1. Spirit Fanfics >
  2. O Herdeiro Uchiha - Itachi x Sakura >
  3. Susto- Itachi e Sakura

História O Herdeiro Uchiha - Itachi x Sakura - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Pessoal, espero que gostem desse capítulo. Estou me esforçando para fazer capítulos longos e interessantes. <br />Se puderem comentem e favoritem a fic, isso me dá ânimo para continuar postando 🥰.<br />Obrigada 😊.

Capítulo 25 - Susto- Itachi e Sakura


Fanfic / Fanfiction O Herdeiro Uchiha - Itachi x Sakura - Capítulo 25 - Susto- Itachi e Sakura

Sakura- 

Decidi passar na casa do Itachi antes de ir para casa após o trabalho. Minha mãe foi até o hospital para combinarmos o jantar que seria no dia seguinte.

- Não acredito que seu namorado é um Uchiha! O herdeiro da casa principal ainda- disse na recepção.

Notei a recepcionista se aproximar mais de nós duas para escutar a conversa.

- Mãe! Fala baixo!- disse a puxando para o corredor e me encaminhando até o consultório.

Entramos e ela se sentou animada. Me contou que a mãe dele foi até nossa casa para convidar meus pais para um almoço.

- Ela disse que faz muito gosto de ter você na família Sakura! Mikoto apoia totalmente o relacionamento de vocês- a olhei revirando os olhos.

- Mãe, Itachi e eu ainda não oficializamos nosso relacionamento. Então por favor, não cria expectativas- disse a ela que me olhou atentamente e piscou para mim.

- Do jeito que a mãe dele fala vocês dois daqui a pouco se casam- disse ela com um brilho nos olhos.

Minha mãe tinha essa péssima mania. Todos os garotos que eu tinha algo, mesmo que fosse somente amizade ela já criava expectativa. Foi assim com o Sasuke, Naruto e até com o Rock Lee. 

Me lembro do dia que o Lee caminhou comigo até em casa e ao nos ver juntos minha mãe o fez entrar em casa e perguntou a ele quais as intenções comigo. 

Lee faltou pouco explodir de alegria. Depois desse dia tinha que correr dele e fazer um caminho diferente todos os dias.

- Você e Mikoto-san tem que parar com isso. Estão criando expectativas de um relacionamento que mal começou- disse me levantando e andando até a janela.

Ela suspirou e falou sobre o jantar. Perguntou do que Itachi gostava de comer e eu disse a ela as coisas que eu sabia que ele gostava.

Ela anotou tudo e sorriu. Marcamos o jantar às 19:00 horas em ponto. Falei que ia avisar a ele. 

Nos despedimos e fui trabalhar um pouco. Ajudei kenichi na emergência também. Tinha um homem com uma perna quebrada e Kenichi estava inseguro com isso.

Tivemos que colocar o osso da perna do homem no lugar. Kenichi estava tenso mas conseguimos.

- Obrigado Sakura-senpai, como sempre me salvando- disse Kenichi ficando vermelho e sorrindo.

Ele era bem fofo, e muito gentil. Sorri para ele e voltei para meu escritório pensando que quem namorasse o Kenichi seria muito sortuda.

(...)

Sai apressada do hospital, estava começando a escurecer e não queria voltar tarde para casa, estava cansada.

Decidi que no dia seguinte iria dormir até quando meu corpo quisesse. Cheguei ao Distrito Uchiha e sorri ao ver a casa do itachi.

Fiquei vermelha ao me lembrar dos nossos amassos no meu apartamento no dia anterior.

Bati na porta e esperei me atenderem. Quem abriu a porta foi o Sasuke. Ele me olhou surpreso e me cumprimentou, me falando para entrar.

- Obrigada. O Itachi está em casa?- perguntei educadamente.

Mikoto saiu da cozinha e ao me ver me abraçou entusiasmadamente.

- Sakura! Que surpresa agradável. O Itachi está sim. Você pode subir as escadas, ele está no quarto- disse ela sorrindo e me empurrando delicadamente até as escadas.

Subi os degraus e cheguei até o corredor. A porta do quarto dele estava entreaberta e dei duas batidas leves. Não escutei nenhum barulho e abri a porta entrando no quarto. 

Olhei em volta e não o vi ali, quando fechei a porta e me virei Itachi saiu do banheiro com uma toalha enrolada na cintura e o corpo pingando água.

Fiquei parada hipnotizava vendo uma gota de água escorrendo do peitoral até o abdômen e entrando embaixo da toalha.

Tive vontade de ir até ele e lamber o caminho que aquela gota fez. Fiquei parada o olhando.

Itachi me olhou e arregalou os olhos.

- Sakura, o que faz aqui?- perguntou ele dando alguns passos na minha direção.

Me virei imediatamente de costas para ele, sentindo que estava vermelha até a raiz dos cabelos. Encostei a testa na porta e fechei os olhos.

