História O Ignorante e o Gentil - 2Jae - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae
Visualizações 157
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi povo '-' hoje acho que só vou postar esse capítulo. Eu tô viajando com meus pais e pra ser sincero: aqui tá um tédio ;-;

Desculpa qualquer coisa e boa leitura

Capítulo 22 - Conversando com o Namjoon


Fanfic / Fanfiction O Ignorante e o Gentil - 2Jae - Capítulo 22 - Conversando com o Namjoon

Acordei sentindo um cheiro de algo queimando. Levantei um pouco e fiquei olhando ao redor.

— YUGYEOM!!!! — ele apareceu na hora.

— oi?

— tem algo queimando?

— aí meu Deus... — ele murmurou. — A LASANHA!!!!! — ele saiu correndo pra sei lá aonde.

Deitei novamente e fechei os olhos mas não adiantou porra nenhuma já que não consegui dormir, por que? Porque o Jungkook apareceu e já dá pra imaginar a terceira guerra acontecendo né? Era grito pra tudo conter lado.

Levantei e fui no meu banheiro. Tomei banho e coloquei uma roupa de ficar em casa. Fui pra sala e vi o Jungkook deitado no chão. Pisei na barriga dele e sentei no sofá.

— aí Caralho!

— quando você vai voltar pra Busan mesmo?

— nunca.

— hum... E seu namoro com o Jimin.

— ele terminou comigo. Tenho tentado mandar mensagem pra ele, mas... Não consigo. Ele não me responde nem... — eu interrompi ele.

— Perguntei pra saber se vocês estavam juntos, não pra saber se você tá tentando falar com ele novamente.

— eu queria muito que pelo menos uma vez na sua vida você fosse o meu irmão mais velho.

— você é adotado, não é meu irmão. 

— nossa JB, essa doeu.

— foda-se.

— quando você vai parar de ser tão Ignorante e chato?

— quando você vai parar de encher meu saco e voltar pra Busan?

— só por causa disso eu vou continuar aqui pra te infernizar.

— vai pra puta que pariu Jungkook, e não sai de lá. — falei levantando e indo pra cozinha.

Chegando lá o Yugyeom fazendo sei lá que porra.

— Jungkook tá na sala, caso queira matar ele.

— não precisa. Eu sou um homem da paz, não sou que nem você que se vingar de tudo. — eu revirei os olhos. — tem certeza que esse lance do Jimin não vai ser muito pesado pro Jungkook.

— é óbvio que vai ser pesado pro Jungkook, o Jimin odeia ele. Eu tô ansioso é pra ver a cara dele ao descobrir que o Jimin odeia ele.

— e se alguém contar pra ele do plano de vocês.

— as únicas pessoas que sabem sou seu, que não vou contar, o Yoongi que nunca vai contar também e você. Eu estou tranquilo já que se você contar algo pro Jungkook o Yoongi vai acabar te matando.

— e você vai deixar?

— vish o problema vai ser seu. Ninguém mandou abrir a boca. Por isso já aviso pra não falar nada. Sabemos muito bem que o Yoongi é bem pior do que eu. 

— isso é muito errado.

— por isso que é divertido. — eu dei um leve sorriso e baguncei o cabelo dele. — eu vou dar uma saída, vou na casa do Youngjae falar com o Namjoon, qualquer coisa me liga.

— okay.

Subi pro meu quarto e coloquei uma roupa de sair. Sai e fui pra casa do Youngjae. Ao chegar lá vi o Youngjae comendo banana.

— hey JaeBum-hyung! — ele falou mordendo a banana. — quer uma banana?

— N-Não, muito obrigado. — não sei porque mas aquilo me deixou excitado. — V-Você viu o Namjoon?

— ele tá na parte dos fundos da casa.

— tá.

Eu fui pra parte dos fundos da casa e vi o Namjoon olhando pro jardim.

— o que tanto aprecia? — ele me olhou.

— ah eu estava admirando... O jardim daqui é realmente bonito. — eu revirei os olhos.

— que Infantil. 

— não gosta de flores?

— não. 

— do que você gosta exatamente?

— sexo.

— só?

— e dormir.

— mas alguma coisa?

— não.

— você gosta de poucas coisas.

— eu sei. Mas são as melhores coisas.

— eu prefiro sexo.

— também.

— dois idiotas falando sobre sexo? Que ridículo. — falou a madrasta do Youngjae que parecia estar por lá há um bom tempo.

— oi Omma.

— vocês podem fazer o favor de não ficarem falando sobre sexo dessa maneira? Obrigada. — ela foi embora.

— sua mãe parece ser brava. — falei voltando minha atenção ao Namjoon.

— nem, diferentemente do meu padrasto a minha mãe é bem liberal. Enquanto o meu padrasto enche o meu saco pelo fato de eu ser gay a minha mãe fala que eu tenho mais é que transar com homens mesmo.

— que lindo. — falei num tom de sarcasmo e ele deu uma leve risada.

— olha quem fala, você também é gay.

— sou bi. E eu transo mais com mulher do que com homem.

— só porque você é trouxa.

