1. Spirit Fanfics >
  2. O Grande Amor da Minha Vida >
  3. 01-O Grande Amor da Minha Vida

História O Grande Amor da Minha Vida - Capítulo 1


Escrita por: Hupia_Malfoy

Notas do Autor


Oie, pra você que caiu aqui de paraquedas algumas coisinhas devem ser explicadas:
1.Essa vai ser uma two-shot, o primeiro capítulo vai se passar mais ou menos na visão do James e o segundo na visão do Severus, vai ser tipo o mesmo capítulo mais de pontos de vista diferentes (Ex: Do James vai mostrar mais os sentimentos dele e a intenção dele com os amigos, do Severus vai mostrar mais os sentimentos dele e como ele começou a gostar do Regulus).
2.Essa short fic é perfeita pra quem sempre quis ver o James sofrer e no final não conseguir ficar com o Severus.
3.Tudo se passa no 7 ano de Hogwarts, mais especificamente faltando 4 meses para acabar as aulas. James está apaixonado no Severus desde o início do 6 ano mas não conseguia admitir isso pra si mesmo.

Capítulo 1 - 01-O Grande Amor da Minha Vida


James Thiago Potter estava em um grande turbilhão de múltiplos sentimentos e emoções mas o que o dominava era um misto de euforia e nervosismo, nunca em toda sua vida pensou que se sentiria tão ansioso e de certa forma inseguro para chamar alguém para sair para um encontro já que grande parte das garotas (E alguns vários garotos) de Hogwarts suspiravam por si e facilmente aceitariam a proposta, mas dessa vez era algo completamente diferente e que o moreno nunca imaginou que faria em toda sua vida... Ele pediria para Severus Snape sair consigo em um encontro em Hogsmeade! Sim, um encontro de verdade com a intenção de pedir desculpas a ele por todos os anos de bullying e ódio gratuito que destilou contra ele em Hogwarts. Não conseguia se lembrar do momento exato em que se apaixonou por aquele Sonserino tão ardiloso, talvez tivesse sido no dia durante o final do quinto ano em que o mestiço estava tão distraído lendo um livro enquanto caminhava que nem ao menos notou que estava indo diretamente em direção ao Grifinório que estava correndo para encontrar seus amigos em seu dormitório e isso fez com que o pálido caísse em cima do sangue-puro dando a possibilidade de James finalmente notar que aqueles lindos cabelos negros não eram nada sujos e oleosos como pensava ser (e também tinham um cheiro muito bom), e talvez, só talvez tenha sido no dia em que os Marotos decidiram fazer uma pegadinha idiota lançando o feitiço Aquareverus que deixou Severus completamente encharcado e fez com que as roupas largas que ele normalmente usava ficassem bem justas em seu corpo mostrando que mesmo sendo magro ele tinha curvas e uma bela bunda, o que resultou com Potter sentindo sua calças ficarem apertadas porque seu “amiguinho" ficou empolgado com o corpo de seu inimigo e queria vê-lo sem todo aquela maldito uniforme escolar. Além de inúmeras outras ocasiões onde acabou analisando algo em Snape que achava impossível, como por exemplo os sorrisos e risadas sinceros, doces e meigos (sem nenhum traço de ódio ou sarcasmo) que ele dava para as outras serpentes que andavam com ele e faziam com que o coração de James Potter apertasse e também sentisse vontade de receber um daqueles sorrisos tão lindos e raros.

