1. Spirit Fanfics >
  2. O Homem no Meu Quarto(SasuNaru) >
  3. Vizinho

História O Homem no Meu Quarto(SasuNaru) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Aeeeeee mais um
(Eu realmente não sei oq botar aq ;-;)

Capítulo 2 - Vizinho


Olá. - ele começa falando - Meu nome é Sasuke Uchiha, sou seu vizinho daqui da frente, vim para dar as boas vindas. 

Ah, oi. E-eu sou Naruto Uzumaki.. - Merda eu gaguejei. Santo Rikudo, que homem lindo. - Muito obrigado pelas boas-vindas! 

Ah, que nada. Bem, já que sou seu vizinho, nada melhor do que se conhecer melhor, não? Eu moro ali naquela casa. - Ele aponta para uma casa com aparência assustadora na qual não havia percebido quando cheguei na casa. - Eu vou fazer um chá com bolo hoje, às 5 da tarde, seria bom se você aparecesse la, sabe... Pra se conhecer melhor... - Ele diz a última parte com uma voz rouca na qual me arrepiou todo. 

Ah... C-Claro, sim, sim eu vou sim! - Posso estar parecendo um pouco desesperado, mas eu estava pouco me lixando para isso agora. 

Te vejo la então... Naruto. - ele diz e logo se distancia. 

Ninguém consegue explicar minha felicidade agora. Mal cheguei na casa nova, e já arrumei um encontro?! Bem, não é muito bem um encontro, mas ainda ta valendo! 

Me jogo no sofá, e ligo a TV em um canal qualquer. Começo a assistir o programa com apenas o pensamento no seu vizinho novo. 

Q.D.T

O relógio bate agora 4:39 e eu ja estou arrumado, com meu perfume especial que ganhei de uma pessoa muito especial. Espero mais minutos, e o relógio chega em 4:56 e então abro a porta, saindo da casa e a trancando logo em seguida. Sigo até a casa de Sasuke, bato em sua porta e calmamente espero ele atender. Ele abre a porta, e quando me vê solta um sorriso largo. 

Naruto, você veio! - ele me abraça apertado logo em seguida, no qual retribuo. - Vamos, entre! 

Eu entro em sua casa, e diferentemente da parte externa, a parte interior era muito bonita, com uma decoração rústica, alguns móveis antigos, mas em perfeito estado. Ele me guia até a sua sala, e então me sento em seu sofá. Nunca na vida havia sentido algo tão confortável quanto aquele sofá. Ele trás o bolo, que era de chocolate, até a mesinha no centro da sala e sai novamente para pegar o jogo de chá. Ele trás o jogo de chá e o põe junto ao bolo em cima da mesinha. 

Espero que goste do bolo, fiz pensando em você. - Ele corta um pedaço do bolo, bota em um pratinho e me entrega, pego o bolo e logo depois ele serve o chá, deixando na mesinha a minha frente. Corto um pequeno pedaço do bolo com a colher em minhas mãos e o ponho em minha boca. Nossa, esse é bolo mais gostoso que eu ja comi! - E ai? Ta gostoso?

Nossa Sasuke, isso ta muito bom! - falo após engolir a massa - Sério é o melhor bolo de chocolate que eu ja comi!

Ah, que isso, é que eu fiz com carinho... - Diz ele com as bochechas um pouco rosadas. Começo a comer o bolo no pratinho e termino em poucos minutos - Nossa, tava tão bom assim? Quer mais um peda-

Quero! - Digo interrompendo a sua fala. Escuto uma risadinha baixa vindo dele, e logo ele me entrega mais um pedaço de bolo. - Obrigado. 

Começo a comer o maravilhoso bolo, paro por um segundo e tomo um gole do chá quente e logo começo a mastigar novamente. 

Ta um pouco sujo aqui... - ele passa o polegar pelo meu lábio inferior quando termino de engolir o último pedaço, tirando a "sujeira". - Saiu. 

