História O homão da porra - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sai, Sasuke Uchiha
Tags Naruhina
Visualizações 214
Palavras 5.627
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HAHAHA... tou me sentindo crazy porque hoje eu literalmente não dormi porque essa fic não sai da minha cabeça, então meu cérebro só sossegou agora que eu a escrevi
É uma one-shot e é uma forma de eu treinar o Hentai para outras história que tou escrevendo
Porfavor, digam se está bom ou se tem que melhor e principalmente aonde que tenho que melhorar porque nao sou boa com esse tipo de escrita mais... picante
Ok, espero que gostem mesmo e se nao gostarem eme digam o porquê que de boa... tou aceitando qualquer tipo de criticas desde de que seja bem intencionado

Capítulo 1 - Piranha puta


 

 

Eu tou rindo por meu reflexo. Ah, mas não é um riso feliz. É um sorriso de canto mostrando o quanto a minha vida agora está medíocre. Naruto Uzumaki... o homão da porra, que tem todos aos seus pés, agora só usa tal termo para se gabar para os outros, com um sorriso falso no rosto, porque isso agora se tornou superficial e sem verdades

Eu que tenho todos beijando o chão aonde eu piso, garoto popular número quer aqui na faculdade quer onde eu vou, agora tenho que comer na mão daquela piranha puta. É eu mereço

_Ei cara? Você tem andando muito no mundo da lua _ É Sasuke, não tem como te negar, até porquê, é lá mesmo onde eu estou

 É lá onde posso me tornar o homem que a dois meses era e não esse homem que por causa de um olhar dissimulado daquela piranha, teve que dispensar a gostosura chamada Ino, que acabou por se encostar bem no meu amiguinho se oferecendo para mim. E lá vai mais uma foda gostosa e um rabo de saia para tirar o tédio que era essa faculdade.

 Isso tudo por causa daqueles dois olhos que se afastavam aos poucos do meu campo de visão, me fazendo morder a unha do dedão da mão, com o maxilar trincando doendo de tanta raiva eu tou sentindo

_ Cara, você está estranho. Já faz tempo que notei que você anda rejeitando as moças, Naruto. Você tá doente? _ Bem que eu queria, Sai

Se fosse doença não estaria aqui me mordendo de raiva vendo aquela nerd mal vestida, que mais parece uma velha sem amor pela vaidade, a quem ninguém, nenhum homem que se prese ser homem quer por perto, fazer sinal para eu a seguir

_Ah, nada disso, Sai. Acho que Naruto está mudando para outra fruta e tá jogando para outro time _ podem rir de mim á vontade, mas nem ligaria se fosse isso.

Ao menos comeria vários cus por dia. Seus preconceituosos de merda. Só dei o dedo do meio por Gaara e não esperando que nem Kiba, nem Lee e muito menos Neji fizessem mais alguma piada idiota, já fui saindo de perto deles antes que aquela piranha viesse atrás de mim outra vez me fazendo amedrontar qualquer que fosse a decisão dela

_ Eu já volto… e não me sigam _ Meus amigos podem está fazendo brincadeiras de mau gosto me usando como chacota, mas eu sei que eles desconfiam de algo e sei que aquele olhar de Shikamaru que estava se aproximando com Choji e Shino, era um olhar para pôr algum plano em ação, para descobrirem o porquê de eu sempre sumir na hora livre. Por isso já pus trava nessa ideia

Piada

É isso que a minha vida se tornou… uma tremenda piada

Eu estou comendo na mão de uma piranha puta e queria muito manter isso em segredo. Já bastava a raiva que estava sentindo dela. Não precisava agora passar vergonha a frente dos meus amigos caso eles descobrissem a situação humilhante em que eu me encontro

Desviei de todos os urubus que frequentavam essa faculdade lixo, ignorando essas garotas fúteis que estão prontas para abrir as pernas para mim a qualquer momento e quando me encontrei sozinho, abri uma porta a qual eu sabia que ela estaria lá do outro lado e não me enganando mesmo lá estava ela, de costa para mim, a lado de uma janela fechada

Tranquei a porta e assim que ela percebeu se virou para me de cabeça baixa, parecendo submissa