O que realmente importava era: seus amigos tinham notado antes dele mesmo o fato de ter se apaixonado por Severus Snape e quanto mais os dias passavam mais o garoto de cabelos rebeldes reclamava, falava mal ou apenas comentava com um certo ar apaixonado sobre como odiava o jeito que o Ranhoso ficava todo metido quando era elogiado durante a aula de poções, ou como era insuportável o fato de ele ficar o tempo todo com o rosto enfiado em algum livro e quase não parava de ler nem mesmo nos horários das refeições e principalmente como a prima maluca de Sirius (Bellatrix Black) provavelmente estava tentando o arrastar ainda mais para o lado da Magia negra. Todos esses comentários e falações cansaram o casal Wolfstar (nome de shipp que James inventou para Remus e Sirius ) fazendo com que os dois garotos jogassem tudo na cara do Potter e causando uma briga no grupo que durou em torno de duas semanas até que o mesmo aceitasse seus sentimentos pelo Sonserino que dizia odiar. Ainda faltava muito tempo para o início do café da manhã mas estava extremamente ansioso por finalmente ter uma onda grande de coragem Grifinória para poder se declarar ao garoto que amava então sentia que tinha que contar para um de seus melhores amigos seu plano e a melhor opção com certeza era Remus John Lupin já que entre todos ele era o que geralmente acordava mais cedo e depois ia acordando os outros para (tentar) garantir que eles não se atrasassem para as aulas, de sua cama pode ver que Sirius Orion Black não se encontrava em sua própria cama e como a cama de Lupin estava com as cortinas de seu docel fechadas... Suspirou sabendo que provavelmente o animago e o lobisomem estavam juntos na cama do licantropo já que ambos eram namorado que deixou o garoto de óculos com um certo receio de abrir aquelas cortinas sabendo que poderia encontrar os dois fazendo qualquer tipo de coisa, eram apenas 06:00 da manhã e o café da manhã começava as 07:00 e durava até as 08:00 então torcia muito para que aqueles dois não tivessem usando um feitiço silenciador e transando (já que eles eram praticamente coelhos naquele sentido) porque se abrisse aquelas cortinas e visse a cena com certeza seria muito constrangedor para os três, mas tinha que arriscar então de aproximou e abriu os tecidos agradecendo a Merlin por encontrar o casal apenas dormindo abraçados (e com roupas):

-Aluado... Aluado... ALUADO! -James Potter chamou o amigo três vezes na intenção de acordar apenas ele mas já que o lobisomem não acordava teve que o chamar mais alto, o que fez com que seus outros melhores amigos também acordassem.

-Ãn? James? O que aconteceu? -Questionou Remus John Lupin sonolento ao ver um de seus melhores amigos de pé ao lado da sua cama, achando que estava atrasado levou seus olhos até o relógio que havia no quarto e assim viu que na verdade tinha sido acordado bem antes do comum. -Por que está acordado tão cedo?

-É Pontas, por que caralhos está acordado e resolveu acordar a gente tão cedo? -Perguntou Sirius Orion Black emburrado por ter sido tirado de seu sono da beleza naquela hora da manhã, óbvio que necessitava de uma grande quantidade de tempo para se arrumar e ficar a figura gostoso que sempre era para todos da escola, mas isso não significava que tinha que começar a aquela hora da manhã.

-Estamos atrasados para o café-da-manhã? -Pedro Pettigrew (que estava em sua própria cama) questionou também sonolento mas parecendo mais preocupado se estava ou não perdendo a primeira refeição do dia.

-Não Pedro, só o Pontas resolveu acordar a gente bem mais cedo que o normal. Nem eu estava acordado ainda... -Murmurou Remus enquanto coçava seus olhos e ainda esperava uma justificativa descente para ter sido acordado.

-Desculpem, na verdade eu só queria acordar o Aluado mas ele não acordava então eu tive que chamar mais alto. -O Potter se justificou dando de ombros e lançando um olhar para o lupino como se dissesse “A culpa é toda sua" e em troca escutou o mesmo bufar frustrado.

-Certo, mas já que todos nós estamos acordados acho que o mais justo é você contar para todos nós porque está tão empolgado. -Sirius falou se encolhendo contra o corpo de seu namorado e escondendo seu rosto sonolento no peito do mesmo na intenção de fugir da pouca claridade que começava a entrar pelas janelas do dormitório.

-Bem, eu finalmente criei coragem o suficiente! Eu pensei bastante ontem de madrugada porque não estava conseguindo dormir e decidi que eu finalmente vou tentar me aproximar do Severus, e vai com certeza ser hoje! -Afirmou James completamente orgulhoso de si mesmo por estar tomando aquela decisão, fazia apenas 3 semanas que tinha admitido para si mesmo que após sua obsessão por Lílian Evans acabar tinha se apaixonado pelo melhor amigo da mesma mas faltavam apenas 4 meses para o final do ano escolar então se queria se aproximar de Severus para conquista-lo tinha que ser rápido, conquistar qualquer pessoa em apenas 4 meses já era difícil então imagine uma pessoa que obviamente te odeia por causas das atitudes ridículas que você teve num passado não muito distante.

-Já decidiu como vai fazer isso? Se não, nós podemos te ajudar a pensar rápido em algo. -Sugeriu Pedro como sempre querendo ficar do lado de seus amigos e querendo ser prestativo.

