História O Grande Erro - Imagine Jungkook - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Time Rush
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kendall Schmidt, Kim Seokjin (Jin), Logan Henderson, Personagens Originais
Tags Bts, Drama, Novela, Romance
Visualizações 243
Palavras 1.223
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi bolinhos!
Estava procrastinando para escrever o final dessa história porque sei que vou sentir saudades. Ela é meu xodo e a primeira fic que eu criei, tanto que acabei reescrevendo e tal. Mas não desejo escrever terceira temporada, prefiro acabar por aqui mesmo.
Foto de família, bem comercial de manteiga porque sim.

Quero agradecer os mais de 200 favoritos, aos que comentam, aos leitores fantasmas, muito obrigada por passar um tempinho da sua vida lendo essa história, vocês estão no meu coração bolinhos <3

Capítulo 23 - The End


Fanfic / Fanfiction O Grande Erro - Imagine Jungkook - Capítulo 23 - The End

Leu as notas do autor? Não? - Leia é IMPORTANTE!!

Leu. Pode continuar, bolinho <3

_____________________________

3 anos depois

Sábado 09:07 am

 

— Changmin! O appa tomou seu toddynho! — A pequena Naomi corria e gritava pela casa denunciando o pai.

— De novo appa! Eu quero meus toddynhos. — Gritava de seu quarto.

— Amor, vai comprar o toddynho do menino. — Pedi tentando acorda-lo.

— Gukkie acorda amor. — Jungkook quando volta das turnês não dorme, hiberna. Sendo quase impossível acorda-lo.

— Appa! Appa! Levanta, seu preguiçoso! — Naomi puxava a barra de sua camisa.

— O que aconteceu? — Questionou quando finalmente acordou.

— Eu disse pro Changmin que você tomou o toddynho dele. — Respondeu abraçada ao urso dado pelo pai.

— Eu disse pra você guardar segredo pequena.

— E eu disse que é feio mentir e omitir informações Jeon Jeongguk.

— Desculpa amor, vou comprar pra ele.

— Ótimo. — Dei um selinho no mais alto que se levantou indo em direção ao banheiro. Peguei Naomi no colo levando-a para a cozinha.

— Olha omma, um coração de Nutella! — Me mostrou o coração que fez na torrada.

— Filha você sujou toda a roupa, meu amor.

— Desculpa mamãe, eu juro que não queria fazer isso. — Disse com lágrimas nos olhos. Naomi é uma menina sensível, muitas vezes precisamos tomar cuidado com o tom de voz que falamos para que ela não entenda mal e se magoe.

— Oh minha princesa, não estou brava por isso, mas vamos ter que trocar essa roupa depois, combinado?

— Combinado. — Fizemos um high-five.

 

Minutos depois Jungkook voltou com os toddynhos de Changmin que se juntou á mesa. Naomi fez corações de Nutella em mais duas torradas, sendo uma para o pai e outra para o irmão.

 

(…)

 

Enquanto eu limpava a cozinha e Kook arrumava os quartos das crianças, eu podia ver os dois brincando na sala.

 

— Naomi, você tem que ser uma ninja, assim! — Imitava os movimentos do personagem do desenho que passava na tv.

— Assim maninho? — Imitava o irmão.

— Isso ai, vai ser uma ninja tão boa quanto eu. — Dizia orgulhoso.

 

Changmin era muito protetor com a pequena, ensinou-a a falar algumas palavras, dividia os brinquedos de heróis e ainda assistia desenho junto com a mais nova.

 

— Omma, quando eu vou ter um video game? — Changmin perguntou.

— Qual você quer meu amor?

— Quero o que o Appa joga.

— Pede pra jogar com ele, então.

— Ta bom. — Deu de ombros voltando a atenção para os bonecos.

 

Não vejo problemas em deixar que ele jogue alguns jogos considerados violentos, contanto que haja limites no tempo de jogo e que eu saiba qual jogo ele está jogando. Se for Overwatch que é o vício do pai, não vejo problemas.

 

08:25 pm

 

Naomi havia dormido pois gastou energia o dia todo brincando e como o pai, dormia a noite toda. Na sala meus dois homens jogavam video game, na verdade o Kook ensinava Changmin a jogar. O game finalmente começou depois de muito tempo que Changmin levou para escolher seu personagem, o garoto seguia as instruções do pai e ouvia atentamente cada conselho. Eu me sentei em minha cama para finalmente terminar meu livro. Ao olhar no relógio que indicava ser 09:55 da noite da noite, fui até a sala encontrando meus bebês dormindo com os controles do video game nas mãos. Desliguei o jogo, guardei os controles, peguei changmin no colo, colocando o pequeno na cama. Voltando a sala Jungkook não tinha movido um músculo.