Tsc… Pensando que me engana. Essa carinha de inocente que ela passou a olhar para mim, com esses óculos fundo de garrafa e esse moletom sem vida que tirava qualquer resquício de tensão em qualquer homem que se prese ser homem

Não, você não me engana. Me aproximei dela e não fazia questão em tirar a minha cara irritada porque a verdade era essa… eu estava puto, porque ela me deixava puto

_ Quando vai parar com essa brincadeira? _ desgraçada. Ao envés de me responder, ela está me oferecendo a porcaria da marmita que ela sempre trás para mim e eu sou obrigado a comer

_ Eu trouxe para você, Naruto-kun _ essa cara de inocente, essas voz baixa e educada, essas bochechas rubras parecendo estar envergonhada e quem não a conhecesse diria que ela era uma santinha e uma mosca morta que não fazia mal a ninguém. Haha…. Estou morrendo de rir, porque acredita se quiser, essa garota aqui é a prova viva que as aparências enganam

Demónia com carinha de anjo e sorriso inocente

_ Você sabe que odeio isso. Não pedi que trouxesse nada para eu comer _ estou com raiva e muita raiva. Muita porque eu sei que eu vou comer a porra toda sem reclamar quando ela mudar de postura.

Dito e feito

Aqui está o anjinho se revelando quem é de verdade, tirando essa cara de santinha e aqueles óculos horríveis revelando o olhar perolado imponente e dominador

_ Eu não pedi garoto, eu estou mandando _ sim, ela estava mandando e sempre mandava. E eu como estou comendo na mão dessa piranha puta tive que pegar na marmita que ela me estendia, e sentar para comer com ela me olhando com aquele sorriso feliz

Essa piranha que parecia vegetariana, mas é a mais carnívoras de todas. De quem eu estou falando?

Hinata Hyuuga

A nerd que ninguém liga, muito menos o primo dela, Neji. A nerd invisível que ninguém nota, porque melhor não notar essas roupas horríveis e desgastável que ela usa. E o que eu sou atualmente para ela?

Um simples escravo sexual, com direito a exclusão

Sim, você entendeu bem. Essa piranha carnívora me tem como submisso dela e ainda mais me vigia aonde quer que eu vá como uma psicopata _ o que de fato ela é mesmo_ somente para não me ver com outra garota enquanto eu for dela. Enquanto eu sou obrigado a ser dela e tenho que engolir minha vontade de apertar o pescoço dela e me satisfazer com ela implorando para deixá-la em paz e esquecer esse jogo ridículo que ela me obrigou a jogar

Ai vocês se perguntam, mas Naruto, como assim escravo sexual da Hinata?... Até o nome esconde a verdadeira natureza dela, tá de sacanagem com a minha cara  

Hum… não disse que a piranha puta me tem nas mãos dela?

Isso tudo por causa de um único nome: Minato Namikaze, vulgo, meu pai

Mas aí, o que meu pai tem haver com essa história? Tsc. Não me façam rir. Ele tem tudo a haver com isso

Tudo aconteceu a dois meses atrás, quando em uma brincadeira, uma aposta idiota que eu fiz com os meus amigos, eu tive que fazer algo arriscado para carreira do meu pai. Algo que eu sabia que eu não deveria fazer em hipótese alguma, nem mesmo no imaginário. Afinal, todos os meus 19 anos fui criado para sequer pensar em fazer porcaria. E se fizesse alguma merda que fosse bem feito e que desse para encobrir

E lá estava eu, subindo a merda do morro indo me encontrar com um dos maiores traficantes da região, somente para cumprir uma aposta boba de coragem

Pain

Até o nome é de arrepiar, mas vamos lá, o Naruto é o macho alfa e não tinha medo de machões como ele

Era só pegar aquilo que eles chamavam de produto_ droga, sim eu fui buscar droga _ quase um kilo de cocaína e a bosta que eu estava fazendo já começa pela quantidade que eu teria que carregar. Mas não iria consumir nada e nem os meus amigos. Eu não sou doido de deixar isso acontecer, afinal, fui sempre educado a fazer as merdas todas direito