-Como hoje é sexta-feira pensei em chama-lo para um encontro em Hogsmeade, se ele aceitar eu vou tentar me aproximar dele para pedir desculpas e começar a me redimir por todas as coisas estúpidas que eu fiz e ganhar a confiança dele aos pouquinhos. -Explicou o Potter sorrindo bobo ao imaginar o garoto de lindos olhos ônix aceitando seu pedido de primeira, mas sabia que provavelmente não seria tão fácil assim. -Se ele não aceitar eu vou continuar insistindo e lutando por ele até ele me dar uma chance, quero provar para ele que estando apaixonado eu posso não ser o babaca idiota que sempre fui e posso dar a ele todo o amor que ele merece. Vou insistir mais do que insisti com a Lílian!

-Admiro a persistência que você está criando para lutar por ele. -Remus respondeu dando um sorriso confortável para o melhor amigo enquanto acariciava os cabelos sedosos de seu namorado que parecia um gato se aconchegado em si para dormir mais. -Ei Sirius não durma, quem sabe hoje chegamos no horário certo para o começo do café-da-manhã.

Após muita insistência de Sirius e Pedro para ficarem na cama ainda demorou um certo período de tempo até Remus arrumar sua bolsa com os materiais necessários para as aulas que teriam aquele dia, para Sirius sair do banho e parar de monopolizar o espelho admirando a si mesmo e seu próprio corpo e para que James parasse de brigar com o Black porque queria o espelho e a escova de cabelo (que era de Sirius) para poder tentar arrumar um pouco seus cabelos rebeldes, falhando miseravelmente com aquela tentativa já que os fios castanhos pareciam ter vida própria, mas mesmo com todo esses contra tempos conseguiram chegar ao Salão Principal no horário exato do início do café da manhã. Quando já estavam sentados juntos na mesa da Grifinória, em um local estrategicamente escolhido por Pontas de onde ele teria uma melhor visão do lugar onde Severus e seu grupo de amigos sentavam na mesa da Sonserina e assim como o planejado pelo moreno pouco a pouco as cobras que andavam com o mestiço começaram a aparecer, primeiramente Bellatrix Black adentrou no Salão Principal de mãos dadas com seu namorado Rodolphos Lestrange (aquele cara com certeza era a única pessoa viva sem ser Narcissa Black que conseguia controlar aquela maluca) e o irmão gêmeo do mesmo Rebastan Lestrange, após mais algum tempo Regulus Arcturus Black também adentrou no local e se sentou junto com os outros três começando a conversar animadamente sobre algum assunto desconhecido pelo grupo de Grifinórios mas que deixou o irmão mais velho do mesmo com um “pé atrás” porque conhecia muito bem seu irmãozinho e ele parecia de certa forma um pouco ansioso como se estivesse esperando por algo. Após mais alguns minutos de espera já eram 07:15 e finalmente Severus Snape chegou sendo acompanhado por Narcissa Black e Lucius Abraxas Malfoy um dos casais mais famosos de Hogwarts, ambos os três estavam conversando e soltando risinhos como faziam todo santo dia e isso consequentemente gerava alguns boatos estranhos como dizerem que na verdade eles eram um trisal que não se assumiam por causa dos costumes puristas de sangue das famílias Malfoy e Black, mas o que estava fazendo com que todos olhassem para eles naquela manhã de sexta-feira era o incrível fato de que Severus Snape estava com um coque frouxo com alguns fios de seus lindos cabelos negros caindo por seu rosto que normalmente ficava coberto pelos cabelos “sebosos" e “sujos" como todos implicavam ser, aquela era uma chance rara onde todos os estudantes ali puderam ver quase que perfeitamente o rosto do Sonserino tão pálido e mesmo tendo um nariz grande ele estava muito mais bonito do que os estudantes tinham pensado que era (levando em conta que grande parte dos alunos de Hogwarts apenas riam e faziam bullying com ele sem quase olhar para Severus que sempre andava de cabeça baixa mesmo perto de seus amigos, sempre com vergonha e medo de ser humilhado por alguém):

-Fecha a boca se não vai acabar babando. –Falou Sirius Black dando risada da cara de bobo apaixonado que seu amigo fazia para o ex inimigo dele, era fofo ver como Pontas ficava todo impressionado observando uma pequena mudança no garoto em que amava. Mas o Black tinha que admitir que o Snape estava realmente bonito com aquele penteado e também era mais fácil de ver o rosto do mesmo que continha um beicinho emburrado muito fofo sabe se lá qual o motivo.