Fico vermelho por completo. Tentando raciocinar o que acabou de acontecer. O que??? Como assim? Mas logo percebo que ele não comeu o próprio bolo, só ficou me observando. 

Você não vai comer? - pergunto com um pouco de preocupação na voz. Ele solta risada baixa. 

Ah, desculpe, não estou com tanta fome assim. - ele volta o seu olhar negro para o bolo e corta um pedaço para si e logo trata de o comer. Ele termina de comer e olha para mim. - Então Naruto... Quantos anos você tem? 

Eu tenho 20 anos. - calmamente respondo. - E você tem...?

Eu tenho 26. - Responde - Trabalho como TI em uma empresa de computadores e celulares. 

Interessante, eu no momento estou cursando Psicologia, eu gosto de fazer as pessoas se sentirem bem. - respondo. 

Q.D.T

A conversa foi maravilhosa, os assuntos eram interessantíssimos e eu nunca me cansava de falar com ele, parecia um bobo apaixonado. 

Tchau Sasu! - Digo enquanto ando em direção a minha casa. - Foi ótimo conversar com você! 

Com você também Naru! - Ele grita para mim que ja estava um pouco longe e logo após fecha a porta. 

Ando em direção a minha casa, entro e vou em direção ao banheiro, tomar um banho antes de dormir, eu fiquei bastante tempo la. Tomo um bom banho relaxante e me visto com um pijama confortável, escovo os dentes e vou dormir.

....

Acordo no meio da madrugada, suando feito porco. Escuto o barulho da porta abrindo la em baixo, aquela porra faz barulho para um cacete! Ela abre lentamente, como se alguém tivesse acabado de chegar de madrugada e não quer acordar alguém que esta dormindo. Começo a entrar em pânico, olho de relance para o relógio. 

2:34

Quem seria uma hora dessas? O medo me espanca, e eu então me enrolo nas cobertas, me cobrindo até a cabeça. Começo a ouvir passos da porta principal até as escadas, algo começa a subir as escadas em passos pesados, passos desiguais. Ele sobe as escadas por completo, chegando então ao corredor que da para o meu quarto. Ele vem em passos pesados, me deixando trêmulo e com medo demais para abrir os olhos. Ele para em frente a minha porta. Ouço o som da maçaneta girando e então a porta abre. 

Naruto? Querido? - Uma voz doce e masculina me chama, me fazendo abrir os olhos e instantaneamente sair de debaixo das cobertas. Olho para a porta e vejo meu pai, parado na porta. Sinto o alívio percorrer meu corpo. - Naruto, querido, eu cheguei agora do trabalho, espero não ter o assustado, meu anjo. 

Nossa, que susto pai. Não me da um susto desses não! - digo irritado. Ouvindo ele soltar uma risada. 

Desculpa filho. Vai dormir, amanhã vai ser um longo dia. - Ele fecha a porta logo em seguida. Pude ouvir seus passos pesados se afastando de meu quarto. Olho novamente de relance ao meu relógio e vejo.

3:00 

Um arrepio percorre o meu corpo, 3:00 era o horário que meu pai chegava em casa depois de ganhar trabalho a fazer demais, Administrar um negócio não é fácil. Me deito e novamente me aconchego em minha cama. Mas penso por um segundo... 

Eu não moro sozinho? 

Q.D.T

Caminho em direção a casa de Sasuke, ele me chamou por mensagem e diss que quer eu saiba uma coisa que ele quer que eu saiba pessoalmente. Cá estou eu. 

Bato em sua porta novamente, esperando ele atender, e nada. Bato novamente, e nada. 

Oi, Garoto! - ouço uma voz me chamar. Me viro em direção a voz e me deparo com um velhinho, do outro lado da cerca, me encarando, me arrepio inteiro. - Você sabe que ninguém mora ai, né? O dono desse casa morreu já faz 20 anos. 

Espera, o que? 


Notas Finais


UwU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...