Peguei o produto de boa sem problemas nenhum por ser filho de que eu era, e segui com o plano e fui em direção aos meus amigos mostrando que eu de fato cumpri a aposta. Mas para não andar com aquele produto todo, eu me desloquei rapidamente para um córrego, e derramei tudo lá dentro para não ter chance de alguém apanhar e acabar usando

Sim, eu sou bom moço e todos que me conhecem sabem bem disso…, mas essa piranha puta tirava toda a bondade que existia dentro de mim quando eu me aproximava dela

Eu, filho de Minato Namikaze, filho do candidato a presidência, em plena época de eleição, contribuir para o crescimento do crime organizado. Já imaginaram a manchete no dia seguinte, e o favoritismo que meu pai estava tendo indo por córrego abaixo junto com aquela droga toda, não é?

Aaaah, vocês não imaginaram tamanho do alivio que eu senti quando me vi livre daquele pacote pesado. Alivio esse que foi completamente embora no dia seguinte, quando no final da aula, em uma maldita coincidência em que eu acabei demorando a arrumar minhas coisas por isso ter ficado na sala sozinho com ela que não demorou muito em se por a minha frente

_ O-o-oi _ até me arrependi em ter achado essa garota fofa por ter gaguejado

_ Oi _ havia arqueado uma sobrancelha por ela não olhar para mim em momento algum

_ M-me chamo Hinata _ hum, eu tinha a sensação que aquele era o nome dela. Só não tinha certeza, afinal, dois anos na mesma turma, eu teria que ter a ao mesmo um palpite de como ela se chamava

_ Precisa de alguma de alguma coisa, Hinata? _ minha imaginação nesse momento havia viajado, pensando que talvez ela veio me pedir para a ajudar a arranjar uma amiga e eu até mesmo estava pensando na Sakura, Tenten, Ino.  Como disse, eu era bom moço e ajudava todo mundo como filho de um politico que era. Ou seja, tinha que dá exemplo de boa índole e boa conduta, o que não era difícil, mas de vez em quando dava para burlar

Ate porquê, do jeito contido que essa garota é, com certeza não tinha amiga nenhuma. Ela assentiu a minha pergunta, então fiquei a espera que ela dissesse o que queria, quando a vi indo trancar a porta e se aproximar novamente de mim. Mas tudo bem, ela deveria ter algum motivo, porque com certeza não iria fazer algo de ruim

Puro engando Naruto… a pessoa inocente aqui era você

_ Quero que seja meu namorado a partir de agora _ meus olhos se arregalaram, em choque e minha boca não ficou para trás. Mas depois minha gargalhada tomou conta de toda a sala e não duvidasse que quem passava pelo lado de fora não tivesse escutado

_ Hahahaha… Hinata, não é? Você é muito engraçada _ comentei rindo, dando as costas para ir embora porque dessa vez minha ficha caiu direito.

 As pessoas não se aproximavam dela porque ela era uma louca e uma louca assumida. Mas parei meus passos, quando recebi uma mensagem e quando abrir o mesmo, lá estava todo o meu ar saindo dos pulmões com as imagens que estavam na tela do meu celular.

Lá estavam as imagens nitidamente mostrando meu rosto me encontrando com pain. Lá estavam nas fotos eu e ele sorrindo um para o outro como se fossemos velhos amigos, o que de fato éramos. Quer dizer, eu era amigo do Nagato o homem que fazia caridade e não do pain que praticava o crime. Entretanto, lá estava uma foto de mim recebendo o produto da mão do Sasori com o Pain a minha frente. Lá estava eu mostrando em um canto afastado e escondido o tal produto aos meus amigos e a foto tirada dava a entender que eu e eles iriamos consumir aquela merda toda, e quando olhei para trás, lá estavam os olhos perolados dela me olhando séria com o celular dela me mostrando as mesmas imagens que eu tinha no meu celular me fazendo engolir seco e me virar para ela a dando toda a minha atenção

_ Essas fotos… não cairiam bem serem publicadas agora. Naruto-kun, teu pai com certeza perderia as eleições porque ele esta convencendo todo mundo a votar nele com essa imagem de família perfeita que vocês são… imagina só a deceção dele com o filho acabando com a carreira política dele por um motivo besta? _ essa foi a primeira vez que eu de fato vi quem era a pessoa escondida debaixo dessa cara de santinha e coitadinha.