-Ele está tão diferente hoje, vocês não acham? Tipo, ele já é extremamente bonito em qualquer situação mas hoje ele está ainda mais maravilhoso. -James Potter disse quase suspirando ao ver tamanha beleza em sua frente e nem se importava se o mestiço estava ou não perto do casal de loiros azedos, sim ele tinha um pouco de ciúmes de Narcissa e Lucius por causa dos boatos mesmo sabendo que era improvável que fossem verdade. Snape nunca antes tinha trocado de penteado e apesar de preferir aqueles lindos cabelos soltos também gostou muito daquela pequena mudança.

-Ele está mesmo bem diferente do comum, acho que nunca o vi mudar de penteado antes em todos os anos que estudamos em Hogwarts. -Comentou Remus Lupin também achando fofo toda a forma que o amigo ficava observado seu ex alvo preferido de bullying, era bom ver como James Potter estava amadurecendo e aprendendo a lidar com o que sentia, mesmo sendo por um garoto e não garota como todos apostaram que seria quando Lily partiu seu coração.

-Acho que não foi só nós que notamos, tem bastante gente do Salão Principal que está olhando para ele. -Pedro Pettigrew falou se intrometendo na conversa mas não se importando muito com tudo aquilo, se Pontas estava feliz com a idéia de tentar conquistar o ex-ranhoso e sentia mesmo que estava apaixonado por ele não o criticaria.

-Eu acho que vou até ele! -Afirmou o animago que tomava forma de cervo fazendo com que seus amigos o olhassem surpresos pela atitude inesperada e de certa forma irresponsável do amigo.

-Está ficando completamente louco? Vai começar a falar com ele do nada no meio do Salão Principal? -Aluado questionou esperando que o amigo estivesse apenas brincando sobre aquilo e fosse falar com o garoto de olhos ônix em algum lugar mais reservado e menos lotado, de preferência onde os amigos do mestiço não pudessem vê-los já que eles provavelmente não iriam nem deixar que o Grifinório chegasse perto de seu mais novo crush. 

-Eu sei que isso pode parecer meio maluco mas é uma grande chance e eu não posso perder porque se não terei que esperar até a aula do Slughorn para tentar sentar perto dele e fazer ele me ouvir. Tenho certeza que se eu tentar isso aquele velho insuportável vai nos tirar pelo menos uns 30 pontos se me ver “atormentando" um de seus melhores alunos na aula dele. -Argumentou James revirando os olhos ao lembrar de como aquele professor tinha uma grande implicância consigo e com seu grupo por conta de quase sempre estarem atrasados para as aulas dele, ou de não conseguirem realizar as poções tão perfeitamente quanto ele queria é principalmente por implicarem com o Snape que era o melhor aluno de todos os anos naquela matéria. -Me desejem sorte porque eu vou falar com meu futuro namorado! -Terminou empolgado.

-Bem, boa sorte para não ser humilhado no meio do Salão Principal agora que está quase lotado e também para não ser azarado por nenhuma das cobras do grupinho dele já que eles com certeza vão achar que você está importunado o melhor amigo deles. -O animago que tomava forma de um grande cão negro avisou mandando um joinha para seu melhor amigo mesmo que achasse que aquela idéia daria extremamente errado, mas se bem que já estava na hora do Potter tomar alguma atitude para começar a ir em frente com aquela paixão que ele nutria pelo garoto pálido desde algum dia do sexto ano e só tinha conseguido aceitar a algumas semanas.

