História O garoto da janela ao lado. - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tom Holland
Personagens Personagens Originais, Tom Holland
Visualizações 224
Palavras 1.592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um cap pra vocês,eu queria explicar algo,mas vou deixar pra fazer isso depois.Enfim...espero que gostem.❤❤❤

Capítulo 23 - Mar,ele não fez por mal.


Caminhei lentamente até eles e girei a maçaneta enquanto encarava o Alex.Ouvi a fechadura quebrar,e a porta se abriu.

-Filho,ela é melhor que nós dois juntos.-Romero respondeu.

-Ah pai,nem é pra tanto.-ele falou meio irritado.

Malcom me olhou por uns instantes de forma estranha,só depois eu me dei conta do que eu tinha feito.A porta estava trancada e eu quebrei a fechadura. 

Cambaleei para trás de alguém me segurou pela cintura.

-Cuidado!-Alex falou irritado.

Ele me soltou e eu olhei pra Malcom.

-Romero...-ele falou meio irritado ao ver que Alex colocou as mãos na minha cintura.

-O que?a sua filha é linda Malcom.-ele disse rindo.

-Idiotas!-eu falei abaixando a cabeça

-Vocês são malucos!-Alex falou irritado.

Romero entrou no local e ascendeu as luzes.Era um tipo de ringue...mas também tinha um tatame...Tinha uma academia e outras coisas.

-Garotos...nosso novo lugar de treino.-Malcom falou sorrindo.

-Ainda precisa de algumas reformas...mas...isso a gente pode ver com o tempo.-Romero falou.

Alex foi até o ringue todo feliz,percebi que a praia dele,era o boxe...Tudo aquilo era estranho,quer dizer...nem tudo! 

Só a parte do Alex...Ele deveria ter a minha idade,e eu nem fiquei com vergonha quando vi ele,eu não abaixei a cabeça ou falei baixo...será que eu tava mudando mesmo??eu caminhava em direção ao tatame,me lembrando de quando eu ganhei a minha faixa vermelha.Aquele foi um dia de glória.

-Pensa rápido.-Malcom me deu uma rasteira e eu cai.

-Uh!essa doeu Malcom.-eu ouvi a voz de Romero.
 
-Tava pensando no quê?-Malcom falou.

Eu estava de olhos fechados.

-Nada pai.-eu falei respirando devagar.

-Ah é?e porque eu consegui te derrubar?-ele disse sério.

Apoiei as mãos no chão,girei de pernas cruzadas e chutei as pernas de Malcom,fazendo ele cair.Dei impulso e levantei ficando agachada.Me levantei e Romero riu.

-É...a aluna derruba o mestre.-Romero falou rindo.

Caminhei até Malcom,e o ajudei a levantar.

-Ela precisa é ficar mais atenta!-Malcom falou ajeitando a jaqueta.

-Malcom está sendo muito duro.-Romero falou,olhando Alex dando socos no boneco.

-Ele tem razão tio Romero.-eu falava andando pelo tatame.

-Você é a melhor,garota.-ele disse se aproximando.

Ele tocou no meu ombro esquerdo,eu rapidamente passei por baixo do braço dele,fazendo a mão dele parar no meu ombro esquerdo.Girei o braço dele e ele girou me dando um soco nas costas...

-Você sabe que consegue fazer melhor.-ele disse se afastando.

Eu senti uma leve dor nas costas,e cambaleei pra trás,corri até Malcom tomei impulso prendendo minhas pernas no pescoço dele,apertei com bastante força fazendo ele cair.

Alex se aproximou e ficou assistindo a luta,ao lado de Romero.

Malcom se levantou da mesma forma que eu na segunda vez que me levantei.

-Aprendeu com quem?-eu perguntei olhando ele surpresa.

-Ah com uma garota ai que eu chamo de filha.Agora é estilo livre,sem regras do Judô.-ele falou com um sorriso desafiador.

-Ta bom.-eu falei indiferente.

Ele veio me acertar,mas eu desviei.Fui acertar ele,mas ele desviou,me abaixei e dei uma rasteira dele,e ele caiu.

-É você é boa.-ele falou se levantando.

