História O homem da praça (imagine Jeon jungkook) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jennie, J-hope, Jimin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rosé, Suga, V
Tags Drama, Romance
Visualizações 49
Palavras 2.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe-me a demora pra postar... Estou sem internet em casa mas prometo que vou postar sempre que eu puder.

Espero que gostem💜

Boa leitura 💜

Capítulo 13 - Promessa quebrada


Fanfic / Fanfiction O homem da praça (imagine Jeon jungkook) - Capítulo 13 - Promessa quebrada

Sentei na minha cama e começou a passar várias coisas na minha cabeça.  Eu estava ficando louca sem nenhuma notícia do jungkook...   Deitei e alguns minutos depois meu celular toca. 

//ligação on//

Tae:  s/n,  vem pra casa do jungkook agora.  

S/n:  p-por que Tae?  

Tae:  s/n,  só vem.  

S/n:  tá, me passa o endereço. 

Tae:  te passo por mensagem. 

S/n: até logo. 

Tae:  vem rápido. 

//ligação off//

Meu coração estava mais acelerado do que carro de corrida.  Troquei de roupa rápido e fiz um coque desajeitado.  Desci e chamei um Uber.  

Minutos depois o Uber chegou e pedi para o motorista ir o mais rápido possível.  

Minutos depois eu já havia chegado na casa de kook e logo toquei a campainha.  Tae veio correndo me atender. 

Tae:  s/n,  fala com o jungkook...  Ele não tá falando nada comigo. 

S/n:  por que?  Oque ele tem? 

Tae:  ele ta chorando muito.  

S/n:  ai meu Deus. - sai correndo e entrei no quarto de kook. O mesmo estava sentado no chão se derramando em lágrimas.  

S/n:  a-amor...  Sou eu s/n.  - quando kook bateu os olhos em mim,  levantou rápido e me puxou pra um abraço que estava me sufocando de tão apertado.  

S/n:  a-amor,  m-me fala oque ta a-acontecendo...  Por que ta chorando?  

Kook:  a-aaa.. Hyuna.... - kook não conseguia falar, só ficava chorando.  Segurei o mesmo e pedi para que ele se sentasse na cama.  

S/n:  senta aqui e me fala direito.  Oque que tem a Hyuna?  

Kook:  e-ela foi encontrada morta n-no banheiro da f-faculdade.  

S/n: quê?  Mas....  C-como?  

Tae:  por isso ele saiu correndo da loja s/n. 

S/n:  amor,  eu tô aqui com você.. - kook me abraçava com certa força mas eu aguentei até que ele pudesse se aliviar um pouquinho da dor.  

Kook:  quem fez isso com a minha irmã?  Quem seria capaz? 

S/n:  eu não sei meu amor.  - falei deixando uma lágrima cair.  Eu não gostava da Hyuna,  mas ela não merecia isso.  Fiquei o tempo todo grudada no kook.  Tentei animar ele mas nada adiantava...  Ele não queria comer,  não queria dormir,  não queria fazer nada.  Só ficava deitado e chorando.  

Fiz um chá de camomila pra ver se kook se acalmava.  Fui indo devagar até a cama e dei o chá pra ele. 

Kook:  não quero chá.  

S/n:  só toma um pouquinho meu amor, por mim.  

Kook:  ta bom. - falou pegando a xícara e tomando todo o chá.  

S/n:  eu te amo kook.  

Kook:  eu também te amo s/n. - dei um beijo no mesmo e logo deixei ele descansar.  Saí do quarto e fui fazer um jantar pro kook. Tae ficou na cozinha me ajudando.  

Tae:  nunca vi o jungkook assim.  

S/n:  temos que dar o máximo de apoio pra ele nesse momento. 

Tae:  verdade.  

S/n:  vamos terminar de preparar o jantar e dar comida para o kook,  ele não comeu nada até  agora.  

Tae:  ta bom - falou voltando a me ajudar.  

//quebra de tempo//

A comida já estava pronta...  Tae e eu arrumamos a mesa e logo fui chamar o jungkook. 

Entrei no quarto eo kook estava com o celular na mão, olhando uma foto da Hyuna. 

S/n:  vem comer kook.  

Kook:  não quero amor.  

S/n:  por favor,  você não comeu nada.  

Kook:  eu não tô com fome.  

S/n:  amor,  só desce pra comer, depois você volta.  Eu prometo que fico com você a noite toda.  

Kook:  vai dormir aqui?  

S/n:  vou. 

Kook:  então ta.  - falou com um sorriso fraco.  

Descemos e logo kook se juntou a nós na mesma...  Tae sempre tentava distrair kook com assuntos alegres.  Kook as vezes abria um sorriso mas logo ficava triste novamente.  

A noite passou rápido e Tae já estava se preparando para ir pra casa.  

