História O idiota do meu vizinho (Imagine Park Jimin) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, TWICE
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Tzuyu
Visualizações 86
Palavras 708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLOUU
Mais um capítulozin :) sem mais delongas leiam ♥♡

Capítulo 3 - Quase sem roupa (seminus)


Fanfic / Fanfiction O idiota do meu vizinho (Imagine Park Jimin) - Capítulo 3 - Quase sem roupa (seminus)

Foi um alívio a volta pra casa, meus pensamentos na classe estavam sombrios demais, queria estrancular o Park Jimin, o meu amado vizinho. Ele poderia focar mas na sua miserável vida e me esqueçer. É pedir demais?

flashback:

O Jimin me provocando, me cutucando com o lápis a cada meia hora. Ele tinha que se sentar bem atrás de mim? Por que não se sentou atrás de Jeon Jungkook ou de sua namorada?

jimin:

-S/N você quer olhar pra mim? Eu sei que quer. Você me odeia?

S/N

-Exatamente, agora quer parar? Qual seu problema. Me deixa em paz.

Fim do Flashback

Mas é claro, ele tem algum problema comigo! Está em seu Dna me provocar. Eu sou um meio pra ele se divertir, é isso. fico pensando sozinha, olhando para a pobre Yoko, deve estar faminta despejo sua ração em seu potinho. Passando um tempo depois vou ao banheiro para tomar uma  ducha e tentar parar de pensar em Park Jimin. 

Depois de um bom banho, vou para meu quarto olho o rélogio são 10:00 pm, já está meio tarde. Recebo um email é de Omma abro o email:

"Querida S/N...

Eu tenho estado muito ocupada com o trabalho, e tudo mais, eu sei que deveria ter ligado, sinto muito querida, mas talvez esteja dormindo e eu não quero encomodá-la, de forma alguma. Eu só queria me desculpar por não ter ido te ver ainda, mas irei muito em breve meu amor, a Omma te ama muito, eu espero que esteja tudo bem por ai. Mande lembranças de mim a Tzuyu e a Yoko. Ligarei assim que possível. Um grande beijo de

Sua Omma"

Ouviu isso Yoko? Ela lembrou de nós e de Tzuyu. Yoko se esfrega na minhas pernas, ouço seu ronronar, essa gata é imprevisível. Acho que ela me entendeu, de certa forma. Respondo o e-mail com um Ok e mando boa noite a Omma. Eu abro meu livro, que estava lendo em busca de terminá-lo mas consigo ler uma página pois ouço sons altos, e vem da casa do Jimin. Que droga esse garoto, ele é insuportável até quando está longe. Abro a janela e grito vendo ele cantando. Canta muito bem por sinal, o que você está falando S/N? me pergunto, que visão meu pai amado, ele estava sem camisa. Fiquei boqueaberta, a visão era das melhores possível, fiquei o observando uns segundos. 

S/N

-Ei? Tá pra abaixar essa merda? 

Ele nem estava me ouvindo, continuei.

-Desliga essa merda! Você pode me ignorar eu não ligo mas porfavor eu quero dormir aqui. Mas a verdade é que eu queria mesmo era ler. 

Ele resolve me responder depois de ter me ignorado.

Jimin:

-Mostra seus peitos que eu desligo!! 

Que abusado, mas definitivamente que não, prefiro não ler e ir dormir ou melhor dizendo tentar dormir o que seria impossível. Desisto, ao fechar a janela minha blusa fica presa e rasga me deixando nua da parte de cima. Tapo meus seios e ele grita.

Jimin:

-Haha eu já vi S/N! 

Que vergonha, meu Deus eu me sinto corada, eu queria pular sobre a árvore que fica entre meio a nossas janelas e ir em seu quarto e arrancar seu olhos e sufoca-lo com seu travesseiro semi-nua mesmo. Eu sinto vontade de poder fazer isso agora mesmo, meu corpo está queimando não só minha cara queima agora mas meu corpo todo. Eu quero matá-lo. 

S/N

-Seu... Seu... Seu... idiota! Eu te odeio.

Eu quero tanto desfigurar seu rostinho perfeito, uma hora eu o mato. Eu me viro tapo meus seios. Quero mostrar o dedo do meio, tapo meus seios com uma das mãos e consigo mostrar o dedo do meio a ele. E me viro rapidamente ele caçoa de mim. Eu fecho a cortina para que possa me livrar daquela cena dele sem camisa e sombando de mim. Ele mr vendo semi-nua tudo graças a essa janela. Pego uma camiseta fofinha de meu guarda roupa e dou um tremendo pulo na cama, não quero mais ler dessa vez só sinto vontade de dormir. O desgraçado desligou o rádio e ficou em silêncio. Mas não estou afim de ler, só consigo pensar em como posso matá-lo.  Yoko o que tem de errado comigo? E ele, o que estará pensando agora? Em meus seios é claro, mas que grande merda. Coloco o travesseiro no rosto e apago.



Notas Finais


Ufaaa♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...