-Mas o mestre aqui sou eu.-ele tentava me dar chutes e socos e eu desviava.

-Mestre o senhor me disse algo uma vez...o movimento do seu oponente é sua vantagem.-dei uma rasteira e ele caiu.

Romero aplaudiu.E Alex olhava apreensivo.

Malcom se levantou ofegante.

-Deu sorte hoje.-ele falou.

Alex voltou pro ringue e começou a bater no boneco.Malcom e Romero foram olhar o lugar.

Eu olhava Alex treinando e ele mantinha atenção...o foco...dava os golpes com precisão e cautela.

Me aproximei e olhei mais de perto.Ele começou a sorrir,então percebeu que eu olhava ele.

Saí dali rapidamente e fui me afastando de onde ele estava.Algo estava acontecendo comigo...mudei com as pessoas...estava perdendo o medo talvez...e tudo isso começou com o Tom Holland...quando ele falou comigo pela janela...o sorriso dele.

-Ah...Tom Holland.-suspirei baixo,firmando os pés no não,me abaixei colocando as mãos no chão,ficando de ponta a cabeça,me equilibrando pelas mãos...fechei os olhos e me veio o Tom na cabeça...mas logo lembrei da Liz meu coração apertou...na minha mente veio a voz dele falando que a "heroína" era uma louca assassina,lembrei das coisas que o Justin falou...e comecei a ouvir muitas vozes...abri os olhos e vi Malcom me encarando.

-Ficar assim te ajuda a pensar melhor?Malcom riu.

Olhei pra ele,que agora me encarava sério.Inclinei o corpo pra baixo e fiquei de pé novamente.Malcom me chamou até a saída e eu o acompanhei.

-Garota,o que está havendo?quase mata aquela garota hoje de manhã e a sua tela de desenhos quebrada...o que está havendo?-ele olhava o céu.

-Ela ia machucar a Zoey pai.-eu respondi com as mãos no bolso.

-Sabe por que eu não falei nada,daqueles caras da rua estreita,o cara do beco o outro do casaco verde??-ele me olhava querendo uma resposta.

-Eles mexeram comigo,e o do casaco verde foi porque o que ele ia fazer,era...-eu nem conseguia falar.

-E aquela garota?eu só vi ela sacudindo a menina e depois derrubou ela no chão...mas o ponto aqui é...foi num lugar com testemunhas!estão querendo saber,quem fez aquilo com aqueles caras,e pra sua sorte,eles não lembram de nada!e como nos filmes de heróis...alguém vai te descobrir e querer machucar pessoas importantes pra você,a polícia daqui é um lixo...o que é o de menos...o problema são os outros caras,entende?-ele terminou.

-Sim pai.Eu agi errado.Me desculpa.-eu disse emcarando o chão.

Malcom me abraçou forte e me deu um beijo na testa.

-Eu te amo filha.E meu medo é que algum filho da puta te faça mal...-ele disse e depois riu,ao ver a minha reação.

Romero e Alex saíram.

-Hora de fechar a porta.-Alex falou,tentando bater a porta com toda força,mas a porta abria novamente.

-Ah qual é!-ele disse irritado.

Eu peguei a maçaneta da porta e fechei com tudo,fazendo alguns pedaços de concreto cair.

Alex ficou surpreso,mas depois ficou irritado...muito irritado.E foi andando na frente sozinho.

-Alex!-Romero gritou e ele não ouviu.

Malcom foi atrás dele,mas quase levou um soco,se não tivesse desviado.

Eu e Romero paramos pra prestar atenção no que estava acontecendo.E pela primeira vez eu vi meu pai assustado.

-Ninguém tenta bater no meu pai!só eu.-andei batendo os pés com força no chão.

Como é que aquele boiola tenta bater no meu pai?eu não ia poupá-lo.Quando finalmente cheguei perto dele,eu o levantei pela gola da camisa.

-Mariana!chega!solta ele.-Malcom tentava me acalmar,com as palavras.

-Mar,ele não fez por mal.-Romero correu até Malcom.