Tae:  tenho que ir pra casa,  Amanhã tenho que pegar cedo no trabalho.  

Kook:  ta bom cara..  Muito obrigado por ter ficado aqui comigo.  

Tae:  de nada meu irmão. - falou dando um abraço bem apertado em kook.  

S/n:  tchau TaeTae..  Obrigada por tudo. 

Tae:  de nada.  - falou me abraçando.  Logo o mesmo foi embora.  

S/n:  cadê seus pais kook?  

Kook:  eu não sei. Quando meus pais ficaram sabendo da Hyuna,  eles sairam, não me falaram nada.  

S/n:  que estranho. 

Kook:  eu também achei.  

S/n:  bom..  Vem,  vamos tomar um banho quente pra relaxar.  - falo puxando kook pro quarto dele.  Peguei uma camisa grande do kook pra me servir como vestido.  Kook pegou uma roupa confortável e logo fomos pro banheiro.  Entramos no banheiro e logo abri a torneira pra encher a banheira com  água quente.  Kook entrou junto comigo na mesma. Não rolou nada além de beijos, pois eu queria respeitar o momento triste de jungkook.  

Ficamos abraçados por um bom tempo,  a água já estava ficando fria.  Me levantei e me enrolei na toalha. 

S/n:  toma amor- estiquei meu braço pra entregar uma toalha para kook.  

Kook:  obrigado amor. - falou saindo da banheira.  Nos vestimos e logo saímos do banheiro.  Kook já estava melhor,  já estava sorrindo.  Ficamos deitados abraçados por muito tempo até que os pais de kook chegam.  

S/n:  amor,  escutei um barulho lá embaixo. 

Kook:  deve ser meus pais. - falou se levantando.  

S/n:  onde vai?  

Kook:  quero saber onde ele a foram.  

S/n:  vou com você. - falei seguindo kook até a sala. Quando chegamos na sala o senhor ea senhora Jeon estavam sentados no sofá chorando.  

Kook:  m-mãe,  onde vocês foram?

Sra Jeon:  meu filho senta aqui. - falou estendendo a mão para kook. 

Kook:  fala logo mãe. 

Sra Jeon:  eu não sei como falar. 

Kook:  pai,  me fala. Por favor. 

Sr Jeon:  meu filho,  a sua irmã se matou.  - falou com lágrimas nos olhos e logo abraçou kook. 

Kook ficou sem reação...  Não falava nada só ficava olhando pra baixo. 

Kook: a-amor,  senta aqui do meu lado.  

S/n:  ta bom..  - falei me sentando perto de kook. 

Sra Jeon:  essa é a moça bonita que meu filho sempre fala?  

Sr Jeon:  parece que sim.  

S/n:  sinto muito pela perda de vocês.  Eu não esperava conhecer vocês dessa forma.  - falo  com lágrimas escorrendo pelo meu rosto. 

Kook:  vou pro meu quarto. - falou frio e subiu.  

S/n:  como ficaram sabendo que a Hyuna se matou?  

Sr Jeon:  ela foi encontrada trancada dentro do banheiro da faculdade com os pulsos cortados.  

S/n:  nossa- falei chocada botando as mãos na boca.  

Sra Jeon:  fomos levar o corpo dela para o necrotério.  

Sra Jeon:  sabe s/n,  não vai ser fácil pro jungkook segurar a tristeza dele. A Hyuna já havia tentado se matar antes...  Mas o jungkook fez ela prometer que não iria fazer isso.  

S/n:  por isso ele não teve reação quando vocês disseram que ela fez isso. 

Sra Jeon:  sim...  Ele não esperava que ela fosse quebrar a promessa. 

Sra Jeon:  vamos precisar de você agora s/n.

S/n:  oque eu devo fazer? 

Sr Jeon:  você tem que ficar com o jungkook nesse momento tão pesado da vida dele.  

Sra Jeon:  oque estamos querendo dizer,  é que você não abandone ele nesse momento.  Fique o máximo de tempo com ele.  

S/n:  claro...  Vou ficar com ele o tempo todo. - falo me levantando do sofá e dando um abraço coletivo nos pais de kook.  

S/n:  vou me deitar..  Boa noite. 

Sr Jeon: boa noite moça. 

Sra Jeon:  boa noite..  Cuide do meu filho.  

S/n:  vou cuidar. - falei subindo as escadas indo em direção ao quarto de jungkook. Abri a porta com cuidado e pude ver kook dormindo com o abajur ligado.  

Me deitei do lado dele e logo senti kook se aconchegar em meus braços. Fiquei fazendo carinho em seus cabelos por um bom tempo até que eu peguei no sono. 

//dia seguinte// 

Acordei com kook se levantando. 

S/n:  onde vai?  

Kook:  trabalhar.  

S/n:  mas achei que você fosse ficar em casa.  

Kook:  não vou ficar em casa.  Vou trabalhar.  

