1. Spirit Fanfics >
  2. O herói 10 em 1 >
  3. Paradoxo!

História O herói 10 em 1 - Capítulo 13


Escrita por: yuri90045

Notas do Autor


Mais um capítulo postado galera.
Espero que gostem, comentem,avaliem e compartilhem.

Capítulo 13 - Paradoxo!


ARREDORES DE BELLWOOD

- Em uma noite tranquila nos arredores da cidade, havia um céu estrelado e com uma lua cheia, iluminando a noite nos arredores desertos da cidade. Bellwood era uma cidade bem fora do comum para os padrões dos Estados Unidos. De um lado, temos uma floresta, onde as pessoas realizam acampamentos sempre que podem, e foi onde as aventuras de Ethan começaram, e do outro lado da cidade, temos um deserto que possui apenas uma estrada que liga Bellwood a outras cidades e algumas pequenas fazendas, onde boa parte delas já se encontravam abandonadas a décadas. Mas havia algo incomum nesse vasto deserto, e se tratava de um carro, o carro em questão se tratava de um Opala SS6 1973 de pintura preta com duas linhas vermelhas nas laterais. A princípio pode se pensar que quem estava dirigindo tal veículo se tratava de Evelynn, já que a líder da K/DA possuía uma paixão por carros, principalmente por carros do tipo muscle, mas por agora ela tinha que se contentar com a van que ganhou de presente de seu pai. Quem estava por trás do volante se tratava de Thorn, a líder das vampiras HexGirls, e ao seu lado, estava Ethan, um pouco entediado por estarem dirigindo no meio do deserto em uma noite de sexta.

Ethan: ‘’ Thorn, você pode recapitular o por que a gente está aqui no meio do nada???’’

Thorn: ‘’ O Encanador disse que estava acontecendo uma anomalia em uma antiga base que fica no deserto. Ele só não disse o que era essa tal anomalia.... ’’ Disse confusa sobre o que se tratava a missão. ‘’ E ele também quer que isso faça parte do nosso treinamento. Ele quer testar as minhas e as habilidades vampíricas das garotas em cenários diferentes com você.’’

Ethan: ‘’ Base? Então mais uma das historias do Sr.Jonnhson estavam corretas...’’ Diz pensativo. ‘’ E sobre o treinamento, faz sentido.’’

Thorn: ‘’ Qual delas? A dos alienígenas já sabemos que é verdade.’’ Diz com um sorrisinho para Ethan.

Ethan: ‘’ Dizem que durante a guerra fria, uma base foi construída no deserto, mas ninguém nunca soube exatamente o que trabalhavam nessa tal base. Só sabem que ela foi construída e por algum motivo estranho, ela foi fechada e ninguém pisa naquele lugar desde o tal acidente misterioso.’’

Thorn: ‘’ Será que essa base era algum tipo de prisão alienígena?’’ Diz recebendo um olhar confuso de Ethan. ‘’ Quero dizer, existem lendas de que alienígenas são feitos de prisioneiros nessas bases. Quais as chances de que algum deles tenha escapado e você sabe.... ter matado todos da base e usado o lugar como um tipo de casa?’’

Ethan: ‘’ É uma possibilidade, mas por que essa coisa só se manifestaria apenas agora?...’’

- Os adolescentes ficaram pensativos durante a viagem, e Thorn repara o que parecem diversas construções com cercas de arame destruídas, o que uma vez possuía proteção, hoje não é mais tão protegido assim.

Thorn: ‘’ Será que essa é a tal base?’’

Ethan: ‘’ Só a um gente de descobrir...’’

- Ethan e Thorn saem do carro e andam até uma das cercas quebradas. Ethan se transforma em Diamante e usa sua força para aumentar o buraco na cerca e eles possam passar sem que se machuquem.

Diamante: ‘’ Damas primeiro.’’ Diz sorrindo para Thorn, que sorri um pouco corada para Ethan.

Thorn: ‘’ Aceito seu cavalheirismo, Sir Diamante.’’ Diz a jovem vampira sorrindo para o ser de cristal.

