1. Spirit Fanfics >
  2. O girassol e o último Uchiha >
  3. Capítulo 24 - Tragédia

História O girassol e o último Uchiha - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


não me odeiem ... boa leitura e desculpa os erros

Capítulo 24 - Capítulo 24 - Tragédia


INARI

Se passaram umas 3 semanas desde que saí do hospital e agora eu estou feliz, eu entrei na academia ninja e eu gostei muito do Shino sensei, as aulas na academia são ótimas e descobri que o meu elemento é o fogo... e já tenho alguns materiais ninjas. Eu estou adorando morar com a Hina, mas acho que ela está doente ... e fica triste muitas vezes. Ela fica se lembrando do Herói, mas ele não vem visita-la. Então eu tomei a decisão de ir procura-lo descobri o clã dele aqui e vou lá agora mesmo.

 

Saio e vou em direção ao final da rua ... vejo um portão enorme com o símbolo do clã dele eu passo por baixo do portão e entro no clã ... aqui é tudo muito estranho não tem ninguém parece um clã fantasma igual ao da Hina. Ando e olhos todas as casas da rua principal, mas acredito que não seja, vejo uma casa mais limpa e decido ir lá. Bato na porta ela se abre.

- O que quer peste? – ele me olha irritado.  

- Quero conversar de homem para homem... – disse olhando em seus olhos.

- Qual sua idade peste ?

- tenho 8 anos.

- Então não é de homem para homem ... disse fechando a porta – eu me coloquei na frente.

- Não vou embora sem conversar com você.

- tsc ... – eu estava deixando ele muito irritado.

- Entra logo peste e seja rápido.

- entrei e vi a casa dele grande, vi foto da Hina e tinha algumas coisas que me lembravam ela.

- Por que você não visita a Hina ...? – disse indo em direção ao sofá, me sentei e olhei para ele.

- Ela chora muito de noite no jardim do clã Hyuuga, quando já estou dormindo ... todas as vezes ela diz seu nome. – ele me olhava com uma cara que eu não entendia.

- Eu sei que tenho culpa nisso ... podia ter me deixado morrer.

- Hinata nunca te deixaria morrer ... e eu ... não queria que você morresse.

- Então me mande de volta para minha vila, eu não quero vê a Hina feliz e doente por minha culpa, me teletransporte pra lá.  – ele pareceu pensar no assunto.

- Espera doente?

- Como ? o que ela tem ? – ele falou preocupado.

- Eu não sei ela fica vomitando muito, tudo que ela come ela vomita ... até com água ela vomita.

- o Kō tá cuidando dela, mas ela queria que fosse você do lado dela.

- Quem é Kō ? – Ele falou muito irritado ... me assustei.

- é o empregado da Hina. Ele cuidou dela quando ela tinha o meu tamanho e cuida de mim agora e dela também que tá doente. – vi ele ficar confuso

- me conta essa história direito peste.

- Então ... a Hina me contou que todo mundo morreu, e que antes do pai dela morrer um cara queria casar com ela, e esse cara se juntou com outras pessoas do clã e mandou o Kō para as montanhas pra ele ficar preso pra sempre, mas ele falou que um dia o selo da montanha sumiu e ele saiu e voltou pra casa pro clã Hyuuga.

- Ela não é a ultima ... é de quem ela estava fugindo ... – ele falou e eu olhei sem entender nada.

- você se saiu melhor do que eu imaginava peste.

- agora explica direito ... como Hinata ficou doente?

- Eu não sei ... desde que saí do hospital ela tá vomintando, as vezes vai no médico e me deixa com o Kō, mas volta e diz que está bem ... mas ela come e vomita de novo e ela se sente cansada, as vezes ela passa a mão na barriga depois de vomitar ... aí vomita mais, deve doer muito lá dentro da barriga dela, ela segura muitas vezes, dorme muito e se sente muito triste por que você não tá por perto.

- herói, a Hina precisa de você ...  ela tá doente e ela te ama muito.

- Eu também preciso dela, mas não sei como

Escutamos um barulho enorme eu pulei no colo dele com medo, e ele ficou em alerta, ele nem conseguiu dizer nada.

- Heroi ... o que foi isso?

- Inari ... eu não sei ... mas eu vou te proteger, só não me atrapalha.

Ele se levantou e escutamos mais um estrondo

POWWWWW

- Explosão ... – ele falou e eu fiquei com medo

- Vou te levar para o Kō.

