História O garoto triste - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bullying, Drama, Mutilação
Visualizações 38
Palavras 453
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O amor é um elo entre o azul e o amarelo.

Capítulo 8 - É amor?


Fanfic / Fanfiction O garoto triste - Capítulo 8 - É amor?

Passaram-se um ano. Estava no Facebook a toa rindo dos prints de conversas e patadas de uma página. Comentei em uma públicação e uma garota gostou. Deu risada do que eu falei. Comentou. Eu respondi. Ela me pediu pra sermos amigos. Eu aceitei. Estava feliz. Agora de oito amigas no Facebook agora tinha nove. (Não sou muito de fazer amizades). Comecei a conversar com ela das 21:00 até às 00:00. A conversa tava ótima. Ela se mostrou uma garota legal e além de linda, é claro. Viramos amigos no mesmo dia. Ela tinha quinze anos. Agora ela tem dezesseis. Seu nome era Quessedy. Branca. Olhos lindos. Cabelos longo batendo na bunda. Charmosa e bela. Baixinha. 1,48. Excesso de figura. Que gostosa e fofa ela é. Meu Deus! Ela é muito fofa. Lábios finos e gostosos de se morder. Uma verdadeira gata. No primeiro dia passei a amar ela. Sei lá, ou eu iria me foder mais uma vez? Perguntei sobre um pouco dela. Ela é da igreja assembléia. Tem vários irmãos. Mora com a mãe. O pai morreu quando tinha treze. Contei um pouco sobre mim. E tudo estava indo calmo e tranquilo. Estava cada vez mais apaixonado por essa baixinha fofa e gostosa. Excesso de gostosura dizer assim. Se ela fosse um lanche seria um hamburgão com três bifes, três ovos, três queijos, três presuntos, bacon, batata palha, alface, tomate e molho especial de tão gostosa que ela é.

Os dias passaram e cada vez mais se apegava a ela. Até aquela madrugada que chorei pra caralho. Era 3:00 da manhã e ela começou a me xingar sem motivos só porque disse que iria dormir.

Vai toma no cu! Some daqui! Vai conversar com suas amiguinhas.

Mas o que eu fiz? (Fiquei triste).

Vai se foder! Quer ir dormir e me deixar aqui.

Mas, Quessedy, eu estou com sono. (Comecei a chorar).

Foda-se! Quer sabe, some daqui e me esquece.

Tentei argumentar, mas não adiantou nada. Estava chorando já. Desliguei o Wifi e fui dormir. Acordei no outro dia com um monte de ligações dela no whatsapp e mensagens que falavam.

Desculpa! Eu estava com TPM. Não queria falar aquilo. Eu gosto muito de você. Desculpa!

Olhei aquilo e a desculpei mesmo tendo me magoado tanto. As semanas se passaram formando um mês. Eu não aguentava mais de amor por ela. Me declarei. Ela não aceitou no início. Fiquei maior triste. Mas ela aceitou de tanto que insistir e ela falou.

Eu te amo! Só estava com medo de aceitar. Meu ex me traiu e outras coisas. (Triste).

Não fica assim. Eu não sou moleque. Eu sou homem. Te amo!

Passamos a namorar. Mas antes na nossa amizade eu sempre a aconselhei sobre sexo e virgindade. Logo que começamos a namorar começou os problemas...


Notas Finais


Quessedy era uma simples amiga que se tornou tudo pra Nasaki. 😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...