História O garoto solitário - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Visualizações 170
Palavras 408
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Abrindo o jogo.


Adrien estava a tocar a campainha da casa dos Dupain Cheng a quase dez minutos, até que o pai da Mari atende.

Tom: Adrien? O que faz aqui a essa hora?

Adrien: A Mari está em casa?

Tom: Está no quarto trancada desde que chegou da sua casa. Aconteceu algo? Voceis terminaram?

Adrien: Espero que não,posso ir fala com ela?

Tom: Claro que pode.

Adrien subiu as escadas até chegar ao quarto da Marinette. Lá ele viu Sabine chamando a filha.

Sabine: Adrien o que aconteceu na sua casa?

Adrien: Agente brigo feio Sabine. Mas eu vou consertar.

Mari sou eu o Adrien,abre a porta porfavor meu amor

Marinette: Vai embora eu não quero falar com você.

Adrien: Mari eu vim te contar o que aconteceu,por favor abre.

Ficou um silêncio lá no recinto, até que a porta foi aberta,revelando uma Marinette abatida, com a maquiagem toda borrada.

Marinette: Entra logo antes que eu me arependa.

Adrien entrou e sentou na cama e esperou ela sentar também.

Ok Adrien me conta porque você se cortou.

Adrien: Mari tudo aconteceu quando perdi minha mãe, meu pai não falava comigo, me deixava sozinho.

Quando fiz 16 anos, eu comecei a beber, fumar, até drogas eu já usei Mari,pra não me senti tão solitário.

Mas nada tava me acalmando, eu só tava pior, até que conheci uma garota, uma tal de Lila Rossi , eu não tenho certeza se esse era o nome dela,ela me disse que se cortava para aliviar o estresse dela.

Eu comecei a me cortar também é isso me fez me  senti muito melhor.

Quando eu estou bravo eu me corto.

Me desculpa por gritar com você Mari eu te amo muito.

Marinette estava chorando, estava perplexa com o que escuto do amado.

Marinette: Adrien por que não me contou antes. Eu poderia te ajudar.

Adrien: Eu tava com medo de te perder.

Marinette: Adrien alto mutilação é uma doença, você tem que conversar com um psicólogo.

Eu te amo, você acha mesmo que ia te abandonar.

Adrien: Mari eu, eu nunca amei ninguém como eu amo você.

Marinette nada disse, simplesmente beijou o loiro, um beijo calmo , doce.

Quando se separaram ficaram se fitando por um tempo até que alguém atrapalhou.

Sabine: Desculpa atrapalhar,mas Adrien é seu pai no telefone.

Adrien foi atender o telefone,ficou alguns minutos e voltou.

Adrien: Meu pai quer que eu volte pra casa.

Marinette: Ok Adrien, agente se vê amanhã.

Eles se despediram com um beijo apaixonado.

Adrien chegou em casa e contou a sei pai que ele e a Mari fizeram as pazes. Gabriel ficou radiante.

Adrien foi dormi amanhã ele ia procurar um psicólogo...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...