 

— Amor, vamos para o quarto.

— Eu vou tomar banho primeiro. — Jungkook me olhou como se pedisse para que eu fosse tomar banho com ele.

Entendendo o recado, fui com ele para o box, me despi, ligando o chuveiro em seguida.

— Você não perde uma oportunidade, não é?

— Eu? Não fiz nada. — Disse se fingindo de inocente.

 

Beijei o mais alto que me prensou contra a parede fria de azulejos. Mesmo com a parede fria em contato com as minhas costas, os toques de Jungkook faziam meu corpo esquentar cada vez mais, Jungkook me levantou colocando minhas pernas em volta da cintura, sentindo o volume crescer embaixo de mim. Senti minha intimidade latejar, gemi entre o beijo.

(…)

 

Depois do que aprontamos no banheiro, finalmente fomos dormir já que amanhã é domingo, tenho certeza que minhas três crianças me dariam trabalho.

 

Domingo 07:59 am

 

— Omma, to com fome! — Gritava Naomi enquanto pulava na cama

— O que você quer comer meu amor? — Questionei a pequena comilona.

— Eu quero tomar aquele chocolate do Changmin. — Se referia ao Toddynho.

— Ta bom meu amor a mamãe pega pra você.

 

Peguei a pequena no colo, coloquei sentada no sofá assistindo desenho. Na cozinha peguei uma caixa de todinho dando para a pequena.

 

— Mamãe isso é ruim, é muito doce. — Fez careta e me devolveu a caixinha.

 

Tomei o restante do achocolatado e fiquei com Naomi assistindo desenhos até pegar no sono.

 

Naomi On

Só percebi que a mamãe dormiu quando o papai pegou ela no colo como o príncipe dos desenhos. Ele tratava a mamãe como uma princesa, mesmo trabalhando muito ele nunca deixou de cuidar da gente e de cuidar da mamãe.

 

— Por que acordou tão cedo filha? — Papai perguntou.

— Eu tava com fome appa. — Peguei meu ursinho que caiu no chão.

— Você gostou do toddynho? — Pegou a caixinha em cima da mesinha.

— Não appa, é ruim. Isso é muito doce. — Ele fez careta, acho que ele não gostou do que eu disse.

 

 

09:27 am

 

Ao acordar percebi que estava na cama, Jungkook provavelmente me trouxe quando dormi no sofá. Levantei, fiz minhas higienes seguindo para a cozinha. Ao chegar encontrei Jungkook fazendo torradas, Changmin tomando seu habitual toddynho e brincando com o boneco do homem de ferro. Já a pequena Naomi comia panquecas, se sujando como sempre, sorri com a cena.

 

— Omma! A Naomi disse que não gostou do toddynho. — Changmin reclamou fazendo bico.

— É muito doce oppa.

— O que você fez com a minha princesinha _____? Como assim ela não gosta de toddynho? — Jungkook questionou surpreso.

— É ruim appa. — Respondeu rindo.

— Mas você gosta de Nutella filha, é doce também. — Tentou defender o achocolatado.

— Nutella é gostoso, isso aí é ruim. — Cruzou os bracinhos.

— Meu Deus vocês são umas crianças mesmo. — Dei um beijo na testa dos pequeno e abracei Jungkook.

 

— Bom dia meu amor. — Disse o mais alto, me dando um selinho.

— Bom dia amor. 

 

— Só perdoo você porque você é uma boa ninja. — Disse Changmin para a pequena.

— Ta bom! — Naomi sorriu.

 

Os últimos anos passaram muito rápido, num piscar de olhos vi Changmin andar, falar, ir para a escolinha e se interessar a ler quadrinhos. Em outro piscar de olhos, Naomi começou a andar e falar rapidamente, quando soube da profissão do pai, logo quis conhecer as musicas do Bangtan e segundo ela Jimin é o seu bias, o que deixou Jungkook com muito ciúme da garotinha. O sucesso do BTS tem crescido a cada dia, mesmo com os shows, turnês e com a correria do dia dia, Jungkook não deixa de dar atenção á nossa família, eu tenho trabalhado em casa como tradutora para a Big Hit, traduzindo alguns texto do blog e postagens para português, dando maior alcance as fãs do meu país. Por mais que os últimos anos tenham sido corridos e loucos, tenho certeza que a melhor decisão que eu tomei, foi voltar para a Coreia e fazer com que a minha família ficasse realmente completa.


Notas Finais


Talvez eu tenha chorado escrevendo isso, mas amei cada palavra. Muito obrigada por acompanharem e até a próxima história!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...