História O impecável-yoonkook- - Capítulo 9


Escrita por: e Yankumi

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Seventeen
Personagens Jungkook, Suga
Tags Yoonkook
Visualizações 123
Palavras 1.454
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha desculpa pelo atraso e por favor n me matem , eu ando ocupada últimamente mais ca estou eu com mais um capítulo e outra coisinha tenho uma supresa para vcs nas notas finais para me redimir ai vcs que eacolher se gostaram da idade ou não então.
B
O
A
L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 9 - Não tenha pressa, o jogo só começou


Fanfic / Fanfiction O impecável-yoonkook- - Capítulo 9 - Não tenha pressa, o jogo só começou

         

  Não tenha pressa o jogo se      

        começa com calma

           Perça por preça

       Jogada com jogada















....sinto minha mão ser puxada calmamente por Jungkook, a passos lentos vamos até a beira da piscina, sentindo o puxão final, automaticamente fecho meus olhos sentindo o abraço frio e molhado das águas,  é uma sensação maravilhosa ser deixar cercar pela águas, como se tudo ao redor sumi-se, como se cada problema desaparece-se, como se nada mais importasse além daquele estranho mais acolhedor Abraço, fico um certo tempo de baixo d'água ate sentir necessidade de voltar a surperficie, mau tive tempo de se quer tentar subir, sinto duas mãos em cada lado de minha cintura me puxando com uma certa  rapidez para cima , me fazendo sentir o atrito com o ar que invadiu minhas narinas e de forma dessesperada para respira corresponde das mesma forma de invasão,  minha respiração fica falha pelo tempo que fiquei sem respira,  quando ela começa a se acalmar e minha mente começa a voltar raciocinar, sinto que estou no ar sem querer deixo um pequno sorriso sair dos meus labios sabendo que estou sendo aponhado por dois braços para cima, para um certo apoio deixo uma de minhas mãos no braço que estão aponhado minha cintura para cima,  logo pasando a outra sobre meu rosto para tira qualquer resquícios de gotas de água no meus olho, pasando depois em meus cabelos que estavam  na frente de meu rosto, abro os olhos logo encontrando os de Jungkook que estavam atentos a qualquer movimento meu.


Uma certa onda elétrica para sobre meu corpo e sinto que ele também sentiu não quebramos o contato visial nem por um minuto, até minha mente me falar do real motivo de estar ali " saiba que ele ainda é aquele ser desprezível que gosta de pisar nos outro,  não quer dizer que só por que vocês estarem assim e tiveram aquela conversa mudou algo nele que prevalece a anos" realmente não é mentira não posso me esquece disto  e do real motivo de eu estar nisto " não pode deixar ele vencer um jogo que o próprio esta acostumado a vencer" meu psicológico trabalhava em me fazer ver os reais motivos de estar ali " ele vai te usar como brinquedo e depois jogar fora como as outras pessoas que ele deve ter feito isso" como uma tapa de realidade me lembro de o por que de estar ali e ter entrado neste jogo, não posso permitir que ele faça o que bem entender estou neste jogo para vencer e não para ser o perdedor. 


Várias opiniões vem em minha mente para a próxima jogada que tenho que fazer neste jogo, e percebo que em nenhum momento ele parou de me observar, tenho a brilhante idéia de provocalo, olho para ele de uma forma bem sedutora capaz de qualquer um morrer só recebendo um olhar deste, para  como um xeque mate passo minhas mãos em meu cabelo de um forma bem sedutora os balançando um pouco, como feitiço ele começa a moder os labios e me olhar mais profundamente me deixado escapar um sorriso vitorioso por causar tanto efeito em si, mau pude fazer minha próxima jogada que sinto meu corpo ser virado em 180° no ar, para logo sentir minhas costas baterem no azulejo frio e úmido da borda da piscina  e seu corpo vir me prendendo entre os dois, por meio de equilíbrio  minhas pernas se aponham em sua cintura, já que o próprio não permite pela aproximação de me deixar flutuar para ter o devido equilíbrio na piscina,  ele aproveitando da nossa posição se aproxima mais do meu corpo e eventualmente de mim.


- a preça é inimiga da perfeição- chego perto do seu ouvido para falar de forma sex e rouca logo sentindo seus braços irem para minha cintura a apertando com uma certa passividade . 


Jk- e quem disse que eu não sei ter calma? -fala de um forma extremamente sex em meu ouvindo de forma melodiosa devolvendo a jogada que fiz a  poucos minutos atrás.


Beijo e mordo seu pescoço o fazendo suspira em aprovação e surpresa, volto a subir ate sua orelha mordendo o lóbulo de sua orelha - e não esta para me ter logo  - falo de uma forma atrevida dando um sorrizinho sapeca dando fim a minha jogada.