O Grifinório de cabelos bagunçados sorriu contente e cheio de esperança para os melhores amigos, passou a mão pelos seus cabelos num sinal óbvio de nervosismo e se levantou de sua mesa indo diretamente até a entrada do Salão Principal onde o trio de Sonserinos ainda permanecia conversando, porém, antes que pudesse chegar até ele outro membro bem conhecido da Sonserina se levantou de seu lugar a mesa e começou a caminhar lentamente em direção a Severus o deixando um semblante de dúvida em seu lindo rosto e em seus maravilhosos olhos ônix, Regulus Arcturus Black continuou a andar em direção ao mestiço até ficar numa distância mínima do mesmo o que fez com que James Potter e vários outros alunos (das diversas casas) ficassem bastante curiosos sabendo que algo de diferente iria acontecer ali. Para a grande surpresa dos alunos presentes ali o Black mais novo segurou as mãos do garoto de pele pálida com um grande cuidado e deu beijos delicados na parte de cima de cada uma delas fazendo com que o rosto do mestiço ficasse levemente corado mais ainda de modo perceptível o que fez o Grifinório apaixonado sentir seu peito queimar de ciúmes, logo após largar as mãos do mesmo os dedos da serpente mais nova foram até o rosto do garoto mais baixo acariciando com calma e carinho as bochechas magras do mesmo fazendo com que ele lhe olhasse com dúvida e vergonha. Curiosamente Rebastan, Rodolphos, Bellatrix, Narcissa, Lucius e mais alguns Sonserinos (que Potter viu conversarem com Severus algumas poucas vezes) começaram a se aproximar dos dois com olhares ansiosos como se estivessem esperando algo muito grande acontecer:

-Regulus? O que você está fazendo? -Questionou Severus Snape parecendo muito envergonhado mas com um brilho doce em seus olhos, o Potter nunca imaginou que o veria perder toda sua pose arrogante e ficar tão fofo e submisso daquela maneira, mas infelizmente ele estava sendo submisso a outro homem e isso não agradou nem um pouco o garoto de óculos.

-Algo que eu estou a muitos dias pensando em fazer, e isso inclui mostrar a Hogwarts toda o que nós dois temos de verdade! -Respondeu Regulus Black em um tom manso mais alto suficiente para que todos no cômodo pudessem ouvir já que o silêncio tinha se instalado.

Alguns muitos alunos de outras Casas também tinham começado a se aproximar dos dois querendo ver o que iria ali, os outros 3 marotos obviamente também se aproximaram ficando perto de James e todo aquele “bolo" de gente para poderem observar de perto a intenção dos dois Sonserinos, muitos ali com certeza estavam esperando por uma briga, uma discussão, um duelo ou algo do tipo mas o garoto Potter, seus melhores amigos e os professores conseguiam sentir que não era nada daquilo que aconteceria ali, o clima entre as duas cobras não era nada agressivo ou hostil mas sim um tanto doce e carinhoso, bem parecido com o clima que existia entre Lucius e Narcissa sendo um casal. Mais uma vez o herdeiro mais novo da casa Black agarrou as mãos do Sonserino mais velho e os olhos azuis tempestuosos encararam muito seriamente os olhos ônix do outro, o que fez com que o animago apaixonado só conseguisse pensar “Que porra está acontecendo aqui?” já que não conseguia entender o motivo mas estava com raiva daqueles toque e olhares, com certeza ciúmes já que gostava de Severus mas provavelmente aquilo não era nada além de uma interação entre amigos:

