei se eu consigo, é muita coisa, o seu primeiro amor vivendo no mesmo lugar, na mesma casa,almoçando junto como se nada tivesse acontecido é de mais pra mim.

Jughead:

_Ela não é meu primeiro amor, você é.

Disse aproximando, colocando as mãos em sua cintura, como eu senti falta de toca-la daquela maneira, a agarrei e puxei para mais perto de mim ficando mais próximo ao seu rosto olhando diretamente em seus olhados já vermelhos.

Betty:

_Eu to com medo.

Jughead:

_Eu te amo Betty.             


Notas Finais


Esperem que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...