Jk- e você não esta com pressa de me ver perder neste jogo?e então porque eu não posso ter pressa para te ter em minha estante de briquedinhos favoritos? - seu atrevimento me pegou de surpresa por esta não estava esperando



Começo a fazer carinho do outro lando do seu pescoço e encara tanto seus olhos como seu pescoço - por que uma coisa que você não vai ter, vai ser meu corpo- falo calmamente vendo ele dar um sorriso debochado.


Jk: e como tem tanta certeza? - fala com uma sobrancelha levemente levantada com um sorriso no rosto.


- por que eu entrei neste jogo somente com dois propósitos -falo convicto encarando agora somente seus olhos.vejo sua cara repleta de curiosidade me olhar.


jk- e quais seriam elas?- vejo seu olhar fixo esperando a resposta vinda de mim com um sorriso grande mostrando pela primeira vez meus sorriso gengival mesmo que com formato de deboche.


-  uma, quero trazer o verdadeiro Jungkook de voltar e a outra seria vencer este jogo- vejo seu olhar  ficar um pouco frio mais não perdendo  o formato sedutor.


Jk- que pena mesmo- agora seu olhar fica com aquele ar de superioridade e deboche- não existe mais o verdadeiro jungkook sobre esta farsa - fala se referindo a si antes de continuar - e este jogo que EU criei nunca perdi e não vai ser agora que vou perder  - sua fala saiu com firmeza e uma certa pontada no meu estômago se faz presente após ouvir que aquele Jungkook não existiria mais, nem tinha percebido que meu olhar tinha abaixado mais logo trato de vim com mais firmeza que antes para encarar seu olhar .

- isto é  o que veremos meu caro - minha pelancia não tem limites e seu olhar desafiador sobre mim que o sustento .- mais por hora vou me divertir vendo você súplicar pelo meu corpo.- não dou chance de ele falar  puxo seus cabelos logo lhe dando um chupão forte em seu pescoço aconpanhado de uma rebolada um pouco forte em seu membro,  vendo dar sinais de vida e ouvindo sua respiração pesar e seu aperto vacilar me dando espaço para sair dali.

Jungkook ve que eu sai e fui para do outro lado da piscina não tão perto e nem tão loge de si.


Jk- você nã...- sua fala e cortada por três gritos animados me fazendo sorrir pois sabia de quem eram e fazer jungkook virar vendo dois seres pular em sua piscina acopanhado por mais quatro.

Sabia que quando estes locos soubessem ( principalmente meu irmão, hope e tae) viriam correndo para cá arastando todo mundo, consigo ouvir o suspiro derotado de jungkook desistindo de continuar a coversa.


O resto da noite foi pura diversão, gritaria, putaria e olhar ciumentos em mim por passar a maioria da noite conversado com Jimin o que não passou despercebido por mim e claro.


》》》》》


Estou a mais ou menos duas horas escutando os gemidos de jungkook e da mulher que fica na portaria do prédio ao lado da sala não me deixando fazer meu trabalho em paz.


》》 》


Trinta minutos depois vejo que os gemidos pararam me fazendo agradecer a qualquer deus presente no momento por que o próprio Deus não merece ouvir isso.


Logo ouso alguém bater na porta me fazendo dizer um simples "entre" já que estava ocupado tentando terminar o trabalho já que tem gente que nem se importa com isso e fica fodendo os outros, fazendo o prédio e o mundo ouvir os seus gemidos.


Jk: estou indo almoçar quer vim ? - ouso a voz melodiosa de jungkook envadir a sala junto com o cherio de sexo misturado com um perfume que classifiquei como de sua puta pessoal. 


- não obrigado, vai que eu morra infequitado é  melhor prevenir do que remediar- falo curto e grosso escuntando logo em seguida sua risada escândalosa .


Jk- isto é ciumes, saiba que você é meu brinquedo favorito se for o caso- fala chegando perto .


- não é ciumes é a verdade, além do mais, é melhor aproveitar ela pensado que sou eu por que o verdadeiro você não vai ter.- falo me afastando pegando algumas coisas e indo até a porta -vamos energúmeno -falo chamando sua atenção indo na frete vendo ele com um sorriso no rosto sussurrando um  "é o que veremos" mais ignoro completamente, a única coisa que eu quero era não poder repirar neste momento  para não sentir este cheiro desagradável em minhas narinas. 


Notas Finais


Olha este foi o cap mais longo que fiz e o mais detalhado também espero que tenham gostado.

Aa supresinha vcs podem (como minha redimição pelo meu atraso ) escolher o dia que vou postar dois capítulos é clarp se vcs querem.

A @Yankumi vai ver daqui a pouco o cap e ver oa erros e peço desculpa já pelos erros e que vejam o seu perfil.

Até o próximo capítulo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...