História O homem que eu vía em meus sonhos - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Boyfriend, EXO, Got7
Personagens BamBam, Do Kyung-soo (D.O), Huang Zitao (Tao), Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lu Han (Luhan), Min Yoongi (Suga), Minwoo, Oh Se-hun (Sehun), Park Jimin (Jimin), Youngjae, Youngmin, Zhang Yixing (Lay)
Tags Drama, Romance, Tragedia
Visualizações 6
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, kakakakka


Boa leitura meu amores.

Capítulo 8 - Mesmo que passe a eternidade.


Fanfic / Fanfiction O homem que eu vía em meus sonhos - Capítulo 8 - Mesmo que passe a eternidade.

[S/N]
Pov's
On


Em um grande muro de concreto e trepadeiras, sentada estou na ponta vendo minhas vidas passadas, visualizo uma bela paisagem a minha frente, a brisa do dia bonito me deixa leve e balança meu corpo esguio quando bate contra mim, mas afinal, onde estou? Por que estou aqui?

Eu caio.

Como Lucifer caiu quando foi banido da cidade de prata, como algo sem valor deixado para ser esquecido, como as luzes que antes me iluminavam. Neblina, escuridão, ossos, arrependimentos e dor, cautela é o que tenho quando escuto ossos estralarem.

Ou poderia dizer: Medo

Olho ao redor e vejo uma grande poça de água em meio aquele nevoeiro, que agora me chama para chegar mais perto e exitante eu vou, vejo meu reflexo na água, só que... não sou eu quem está ali, e algo diferente, olhos azuis que se destacavam ali em meio a tanta dor e amargura, pelos cinzas, garras, dentes de animal, eu vejo um lobo.

Mostro

Ele cresce e devora minha alma aos poucos posso ouvir o som das fechaduras de algo se quebrar e então eu escuto um sussurro longe e quase inaudível.

- Você não está mais sozinha!

Um nevoeiro preto me cobre e eu entro em desespero, minha boca seca e os olhos se fecham, algo me abraça, e eu me acomodo ali, sinto cheiro doce, caramelos e baunilha, e então...

Acordo.

Pisco algumas vezes então vejo Sandy ali a meu lado junto de Jeon, minha cabeça lateja e meus músculos doem, minhas mãos tremem, e eles me olham preocupados, passo a mão pela cabeça e reclamo de dor, meus olhos se fecham novamente e então eu tento me levantar, sou barrada de imediato.

- O que?- Os questiono e então eles me olham preocupados.

- Você não pode levantar bebê, está dormindo faz um tempinho, e agora quando acordou eu vi os olhos novamente, azuis!- Ela fala um pouco desesperada.


- Foi por isso que trouxe uma pessoa hoje aqui para nos dizer o que está havendo com você...- Agora Jeon que se pronúncia.


- Espere quanto tempo eu dormi afinal?- Olho para Sandy que engole em seco e para Jungkook que coça a nuca.- Digam para mim!


Por acaso, sinto minhas veias pulsarem e meu interior se revirar, eu quero uma resposta e o fato de não estar recebendo o que quero me tira as linhas do raciocínio.


- Dois dias!- Sandy responde e eu fico de boca aberta.


Dois dias?

Dois dias.

DOIS FUCKING DIAS!

Tento falar algo mais sou interrompida de imediato por uma pessoa baixinha olhos castanho roupas coladas e bochechas rosadas.


- Já posso ver ela?- Sua voz era suave e ele em si era fofo.


- Ah...acho que..- Jeon começa mas eu logo o corto.


- Sim, você pode- Sorrio e Jeon me olha estranho por minha empatia com o homem desconhecido.


- Prazer sou Park Jimin, trabalho com coisas místicas, geralmente ajudo em alguns casos como o seu, bom...antigamente...agora é só você, se for o que estou pensando.- O olho com estranhamento e depois olho para Jungkook. Estou com medo e ele sabe por isso o mesmo pousa sua mão sobre a minha.


- Então como está se sentindo S/N?- o baixinho me pergunta.


- Bem eu acho, eu tive outro sonho ...- Sinto cheiro de flores e baunilha, e outro cheiro amadeirado com frutas cítricas- Que perfume é esse que estão usando?- Questiono sem pensar.


Ambos ficam calados, continuo suspirando para inalar os cheiros que me chamaram atenção.

- Trocou o perfume Sandy?- a olho


- Não...eu não estou usando perfume.- A olho a questionando.


- Tem o do Jungkookie de sempre, e outro.. - Olho para homem ali presente que me examina.


- E desde quando você sente o perfume do Jungkook?- Park me questiona...


- Desde o dia que a gente se conheceu, sempre o mesmo- o olho.- É amadeirado e na fragrância tem frutas cítricas e é bem forte.


- E o outro que está sentindo é como?- ainda me olhando ele pergunta.


- Flores e baunilha, bem suave mas ainda sim muito bom! Mas por que a pergunta?



- Vamos fazer uma coisa okay?


- O que?- o olho atravessado


- Hipnose- Arregalo os olhos

- Hipnose?- me concerto na cama.- Quer dizer...isso não é necessário ...eu acho.


- Não vai te fazer mal, eu só quero descobrir o por que dos sonhos...bom...se tem algo com o passado, pode ser um trauma ou sla, você só precisa me falar tudo que ve, precisa ir até o fundo de seu subconsciente.- ele meche as mãos enquanto fala e então eu caio em um abismo, ele já fez.


{H}


Estou em um lugar escuro, as sombras falam comigo, caminho com receio por ali e escuto um som alto como o de um trovão, gotas de algo cai em minha bochecha, passo a mão e vejo que é viscoso e vermelho como sangue, me arrepio, olho para cima e vejo algo, alguém, pendurado, minha garganta se fecha e em meus olhos brotam lágrimas, e mais daquele sangue cai em mim.


- VOCÊ É A CULPADA POR ISSO, MEU FILHO VOCÊ O MATOU.


Gritos surgem da escuridão, gritos de uma mãe desperada, e então estou em um cenário diferente, com uma mulher apontando para mim, chorosa, superior. Tapo meus ouvidos e me agacho no chão.


- NÃO, ISSO NÃO FUI EU, EU...JURO.

Grito repetidamente a mesma frase sempre.. E sempre.

- EU O AMO, EU AMO JUNGKOOK, POR FAVOR.- soluços.


Jeon jungkook?

Sinto braços fortes e quentes me envolverem, e agora me encontro em uma clareira, Jeon repolsa seu braço em minha cintura e me observa atentamente, e parece pensar em algo.


- No que tanto pensa hunm?

- Você é a unica coisa que acalenta minha alma, ômega, eu não preciso de nada além de você- ele fala enquanto brinca com uma mecha de meu cabelo- Meu amor por você é infinito, nossas almas estão conectadas, então, não importa quanto tempo passar ou quantas vezes eu renascer, eu vou te encontrar, e eu sempre vou te amar com a mesma intensidade, nem a morte vai nos separar por que fomos feitos um para o outro.


Para

Todo

Sempre

Meu

Alfa


Notas Finais


Até o próximo amoreees.

Deixe sua opinião meu anjo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...