- Itachi, desculpa, sua mãe disse que eu podia subir. Eu não sabia que você estava tomando banho- falei sem escutar nenhum barulho vindo dele.

De repente vi dois braços brancos  musculosos e molhados em torno do meu corpo, sem me tocar, segurando a porta. 

Engoli em seco ao sentir o cheiro de sabonete e shampoo que vinham dele.

(...)

Itachi-

Decidi tomar um banho demorado antes de ir jantar. Ia depois até a casa do Shisui, queria pedir ajuda de Ino para comprar uma joia para Sakura. Queria perguntar ao Shisui os horários da Ino por esse motivo.

Resolvi que a pediria em namoro no dia do jantar na casa dos pais dela. Ia levá-la em casa e a pediria e daria a joia.Era esse meu plano.

Tomei meu banho normalmente e lavei os cabelos. Me enrolei na toalha ao me lembrar que tinha deixado a porta do quarto aberta. Quando abri a porta do quarto Sakura estava parada ali dentro.

Ela me olhou atentamente e passou a língua nos lábios enquanto percorria meu corpo. Senti meu penis ficando duro diante daquele olhar.

- Sakura, o que faz aqui?- perguntei indo na direção dela.

Ela se virou de uma vez e encostou a testa na porta, dizendo que foi minha mãe que a mandou subir. 

Tomado pelo desejo de provoca-la um pouco, me aproximei e coloquei minhas duas mãos segurando a porta.

Vi ela levantar a cabeça e inspirar. Encostei meu nariz na nuca dela e a beijei delicadamente nesse ponto. 

Sakura deu um gemido e eu segurei seu rosto e o virei na minha direção enquanto beijava sua bochecha e capturei seus lábios quando ela abriu a boca para gemer.

Envolvi Sakura com um dos meus braços, espalmando a mão na sua barriga lisa, sentindo o tecido do vestido dela se embolar na minha mão. Com a outra mão soltei os cabelos dela que estavam presos em um coque e caíram como cascata nas costas dela.

Apertei meu corpo ao dela e encostei minha ereção na bunda dela que estava empinada. 

Sakura apertou as coxas e gemeu me beijando. Eu a virei e ela colou o corpo ao meu, gemendo e beijando meu pescoço. Ela então beijou meu peitoral e foi descendo mais um pouco até o meu abdômen.

Usei todo o autocontrole que me restava quando ela desceu mais e segurei os seus ombros me sentando e a colocando sentada no meu colo.

A apertei nos meus braços e nos deitamos na minha cama. Ajeitei minha toalha que estava quase saindo do meu corpo.

Sakura me abraçou e encostou o rosto no meu peitoral e ficamos assim por um tempo.

- Itachi, porque você parou? Eu queria- ela sussurrou timidamente.

A abracei mais apertado e disse:

- Sei que você queria e eu também queria, mas não quero que nossa primeira vez seja assim. Com toda a minha família podendo escutar tudo- disse enquanto ela assentiu e ficou calada.

- Sakura, você já fez sexo antes?- perguntei a ela. 

Sabia que Sakura havia namorado o Naruto a um tempo atrás, mas não havia ficado sabendo de mais nenhum outro namorado, e tinha medo de ir muito afoito com ela.

Ela se remexeu e passou um dedo no meu abdômen, desenhando os meus músculos.

- Eu tentei uma vez, com o Naruto, mas não deu muito certo então não- disse ela envergonhada.

- Mais um motivo para não continuarmos. Sakura, quero que sua primeira vez seja especial- disse e ela concordou.

Ficamos um tempo deitados até que me levantei e fui me vestir. Sakura se deitou de lado e ficou olhando para a parede.

Peguei uma cueca branca boxer e a vesti e uma calça de moletom cinza e uma camisa preta de algodão simples. 

Penteei meus cabelos e os prendi num rabo de cavalo. 

Após isso me sentei na cama e ela se virou me olhando um pouco tímida.

- O que te trouxe até minha casa?- perguntei curioso. Ela ainda não havia me dito o motivo da visita.

Ela se sentou e me abraçou por trás, colocando o rosto no meu pescoço.

- Minha mãe foi hoje no hospital, marcou o jantar para amanhã às 19:00 horas- disse e eu assenti.

Teria que ir cedo até uma joalheria no dia seguinte. Ia pedir ao Shisui para me acompanhar nisso.

Nos levantamos e saímos do quarto para descermos. Minha mãe insistiu para que Sakura jantasse e ela se sentou e jantou conosco.

Meu pai ficou impressionado com todo o conhecimento e inteligência de Sakura. Ele gostou bastante dela e a elogiou pelo trabalho no hospital e em algumas missões também.

Terminamos de comer e a levei em casa. Fomos andando de mãos dadas e nos despedimos com um beijo apaixonado na porta do apartamento dela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...