-Severus Prince Snape... -Começou Regulus Black insistindo em usar “Prince" como nome do garoto mais velho a sua frente fazendo com que os olhares curiosos sobre eles aumentassem ainda mais, muitos estavam surpresos em ouvir o nome Prince já que aquela família tinha sido “extinta" a anos ninguém sabia que o garoto de lindos olhos ônix era um deles, o grupo mais encrenqueiro de toda Hogwarts também ficaram em choque por desconhecerem aquela informação. -Desde a primeira vez que eu te vi quando cheguei em Hogwarts eu tive a certeza que você era o garoto mais bonito e inteligente que eu já tinha visto em toda minha vida, eu tinha apenas 11 anos e já sabia que estava perdidamente apaixonado, sabe? Mas eu não tinha coragem nenhuma para me aproximar de você e tentar chamar sua atenção porque para mim não fazia sentido nenhum você querer fazer amizade com um primeiranista recém chegado, até o início do ano passado eu passei por vários dias onde sempre que eu te via pelos corredores minha mente só conseguia pensar em maneiras de como te impressionar ou fazer com que você notasse que eu existia. -Admitiu fazendo com que Severus começasse a ficar muito corado o que impressionou a todos que observavam a cena incrédulos afinal nunca viram aquele Sonserino demonstrar outro sentimento sem ser sarcasmo ou desprezo. James sentiu ainda mais ciúmes porque queria muito que aquela expressão tão fofa fosse para si não para o irmão mais novo do seu melhor amigo, mas ao mesmo tempo se tivesse uma câmera com toda certeza tiraria uma foto daquele lindo rosto corado. Ao mesmo tempo que achava tudo aquilo fofo o Potter sentia vontade de gritar para acabar com aquela... Declaração de amor? Sim, deveria ser isso! O destino estava sendo muito filho da puta em fazer com que aquela cobra se declarasse pro seu futuro namorado no mesmo dia em que tinha criado coragem para fazer aquilo. -Quando Lucius, Narcissa, Bella, Rodolphos e Rebastan resolveram se aproximar de você eu vi que essa era a oportunidade perfeita para mim poder tentar ser notado e essa foi uma das melhores escolhas que tinha tomei em toda minha vida, porque apesar do que muitos idiotas dessa escola pensam você é doce, carinhoso, companheiro, talentoso e que merece o mundo todo por conta das suas inúmeras qualidades e não todo o ódio que eles destilam contra você porque são um bando de filhos da puta. -Continuou dessa vez com um certo tom ácido na voz o que atingiu muito bem os vários alunos que irritavam é tiravam sarro do garoto do sétimo ano, tudo por culpa de um certo grupinho de tinha a participação de seu irmão mais velho. Obviamente os Marotos também ficaram muito ofendidos em serem chamados de “filhos da puta" mas nenhum interferiu pois queriam ver onde aquilo iria acabar e o apanhador da Grifinória sentia uma espécie de segurança dentro se si porque tinha total certeza de que seja lá o que fosse aquilo o mestiço não aceitaria já que eles sempre foram apenas amigos e continuariam assim. -Sei que estamos ficando a apenas 7 meses mas nesse curto período de tempo você me fez ser a pessoa mais feliz do mundo, eu sei que ainda nem ao menos te fiz um pedido de namoro descente, mas o que é um pedido de namoro quando eu posso pedir algo muito mais importante para as nossas vidas... Você quer se casar comigo? -Questionou se ajoelhando e tirando de sua bolsa escolar uma caixinha de veludo preto, a qual assim que foi aberta mostravam um lindo anel de noivado feito de prata com uma linda pedra ônix no meio e diamantes pequenos ao redor. 

Todos do Salão Principal estavam chocados e estáticos esperando uma resposta do Sonserino mais velho, parecia tudo uma cena de um filme romântico trouxa e muitos alunos (principalmente garotas) sonhavam em receber um pedido tão bonito quanto aquele que estava acontecendo, até mesmo os professores estavam chocados e em silêncio com toda aquela linda declaração, Minerva e Dumbledore secretamente torciam muito para que o mestiço aceitasse aquele pedido já que queriam vê-lo feliz com alguém gentil que o merecesse e por mais que não gostassem tanto da família Black por saberem que estavam ligados ao Lorde das Trevas mas era fácil para qualquer um notar que Regulus Black completamente apaixonado por aquele garoto que em toda sua vida fora tão rejeitado e desprezado por seus colegas de escola. Já James Potter mordida seus lábios e respirava fundo tentando se impedir de chorar igual uma criança que havia deixado seu sorvete cair no chão por conta da grande revelação feita aquela manhã, então aqueles dois já ficavam a 7 meses? Claro que mais uma vez seu jeito idiota tinha atrapalhado suas chances de ser feliz com a pessoa que estava gostando! Claro que alguém tinha que ter sido mais rápido e conquistado o coração de Snape! Claro que havia sido burro o bastante para acreditar que aquilo era só uma declaração de amor quando na verdade era um maldito pedido de casamento! Toda a animação que havia sentido pela manhã quando acordou com coragem para dar uma passo adiante em sua vida tinha ido embora e agora só lhe ele estava esperar a resposta do garoto que amava... esperar para ver se ele acharia tudo aquilo ridículo e apressado ou se também amava o herdeiro dos Black o bastante para casar-se com ele:

-Eu aceito! Eu aceito! Eu aceitooo! -Falou Severus Snape em tom alto o bastante para que todos ali do Salão Principal pudessem escuta-lo, seu tom de voz demonstrava uma felicidade sem limites que ninguém tinha escutado antes vindo do garoto de cabelos compridos , nem mesmo seus amigos mais próximos. Sem mais nem menos o Sonserino mais novo colocou a aliança no dedo do mestiço e logo em seguida se levantou o puxando para seus braços e o beijando com muito amor e carinho para selar o futura união que teriam. Aquele era o fim definitivo para qualquer fiozinho de esperança que James ainda tivesse aquela manhã. -É claro que eu aceito, Regulus Arcturus Black! Você é o grande amor da minha vida!

