História O Garoto Novo - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amor, Drama, Ficção Adolescente, Romance, Wesley Tucker
Visualizações 43
Palavras 1.476
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Capítulo 14


{Katherine}

Hoje eu estou pronta pra arrasar na natação! Eu não sei por que a Lívia não gosta. Palhaçada!

Vou quieta na minha enquanto o meu pai dirige.

Pedro — Hoje eu vou deixar, mas na próxima vez a sua mãe vai ficar sabendo! — Ele fala me olhando através do retrovisor.

Katherine — Não entendi pai! — Digo pagando de Kátia.

Pedro — Me faz um favor Liv. — Ele dá ênfase no "Liv". — Canta! — Engulo seco.

Katherine — É..É.. estou com a garganta doendo! — forço a mesma. — Viu?

Pedro — Ótima atuação Katherine, já pode ir pra Hollywood!

Katherine — E quem garante que eu sou a Katherine? — Pergunto desafiando ele com o olhar. — Ops!

Pedro — Porque trocaram de novo?

Katherine — Hoje tem um bagulho de natação, e ela não gosta! — O respondo olhando a paisagem do lado de fora.

Pedro — Sabe que se a sua mãe descobrir vai dar ruim, não é?

Katherine — Sei, mas o que eu posso fazer? Eu tenho que ajudar a minha irmãzinha! — Sorrio falso pra ele que nega.

Pedro — Você não presta garota!

Katherine — Credo pai, não fala isso! — Ele ri. — Não vai contar pra minha mãe né?

Pedro — Eu deveria!

Katherine — Pai por favorzinho! — Peço fazendo bico. — Nunca mais te peço nada!

Pedro — É zoação? — Ele pergunta me encarando de novo.

Katherine — Por favor! — Ele bufa.

Pedro — Só não vou falar porque se não sobra pra mim também. Mas na próxima eu conto.

Katherine — Ok papai chefe! — Encosto no banco e volto a olhar a paisagem.

{...}

Desço do carro e me despeço do meu pai. Estava entrando na escola quando uma garota passa esbarrando, contudo em mim.

Katherine — Está com o olhar no cu porra? — Pergunto nervosa.

XXX — Olha meninas, é a nerd feiosa! — Ela fala rindo com as outras e eu solto uma gargalhada sarcástica.

Katherine — Querida já se olhou no espelho? Ah não, ele deve ter quebrado! — As outras meninas prendem o riso.

XXX — Olha aqui garota, acho bom não mexer comigo! — Diz apontando o dedo na minha cara.

Katherine — Não aponta o dedo pra mim! — Digo torcendo o dedo da mesma. — Não cruze o meu caminho, ou vai se arrepender pelo resto da vida! — Largo o dedo dela e saio andando. Sinto puxarem o meu cabelo e eu já volto mirando um soco. — Quem avisa amigo é! — Ela tenta bater em mim, mas eu sou mais rápida e bato nela a arranhando toda.

Pedro — Katherine! — O meu pai repreende me puxando pra cima.

Katherine — Porque não me deixou quebrar a cara dessa vadia? — Pergunto bolada apontando pra mesma, e vejo o quanto a arranhei na cara. — Eu mandei não entrar no meu caminho! — Ela me olha com ódio.

XXX — Você tem problema garota? — Pergunta ela levantando do chão com a ajuda das outras meninas.

Katherine — Amor quem começou foi você!

XXX — O que está acontecendo aqui? — Pergunta uma voz grossa e eu me viro vendo o diretor.

Fodeu!

Pedro — Briga! — O meu pai responde.

XXX — Ela que começou diretor! — A garota fala toda coitada. — Eu nem fiz nada!

Pedro — É mentira, ela que veio pra cima da Katherine! — O encaro e ele ignora.

XXX — Não importa quem começou. As duas estão suspensas! — O diretor fala.

É, a Lívia se fodeu!

Pedro — Diretor eu quero conversar com o senhor. — Olho pro meu pai esperando uma explicação do que ele quer falar.

XXX — Vamos à minha sala! — O diretor fala e entramos na escola, e fomos para sala dele. — Pode falar Sr.Gomez! — Diz se sentando na cadeira dele.

Pedro — Quero pedir a transferência da Lívia!

Katherine — É o que? — Pergunto quase gritando.

Pedro — Essa é a Katherine diretor, ela e a Lívia ficam trocando de lugar. — O diretor me encara. — E pra acabar com essa palhaçada, eu vou por as duas na mesma escola.

Katherine — Ah não pai! — Resmungo.

XXX — Tudo bem então. — Ele pega algo na gaveta. — Que bonito em mocinha. — Ele me olha meio de lado.

Katherine — A Lívia não gosta de fazer natação, já eu gosto!

XXX — Claro! Já viu piranha não gostar de água? — A garota pergunta fazendo o meu pai olhar pra cima para não rir.

Katherine — Não sabia que galinha falava! E muito menos ficava fora do galinheiro! — Falo puta da vida.

Que audácia! Uma coisa é a chata da Mariah me chamar de piranha, isso até vai, mas vem outra me chamar de piranha? Aí mesmo que eu mostro quem é a piranha, sorte a dela não ter uma água aqui.

