1. Spirit Fanfics >
  2. O Infiel ( Mpreg ) >
  3. Capítulo 17

História O Infiel ( Mpreg ) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente linda do meu coração aqui está mais um capítulo pra vocês espero que gostem, e não fiquem com raiva de mim por o que vai acontecer kkkkk.

Capítulo 17 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction O Infiel ( Mpreg ) - Capítulo 17 - Capítulo 17

P.O.V. Wonwoo

Mingyu entrou no quarto com uma cara de poucos amigos, com certeza deve ter acontecido mais alguma merda em relação a minha briga, tudo isso por causa daquele desgraçado do Dino.

--O que foi dessa vez? - perguntei.

--Joshua disse que eu enganei Dino. - respondeu sério.

--Ele sabe também? - perguntei surpreso.

--Jeonghan deve ter dito a ele e o burro foi falar primeiro com Dino que com certeza falou mal de mim. - disse indignado.

Suspirei, agora que foi rejeitado por meu namorado o menino quer se vingar botando o povo contra ele, é um sem noção mesmo, as vezes dá vontade de dizer a todos o que ele fez mas ele pode querer se fazer de vítima como sempre.

Mingyu se deitou ao meu lado na cama e sorriu pra mim, eu não resisto a isso ele é o ser mais lindo do mundo só pode, ele mexe comigo em todos os sentidos, eu entendo Dino que não resistiu a esse deus grego, mas ele é meu só meu e não divido com ninguém.

Ele me olhou nos meus olhos e me deixou um selinho demorado, ai como eu amo esse menino.

--Eu te amo muito Wonwoo, muito mesmo. - falou e sorriu apaixonado.

Eu me derretir todinho agora, ele consegue uma hora ser sexy e irresistível e outra hora ser fofo e meigo, como isso é possível mundo? ainda bem que é meu, pq se não fosse eu ia sofrer muito, imagina ver e não poder beijar ele deve ser horrível.

--Eu também te amo muito meu amor. - sorrir largo.

Ele começou um beijo apaixonado e calmo que eu amo, mas depois foi virando um beijo mais necessitado, então ele subiu em cima de mim e tirou a blusa e foi tirando a minha também e continuo a me beijar, ele saio de cima e foi tirar a causa, eu fiquei só olhando aquele corpo lindo.

Ele subiu na cama dinovo e foi tirando minha causa moletom junto da minha box, ele me olhou e sorriu safado, a ums instantes atrás tava todo fofo e agora olha como tá, ele me beijou e foi descendo os beijos até meu pescoço e começou a dar chupões que com certeza ia ficar a marca, ele apertava minha cintura enquanto fazia isso e eu segurava os gemidos.

Depois ele tirou sua box e tava indo se ajeitar entre minhas pernas mas eu parei e falei.

--Ei bote a camisinha querido. - falei e sorri da sua cara.

--Não precisa amor, vai confia em mim. - falou voltando ao que tava fazendo.

--Se você não botar camisinha eu não fasso nada com você. - falei sério segurando o riso.

Ele odeia muito usar camisinha mas eu mando ele usar, e ele foi botar resmungando como sempre, eu acho isso tam fofo, mesmo esse momento não tendo nada de fofo.

Ele voltou pra mim e me olhou.

--Está satisfeito agora? - perguntou.

--Sim. - respondi e sorrir.

Ele se ajeitou no meio das minhas pernas e me olhou com um olhar de bobo apaixonado, isso não combina nada com o momento mas é bom ver ele assim comigo.

E não demorou pra ele me penetrar com calma e eu gemi de prazer, eu comecei a rebolar em seu pau e ele começou com movimentos lentos de vai e vem.

--Pode ir mais rápido agora. - pedi manhoso e entre gemidos.

Então ele começou estocadas mais rápidas e fundas, eu só sabia gemer e arranhar sua costas, ele me olhou e me beijou selvagem, ai eu enlouqueço com ele.

Ficamos assim por um tempo até que eu inverto as posições ficando em cima dele, e o beijando mais.

--Você vai cavalgar no meu pau amor? - perguntou entre o beijo.

--Sim. - respondi separando o beijo e sorrindo.

Me sentei direito e comecei a quicar nele com força, nós dois gemiamos alto, ele apertou minha bunda e me beijou abafando nosso gemidos, nos beijavamos em desespero como se não tivesse amanhã, eu amo quando fazemos isso.

Ficamos assim por mais um tempo até que gozamos juntos, eu melei ele e ele a camisinha ainda bem, nos deitamos pra descansar e fomos tomar banho juntos, quando voltamos trocamos os lençóis e deitamos, ele ficou fazendo carinho em mim e eu tava abracado nele.

Depois de um tempo chegou a hora da janta e todos foram pra sala de jantar, chegamos lá e vi o olhar de todos em nós dois, esse povo não tem o que fazer, puxei uma cadeira e me sentei, todos tavam com olhar de assustados e eu não entendi, até que olhei pro meu lado e vi Dino me olhando.

Não acredito que tô do lado desse menino, eu botei a mão no rosto pra me conter, Mingyu se sentou do outro lado e me abraçou de lado e me deu um beijo da cabeça pra me acalmar.

--Dino vamos trocar de lugar? - Jeonghan pedio preocupado.

--Deixa como tá, quero ver como vai ser. - Scoups o repreendeu.

Eu fingi está normal e fui comer.

--Eita pelas marcar no pescoço foi bom lá no quarto né Wonwoo. - Dk disse rindo.

Fazendo todos me olharem e eu fiquei vermelho, não sabia o que dizer.

--Foi ótimo. - Mingyi respondeu rindo também.

Sem querer olhei pra Dino e pude ver ele só engolindo a comida sem mastigar e com um olhar triste, espero que esteja sofrendo muito com isso.

A noite foi bem animada e divertida pra mim já que o menino correu pro quarto e se trancou depois da janta, tomara que esteja chorando rios agora, eu não sou mal mais ele merece isso por tentar beijar o meu namorado.

Quando já estava tarde da noite fomos todos se ajeitar pra dormir, cheguei no meu quarto troquei de roupa e deitei logo, tô cansado, Mingyu fez o mesmo e me abraçou por trás e disse.

--Boa noite amor da minha vida. - disse beijando minha nuca.

--Boa noite querido. - falei e sorri.

Nós sempre dormimos assim de conchinha e eu amo muito.


Notas Finais


Gente ele entendeu que a culpa foi só de Dino por isso ainda tá assim com Mingyu, ele tem muita raiva do menor por isso não vai acreditar de jeito nenhum no que ele vai fazer depois.

Beijos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...