-Estou tão feliz que você tenha aceitado, fiquei com medo que achasse isso algo tosco, exagerado e muito apressado para seu gosto. -Confessou Regulus parecendo extremamente feliz e com algumas lágrimas de alegria escorrendo por suas bochechas, Sirius nunca tinha visto seu irmão tão contente daquela maneira desde que entraram em Hogwarts e se afastaram por causa da diferença de Casas e princípios.

-Tenho que admitir que eu nunca pensei que eu seria pedido em casamento algum dia, principalmente num salão cheio de gente e logo no início da manhã mas eu com toda certeza não posso reclamar porque foi a coisa mais fofa que eu já escutei em toda minha vida. -Comentou o mestiço abrindo um sorriso que mostrava seus dentes branquinhos, era a única vez em sete anos que James pode observar um sorriso tão grande e sincero vindo de alguém tão sombrio e triste quanto aquele garoto, em outra ocasião ficaria muito contente e provavelmente estaria sorrindo com ele mas naquele momento aquilo doeu mais do que um soco no estômago ou um chute em seu saco.

-SEV! Que bom que você aceitou! Eu estou tão, tão, tão feliz porque você aceitou o pedido e porque vocês dois vão se casar! -Narcissa Black falou enquanto andava em direção ao casal e abraçava o mais velho dos dois, estava óbvio para todos que assistiam a cena que ela obviamente já sabia de tudo que ia acontecer assim como os outros amigos deles.

-Vocês formam um casal maravilhosos, também estou feliz que tomaram um passo tão grande nessa relação. -Lucius Malfoy disse agindo mais cordialmente que sua namorada mas mantendo um lindo sorriso no rosto para felicita-los.

-Amanhã vamos comemorar esse grande acontecimento no Três Vassouras! -Anunciou Bellatrix Black em um tom muito alto e muito animado para uma sangue-puro mas qualquer um ali não dava a mínima para isso, os Sonserinos concordaram com a idéia da morena e os outros estudantes ainda pareciam muito em choque tentando digerir tudo que estavam ouvindo e vendo.

Os Marotos observavam a cena completamente chocados com tudo aquilo, Pedro Pettigrew tinha a certeza de que aquilo com certeza tinha acabado com o psicológico do Pontas, Sirius Black não conseguia acreditar que seu irmão mais novo estava tendo uma espécie de relacionamento com o garoto pelo qual seu melhor amigo estava completamente apaixonado e ainda tinha ganhado permissão de seus pais para pedir um mestiço em casamento (com toda certeza Regulus tinha permissão para fazer aquilo porque ele era o filho perfeito e nunca iria contrariar Orion e Walbugar Black), Remus Lupin se sentiu péssimo porque ali estava a prova de que não havia mais nada que pudessem fazer para juntar Potter e Snape já que agora o mesmo estava noivo e James Potter sentiu seu coração ser pisado e triturado em pedacinhos, queria ver a pessoa que amava feliz mas não conseguia deixar de se sentir péssimo consigo mesmo e pensar que se não tivesse sido um grande filho da puta que não conseguia lidar com os próprios sentimentos poderia muito bem ter conquistado o garoto de lindos olhos ônix e estar no lugar de Regulus fazendo aquele pedido tão importante. Por mais que o Grifinório odiasse admitir ele sabia tinha perdido a pessoa que realmente amava para sempre e isso fez com que automaticamente sua mente entrasse em choque, seus olhos se enchessem de lágrimas e seu corpo ganhasse vontade própria o fazendo voltar correndo para a Torre da Grifinória na intenção de entrar em seu quarto para se afundar em sua cama quentinha e chorar todas suas mágoas e sua culpa por ter sido um grande merda com o amor de sua vida que agora seria feliz com alguém muito melhor que si, e que principalmente nunca passou anos da sua vida se dedicando a acabar com a vida de Severus. Os outros três Marotos após verem seu melhor amigo saiu correndo obviamente foram atrás já que nunca iriam deixá-lo sozinho em um momento tão horrível:

-Pontas, não chore... -Pediu Rabicho também triste por ver o estado desolado que se encontrava seu melhor amigo.

-... – Sem conseguir responder algo descente James continuou a chorar e murmurar coisas desconexas que não faziam sentido nenhum para seus amigos enquanto enfiava seu próprio rosto e um travesseiro, queria apenas se fundir com todo o material de sua cama e nunca mais ter que encarar a triste realidade que estava vivendo.