Ele correu comigo no colo e me levou para o clã Hyuuga, mas parou ao olhar a cena o clã Hyuuga estava todo destruído, só tinha escombros e Hinata estava desmaiada debaixo de uma pedra.

- NÃO TEM NENHUM HYUUGA DA CASA PRINCIPAL – um homem albino vestido todo de branco entrou no local.

- Inari, fica aqui e sabe ocultar seu chakra?

- hai ... Hina me ensinou

- Faça isso... – me escondi em umas pedras e escutei tudo o que acontecia.

- O QUE ACONTECEU COM CLÃ HYUUGA?? – ele com raiva explodiu outro lugar. – POWW

- Estão todos mortos – o herói falou e eu escutei de onde eu estava escondido.

- E você o que quer aqui ?

- Vim buscar minha noiva ... a Princesa do Byakugan ... a Hyuuga mais velha.

- Estão todos mortos ... eu já disse a irmã mais nova da casa principal matou todos.

- Entendo ... mas eu consigo sentir a princesa de alguma forma ... eu acho que ela ainda pode estar viva.

- Aqui ela não está... você derrubou tudo, não vê.

- Verdade ... obrigado, sei que ela ainda está viva e vou procurá-la por todo o mundo.

- Boa sorte, mas todos estão mortos como falei – o herói disse.

 

Os barulhos paravam e eu ainda concentrava chakra, mas estava difícil ... eu não tenho muito chakra, e logo o herói aparece de novo.

- Levante peste, me ajude procurar Hinata.

Ele se concentrava e tentava acha-la mas nada ...

Logo chegou mais pessoas aqui que eu nunca tinha visto e a médica que me ajudou.

- SASUKEEEE  o que aconteceu ? – Naruto falou.

- Procure Hinata anda... ela está debaixo dos escombros.

- Kurama ... sabe o que fazer – Naruto disse.

Logo vi um manto laranja cobrindo o menino de cabelo loiro e me lembrei do outro herói de guerra e ele se fez em muitos clones e começou a procurar a Hina, o meu herói também a procurava, todos que estavam ali procurava.

- HINATA-SAMA – Kō gritou ao chegar perto do clã.

- Kō – eu gritei.

- O que aconteceu Inari? – só escutei explosões eu tava com o herói.

- Parem todos ... eu vou acha-la – Kō disse e todos olharam pra ele.

- Impossível – naruto disse

Os outros olhavam para ele como se fosse algo raro

- Byakugan – Kō teve seus olhos cobertos por veias e começou a olhar tudo.

- Uau ... – eu disse.

- Uchiha, ela está a sua esquerda há 900 metros abaixo, vi o um esqueleto roxo pegar os escombros jogarem em outra direção os outros foram ajuda-la e ficaram ajudando até que o herói conseguiu tira-la de la.

- Hina ...

Ela estava desmaiada e tinha muito sangue em todo o corpo dela.

- Sakura – o herói gritou e medica foi correndo ...

- Sasuke abre o portal – o portal foi aberto e eu vi apenas eles passarem ... fiquei com Kō e os outros aqui.

- Kō vamos para o hospital eu quero vê a Hina.

- Kō você tem que vir comigo, precisamos ir para o Hokage e de lá podem ir ao hospital – Naruto falou.

- Hai – Kō concordou.

.

.

.

.

SASUKE

 

 

Ela estava em meu colo sangrando muito atravessei desesperado e corri com Sakura indicando na frente.

- INOOOOOOOOOO

- SHIZZUNEEEE

 - HAYATEEEEEEE E ENFERMEIROS,  TODOS PARA SALA DE CIRURGIA 3

Corri atrás dela, Hinata não podia morrer eu não sabia o que estava acontecendo e não tinha noção do medo de perder-la.

Eu coloco ela na maca e eles a levam e vejo Ino arregalar os olhos correndo para a sala de cirurgia, eu fico do lado de fora esperando por notícias.

 

Passa meia hora Ino sai da sala com uma expressão horrível.

- Sasuke ... eu fiz tudo o que eu pude... – eu não estava acreditando eu estava perdido, ELA MORREU... FALA.

- Eu não consegui salvar seu filho – meu mundo caiu...

- O QUE ?

- ELA ESTAVA GRÁVIDA? – senti seus olhos arregalarem ...

- Ela me disse que tinha te contado – abaixou a cabeça.

- isso foi há quanto tempo?

- No dia que ela desmaiou e foi ao meu consultório, fiz todos os exames e ela disse pra eu não contar pra ninguém, eu achei que ela iria te fazer uma surpresa.

