História O idiota do meu irmão - Taekook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 49
Palavras 1.948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OIIIII
Bom, eu fiz umas mudanças beeeeemmmm pequenininhas, e algumas coisas vocês provavelmente só vão entender ao longo da história. Esse cap é só para vocês terem uma ideia de como foi a infância do Tae :")

Capítulo 3 - Um passado cruel


11 anos atrás // Narradora

~°~

Era uma bela tarde de sábado, as crianças do orfanato mais famoso da cidade se divertiam na grande área de laser, com balanços, um pequeno carrossel, diversos brinquedos e atividades diferentes. Porém, um barulho terrível interrompeu a todos. O grande portão que leva ao pátio fora aberto cruelmente, revelando o dono do orfanato com um traço de fúria exposto em seu olhar. Ele varria toda à área com seus olhos, observando criança por criança como se estivesse procurando por alguém, do mesmo modo que um predador procura por sua presa.

O orfanato considerado "o mais seguro" de toda a cidade, tinha seu lado sombrio, na verdade, um alguém sombrio.  O próprio dono, Park Dark-Hoo, agredia as betas que tomavam conta das crianças e mantia todas prisioneiras. Na época de adoção, o alfa entregava, aos pais adotivos, algumas pílulas e os conveciam de a criança precisava tomar para tratar alguma doença, mas na verdade eram um conteúdo que afetava uma parte do cérebro e fazia a criança perder boa parte da memória. Para que nada que acontecesse ali fosse parar nas autoridades.

Entre as betas, o alfa agredia duas crianças em especial, e sempre as escondia na época de adoção por causa dos hematomas que carregavam. Dark-Hoo era o famoso livro julgado pela capa, sorridente e amigável por fora, mas nunca fora lido por dentro, a não ser pelas suas pobres vítimas.

Todas as crianças o olhavam confusas, algumas com medo e receio. O alfa pareceu se irritar ainda mais por não achar o que, ou quem, estava procurando.

- KIM TAEHYUNG, NÃO OUSE ESCONDER-SE DE MIM! - Sua voz saiu de forma alta e furiosa, sendo acompanhada por um rosnado que fez algumas crianças se encolherem.

Algumas betas entraram rapidamente no local, pareciam nervosas e temiam alguma coisa. Elas se aproximaram do alfa, que às olhou de forma grosseira, uma ômega que estava entre elas deu um passo a frente, fazendo o alfa soltar um leve suspiro.

- O esconderam novamente, não foi? - Disse o homem enquanto se virava para encarar melhor as mulheres ali. Ele então levou sua canhota até o rosto da ômega, acariciou gentilmente sua bochecha e deixou um selar em sua testa. - Esse comportamento de vocês só prova que estou sendo bonzinho demais... Eu não admito que...

- Kim Taehyung é apenas uma criança, ele não.. - A ômega, que o interrompeu, fora impedida de continuar sua fala por ter sido atingida por um tapa depositado em seu rosto.

Aquele ato espantou à todos, algumas crianças correram para dentro do orfanato e se esconderam em seus quartos, enquanto outras estavam assustadas demais para se mexerem. O alfa ergueu a ômega do chão, a segurando pela garganta, e a olhou no fundo dos olhos antes de joga-la para longe.

- COMO OUSA ME INTERROMPER? PROSTITUTA INGRATA! - Berrou o homem, suspirando pesadamente em seguida. 

O alfa se aproximou sutilmente de uma das betas e sorriu diabólico em sua direção, levou sua destra até a nuca da mulher e cravou suas unhas em seu couro cabeludo, logo entrelaçando seus dedos nos fios da mulher e puxando com crueldade, fazendo a mesma choramingar.

- Diga-me... - O alfa aproximou seus lábios da orelha da beta, e passou a ponta de sua língua pelo lóbulo da mesma. - Onde ele está? - Completou em um sussurro. A beta permaneceu calada, o alfa então a lançou no chão fazendo-a bater a cabeça. - QUEM PENSAM QUE EU SOU? COMO OUSAM CONTRARIAR SEU SUPERIOR? - Berrou enquanto empurrava as betas que ainda permaneciam ali, até que algo o fez parar.