- Os dois adolescentes andam com cautela pela velha base, e o que eles veem são pequenas construções, que possivelmente era onde os soldados dormiam e passavam o tempo quando o local ainda estava em funcionamento, mas havia um prédio em especial que chamou a atenção de ambos. Esse prédio em questão não possuía janelas, apenas uma porta comum de entrada, mas que estava destruída, e uma porta enorme de garagem. Ambos decidiram adentrar a construção para verem o que encontram.

- Thorn usa seus poderes de vampiro para enxergar na escuridão do local, seus olhos agora eram se tornaram um vermelho forte e brilhante, o que surpreendeu o rapaz, que não resistiu e precisou soltar uma pequena provocação.

Ethan: ‘’ Seus olhos acabaram de ficar mais bonitos do que já eram.’’ O comentário deixou Thorn corada, e ela respondeu.

Thorn: ‘’ Cuidado. Vai que eu fique com fome e decida te morder.’’ Sorri mostrando as presas.

- Ambos riram e continuaram suas buscas por pistas. Ethan encontra uma sala inteiramente destruída, e ao lado havia outra sala, com uma pequena janela com o vidro quebrado, o vidro que não existia mais parecia ser uma espécie de divisória entre as salas, como se fosse uma sala de testes. Ambos andam até a sala menor e achavam 5 computadores quebrados e alguns papeis que pareciam ser importantes. Thorn usa sua visão aprimorada de vampiro para conseguir ler o que estava escrito nos papeis.

Thorn: ‘’ Projeto paradoxo...’’ Diz começando a ler o arquivo e chamando a atenção de Ethan. ‘’ O Projeto Paradoxo tem como objetivo criar um portal que permita qualquer um explorar o espaço-tempo sem qualquer tipo de dificuldade. O projeto teve seu teste iniciado em 4 de abril de 1954. Tendo como colaboradores os cientistas Hugo e .....’’

Ethan: ‘’ Algum problema?’’

Thorn: ‘’ O resto do papel está rasgado. Impossível de continuar lendo...’’

Ethan: ‘’ Então deixa eu ver se entendi. Essa coisa era uma máquina do tempo??’’

????: ‘’ Exatamente meu caro Ethan.’’ Diz um homem de pelo menos uns 50 anos, usando jaleco e que estava sorrindo para ambos. ‘’ Querem chiclete?’’ Diz sorrindo.

- Ambos se assustam com a aparição do homem, e Ethan se mostra pronto para ativar o Omnitrix.

Ethan: ‘’ Quem é você?’’

Paradoxo: ‘’ Podem me chamar de Paradoxo.’’

Thorn: ‘’ Paradoxo?’’ Diz confusa olhando para os arquivos. ‘’ Ethan, ele é um dos cientistas do projeto.’’

Ethan: ‘’ Mas como isso é possível? Você já teria que ter uns 80 anos pelo menos…’’

Paradoxo: ‘’ Tem coisas que você e as garotas descobriram com o tempo, Ethan. E não precisam ter medo, podemos dizer que sou um grande amigo da família.’’

Thorn: ‘’ família?’’

Paradoxo: ‘’ Será que vim muito cedo? ....  Enfim, vejo vocês por ai. Adios!’’ Diz andando até uma porta. Ethan corre até ele mas o homem já havia desaparecido.

Ethan: ‘’ Ele sumiu... Como fez isso??’’

- Enquanto os adolescentes se questionavam sobre o estranho homem de jaleco que desaparecera diante dos seus olhos, ambos escutam sons estranhos do lado de fora do prédio. Ao saírem da construção, se deparam com uma criatura estranha, não parecia com nenhum dos aliens que Ethan se transformava, mas tinha algo curioso na criatura, ela parecia degradar tudo que tocava. A criatura parece ter notado a presença dos dois, e avança contra Thorn, que estava correndo enquanto Ethan corria atrás da criatura para salvar sua amiga, que já estava em um beco sem saída.

