História O Imperfeito pode virar perfeito - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Enzo, Giuseppe Salvatore, Hope Mikaelson, Jeremy Gilbert, Klaus Mikaelson, Lilian "Lily" Salvatore, Matt Donovan, Stefan Salvatore
Tags Delena, Klaroline
Visualizações 121
Palavras 1.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse não é o fim. Menti pra vcs sorry.
AAAAAAAAAAAAAAAAAA desculpa pelo tempo ando muito ocupada :)
Boa Leitura!

Capítulo 17 - Sequestro


Fazia exatamente cinco minutos que Elena estava se olhando no espelho. A palavra casamento vinha a cada segundo na cabeça da morena. Ela iria se casar com seu amor isso era surreal. Ao mesmo momento que estava tensa, estava feliz, só não acreditava que aquilo estava acontecendo com ela. Alisou o vestido branco sem paciência, "quando  poderia ir a igreja?" pensava.

Damon por outro lado estava feliz e tranquilo, " céus poderia enfim ser feliz?" o moreno pensava ao terminar de se arrumar, colocando o terno preto. Logo tratou de ir se olhar no espelho, Theo estava ao seu lado com seu pequeno terno, a pequena Kate estava se arrumando com a Avó.O casal de morenos ia casar na igreja e depois no cartório.

- Lena?- Ela virou olhando Caroline.

- Sim?

- Okay! - A loira respirou fundo com os olhos lacrimejados, seus hormônios estavam a flor da pele.- O carro está a sua espera. Seu pai já está lá.- Elena assentiu.

- Me deseje sorte.

- Sabe que não precisa.- Riram.

- Menos Caroline, bem menos.- A morena falou rindo abraçando a loira.

Caroline ajudou a loira a ir ao carro e a morena olhou para o motorista que já estava dirigindo. Quem era? Achava que quem ia leva-la era Stefan, ela não conhecia o moreno que estava ali.

- Como vai Gilbert?

- Quem é você?- Ela perguntou tentando não transparecer o medo.

- Meu nome é Cade senhorita.- Elena confirmou  olhando para o lado direito do carro.

- E... para onde estamos indo?

- Esperta você.

-Am?

- Vim a mando de Sybil.

- QUEM?- A morena gritou desesperada.

- Sybil oras, ou seu querido noivo não tocou no nome da ex? Nem tão ex, pra falar a verdade.- Ironizou  o moreno fazendo uma manobra radical.- Parece que já deram pela sua falta, querida.

- Por que tá fazendo isso?

- Porque ela é a mulher da minha vida.

- Isso é loucura.

- Sim, é. Mas é o que ela quer. Aperte o cinto, vamos ter que correr. Sybil quer a princesinha Salvatore sem nenhum arranhão.- O moreno começou a correr, e Elena colocou o cinto depois de muito virar de um lado para outro.

- Você parece um robô chega a ser nojento.- Falou quando a velocidade foi deminuida.

- Meça suas palavras antes de falar, você não sabe como eu sou quando não estou calmo.- Elena respirou fundo fechando os olhos.- Achegamos bela adormecida.- A morena nem havia percebido mas tinha acabado dormindo.Cade a tirou do carro  a puxando, estavam muito afastados da cidade.

- Onde estamos?- 

- Em um lugar que ninguém irá lhe encontrar.- Os olhos de Elena lacrimejaram.- SYBIL! SYBIL!- Cade gritava puxando a morena para entrar na casa de praia.

Ao entrar Elena percebeu que era uma casa bem arrumada, com móveis caros. Se espantou ao escutar uma rizada alta.

- Se espantou, querida?- A ultima palavra foi dita em tom irônico. Elena pode vê uma mulher de aproximadamente trinta anos ou mais, morena, bem vestida, era bonita.- Não sei como Damon pode trocar a mim, por você.- A morena ainda estava calada, observando tudo.- Pode ir Cade, obrigada pelo favor.- Falou dando um selinho no moreno que sorriu e saiu.

- Cuidado Sybil.- Disse antes de fechar a porta.

- Você sabe que sempre tenho cuidado.- Piscou, segundos antes de Cade fechar a porta. - Vem aqui.- Puxou Elena que estava encolhida, foi naquele momento que a morena percebeu as coras em seus pulsos prendendo suas mãos.

- Por que tá fazendo isso?

- Porque se o Damon não é meu não será de mais ninguém!

- Você tá louca!

- De amor? Talvez.

- Isso não é amor.

-Cala a boca.

- Só estou dizendo a verdade. Eu sei que dói, mas enfim todo mundo precisa.

