História O Indomável - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Tags Bangtan Boys, Bts, Min Yoongui, Romance, Suga
Visualizações 10
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem sksk

Apreciem ~~

Capítulo 4 - Coffee Kisses


Fanfic / Fanfiction O Indomável - Capítulo 4 - Coffee Kisses

Yoongui fecha a cara 

- Está bem - diz Jungkook entre risos - Não vou atrapalhar o "casalzinho" - continua

- Não somos um casal, entendeu? Tome cuidado com o que diz por aí, se escutare... - Yoongui é interrompido

- É mesmo? E se eu... Por acaso... - Jungkook me puxa pela cintura - Beijar-la? - continuou

O que? 

- Não vou me importar - diz Suga enquanto fecha a geladeira na qual ainda estava aberta 

- Sei... - O mais novo se aproxima de mim ainda com sua mão em minha cintura, o que me fez corar 

Jungkook é uma pessoa realmente atraente, Jesus!

Ele estava um passe para me beijar, qualquer movimento a mais resultaria em um beijo

- Ei, ei, ei! Já chega! - Interrompe Yoongui colocando suas mãos entre nós 

- Não era você que não se importava? - Provoca o Maknae

- Ela não é nada sua - Suga cora ao dizer isso, tão fofo! 

- Claro - Jungkook ri enquanto me dava o Toddynho em minha mão, e em seguida, se retira

Um silêncio constrangedor toma conta, mas logo é quebrado quando ouvimos um grito do... J-hope?

- SOCORROOOOOOOO - Grita Hoseok

Todos nós, preocupados, vamos ao encontro do mesmo que gritou

- Tem a porra de uma barata aqui - Responde J-hope em cima de uma cadeira, apontando para o chão

- Puta que pariu, é voadora ainda - Diz Taehyung

- Alguém teria a valentia e coragem de enfrentar essa fera por nós? - fala Namjoon

Um silêncio toma conta do lugar

- Eu mato essa bagaça - digo 

Minha mãe era a única que tinha coragem de matar insetos, mas a mesma estava no trabalho, então tive que me "voluntariar"

Vou ao encontro da barata, jogo minha havaianas na mesma, mas como era voadora, a única coisa que isso resultou foi os meninos gritando e correndo pela casa toda, a barata havia voado 

- Merda - digo

- Bela mira - Jeon Jungkook brinca 

- Você nem teve a coragem de ir lá, não pode falar nada - Digo

- Wow, que língua afiada, será que serve para outras coisas além de dar patadas? - O mesmo brinca denovo 

Oque ele insinuou?

- Yoongui joga minha havaianas na cara do mais novo

- Ai hyung, só estava brincando - Diz Jungkook

- Temos coisas mais importantes para nos preocuparmos agora, do que ficar flertando - Suga fala

A barata era tão importante assim?

- Galera, acho que encontrei a barata - Park Jimin aponta para a parede da cozinha 

- Merda, e agora? - diz Jin 

- Vamos matar-la! - Responde Hoseok

- Quem vai? S/n? - pergunta o líder do grupo

Fui me aproximando da parede, com o chinelo em mãos, cautelosamente, em um segundo miro na barata e jogo na mesma, mas a porra do inseto veio parar em meu braço

- Caralho ela é imortal - Brinca Jeon Jungkook

- E agora? - Jin pergunta 

- Alguém tira essa porra de mim urgente - digo

- Eu tiro - diz Jungkook

- Não, deixa comigo - Suga fala interrompendo o mais novo, e indo em minha direção

Suga me pega pelo outro braço me levando até uma janela na qual estava aberta, ficou fazendo movimentos perto do inseto a fim de fazer o mesmo sair pela janela, e deu certo

- Ufa! - Digo

Mas como alegria de pobre dura pouco, a caralho da barata voltou pela mesma janela, indo em direção ao Jungkook, na qual se assustou e sem querer quebrou um jarro da minha mãe

A barata foi para algum lugar que ninguém conseguiu perceber

- Merda, estamos ferrados - diz Jungkook

- "Estamos"? Você que está né - Fala J-hope

- Droga, o jarro da minha mãe! E agora? - Digo

- A culpa não é só minha, o Suga não fechou a janela, é claro que a barata poderia voltar 

- Temos super cola aqui, Jeon Jungkook, Suga e S/n se ajudem aí, nós vamos procurar onde foi o inseto

Nós assentimos e nos sentamos no chão, para podermos concertar oque foi quebrado

Alguns minutos depois, risadas e conversas engraçadas, conversa vem, conversa vai, um silêncio domina o local

Até ser quebrado por Jungkook

- S/n... 

- Sim? - respondo concentrada no que estava fazendo 

- Você tem namorado? - Pergunta Jungkook enquanto tentava juntar as peças

Essa pergunta realmente me pegou de surpresa, tanto que acabei de machucando com as peças

- Merda, está sangrando? - Yoongui para de fazer oque estava fazendo para ver o que tinha acontecido

- Está... - digo

- Espera, vou pegar um curativo - diz o mais novo

Agora somos só eu e Suga 

- Sobre a pergunta do Jungkook... Você... - diz Yoongui lentamente 

- Oque? Ah, não - Respondo

- Ah sim, só por curiosidade mesmo - diz Suga

- E quanto a você? - Pergunto olhando pra ele

- Ah... Eu? Não... Não por enquanto

- "Por enquanto" É? - Brinco

Ele olha pra mim

- Por enquanto... - Ele ri

- M-mas... Porque não arruma uma namorada logo? - Respondo

- Ah, viu como as pessoas reagiriam? - ele diz 

- B-Bem, você não precisa se preocupar com eles, a vida é sua não é? - Digo desviando o olhar para o chão

- Você não se preocuparia em ter tantas pessoas te perseguindo? Ou ter a sua imagem exposta? Se você fosse minha namorada, seria normal que eu me preocupasse com a sua imagem - Ele diz

- De qualquer forma... Você nunca me namoraria, não precisa se preocupar e nem me perguntar essas coisas - respondo

- Por que acha que eu nunca te namoraria? - ele pergunta ainda mantendo contato visual

Com a mesma expressão séria, que me levava nas nuvens

- Não é óbvio? Não precisa pensar tanto para chegar nessa resposta 

- Então você não está pensando o suficiente... - Ele diz

- P-Porque? - pergunto já corando 

Ele se aproxima de mim quase colando nossos corpos, ele sussurra em meu ouvido 

- Porquê? Simplesmente porque... Eu quero te beijar... Pra caralho

...





















Notas Finais


Berro com esse capítulo sisksksks

Se preparem pros próximos capítulos ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...