Um garotinho de aparência frágil, olhos vermelhos por conta do choro, a pele manchada de seu sangue seco e vários hematomas pelo seu corpo, adentrou no local chamando a atenção do alfa. O pequeno andou em passos pesados até onde o alfa estava, que ao chegar perto o bastante ergueu seu rosto para encarar o maior, fazendo o alfa sorrir largamente.

- Por f-favor... N-não as machuque. - O pequeno disse em um tom de voz baixo, suas mãos teimavam em tremer, seu estômago revirava a cada segundo, tinha um nó em sua garganta. Algumas betas sussurravam para que ele corresse dali, mas ele sabia que correr não iria adiantar, o pequeno estava preso naquele lugar.

- Taehyung, como sempre tentando bancar o corajoso! - O alfa riu com ironia, aproximou-se do pequeno e o encarou friamente. - Eu não estava machucando elas. - Continuou, enquanto se abaixava para ficar na altura do menor.

- Não minta! - Disse Taehyung olhando firme nos olhos do alfa, coisa que o deixou furioso.

Tae podia ser frágil, amoroso, carinhoso e totalmente dócil com todos, mas sua personalidade mudava drasticamente ao ver alguém machucando aqueles que ama. Seu olhar se tornava frio, teimoso, sua bondade era totalmente ocultada, Taehyung criava comportamentos que nenhuma criança jamais teria, e isso deixava o alfa furioso.

- Ora, ora, ora... se não é a sua famosa mudança de personalidade. - O alfa se levantou e caminhou em passos lentos até a ômega, que estava jogada no chão, segurou seu cabelo com força e o puxou, fazendo a mesma gritar de dor e erguer sua cabeça. - O QUE VAI FAZER COM ESSES BRACINHOS TÃO PEQUENOS, EM TAEHYUNG? - Berrou e riu de forma sádica.

O pequeno sentiu seu sangue ferver, seus olhos marejaram e seus punhos cerraram. A ômega apenas dizia - Não faça nada, corra. - com sua voz falha e baixa.

Mas Taehyung não lhe deu ouvidos, ele avançou em direção ao alfa ignorando completamente os chamados desesperados das betas, que estavam em prantos. Ao notar tamanha aproximação do menor, o alfa lançou a ômega no chão agressivamente, virou-se em direção à Taehyung e o parou com um chute na barriga, fazendo o pequeno rolar para longe e gritar de dor.

O alfa andou até a pobre criança e a ergueu do chão segurando-a pelo pescoço, logo lançando contra o chão novamente, enquanto Taehyung chorava alto, soluçando a cada segundo.

E isso se repetia todos os dias...

~°~

- Você não deveria tê-lo enfrentado, Tae. - Disse um garotinho, que era dois anos mais velho que Taehyung, enquanto cuidava dos ferimentos do mais novo. - Olha como você ficou.. - Completou sentindo um nó em sua garganta.

- Não fiquei diferente. - Disse o pequeno fazendo um bico enquanto abaixava seu olhar. - Por que ele faz dodói em mim?

- Porque ele é cruel. - Disse o mais velho abraçando o menor. - Mas ele vai pagar por tudo isso, eu prometo.

- Hyung... - Disse o menor escondendo seu rosto no peito do maior. - Um dia nós vamos sair daqui, não vamos?

- Claro, Tae... Nós vam.. - O mesmo fora interrompido por alguém que abriu bruscamente a porta do quarto.

Os menores fitaram a porta, logo arregalando seus olhos ao verem quem era. Taehung engoliu em seco já podendo sentir suas mãos tremerem, o mais velho em um ato protetor se colocou na frente do pequeno.

Dark-Hoo tinha um olhar perdido e um sorriso traiçoeiro nos lábios, ele andou em direção às crianças de forma desorganizada, parecia estar bêbado.

- N-não se aproxime. - O garoto disse tentando permanecer firme, enquanto Tae segurava sua mão com força.

O alfa então empurrou agressivamente o garoto, o fazendo bater a cabeça com força e cair inconsciente. Taehyung tentou correr dali, mas foi pego pela cintura.

- Onde pensa que vai? - O alfa disse aproximando o corpo do pequeno do seu. - Hoje preciso de uma ajudinha sua. - Completou e riu em seguida, jogando Tae com força em uma das camas do quarto.