- CACETE! CALA A PORRA DA BOCA!- Falou pegando uma arma.

- Solte isso Sybia.

- Com medo queridinha?- Perguntou apontando a arma para a morena.

Damon por outro lado estava desesperado a exatas duas horas Elena estava desaparecida, a polícia tentava achar um lugar onde Elena poderia está mas não havia nenhum que alguém pudesse lembrar.

- Damon!- O moreno que estava sentado na cadeira do escritório olhou a irmã.

- Sim?

- Estava procurando alguma pista no seu quarto e caiu essa carta. Desculpe lhe entregar agora sei que não gosta de falar sobre o seu pai, só que achei que pudesse ter alguma pista, não sei.

- Obrigado Bekah.- Damon achava que já  tinha lido por isso achou que não  que era importante. 

- Disponha.- Deu um pequeno sorriso indo abraçar o irmã.

- Damon acredite, iremos achar a Lena. E estará tudo bem.- Ele assentiu começando a desabar.

- Ela é tudo que tenho Bekah, eu não sei o que faria sem ela.- A loira foi abraça-lo.

- A polícia já foi avisada, logo a encontraremos.- Tentou o acalmar.

- Filho?- Lily entrou no escritório.- Meu amor, ficará tudo bem.- Foi abraça-lo.

- Mãe olhe isso.- Mostrou a carta.- Sei que não tem nada de importante mas Rebekah acha que pode ter.- A irmã de Damon saiu de fininho.

- Tudo bem.- Abriu o envelope. O moreno ainda se perguntava como ele foi parar ali.- 

' Você aprende tudo rápido Damon. Quero lhe contar mais importantes lições Então vamos lá...

1.A vida dá lições que só se dão uma vez.

Por isso você fique atento, não vou ser bobo ao escrever que são lições de vida ou morte. Mas algumas são de muita importância.

2. Você deve sempre tentar de novo!

Acredito que essa lição você conhece de perto, pois sempre foi um garoto que lutava até conseguir e saiba que isso me orgulha muito. Nem sempre conseguimos ter sucesso de primeira, por isso continue tentando! 

3.A amizade é um amor que nunca morre.

Lembra da garota Gilbert? Ela ama você. Está claro como água nos olhos dela. Ela é uma garota maravilhosa filho, cuide bem dela. Acredito que as mulheres como ela são os presentes mais raros de se encontrar.

4. Nem toda amizade é sem interesse, a maioria é com interesse por mais benéfico que seja.

Essa lição aprendi com meu pai. E com o decorre da vida pude de certa forma, aprende-la. Existem dois tipos de amizade vou lhe dá exemplos. A amizade que tem como interesse o amor que quer cada dia mais lhe conquistar.

 E a amizade que tem como interesse você, aquela amizade que é besta ou ruim, aquela amizade em que a pessoa se diz apaixonada mas está completamente enganada, quer apenas curar uma ferida com a sua tristeza.

5.Os erros de uns são lições para outros.

Essa é a ultima lição, acho que ela é mais adequada para mim, tudo bem. Aprendi tanta coisa ao perceber que perdi a dadiva que era te conhecer. Quanto mais erramos, mais aprendemos. Então pense no lado positivo, você aprende mais a cada dia.

Boa sorte na vida filho.

Giuseppe Salvatore.'  Cada lição está marcada.- Damon assentiu.

- Mãe?- Damon lembrou que junto com a carta de lições  que o pai tinha entregue veio uma folha, mas achava que não  era nada demais, já  que estava bem embalado em forma de cubo.

Ele considerava ser uma carta com erro e por estar dentro do envolope não jogou fora, apenas guardou  com as outras lições. 

- Oi.

- O que você achava da Sybil?

- Você sabe que nunca fui com a cara dela.

- Obrigado.- Damon sorriu a beijando, estava declarado acharia Elena. Foi até a sala onde estava os conhecidos mais próximos.- Stefan!- O loiro olhou o moreno.- Tem o número da casa da Sybil?- O cunhado confirmou.

- Aqui.- Mostrou.- O que aconteceu Damon?

- Acho que sei onde Elena pode estar.- Damon falou ligando para a casa de Sybil.

- Sim?- Uma voz tranquila falou.

- Aqui é Damon Salvatore, você sabe onde se encontra a Sybil?

- Ela foi pra casa de praia.

- Obrigado.- O dono dos olhos azuis falou desligando a chamada.- Já sei onde Elena pode está.- O moreno falou avisando os policiais.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Qualquer dúvida estou aqui :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...