1. Spirit Fanfics >
  2. O inferno sempre esteve dentro de você >
  3. Como expressar um sentimento tão desconhecido

História O inferno sempre esteve dentro de você - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Por favor relevem qualquer erro ortográfico
Boa leitura (-_-;)

Capítulo 2 - Como expressar um sentimento tão desconhecido


Fanfic / Fanfiction O inferno sempre esteve dentro de você - Capítulo 2 - Como expressar um sentimento tão desconhecido

                    Jack-Lin On

(6:00\AM) ~ pi pi pi pi pi pi pi ( despertador)

- ah merda 

Ano passado eu estudava de manhã , mais esse ano eu me mudei pra noite ... Precisava de um trabalho de meio período no fim acabei em dois 

Sou recepcionista de uma biblioteca a tarde e de manhã trabalho em uma cafeteria que por sorte e quase ao lado da minha casa , eu adoro os dois mais me sinto sobrecarregado então assim que receber esse último mês vou sair da biblioteca por sorte minha escola tem uma gigante, eu sempre passo meu recreio lá 

Próximo mês vou me mudar de turno e começa a estudar a tarde , não sei se já escutaram mais o ensino da noite e literalmente uma merda 

( 6:14 )

- Ah droga vou acabar me atrasando , minha voz saiu mais preguiçosa do que eu queria 

                      

                    Jack-Lin off


Lin se levantou da cama já se despreguiçando , foi fazer sua higiene matinal se trocar e antes das 07:00  ele já estava pronto hoje e o seu segundo dia de aula , por mais que pareça surreal ele estava ansioso pra que chegasse a noite e pudesse ir correndo pra escola onde avia uma grande biblioteca a sua espera ( a biblioteca em que trabalha não tem livros bl sua escola também não divia ter , mais tem ...Nei me perguntem o por que ) 

Logo que ele estava saindo  de casa ouviu um grito da casa ao lado 

- hyung não esqueça de trazer uma revistinha pra mim ok ???? ( Uma voz de criança agitada e feliz ) 

Lin ignorou e continuou andando pela direção ao contrária colocando seus fones  sem se preocupar em ouvi o que a voz masculina dizia a menina 

A casa ao lado onde saia a voz daquela pequena garotinha era a casa de uma pessoa importante pra Lin , mais ele nunca comenta sobre o assunto na verdade dificilmente Lin fala sobre alguma coisa , ele sempre usa ( ok, sim, certo,por favor , pode deixa , fiquei longe , saia , não me atrapalhe , estou ocupado ) dificilmente ele perde o controle também 

Depois que Lin chegou no trabalho ele se esforçava pra fazer tudo assim como foi ensinando e ordenado , assim se passou as 6 horas de trabalho geralmente ele chegava às 7 e saia as 12 fechando as 6 hrs de turno 

Ele voltou pra casa com dor em seu estômago não avia tomado café da manhã Nei almoçado avia esquecido , antes de abrir o portão da casa ele olhou pra casa vizinha , onde tinha uma menina brincando de carrinho e um prato de comida ao lado - ela deve ter 10 anos , pensou ele 

Quando chegou em casa foi recebido por um breve silêncio angustiante ele subiu até o quarto e se preparou pra banhar logo em seguida assim que terminou se jogou na cama ainda nu pra pensar um pouco 

( 1:15 ) pi pi pi pi pi pi pi 

Logo Lin desligou o alarme e chutou o lençol da cama ele n avia Nei comido e já tinha que se arrumar pro seu turno na biblioteca , logo ele levantou e colocou qualquer roupa que avia em sua frente ele n ia precisar se desgasta tanto pois decidiu ainda hoje pedi demissão

Assim que terminou de se arrumar foi pra cozinha pega algo pra comer pra sua sorte tinha um pedaço de bolo que ele não sabia como foi parar lá dentro , apenas comeu e saiu 

Assim como ele avia planejado aconteceu ele se demitiu e ainda ganhou 3 livros novos da sua ex chefe idosa super gentil e carinhosa ela era o único motivo pra Len não ter saído antes  

Quando Len voltava pra casa feliz pela vitória parou um instante pra observar uma família a sua frente uma família composta por pai e mãe e dois lindos filhos , Len também tinha aquilo a alguns anos atrás ... Sem se importar muito ele apenas assentiu pra si mesmo e continuou andando a caminho de sua casa 

Assim que chegou em casa depois de um dia cansativo ele foi recebido novamente com um silêncio 

-...

Len estava se segurando pra chorar o dia inteiro dês que ouviu a voz de uma criança sair da casa ao lado ( motivo ainda desconhecido) quando retornou ao seu quarto trancou a porta e se atirou na cama jogando a mochila no chão , por alguns segundos ele se pegou tentando abraça o vento , Len chorou ainda mais ...chorou até o sono pegá-lo 

(7:00/PM) pi pi pi pi pi pi 

 Hora de ir a escola Princeso (^~^;)chavam que a vida de Len era fácil ?? 

 Len apenas bufou e foi direto banhar, logo já estava pronto pra ir a escola , assim que saiu de casa deu tchau ao seu irmão que assitia tv na sala Len não ficou emocionado vendo a cena, até porque seu irmão morava ali 

antes de passar pelo portão da escola Len receber que havia esquecido de comer 

- merda isso tá virando hábito , falou pra si mesmo 

Len se encaminhou a diretoria pra solicitar o pedido de mudança de turno , seguindo seu plano que avia feito a meses , assim que ele pegou os papéis foi direto pra sala que já estava sendo dada 

(9:00) iruu hora do lanche , Recreio merendinha heheh 

Assim que tocou o alarme Lin se direcionou a biblioteca ignorando o fato da sua barriga está doendo pra casete por não ter comido nada decente o dia todo , Len amava a biblioteca não só pelas as revistas em bl ( sim nosso amado Len e viciado em yaoi e ômegaverse) Len sempre usou a biblioteca como refúgio , ele conseguia fugi dos olhares e das angustia trazida pelo dia a dia 

Len pegou uma manga qualquer e sentou em uma das mesas da biblioteca e ficou lá lendo até que ouviu o sinal toca , ele apenas assentiu pra si mesmo guardou o livro e foi diretamente a sua sala , semana que vem seria a votação pra presidente e vice presidente adivinhem Lin está concorrendo a presidente do Grêmio estudantil 

Assim que as aulas acabaram Lin voltou pra casa comprido sua rotina diária , quando chegou em casa foi novamente surpreendido com o seu irmão vendo tv logo hyo seu irmão mais velho desligou a tv e foi ate o Lin 

- como foi seu dia hoje Lin ? Perguntou Nei um pouco empolgado 

- bem , Lin respondeu secamente indo em direção as escadas 

- vou viajar amanhã cedo e só voltarei daqui um mês , consegue ficar bem sozinho apenas por um mês não e ??

- sim , e Claro ... Lin sentiu uma pontada no peito quando já estava preste a entrar em seu quarto , assim como hoje a tarde ... O choro a angustia a dor e a falta de um abraço a falta de alguém ... Se repetia até Lin ficar com os olhos inchados de tanto chorar 

Jack-Lin só queria uma abraço de seu amado mais onde ele está ? 

Quem era ? E por que Lin se sente tão angustiado ? 





Notas Finais


Obrigada por ler amanhã tem o terceiro beijos (◕દ◕)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...