 Guardei meu celular no bolso pensando em saltar para cima dela e apagar aquelas fotos e me livrar de uma vez por todas daquilo, quando a mesma deu um passo para trás

Espertinha essa garota

 _ Não pense nisso… não sou burra Naruto-kun. Porquê acha que tenho as melhores notas da turma? Estamos no séc. XXI e tem muitos dispositivos onde eu posso guardar essas fotos e foi o que eu fiz _ respirei fundo, e só agora percebi que estava de mãos atadas e que minha vida estaria nas mãos de uma louca

_ O que você quer de mim?

_ Já disse, quero que seja meu namorado

_ Assim, do nada? Não acha que vão desconfiar que tem algo de errado? Você está vendo o erro, não é?… Eu sou o playboy que pega todas e você é… você é uma simples aluna que frequenta a faculdade de Konoha … só isso. E convenhamos que não estamos naqueles filmes românticos e clichés para adolescentes em que o badboy se apaixona pela garota nerd, que com certeza você vê _ se ela sabia chantagear, deveria saber que eu sabia manipular, afinal, foi educado para saber lidar com qualquer tipo de situação, e essa era uma delas, mas parece que eu subestimei a inteligência e a loucura dessa louca aí que havia abaixado a cabeça e me dado a entender que iria desistir dessa ideia de me fazer ser a marionete dela.

 Puro engando Naruto, essa piranha era mais astuta que demostrava ser

_ Não interessa. Ninguém precisa saber que nos estamos namorando. Só e eu você está bom para me mim e eu tenho algumas regras que você deve seguir a riscas enquanto estivemos namorando _ não podia fazer nada, a não ser me manter calmo e assentir a contragosto

_ Vai em frente

_ Você não poderá pegar nenhuma garota que se aproximar de você… não quero ser traída _ e a porra da garota era exigente _  Só vai nas festa se puder da um jeito de eu entrar. Não quero correr o risco e te deixar sem vigilância. Preciso manter meus olhos em você, como sempre tenho mantido _ e foi aí que eu percebi que estava em mãos de uma psicopata. Mas me enganei pesando só nisso. Louca e psicopata não era o suficiente para descrever essa garota doida

_ Mais algumas coisa? _  porquê eu tive mesmo que perguntar?

Não interessa porque já estava feito. Eu faria de tudo para não prejudicar a carreira do meu pai e não ver a deceção no olhar dele, incluindo deixar que essa aí mandasse em mim e seguir as riscas o que ela queria sem correr o risco de ela postar aquelas fotos. Pelo menos até as eleições acabarem, eu teria tempo de arranjar um jeito de fazê-la me entregar todas as fotos que ela tinha guardado. Mas Hinata era inteligente e cuidadosa. Eu não tinha nada que podia usar contra ela e até hoje não achei. E é suposto eu dar graças a Deus, senão faria alguma borrada  

_ S-sim…_ ela baixou o olhar novamente, parecendo constrangida, o que eu sei que ela não estava. Era apenas uma mascara para o verdadeiro eu dela. Era apenas uma máscara que escondia o quão mundana ela era _  Eu quero que você tire a minha virgindade aqui e agora _ e os meus olhos se arregalaram, mas foi a partir dai que eu comecei a ter raiva de verdade dessa piranha puta que no momento presente continuava olhando para mim sorrindo enquanto eu continuava comendo o ramen que ela fez para mim

Eu estava mordido de raiva. Mordido porque eu odiava quando ela sorria daquele jeito para mim. Mordido porque meu coração se acelerava cada vez mais querendo saber que merda ela tinha em mente, no momento

_   Porquê faz isso, Hinata? _ a mesma pergunta de sempre e já esperava a mesma resposta de sempre

_ Já disse… porque eu te amo _ e lá estava a voz doce dela que me deixava ainda mais irritado porque eu sei quem é ela de verdade

_ Se me amasse me deixaria em paz

_ Eu eu te prendo a mim porque eu te amo _ não bastando dizer isso, ela se aproximou  desviando a merda da marmita para o lado e se sentando no meio colo

_ Se me amasse não seria uma piranha puta

_ Eu não seria uma piranha puta se não soubesse que você gosta… Naruto-kun _ e novamente a minha raiva subiu a níveis extremos.

