História O Imitador - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Jeff The Killer, Lendas Urbanas, Slender (Slender Man)
Personagens Jeff
Tags Creepypasta, Jeff The Killer, Slenderman
Visualizações 45
Palavras 520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Polícia


     Sr. Pereira foi chamado para o caso, juntamente com a policial Marrone. O homem arrombou a porta e tapou a boca com a visão horrenda da sala.

— Não temos mais o que ver aqui, Marrone. — disse ao se virar.

— Como assim? Temos que pegar o maluco que fez isso. — Disse arregalando os olhos, tapando o nariz para não sentir o cheiro da podridão.

— Vamos arquivar o caso. Já sabemos quem foi o maluco que fez isso. — Caminhou para a porta.

— Então por que não vamos atrás dele?

— Vou emitir um alerta geral, mas não vai adiantar muito. Esse maldito nunca é pego. — Diante do silêncio da mulher, ele continuou. — O nome dele é Jeffrey Woods, conhecido pela mídia como Jeff The Killer. Agora vamos.

— Então não podemos fazer nada?

— Somente rezar pela alma daqueles que passarem pelo seu caminho.

* * *

Jeff estava se arriscando ao permanecer na casa dos assassinos. A polícia sempre descartava os casos dele, pois era praticamente impossível pegá-lo. Ele não era um assassino qualquer, era inteligente o suficiente para viver sozinho, onde ninguém poderia traí-lo. Seus punhos fechados mostravam o quanto estava tentando conter sua raiva. Como a polícia pôde pensar que aquilo tinha sido uma obra sua?! Ele jamais faria algo tão mal feito. E o que esse maldito imitador estava fazendo ainda tirava a graça de tudo.

Frustrado, esperou que a polícia saísse do local para poder pular pela janela dos fundos, a luz do dia. Jeffrey não gostava de sair durante o dia, mas não teve escolha. Precisou garantir o que os outros estavam pensando. Se sentiu patético. Não era qualquer um que podia chegar aos seus pés!

Já bem longe do local, Jeff invadiu uma casa para passar o dia. Esse era um dos motivos pelos quais era tão difícil pegá-lo: Estava sempre em lugares diferentes, um grande nômade.

Jeffrey assassinou o único jovem que se encontrava lá. Ele cuidou de fazer bem feito: O sorriso perfeitamente esculpido e o sangue manchando todo o chão. E então, na parede, " Go To Sleep." Ele admirou sua obra, muito melhor do que aquele falante.

Depois de checar a geladeira e esquentar um prato de macarrão, o assassino de sentou para assistir um pouco do noticiário. Esperava que aquilo não fosse divulgado em seu nome.

Mas foi.

— Nesse domingo, cinco de agosto, mais um assassino grotesco de Jeff The Killer foi relatado. A polícia local está se empenhando em pegar o autor dos assassinatos, mas até agora, não tem nenhuma pista de para onde ele pode ter ido. Segundo a polícia, foram duas vítimas, uma mulher, Kátia Rodriguez de 47 anos e seu filho, de 8 anos. É com você, Willian.

Jeff pegou o controle e o jogou na televisão em um acesso de raiva. A polícia local se empenhando? Não estavam fazendo merda nenhuma para pegar o autor desse crime horrendo e mal feito

Não estavam fazendo nada e também não iriam fazer. Se Jeff não podia contar com a polícia para pegar esse maldito, ele o faria sozinho. 


Notas Finais


Mais um!! Divirtam-se.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...