-Pontas, por favor me desculpa! Eu juro pela minha vida que eu não sabia que aqueles dois estavam juntos ou que Regulus iria fazer isso eu teria te avisado, nós poderíamos ter armado uma pegadinha e atrapalhado esse pedido. -Explicou Almofadinhas se sentindo bem desesperado com a idéia de que talvez Pontas achasse que ele sabia sobre tudo aquilo é não quis avisar para atrapalhar seus planos de se declarar, o que era algo impossível já que a felicidade de seu melhor amigo era algo muito importante para si. Em demonstração de carinho se sentou na cama ao lado de seu amigo que continuava deitado com o rosto enfiado no travesseiro e começou a acariciar os cabelos bagunçados do mesmo.

-Eu... Eu sei que ele m-merece ser feliz mas eu me s-sinto tão mal. -Pontas começou a falar com uma voz fraca e trêmula pelo choro que ficava cada vez mais forte, seu peito parecia que ia explodir e existia um nó em sua garganta o impedindo de respirar direito. -Não c-consigo acreditar que isso está acontecendo, eu q-queria tanto me redimir com ele e provar que nós podíamos ter um r-relacionamento... -Falou se lembrando de todos os planos que criou e iria criar para conquistar o Sonserino que vinha perturbando sua mente a bastante tempo, doía tanto não ter conseguido aceitar seus próprios sentimentos antes e que isso tinha causado um fim tão trágico para sua paixão.

-Vai ficar tudo bem Pontas, você vai conseguir superar essa... -Aluado tentou reconfortar mas sem dar brecha para alguma frase que o desse esperanças de tirar Snape do irmão mais novo de Sirius, era completamente contra destruir relacionamentos alheios e também acreditava que aquilo não seria possível já que ambos pareciam muito apaixonados .

-Não! Eu não vou conseguir s-superar porque eu sou completamente a-apaixonado por ele e agora que finalmente p-percebi isso sei que nunca senti a-algo tão forte por qualquer outra pessoa na minha vida... -Admitiu o animago chorando ainda mais forte ao notar que nem o fora que levou de Evans tinha doido tanto quanto o que acabou de acontecer no horário do café-da-manhã, quando a garota ruiva de olhos verde esmeralda destruiu seu coração ele obviamente se sentiu triste já que passou anos gostando dela mas naquele momento sentia vontade de gritar, chorar e se rastejar aos pés do Sonserino com que praticava bullying para implorar a ele que voltasse atrás com sua resposta e fugisse com ele para algum lugar distante. -Ele é o grande amor da minha vida, m-mas ama outra pessoa... -Aquilo era um fato que ele não tinha o direito de se intrometer ou tentar mudar, Severus Snape estava feliz e iria se casar com Regulus Black... Então tinha apenas de aceitar sua “derrota", que nem de fato tinha sido uma derrota já que nem teve a oportunidade de competir para se mostrar capaz de ser uma pessoa legal e amável com seu ex-inimigo. Mesmo que estivesse morrendo de ciúmes e arrependimento não faria nada para estragar o relacionamento dos dois, já tinha 17 anos (quase fazendo 18) e precisava começar a agir como um adulto e não um adolescente imaturo, e aquele era um grande e difícil primeiro passo levando em conta que para isso tinha que deixar seus sentimentos de lado para sempre.


Notas Finais


Anel que o Regulus comprou pro Severus: https://pin.it/7nmSaAX

Se vocês achavam que a vida de vcs tava ruim imagina pro James que foi tentar pedir uma chance e teve que ver outra pessoa pedindo o Sev em casamento antes dele KKKKKKKKKKK

LEIAM SE QUISEREM: Brincadeiras a parte, eu queria muito que esse capítulo tivesse ficado melhor pelo tempo que eu demorei pra escrever ele e isso acabou atrasando minha fanfic principal mas eu realmente não tô com cabeça pra escrever. Eu tenho um gato de estimação e faz 2 ou 3 dias que ele fugiu e eu não consigo encontrar ele em lugar nenhum mesmo eu já tendo andando o bairro todo, meus parentes acreditam que gato sair é normal e ficam dizendo que ele vai voltar só que ele nunca saiu antes e é bem bobinho então eu tô muito desesperada (e parece que quem mora comigo não tá levando isso a sério). Bem eu tô surtando, é isso família.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...