Subiu a níveis extremos, porque dessa vez eu estou nas mãos dessa piranha gostosa porque eu de fato quero estar nas mãos dela. Estou com raiva porque eu sei que estava ansioso para que ela me desse o sinal para a seguir desde que o sinal anunciara a hora livre porque eu de fato queria o mesmo que ela queria. Eu estou com raiva porque eu dispensei a Ino mais cedo porque eu queria a dispensar, porque ninguém mais me dava tensão a não ser essa piranha que estava agora sentada nas minhas pernas. Eu estou com raiva porque eu sei que as roupas horríveis dela agora me dão um tensão do caralho, ao ponto que eu sinto meu corpo todo doer e preciso me descarregar nela para não ter um ataque cardíaco. Eu estou com raiva porque eu quero que ela continue me ameaçando e me usasse como se fosse um fetiche doido que eu tou tendo.

Eu estou com raiva porque bastava ela usar da voz doce dela para me fazer puxá-la para minha boca e descarregar toda a fúria que eu estava sentindo de me mim mesmo por ter me apaixonado por ela

E não bastava só beijo. Eu precisava de Hinata com tudo. Eu precisava sentir o sabor do sangue dela na minha boca para provar que não só eu sou dela, mas ela também era minha e só minha

Não me bastava somente a briga que nossas línguas estavam tendo porque eu precisava chupar e morder toda a boca dela e só depois de sentir o sabor metálico misturado a nossas salivas é que eu conseguia me afastar um pouco para pegar ar

_ Oh, Hinata, Hinata… você demorou para me chamar hoje, minha piranha _ não valia só conversa, precisava aproveitar para tirar a blusa dela para não mais perder tempo, enquanto ela tirava a minha também, para novamente colar nossos lábios, os dois arfando por mais contacto

_ Você estava tão ocupado conversando com teus amigos …. Aaahhh, Naruto-kun _ esse gemido dela se tornou minha vida e meu ar e minha perdição _ Não… não queria te incomodar _ a minha calça já era e a saia que ela usava não se falava. E de algum jeito acabei quebrando o fecho do sutiã dela que acabou rindo abafado na minha boca.

Acho que esse já era o quinto na coleção por conta da minha impaciência com essa peça desnecessária. Finamente. Finalmente podia passar a língua nos meus lábios com água na boca, salivando pronto para colar minha boca nessas duas maravilhas que eram os seios redondos da minha piranha e não demorei muito a fazer isso porque eu estava ansioso e queria provar daquilo

_ AAAHHH… Naruto-kun _ eu sei. Eu sei que Hinata se esforçava para não gritar, mas nesse momento eu estava nem ai caso ela gritasse e faculdade toda escutasse.

Um seio, outro seio. Precisava dar atenção aos dois e eu sei que minha moreninha gostava quando eu dava atenção a todo corpo dela. E lá vai mais uma calcinha fio que eu sei que ela usou para eu apreciar a bunda dela, mas eu hoje estava afobado, então a bunda dela só vai receber um tapinha como a que eu acabei de dar a fazenda pular em cima de mim e fazer o contacto entre nossas intimidades me fazer grunhir

 _  AH… Na-Naruto

_ Urgh, porra do caralho moreninha _ a ergui, jogando o corpo dela por cima da mesa que já estava com as pernas abertas já sabendo o que eu ria fazer. Ah… ela mesma se masturbando com o dedo naquele botãozinho brilhando… não tinha imagem mais linda que aquela

Mas eu precisava provar de Hinata. Eu precisava me enterrar nela no tempo certo e o tempo certo já estava chegando, não me dando mais segundos para apreciar a obra de arte que era minha piranha nesse estado… vulnerável e completamente entregue a mim.