O alfa começou a arrancar as roupas do menor, enquanto o mesmo chorava e se debatia para sair dali, o maior aproximou-se do pescoço do pequeno e começou a depositar chupões agressivos ali, fazendo o estômago de Taehyung revirar com o forte cheiro de álcool.

Dark-Hoo virou Taehyung bruscamente, tirou rapidamente as roupas de baixo que o menor vestia e levou sua canhota até a cabeça do mesmo, forçando o rosto do menor contra o travesseiro o impedindo de respirar. O alfa retirou seu membro das calças e olhou para a traseira do menor com desejo, mas fora interrompido antes de começar o ato.

- NÃO TOQUE NO MEU FILHO, SEU ESTUPRADOR NOJENTO. - A ômega bateu com um martelo na cabeça do alfa, fazendo-o cair inconsciente no chão. A mesma chorava de forma sôfrega, vestindo o menor rapidamente enquanto sussurrava mil desculpas, as betas entraram no quarto e pegaram Namjoon o ajudando a se levantar. - Venha, querido. - A ômega pegou Taehyung no colo e andou apressadamente para a sala principal do orfanato.

A mesma colocou o menor sentado em um banquinho e o abraçou fortemente, ela enxugou suas lágrimas e saiu rapidamente. Era época de adoção, muitos casais entravam no local e olhavam para Tae confusos e com pena, mas nenhum se importou em se aproximar. Porém, uma ômega muito bonita e aparentemente simpática se aproximou do mesmo, fazendo o menor se encolher automaticamente.

- Ei, não vou te machucar. - Ela disse tentando acalmar o menor. - Quer um abraço? - Completou dando seu melhor sorriso.

Taehyung levantou rapidamente de seu banquinho e abraçou a ômega, a mesma estava com seu coração partido ao ver o pequeno daquele jeito, e decidiu que iria tirá-lo dali, para dar todo amor e carinho que ela pudesse.

~°~

Taehyung já estava de malas prontas, o menor estava abraçado com seu amigo e chorava de forma abafada, molhando a camisa do mesmo.

- Não chore, Tae. - Seu amigo levantou o rosto do mesmo e selou sua testa. - Aproveite, seja feliz.

- E-eu v-vou voltar p-pra t-te b-buscar, h-Hyung... - Disse o menor entre soluços.

- Beba isso. - Uma das betas entregou um copo com água para Taehyung, o mesmo bebeu é agradeceu em seguida.

- Até logo, saeng Taehyung. - Seu amigo o abraçou novamente.

- Não v-vou esquecer você. - Disse Taehyung deixando um selar na bochecha do maior. - Hyung Namjoon.

~°~

Atualmente

~°~

Kim Dark-Hoo on

Finalmente consegui localizar aquele bastardo inútil, depois de anos. Vou tê-lo de volta, e ele vai pagar por tudo, vou fazer com que ele se arrependa de ter nascido.

- Descobri que as betas já estavam armando, junto com a Chae-rin, para tirar o bastardo do orfanato. - Disse Jack, um velho amigo que decidiu me ajudar a capturar o desgraçado do Kim. - Elas contrataram agentes especiais para viajarem o moleque, e pelo visto tem um infiltrado na escola em que ele estuda.

- Deve ser um dos professores, ou seguranças. - Digo olhando para os alunos que saíam da escola.

Nós estávamos dentro do carro, planejando como iríamos sequestra-lo. Eu vinha pensando nesse sequestro desde que o desgraçado foi adotado, ele ainda não foi torturado o bastante, ainda não sofreu o bastante, aquele maldito fruto de uma traição, felizmente a mãe dele está no lugar onde deveria, dentro de um caixão, e logo ele irá acompanhá-lá.

- Se não podemos chegar perto dele por causa dos agentes, como vamos pegá-lo? - Perguntou Jack.

- Não vamos precisar ir até ele. - Continuo olhando atentamente os alunos, esperando o meu alvo sair. - Ele virá até nós.

- Mas como? - Jack realmente não notava os pontos mais fáceis que Taehyung tinha de ser atingido.

- Fiquei sabendo de um alfa que Taehyung gosta bastante. - Digo sorrindo ladino ao ver finalmente o garoto sair. Ele estava segurando a mão do bastardo, era alto e tinha olhos e cabelo negros. - Aí está, a chave para a minha vingança.


Notas Finais


Então
É
Isso
Super doente esse cara, né?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...