- Quando a garota achou que fosse tarde demais, Ethan ativou o alien ideal para a situação e como um flash, ele salva a garota na forma de XLR8 a segurando em seus braços.

XLR8: ‘’ Você tá legal?’’

Thorn: ‘’ Já estive melhor, mas valeu por ter me salvado.’’

XLR8: ‘’ O que diabos é essa coisa?’’

Thorn: ‘’ Eu não sei, mas sei que tá mirando na gente de novo.’’ Diz apontando para a estranha criatura. ‘’ Ethan, precisamos sair daqui o mais rápido possível.’’

XLR8: ‘’ Se segura bem.’’

- Ethan sai correndo com Thorn em seus braços, mas não importava a velocidade ou distância, a criatura sempre parecia alcançar eles de alguma forma estranha e assustadora.

XLR8: ‘’ Alguma outra ideia??????’’

Paradoxo: ‘’ Acho que posso ajudar.’’

- Paradoxo surge de um portal e some com os dois, fazendo com que a criatura volta-se a sua rotina de degradar qualquer coisa que estivesse naquela base. Enquanto isso....

LUA

O portal de Paradoxo se abre na lua e deixa os dois adolescentes assustados e confusos sobre onde estavam.

Thorn: ‘’ Como chegamos aqui????’’

Ethan: ‘’ Quem é você? O que tá acontecendo e o que era aquela coisa????’’

Paradoxo olha para ambos com um sentimento de culpa e preocupação.

Paradoxo: ‘’ Vocês já tem algumas respostas ao terem lido aqueles arquivos, crianças...’’ Ele diz e ganha um olhar de surpresa de ambos. ‘’ Vocês sabem uma versão resumida daquele dia, mas eu pessoalmente contarei o que realmente aconteceu....’’

- Paradoxo começa a contar detalhe por detalhe do dia em que estavam testando a máquina do tempo, mas algo saiu errado naquele dia. A máquina se encontrava instável e sugando tudo que estava a sua frente. O primeiro a ser sugado, infelizmente foi o próprio Paradoxo, que ficou vagando sem rumo por um lugar no qual ele não possuía qualquer tipo de noção de tempo ou espaço. Era um lugar estranho e ele sentia que estava à beira da loucura, e não sabia se sobreviveria a toda aquela experiência, e quando ele menos esperava, estava viajando por tempos e terras diferentes. Aquilo chocou e impressionou Ethan e Thorn, mas Ethan ainda tinha uma dúvida....

Ethan : ‘’ Se você é um viajante temporal. Onde sua máquina do tempo???’’

Paradoxo: ‘’ Isso é algo que deixarei para a senhorita Thorn dizer.’’ Ele olha para ela com um sorriso sereno, mostrando que ela havia entendido tudo.

Thorn: ‘’ Ele não precisa de máquina do tempo, ele É a máquina do tempo.’’

Paradoxo: ‘’ Inteligente como sempre Thorn. Não é à toa que você se tornou uma mulher bem sucedida....... Ops, um pequeno spoiler do que está por vir.’’ Diz sorrindo.

Ethan: ‘’ mas isso ainda não responde o que é aquela coisa.’’

Paradoxo: ‘’ Aquele ser é uma criatura que venho combatendo pelas linhas de tempo desde que conseguir essas habilidades. Digamos que ela e eu ‘’nasçemos’’ ao mesmo tempo.’’ Diz para ambos. ‘’ Mas existe alguma coisa que mantém tal ser naquela base...’’

Ethan: ‘’ Não podemos apenas colocar uma espécie de contenção pra evitar que as pessoas entrem na área?’’

Paradoxo: ‘’ Foi justamente essa pergunta que me fazer trazer vocês até aqui. Não é mesmo meu ‘’eu’’ que falho?’’

- A confusão na cabeça dos estudantes só aumenta ao verem outro Paradoxo, com um semblante bem mais sério e encarando para algo a distância.