Fui de boca, nariz e tudo, porque eu queria cheirar e provar aquele liquido brilhante cítrico que saia do meio das pernas da minha moreninha, que não parava de gemer me motivando a continuar cada vez mais intenso. E eu sei como ela gosta que eu faça. Eu sei que ela gosta quando eu uso a língua passando de baixo para cima e só depois sorver o meio das pernas dela como se sorvesse pela minha vida. E lá estava o corpo dela tremendo e se contorcendo provando que ela estava me sentindo a flor da pele.

Os olhos fechados, o suor derramando do rosto dela… isso Hinata… puxa o meu cabelo porque eu quero desse jeito, bem violento e bem agressivo para sair daqui marcado. Enfiei um dedo, dois dedos, mas eu sei que a minha piranha aguentava me deixando brincar com três dedos no interior dela

Não falta muito. Eu sei que falta pouco. Chupar, lamber, enroscar, ir e vir e cá está apertando meus dedos e não vai demorar para ela chegar e relaxar com meus dedos no interior dela

_ Vem com tudo Hinata. Venha sem medo minha moreninha… minha puta… minha piranha puta _ e seguindo meu pedido, gemendo como se não houvesse amanhã, Hinata prendeu a respiração e se derramou todinha na minha boca. Não vou perder nem uma gota porque tudo nela é gostoso para eu desperdiçar alguma coisa _  Já está cansada moreninha? _ ela de olhos semicerrados, a boca entreaberta, o suor na testa, negou… e que bom que ela negou. Ainda tínhamos alguns muitos minutos pela frente _ Que bom… me retribuiu safada

Sim, é disso que eu gosto na Hinata. Ela estava sempre disposta a fazer do jeito que eu queria. E sentei na cadeira para ser mais confortável para ela, a deixando ter o prazer de ver meu amiguinho pular assim que tirasse a minha cueca, e foi o que aconteceu. O lábio inferior que ela mordeu, seguido da língua que ela passou por ali com aquele sorriso sem vergonha na cara… essa cara de santinha que eu sei que ela é… mas que somente eu a consigo transformar em uma criatura completamente libidinosa… como eu não me apaixonaria por ela? Como eu não seria o escravo dela de corpo e alma?

_ Aaaah porra de garota gostosa que você é moreninha nanica… hum põe mais… isso Hinata, usa da tua boca gostosa…. Porra Hinata… isso… chupa meu pau… chupa só de jeito que você sabe fazer _ e ela sabia fazer direito. Sabia fazer do jeito que garota nenhuma conseguiu fazer até então, a ponto de me deixar tão vulnerável e franco. Tão febril e necessitado

… Literalmente, eu estou comendo nas mãos dela

Hinata enfiava o máximo que conseguia e eu me perguntava o quão fundo a garganta dela era porque ela enfiava lá no fundo, sem medo algum em se engasgar, somente pensando em me dar o máximo de prazer que ela conseguia me dar

A humidade quente que era o interior da boca dela… suave, junto a língua que usava para dar atenção a minha glande… uma mão que ela usava para massagear minhas bolas e a outra que ela usava para subir e descer em sincronia com a boca dela, o resto do meu pau que não entravam nela… ah porra do caralho… eu sabia que desse jeito não demoraria para jorrar tudo dentro da boca dela.

Era sempre o mesmo ritual quando eu me anunciava… eu soltar o cabelo dela porque com certeza apertaria com muita força a ponto de machucar a minha piranha gostosa, os meus olhos reviravam e a minha boca abria buscando o ar que eu perdia no meio do caminho até eu me sentir relaxado e entreabrir os olhos vendo minha moreninha apreciar a minha porra com satisfação

Como não sorri vendo tal imagem a minha frente

Isso é o que se devia chamar de obra de arte

Recuperei o fôlego rápido, puxado a minha moreninha para mim, pondo ela sentada no meu colo com as pernas abertas e atacando os lábios, o pescoço e os lóbulos da orelha dela. Mas eu sei de um lugar que deixa a minha moreninha louquinha. Um lugar que eu daria atenção depois, que no momento era ela quem dava atenção ao meu corpo, usando das unhas afiadas que tinha e da boca deliciosa que aprendeu usar comigo… meu peito, meu pescoço também…. Ah, garota abusada, dessa vez vai deixar marca difícil de disfarçar

_ Vira de costa para mim gostosa

_ Oh, desse jeito você vai acabar comigo Naruto-kun

_ Você não quer que eu acabe com você?... Hinata? _ perguntei puxando o lábio inferior dela com os dentes. Ela que deu um sorriso de canto

_ Faça de mim o que você quiser…. Raposinha _sorrir

Esse era o nome que ela me deu quando queria que eu fosse feroz e astuto e é isso que eu serei agora

Hinata virou de costas para mim, e quando foi se sentando devagar já fomos os dois sentindo a respiração entrecortada o frio na barriga e o arrepio tomarem todo o nosso corpo porque sempre é isso que acontece quando nos unimos um ao outro.