— eu que sou trouxa mesmo? Que eu saiba é você que fica babando pro meu irmão.

— O-Oque? T-Tá loucão? — ele corou.

— aí Namjoon até eu percebi isso. 

— para de Neura garoto! É você gosta do Youngjae. — não pense que eu contei isso pra ele... Namjoon só descobriu isso porque ele invade a privacidade dos outros, aí ele ouviu uma conversa minha com o Yoongi.

— gosto mesmo e admito, não sou você que tento finjir de quem eu gosto. — ele revirou os olhos.

— não tá na hora de você ir pra sua casa? 

— eu já vou indo.

— aliás, eu vou precisar de uma ajuda sua.

— independentemente do que seja, só te ajudo trabalhando. O resto você se vira.

— YAH!!! Jaebum! Me ajuda.

— não.

— você nem sabe o que eu preciso.

— e não quero saber, agora tchau. Você falou pra eu ir embora lembra? — eu fui embora.

Nesses tempos eu tenho ficado bem amigo do Namjoon por causa do trabalho, ele tem ido muito na minha casa pedindo ajuda e eu sempre falo que não, na verdade eu não sei mesmo o que ele quer e nem quero saber. 

Cheguei em casa e vi o Youngjae conversando e rindo com o Yugyeom.

— o que você tá fazendo aqui?

— só vim conversar um pouco com o Yugyeom.

— hum... Será que dá pra você ajudar teu irmão?

— o que tem ele?

— ele não para de encher meu saco pedindo minha ajuda. — suspirei após falar isso.

— ah mas eu não posso fazer nada. Só você pode ajudar ele... Ele queria que voc...

— eu não quero saber. — falei subindo pro meu quarto.

πxπ

Lá estava eu na minha cama vendo no meu celular que faltava muito pouco pra férias, suspirei ao lembrar que iria pra uma ilha com as pessoas mais irritantes que já conheci na vida.

Me joguei pra trás e fiquei olhando o teto, fechei os olhos por um tempo e pensei em não ir naquela ilha do capeta, mas aí o Youngjae ia ficar puto da vida, e provavelmente o Yoongi ia me matar. Acho melhor eu ir mesmo.

Senti meu celular vibrar em cima de minha barriga, Jimin estava me ligando. Atendi na hora

— Jimin?

— Jaebum, pelo amor de deus fala pro Jungkook parar de me ligar? 

— por que não chega nele e fala que você nunca gostou dele? Sei lá, fala que você tá de olho em um outro garoto.

— coitado dele.

— vish Jimin, você tava namorando ele só pra fazer ele se apaixonar por você e depois largar ele que nem lixo e você tá com pena dele?

— é que ele tem um rosto de bebê.

— você gosta dele ou não? Se decide.

— eu odeio ele!!! 

— então pronto, para de frescura e faz logo o que você tem que fazer. — ouvi um suspiro.

— tá bom então. Eu vou tentar ser o mais duro e ignorante possível.

— se ele implorar algo só fala pra ele voltar pro lixão e ser aquele filhinho do papai ridículo que ele sempre foi. Ou sei lá, fala que só tava usando ele pra fazer ciúmes em alguém.

— okay, valeu pelas dicas.

— uhum, agora Tchau.

Desliguei e suspirei, nem é tão difícil falar "eu te odeio" pelo menos pra mim não é... O problema é que o Jimin é muito gentil e fofo pra Isso.

Então alguém abre a porta e eu vejo o Hoseok com um sorriso na boca.

— hey Jaebum.

— o que foi?

— nada demais, só vim falar que acho que o Taehyung tá na minha mão.

— aé? Cadê? Eu não tô vendo ele na sua mão.

— Você entendeu! — ele falou sentando do meu lado.

— e precisa vir aqui pra falar isso? Não pode ligar ou mandar mensagem?

— é que eu queria uma ajuda sua. 

— fala.

— eu queria uma dica sua pra saber como conseguir fazer ele me amar mesmo e começar a namorar ele de verdade.

— eu sei lá. Não conheço o Taehyung direito, quem conhece ele bem é o Yugyeom e o Jungkook.

— então vou perguntar pra eles. — ele levantou da cama mas eu segurei em seu braço.

— tá louco? Eles não podem saber que você só tá com o Taehyung por minha causa.

— por que?

— porque eles vão cortar minha cabeça quando souberem, deixa isso pra lá. Só continua a fazer o que você sempre faz. — ele bufou.

— okay, vou tentar.

— vocês dois estão transando então é questão de tempo até ele se apaixonar. Agora vá embora.

— tá. — ele foi embora.

O Yugyeom apareceu e me olhou desconfiado.

— o que o Hoseok veio fazer aqui?

— nada.

— não foi o que pareceu.

— para de encher Yugyeom. Você não tem lição de casa caralho?

— tenho mas...

— então vai fazer. — ele bufou.

— que cara chato. — ouvi ele murmurando.

Ele foi embora e eu fiquei quieto na minha até acabar dormindo.

CONTINUA...


Notas Finais


Ficou meio bugado mas eu espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...