Encarei Alex nos olhos,e vi que ele estava prestes a chorar.Mas ele lutava contra as lágrimas.E aquilo me fez lembrar de mim.Naquele momento eu me vi em Alex,e o soltei.

Olhei Malcom e Romero,que agora estavam com medo.Alex me olhava sério,e eu notei que ele derrubou uma lágrima.

-Me desculpem,todos vocês.-eu disse me virando pro Malcom e em seguida por Romero.

Eu saí dali andando o mais rápido que podia,até chegar em casa.Olhei a casa do lado e lá estava ele...eu olhei pra ele,e ele me olhou,mas ele parecia triste e com raiva.Tom estava chorando!olhei um pouco mais longe,e vi Liz ao lado do Justin...ele tinha descoberto tudo então?!

Justin estava muito bravo quando viu que eu olhava tudo.

-O que você tá olhando?!-ele perguntou furioso..

Eu fiquei parada ali...olhando ele gritar comigo.Justin me deu um empurrão e eu cai.Alex chegou ofegante,eu comecei a me perguntar por que ele se deu o trabalho de correr...e quando Alex me viu no chão,ele fechou os punhos.E a expressão de tristeza que tinha no seu rosto,se transformou em raiva.

-Derrubou ela no chão?-ele apontou pra mim,e encarava Justin de formar sarcástica.

-Por que??o namoradinho vai defender é?!olha Mar,eu nunca pensei que você feia desse jeito,fosse encontrar alguém!mas tinha que ser um meio boiola mesmo?-Justin perguntou rindo.

Alex não mediu esforços,e deu um soco no olho de Justin,fazendo ele cair no chão.

-Vai!levanta daí e me chama de boiola de novo?!-Alex chamou Justin com as duas mãos.

Tom olhou tudo.E depois olhou pra Liz,que olhava pro Justin e começa a chorar.E nessa hora,Tom olhou pra ela que nem se importou dele estar ali ou não.

Justin levantou sorrindo,e estava se preparando pra dar um soco em Alex,que desviou e o golpeou na barriga,fazendo Justin gritar de dor.Justin se abaixou,mas se levantou novamente ele correu pra tentar atacar Alex,que colocou o pé na frente,fazendo ele tropeçar e cair de cara no chão.

-Caras como você,são piores que merda de animal...Porque pelo menos a merda dos animais podem ser utilizadas como fertilizantes...você não.-Alex disse rindo.

Alex começou a andar em circulos rindo,e não percebeu,quando Justin se levantou e subiu nas costas dele.

-Você sobe nas costas de um garoto,e depois eu que sou o boiola.-ele lutou,até que conseguiu tirar Justin das costas dele.Justin caiu em cima de Tom,pro desespero de Liz.

-Caramba!Foi mal cara.-Alex ajudou Tom a se levantar.Enquanto Liz ajudava Justin a se levantar.

-Você tá legal?-Alex perguntou a Tom.

-Eu tô sim.-ele respondeu confuso.

-Princeza,a briga aqui é entre nós dois.-ele disse afastando Liz de Justin,e o derrubando outra vez no chão.

Alex deu vários chutes no Justin e a cada chute ele falava algo.

-Acha que pode derrubar ela no chão!?-ele chutou Justin,naquele...lugar.

-Idiota!-chute na barriga.

-Escroto!-chute na barriga.

-E ainda me chamar de boiola?!-chute no peito.

-Justin!Não.-Liz gritava querendo ir pra cima de Alex,mas acabou sendo impedida por Tom.

-E não chama ela de feia!só eu faço isso!-ele deu um chute forte entre as pernas dele.

E eu ali ainda no chão,observando tudo.Imóvel e apreensiva,só depois me dei conta que Alex lutando,lembrava a minha pessoa lutando...a maneira como ele falava,e o sarcásmo.

Enquanto Tom segura a louca da namorada dele,Alex matava Justin de tanta pancada,e eu assustada só tremia,e observava tudo ali...no chão.

Malcom e Romero chegaram...


Notas Finais


Espero que tenham gostado.Comentem o que acharam.Agradeço pelos comentários.Logo vou esclarecer umas coisas.❤❤❤ mais uma vez,obrigada pelos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...