Ela foi descendo devagar e quando chegou ao fim acabou por levara a cabeça para trás, se encostando no meu peito respirando ofegante e mantendo a boca aberta para ajudar

_ Vamos piranha… porquê parou? _ não podia reclamar, também estava do mesmo jeito que ela

_ Vai com carinho Naruto-kun  _ manhosa. Manhosa e mentirosa

_  Mas feroz… _ completei a sentença a vendo dar um sorriso enigmático e começar a se mover de forma lenta, tremendo os lábios pela respiração que falhava a medida que se movia e eu não estava diferente.

O ritmo foi aumentando e eu fui ajudando a minha piranha pegando na cintura dela a ajudando na cavalgada … e Hinata era boa nisso, assim como é boa em tudo que fazia. Fui aproveitando o jeito calmo dela para deixá-la mais acesa, massageando os seios dela e puxando os bicos, mas claro… dando atenção a uma área que eu sei que deixa ela louca e fora de controle…. atrás da nunca dela, por isso essa ser a minha posição predileta e não demorou muito para os efeitos desse carinho na nuca dela dá as caras,  porque Hinata aumentou a velocidade das cavalgadas dela a um nível absurdo, fazendo nós dois deliramos um num outro, e a cadeira começar a sair do lugar, por isso não tinha como eu fazer outra coisa a não ser auxiliar ela no trabalho que ela executava, os dois quase gritando de tanto tensão

_ Ah… aaah… aaaaah Naruto -kun… mais… eu quero mais _ ela pedia desesperada e eu estava bem em baixo e enfiado nela para atender qualquer que fosse o pedido dela. Meu objetivo era a dar prazer. Só a dando prazer eu conseguia me satisfazer

_ Quer mais piranha? Quer? _ e nossos tons já estavam alto demais para uma coisa vergonhosa a qual estávamos praticando

Correção

Vergonhosa nada

Prazerosa sim, e se alguém dar um jeito de entrar aqui dentro vai dar de cara com uma obra de arte viva sendo bem executada

_ Quero… quero…quero… acaba comigo raposinha… aaaah seu merda…. Me mostra quem que manda… aaaaaah desgraçado _ o desespero da minha piranha era tanto que a voz dela estava embargada de prazer e com certeza ela lagrimava pelo mesmo motivo.

Como pedido dela é uma ordem, sem tirar meu pau dentro dela, me levantei com Hinata ainda colada em mim e a pus de quatro, com as mãos em cima da mesa dessa sala que já não tinha cheiro de uma sala qualquer, mas sim cheiro de um motel bem frequentado

_ Desse jeito tá bom? … aah porra moreninha… responde, puta? _ dessa vez quem comandava a situação era eu e não fazia questão de parar até essa piranha gozar com o meu pau dentro dela e também eu fazer o mesmo

_ Ó-otimo… ótimo aaaaahhh … continua Naruto-kun… hummm _ seu pedido é uma ordem que não pode ser questionado por mim, moreninha

Suor literalmente escorrendo como se nossos corpos fossem uma esponja transbordado. O clima totalmente libidinoso do jeito que a gente gostava. O barulho da mesa se mexendo contra a parede ao ritmo que nossos corpos se chocavam em um som alucinante e provocador

Tou nem aí se alguém passar por aqui e escutar minha moreninha gemer de satisfação porque sou eu quem a estou satisfazendo… do jeito que ela gosta… oh porra do caralho… como ela é apertada e como tá me apertando mais ainda