XXX — Já chega às duas! — Ele fala entregando um papel pro meu pai. — É só assinar! — Meu pai pega a caneta e assina o papel. — Agora é só entregar isso na outra escola.

Pedro — Obrigado diretor! — Eles apertam as mãos. — E me desculpe pela Katherine!

XXX — Sem problema! — Ele fala.

XXX — Vai tarde! — A vadia do lago ness fala.

Katherine — Quem pediu a sua opinião? — Ela ameaça vir pra cima de mim, mas eu saio da sala com o meu pai. Mas antes mando beijo pra ela. — Eu vi tá pai? Eu sei que queria rir!

Pedro — Ah, mas foi engraçado! — Ele diz rindo e eu bato nele. — Perdeu a noção do perigo porra? — Ele dá um tapa na minha nuca.

Katherine — A cara que a minha mãe faz me assusta mais que a sua ameaça!

Pedro — Até a palavra da Eliza assusta! — Rimos e ele me abraça de lado.

{...}

{Lívia}

A gente estava na aula do tio Max, quando o meu pai bate na porta.

Max — Entra aí! — O tio Max manda.

Pedro — Desculpa atrapalhar aí Max! — Ele diz olhando pra mim.

Ferrou!

Pedro — Bora Katherine, eu vou contar até 10! — Ele fala olhando pro relógio.

Max — Eu sabia que uma hora elas iam se ferrar! — O meu tio fala negando.

Lívia — A minha mãe sabe? — Pergunto.

Pedro — Claro que não! Estou a fim de me ferrar com vocês não. — Rimos. — Caralho! Eu vou bater nessa garota! — Ele fala impaciente.

Max — ANDA LOGO NORINHA, EU QUERO DAR AULA!

Pedro — Não me lembra dessa porra não, eu só tenho 34 anos! — O meu pai diz fazendo cara feia.

Thomas — E você é bem novo, né pai?

Kaio — Novo, olha a cara de idoso dele. — O Kaio zoa.

Pedro — É genética cuzão, olha pra minha cara e a sua, é quase idêntica! — Ele olha feio pro meu pai.

Kaio — Tá marrado! — Ele exclama.

Pedro — Eu sou lindão rapaz! Olha só pra minha cara de anjo! — O meu pai fala fazendo bico.

XXX — Oh lá em casa! — Diz uma voz feminina.

Pedro — Viaja não porra, se a Eliza escuta morre eu e tu junto! — Ele fala olhando lá pra trás. — ANDA KATHERINE! — Ele grita nervoso e ela aparece na porta.

Katherine — Calma caralho, eu estava conversando com uma amiga! — Ela fica parada na porta. — Vamos trocar de roupa Lívia, eu odeio as suas!

Max — Vão logo, antes que eu te dê falta Katherine!

Katherine — Já está de mau humor sogrão gostosão?

Max — Para de falar e vão logo! — A gente sai da sala e vamos ao banheiro.

{...}

Entramos na sala juntas e a maioria nos olha surpresos.

Katherine — Que foi? Nunca viram gêmeas não? — Ela pergunta cruzando os braços.

Natalia — Já não bastava uma, agora são duas? — Reclama a Natalia.

Katherine — Quem pediu a sua opinião? — A sala fica em silêncio.

Lívia — Eu vou ter que ir pra escola? — Pergunto pro meu pai.

Katherine — Você estuda aqui agora Elesma! — Dou um sorriso enorme.

Lívia — Jura? — Pergunto animada sem acreditar.

Pedro — Toma, dá para os outros professores. — Ele me entrega um papel e eu dou um abraço nele e ele vai embora.

Max — Sentem-se! — Manda o meu tio.

XXX — Como diferenciar as duas? — Pergunta um garoto lá do fundo.

Max — A Katherine é cavala, então vai ser fácil! — O tio Max fala e a Katherine o encara de braços cruzados.

Katherine — Eu sou a Katherine, e o meu namorado é o Davi, e o boy da Elesma é o Kauã! — As minhas bochechas esquentam. — O nome dela é Lívia afinal!

Max — Brincadeira? — O meu tio pergunta. — Caralho Kauã, o Pedro vai te matar! — Ele gargalha.

Lívia — Tio! — O repreendo.

Max — Chega de papo furado. — Ele vai parando de rir. — Bora Katherine, senta aí! — Ela senta atrás de mim bufando.

Lívia — Como o meu pai descobriu? — Pergunto entregando as coisas dela.

Katherine — Meu pai pode ser meio lerdo, mas ele não é burro! — Ela fala me entregando a minha mochila.

Lívia — E porque eu troquei de escola?

Katherine — Porque uma galinha sem classe veio de graça e eu meti a pancada nela. — Sorrio. — Aí o meu pai disse que queria acabar com aquele troca, troca, e te colocou aqui. — Ela fala e eu me viro pra frente.

Agora sim! Eu queria muito vim pra essa escola, eu só estava com medo de pedir. E agora eu não fico sozinha, agora eu também tenho os meus amigos por perto.


Notas Finais


Último de hoje, amanhã eu solto mais!
Beijos da tia Atena!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...