1. Spirit Fanfics >
  2. O garoto sem expressões - Taekook >
  3. Capítulo 1

História O garoto sem expressões - Taekook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Juro que os caps vão aumentar, me dêem um desconto, aquela era a primeira vez que eu tentava escrever alguma coisa. Cansava rápido kkkk.

Capítulo 2 - Capítulo 1




P.O.V Jung Hoseok


Já era de manhã quando Jung Hoseok acordou, e em questões de segundos um sorriso ladino nasceu em seus lábios inchados ao ver uma fresta de luz - que o blecaute não conseguiu tapar - bem no centro do rosto do namorado ainda dormindo profundamente. Se inclinou e deu um selinho no mesmo, que se remexeu um pouco. Espreguiçou-se com o corpo mole, quando fez menção de levantar da cama sentiu o outro garoto - muito mais forte que si - o puxando de volta.


- Nem pense em sair daqui. - Ouve um resmungo sonolento.


Hoseok deixa outro sorrisinho canteiro surgir, deitando de frente para o namorado que mantinha as pálpebras fechadas.


- Eu tô com fome, Yoon.


- Eu é que tô - a voz rouca sussurra.


- Quer um pouco do meu sangue? - Pergunta depois de alguns segundos em silêncio, meio receoso.


Yoongi abre os olhos e franze as sobrancelhas.


- Eu já falei, meu amor, não vou morder você.


- Mas daí bebe o sangue que qualquer um por aí. - Fala e faz um bico birrento ao ouvir o namorado rir zombeteiro.


- Você sabe muito bem que não é assim - Yoongi acaricia sua bochecha - eu pego bolsas de sangue no hospital e bebo o sangue de quem me permite.


- Eu permito você me morder! - Reclama.


- Você é diferente, eu te amo - desvia o olhar envergonhado - nunca irei te morder.


Hobi deixa por fim o assunto - que nunca iria entender - de lado e deita no ombro do "namorado vampiro dorminhoco".


- Karin me ligou ontem à noite, falando que um garoto novo vai estudar na nossa turma esse ano. - Yoongi comenta.


- Ela te ligou só pra dizer isso? - Solta uma risadinha.


- Você sabe como ela é emocionada. - O vampiro ri, começando a fazer um cafuné em seu cabelo.


- O que esse garoto tem de especial?


- Ela disse que ele é diferente... Não explicou direito o porquê.


- Hmmm - grunhe desinteressado - agora que já está acordado será que pode me soltar?


Os braços que lhe enlaçavam como um polvo o soltam, então Hoseok levanta e sai do quarto. Logo sendo seguido por Yoongi que o agarra por trás, assim eles foram rumo à cozinha.


(...)


P.O.V Jeon Jungkook 


Jungkook acorda com o barulho irritante do celular, resmungando ele estica-se e o pega. O grupo estava bombando, seus amigos adoravam fofocar, contudo não costumava ser tanto assim. Lendo algumas mensagens para se atualizar ele descobre que um garoto humano irá estudar na turma deles. 


"Grande coisa..." pensa emburrado. 


   Mandou um áudio xingando os desmiolados, e meio minuto depois recebe a resposta de que o humano era muito bonito e que todos iriam babar quando o vissem. Apenas escreveu um "humanos não fazem o meu tipo" e saiu da cama, estava com fome. Marchou em direção à cozinha, tentando inutilmente tirar os resquícios de tinta que ainda estavam presentes em suas mãos. Pintou uma série considerável de quadros aquela semana, o que era um alívio, porque pintar foi a única forma dele não enlouquecer dentro da mansão Jeon. Seus pais e sua irmã foram resolver coisas importantes no Ministério em Paris, isso quer dizer que ele estava sozinho, completamente sozinho, e chamar os amigos pra sua casa não era muito recomendável. 


   Jungkook abre a porta da geladeira e tira uma bolsa de sangue, não demorando muito para ingerir todo o líquido dentro. Suspira relaxado, faltava apenas uma semana para as aulas começarem, e ele já havia se preparado para tal, deixou seus livros e mochila arrumados. Iria ser um ano bom, estava sentindo... 


(...) 


Uma semana depois 


Jungkook sai apressado de casa, meio assustado com a barulheira que Jimin estava fazendo ao tocar a buzina que nem doido. Mostra o dedo médio para o nanico loiro e entra no carro. 


- E aí, Jeon? 


- E aí, Park? - Resmunga mal humorado. 


- Pelo visto esse seu humor não mudou nada. - Jimin comenta divertido. 


- Foram só dois meses e meio, Jimin, não é o bastante para me deixar alegre e sorridente.


- Parando pra pensar, é difícil fazer você ficar alegre e sorridente, impossível na verdade. Nasceu com essa cara de bunda. 


O moreno revira os olhos. 


- Apenas vamos! 


J ri e liga o carro. Eles passaram para pegar Namjoon e seu namorado Seokjin, após isso foram para a escola. Quando chegaram lá se juntaram com o grupo dos "populares" que estavam no estacionamento, se alguém de fora os visse só iria achar que eram um bando de adolescentes feios amontoados, sem saber do grande segredo que carregavam nas costas. Todos eram vampiros, menos Jung Hoseok, é claro. 


- Eu quero ver Kim Taehyung! - Karin bate palminhas ansiosa, seu cropped rosa destacando-se na multidão de alunos. 


- Por que tá tão obcecada por esse humano? - O Jeon indaga com as sobrancelhas franzidas.


- Ela tá com sede, Jungkook - Namjoon fala. 


- Mas gente, uma coisa é certa, eu faria qualquer coisa pra pegar o Kim - Jimin comenta - ele é tão lindo que chega a doer. 


Ele ri debochado. 


- Aposto que ele não é tudo isso, continua sendo apenas um humano, afinal, sem ofensas Hobi. 


- De boa. - Hoseok murmura concentrado no celular. 


- Apenas esperem... - Karin sorri diabólica. 


Depois disso eles conversaram sobre variados assuntos até o sinal bater e eles entrarem na sala. A professora entrou sete minutos atrasada, falou palavras emocionantes sobre ser o último ano daquela turma na escola e só então começou a explicar o conteúdo. 

Foi quando Jungkook sentiu um cheiro... aquele aroma o desestabilizou, e muito. Teve que fazer força para suas prezas não saírem da toca, se é que me entendem. Ele de repente ficou com fome. 


Ouviram batidas fracas na porta, a professora falou para a pessoa entrar e nesse momento um "desculpas pelo atraso" foi proferido baixinho, mas audível. Um humano - aquele humano - entrou, e sabia que era ele pois Karin deu um gritinho nada discreto. Jungkook arregalou os olhos, aquilo não podia estar acontecendo, nunca quis tanto morder alguém como queria morder aquele humano, e olha que ele é um vampiro controlado! 


- Pessoal, esse é o aluno novo, Kim Taehyung. Ele veio de Busan e vai estudar esse último ano conosco! - A professora fala sorrindo. 


O Kim faz uma respeitosa reverência. 


- É um prazer. 


Sua voz era grossa e sem ânimo, algo totalmente sensual. 


- Sente-se e seja bem-vindo vindo, querido! - A mulher encostou-lhe no ombro e ele de forma curiosa de encolheu com o toque até se afastar e ir sentar numa das últimas carteiras, por sorte bem longe de Jungkook. 


- Merda...- xingou baixinho. 


Os outros vampiros, seus amigos, ouviram e ficaram calados, pois eles mesmo não se encontravam em bons lençóis. 











Notas Finais


Desculpem qualquer errinho, e espero que gostem :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...