_ Aaaaiiiii N-Naruto-kun… aa-aaaahhh raposinha

_ Eu sei… eu sei… eu sei Hinata… vem comigo piranha… vem com tudo do jeito que só você sabe… urgh gostosa… puta gostosa… goza para mim piranha…. Goza porra _ e como se fosse o gatilho, o grito da Hinata dessa vez com certeza saiu por entre essas quatro paredes e foi escutado por alguém

_ AAAAAHHH NARUTO-KUUUUUNNN _ ao menos, se ouvirem, vão saber que eu tou satisfazendo bem uma mulher. Hinata jogou o corpo com tudo em cima da mesa, mas eu a agarrei, puxando ela comigo, que fui parar direto ao chão cansado e esgotado, mas com o corpo relaxado. Mas a minha moreninha tinha que ficar confortável, por isso a pus em cima do meu corpo

_ Naruto-kun?

_ Diga, Hinata  _ os dois ainda recuperando o fôlego de uma transa intensa

_ Eu não sei se vou me manter em pé _ tive que rir, passado a mão no cabelo dela

_ Consegue sim moreninha… só nos dê mais uns minutos _ só a senti assentir e passado cinco minutos eu me pus em pé, mas a pus sentada para ela poder descansar mais um pouco as pernas

_ Você foi outra vez no ginecologista?

_Humhum _ minha moreninha estava mesmo cansada. Ela já era de falar pouco e cansada então…era monossilábica

_ E então?

_ Eu estou bem… e sem problema manter a pilula que tava tomando_ sorrir satisfeito, porque queria ter um sexo saudável com ela e isso incluía os dois mantermos rotinas com a nossa saúde sexual, visitando sempre o médico. Sim, não bastava a Hinata, eu também tinha que ir porque já dei meu pau para muitas aí, mas graças a Deus sempre fui precavido e tava de boa. Por isso a gente transava sem usar camisinha

 Vesti minhas roupas, com ela ainda nua, sentada com a cabeça em cima do braço, olhando atenta para mim, que acabei de abotoar o último botão da minha camisa

 _ Quer ajuda, moreninha?

E novamente Hinata assentiu e eu tive que ajudar ela a se vestir. A calcinha e o sutiã… ergui as duas peças a frente dela mordendo os lábios em uma careta, porque aquilo não dava mais para usar. Os dois rimos e ela apontou a bolsa dela que estava em cima da mesa do professor. Mesa essa que a gente já usou diversas vezes. Pus as peças lá dentro. E sendo assim, a vesti apenas com a blusa branca, o moletom deprimente, a saia enorme e os óculos fundo de garrafa a deixando ser novamente a nerd invisível que ela gostava de ser

A nerd que escondia a beleza dela para um homem só. A nerd santinha que mostrava o lado monstruoso dela para somente uma pessoa, eu Naruto Uzumaki, o homão da porra que agora se rastejava no chão onde ela pisava…

Hinata Hyuuga, a garota que conquistou meu coração de um jeito totalmente inescrupuloso me fazendo perceber que ela tinha a beleza dela… a beleza que ela escondia de todos incluindo de mim

_ Você é linda assim meu amor

_ Obrigada querido

_ Hinata

_ Hum?

_ Hoje… senta do meu lado nas aulas seguintes… eu quero dar um bom motivo para você não estar usado calcinha _ só dei um beijo da testa dela, vendo os olhos dela arregalados, dando as costas a ela, porque até então, eu ainda não tinha assumido a minha namorada, mas hoje isso mudaria.

 A partir de hoje não aceitaria que ela fosse excluída por todos só por causa da aparência dela sabendo que ela era uma pessoa de ótima e de bom coração que se aproximou de mim de um jeito meio torto… mas isso porque ela estava farta de ser tímida e não sabia o jeito certo de se aproximar de mim e me mostrar o quanto ela me amava e eu não via isso

Sai deixando a minha piranha descansando naquela sala, enquanto eu iria dar as caras completamente desarrumado e marcado, mostrando para todas e todos….

 

 

 

 

 

….. Que o homão da porra estava finalmente comprometido

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E aí... o que acharam? eu tou ansiosa para saber que nem sei mais o que dizer
Só... comentem sim
Tou morrendo de vergonha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...