Paradoxo 2: ‘’ Vejam bem, crianças.’’ Diz apontando para onde estava olhando. ‘’ Esse foi o resultado de ter deixado essa criatura livre pelo mundo....’’

- Ambos vêem uma versão distorcida e ‘’podre’’ do que um dia podiam chamar de terra. O planeta estava com um aspecto morto, as chances de quem aquela versão era habitada eram de praticamente zero. Os dois perguntam se havia um jeito de derrotar a criatura, e Thorn pensa em algo.

Thorn: ‘’ E se voltássemos para o dia do acidente? Se você mandar eu e o Ethan para aquele dia, podemos ver o que pode ter original a criatura, e evitar que ela se origine.’’

Paradoxo: ‘’ Pode funcionar, mas lembrem-se, viagem no tempo é algo extremamente delicado com enormes consequências.’’

Ethan: ‘’ Prometemos que vamos consertar. E isso é uma promessa.’’

- Paradoxo sorri e aceita o plano de Thorn. Ele os envia para o dia e hora exata em que o acidente ocorreu. Escondidos atrás de algumas caixas, eles presenciam o Paradoxo daquele dia contemplando sua criação. Eles notam o portal entrando em instabilidade e sugando tudo que está na frente. Ethan é lento em sua reação e acaba por não conseguir salva o que viria a se tornar o Viajante-Temporal, mas Thorn nota que seu assistente está para ser sugado e alerta Ethan.

Thorn: ‘’ Ethan! O assistente, a criatura é ele! Evite que ele seja sugado!’’

Ethan: ‘’ A suas ordens!’’

- Ethan pressiona o relógio e tem sua musculatura e tamanho alterados, sua pele se transforma em escamas e ele ganha uma cauda.

Enormossauro: ‘’ ENORMOSSAURO!’’

- O alienígena dinossauro corre e consegue segurar o assistente de Paradoxo antes que o mesmo fosse sugado. Enormossauro leva o homem para um canto da sala onde ele protege o assistente e Thorn da grande explosão da máquina. Antes que pudessem comemorar, ambos são levados novamente até a base em seu tempo presente, onde são recebidos por Paradoxo, que os parabeniza pelo feito.

Thorn: ‘’ Sabemos que não conseguimos evitar você se tornar em um viajante, mas o que houve com seu assistente?’’

????: ‘’ Ele seguiu com sua vida. Aguardando o dia em que pudesse rever seu mentor e melhor amigo.’’

- Surge um homem idoso usando uma bengala, e Paradoxo o reconhece e fica feliz em rever seu velho amigo.

Paradoxo: ‘’ Hugo. Você envelheceu muito bem, meu velho amigo.’’

Hugo: ‘’ E você não mudou nada, Professor.’’

Paradoxo: ‘’ Vamos colocar a conversa em dia meu amigo. Que tal se conversássemos na Paris Napoleonica?’’

Hugo: ‘’ Meu período histórico favorito.’’ Diz sorrindo.

- Ethan e Thorn veem os dois cientistas entrando pelo portal, e ficam felizes em ver que a missão foi concluída, fazendo assim que pudessem voltar em paz para suas casas e aproveitasse o fim de semana.’’

Thorn: ‘’ Você tem alguma expectativa pelo futuro Ethan?’’ A garota pergunta com seus olhos brilhando olhando para o rapaz enquanto andavam até o carro.

Ethan: ‘’ Sendo sincero com você , eu não me via tendo muito futuro. Mas agora que tenho o Omnitrix, e principalmente vocês, sinto que meu futuro se mostra cada vez mais ensolarado.’’

Thorn: ‘’ pensa em compartilhar esse futuro ao lado de alguém?’’

Ethan: ‘’ É claro. Sempre ficaremos juntos, somos melhores amigos afinal.’’

- Thorn cora pela inocência do rapaz em não ter entendido a pergunta, e sorri de volta para ele. Ela sabia que estava criando sentimentos por ele, mas não quer forçar nada, ela sempre acreditou que tudo acontece no tempo certo. 

.

.

.

Continua....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...