S/n:  mas...  

Kook:  CALA A BOCA S/N,  DEIXA EU IR TRABALHAR.  -Falou gritando nervoso.  

Abaixei a cabeça e não falei mais nada.  Kook entrou no banheiro e ficou se arrumando.  Eu Aproveite e troquei de roupa rapidamente saí do quarto deixando kook sozinho.  

Passei pela sala eo Sr Jeon estava sentado na mesa tomando café.  

S/n:  tchau Sr Jeon.  - falei e saí sem nem esperar resposta.  Peguei um táxi e fui pra casa.  Quando cheguei em casa fui direto pra minha cama e comecei a chorar.  Não estava entendendo a reação de jungkook.  Ele foi tão grosseiro comigo que eu não iria conseguir ficar no mesmo lugar que ele naquele momento.  

Não fui pra faculdade, fiquei em casa o dia todo, não saí pra lugar nenhum,  kook não me procurou.  

As horas passaram voando.  Me levantei e fui pra cozinha comer alguma coisa.  Fiz um almoço e comi sozinha...  Pensei em chamar o Suga pra ficar aqui comigo,  mas lembrei que essa hora ele deve estar na faculdade.  

Sentei no sofá da sala e liguei a TV.  Não tinha nada de bom então voltei pro meu quarto e deitei na cama logo dormindo.  

//três horas depois//

Acordei com o meu celular tocando..  Vi que era o kook mas eu ainda estava chateada com ele, então deixei tocar.   Tocou umas três vezes seguidas mas eu não atendi.  Foi aí que lembrei oque o Sr Jeon disse.  

//Flashback on//

Sra Jeon:  você tem que ficar com o jungkook nesse momento tão pesado da vida dele.  

Sr Jeon:  oque estamos querendo dizer,  é que você não abandone ele nesse momento.  Fique o máximo de tempo com ele. 

//Flashback off//

Pequei me celular e liguei para kook.  

//ligação on//

Kook:  amor...  Me desculpa.  

- ta bom amor.  

Kook:  eu estava nervoso com oque a Hyuna fez.  E-ela prometeu que não ia fazer isso. 

- eu sei kook,  seus pais me cortaram.  Onde você está?  

Kook:  tô em casa.  

- você não ia trabalhar?  

Kook:  depois que eu saí do banheiro e não te encontrei fiquei triste e não fui.  

- por que não me procurou antes? 

Kook:  não queria te causar problemas,  deixei você ficar um pouco sozinha...  E eu estava com vergonha depois da merda que eu fiz.  

- você não me causa nenhum problema...  Mas  confesso que fiquei um pouco chateada sim.  

Kook:  me perdoa?  

- claro amor. 

Kook:  vou no enterro da Hyuna,  quer ir?  

- Claro...já chego aí em 30 minutos.  

Kook:  ta bom. 

//ligação off// 

Desliguei o celular e comecei a me arrumar.  Botei uma calça preta com um sobretudo também preto e deixei o cabelo solto.  Nem fiz maquiagem saí bem rápido.  Peguei um táxi e logo fui pra casa do kook.  Chegando lá os pais do jungkook já estavam saindo de casa e kook estava me esperando dentro do carro dele.  Me aproximei do carro e logo entrei. Kook me recebeu com um abraço bem apertado e um beijo cheio de amor.  

S/n:  vamos? 

Kook:  vamos.  - falou dando partida no carro seguindo o  pais dele.  

Não demorou muito e chegamos no cemitério.  O velório tinha acontecido mais cedo, mas kook e eu não fomos.  Jungkook estava com uma mistura de sentimentos...Tristeza, decepção e raiva.  Eu até entendo o kook..  Afinal a Hyuna quebrou uma promessa que fez com ele. 

Tinha muitas pessoas...  Hyuna sem dúvidas era muito queria por todos.  (Menos por mim)  eu estava até me sentindo mal por não gostar da Hyuna... Mas não importa oque eu fizesse, meus sentimentos por ela não mudariam.

O fim do enterro chega e em nenhum momento vi kook chorando..  Ele ainda estava decepcionado. Os pais de jungkook já haviam ido pra casa, então chamei o mesmo pra ir para a minha. 

Já eram quase 20: 00. Fomos pra minha casa e logo fiz alguma coisa pra nós dois comermos.  

Jantamos e  fomos ver um filme.  Botamos um filme de comédia romântica e ficamos abraçados no sofá.  No meio do filme percebi que Kook não parava acordado, então desliguei a TV e chamei o meu dorminhoco pra deitar na cama.  Entramos no quarto e nos deitamos.  Senti os braços de jungkook me abraçarem e assim dormimos.  

S/n:  como eu amo esse homem. 





















Notas Finais


Obrigada por ter lido💜

Espero que tenham gostado 💜

Beijos da tia Betta 😍💋😌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...