Me lembrei que nesse dia foi  o dia da nossa briga de eu não querer ser pai, e aconselhei que ela não fosse mãe pelo bem do clã dela ... e eu disse com todas as letras que não queria um filho ... por isso ela pediu o divorcio por isso ela se afastou e por isso ela chorava todos os dias ... por isso os vômitos e a mão na barriga como Inari falou.

- Eu ia ser pai ... não ... ela ia ser mãe, mas eu nunca tive a oportunidade de ser pai – disse e a loira ainda estava chocada que não sabia.

Senti uma dor, um arrependimento de tudo era culpa minha, se eu soubesse ela não estaria lá, ela estaria comigo ... mas eu fui egoísta, só pensei em mim. Ela respeitou minha decisão... eu me sentia um lixo nesse momento, as palavras foram horríveis, ela escutou tudo calada enquanto tinha acabado de descobrir a gravidez.

Eu não sabia o que pensar ... era tudo muito novo ... eu ... um filho ... eu perdi algo que nunca quis e que nunca tive.

Me sentei no chão do hospital e senti uma dor muito grande ... logo vejo uns bracinhos me abraçarem.

- herói calma, a Hina vai ficar bem. – eu abracei o menino e chorei muito.

- Inari ... ela vai ficar bem.

- O que aconteceu Uchiha-san – Kō disse me olhando.

- ela perdeu o nosso filho ... o filho que eu descobri agora.

- Uchiha-san ... temos que ajuda-la, esse momento vai ser muito difícil para ela. Você sabe do que eu estou falando.

- Kō não podemos deixar ...

- Eu estudo esse poder há anos ... será mais fácil comigo aqui, se algo acontecer.

- Entendo.

- Agora vamos esperar por noticias dela.

 

 

As horas passaram rapidamente e depois 5 horas ela estava no quarto consciente, a enfermeira pediu pra que eu entrasse por que ela queria me ver.

- Hime ... por que não me contou.

- Você não o quis, o universo só se encarregou de leva-lo – as palavras dela me machucaram.

- Sasuke cuide do Inari, Kō vai está sempre te ajudando... eu não consigo conviver com a dor de perder um filho eu sinto muito. Ela chorava falando disso. Se me ama me deixe ir, e cuide do Inari.

- Hime ... não faz isso a gente precisa conversar.

- Hime, espera ... eu te amo ... não desliga... a gente vai passar por isso junto, eu também estou sofrendo.

- Não como eu estou, você não o quis Sasuke... você rejeitou os dois Inari e ele – palavras afiadas como a faca, dilaceraram minha alma.

- Hime ...

- Byakugan – fez o selo de mãos e as ultimas lagrimas escorreram em seus olhos e logo eles perderam o brilho da vida.

- Vou te trazer de volta – dei um beijo na testa dela.

 

Saí do quarto chorando...

- Kō ... ela fez. E agora como trazemos ela de volta sem ela se machucar ... a ultima vez foram dois anos em coma.

- Precisa ter um jeito dela nunca mais fazer isso, digo.

- não tem como ... ela precisa aprender a controlar e eu vou estabilizar isso. Eu sempre fui fascinado por esse poder mas era tão raro que achei que nunca o veria.

- precisamos de uma prisão ... pode ser uma casa ou algo assim ...

- minha casa, da ultima vez a prendi no quarto e fiquei no quarto de hospedes e vocês podem ficar em alguma casa do clã.

- ótimo ... seu genjutsu foi bom, vamos usa-lo e vamos usar o selo.

- selo?

- sim ... ele vai suprimir o poder do byakugan automático ... mas eu preciso de tempo por que se eu fizer errado ela fica cega.

- porra Kō. Sem danos

- olha a língua ... Inari está conosco.

- o que está acontecendo? – Inari pergunta.

- A Hina tem um poder muito forte e ela esquece das pessoas quando usa ele, mas a gente vai trazer ela de volta ... e você vai ajudar a gente peste.

- hai.

- Kō vá para o clã uchiha e escolha uma casa para você e Inari de preferencia perto da minha. Eu vou ficar no hospital até ela ter alta ...

- Antes avise o Hokage que ela se desligou novamente e qie está presa em uma corrente que só corresponde ao meu chakra ...

- você a prendeu?

- Sim ... ela nem viu, a corrente suga o chakra dela e transfere para mim, sendo fraca utiliza o piloto automático por menos tempo

- Faz sentido... vamos Inari – pegou o menino e partiu.

- Hime ... agora você não escapa, chega disso...

- chega dessa porra desse piloto automático. 


Notas Finais


não me odeiem :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...