História O intercâmbio -- Jeon Jungkook - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bighit, Brincadeiras, Bts, Coréia, Hobi, Hoseok, Intercâmbio, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Romance, Seokjin, Seoul, Suga, Taehyung, Yoongi, Zoação
Visualizações 215
Palavras 2.107
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FELIZ DÉCIMO CAPÍTULO QUERIDAS.
Enfim, ta aqui um hotzão com muito amor e carinho que eu fiz. Eu fiquei com muita vergonha enquanto escrevia ele, mas tudo por vocês (mesmo que quase ninguém fale comigo nos comentários, eu amo vocês).
Eu acho que fui bem na prova de hoje, graças a Deus.
Enfim, curtam o capítulo (principalmente as Taehyung stans)

Capítulo 10 - Me chame de Daddy.


Fanfic / Fanfiction O intercâmbio -- Jeon Jungkook - Capítulo 10 - Me chame de Daddy.


Passei aquela semana toda indo para a BigHit com os meninos, agora eles já não vinham mais me buscar, eu ia de metrô sozinha. Sempre os assistia treinando até a noite, então saíamos para jantar e eles me deixavam em casa. As ARMYs acabaram aceitando nossa amizade, a maioria pelo menos. Algumas ainda me odiavam. Eu falava com meus pais todos os dias e tentava falar com minhas amigas, já que as aulas delas já tinham voltado agora e era difícil conseguirmos nos falar. 
As aulas de coreano eram até legais, tirando o fato de que as garotas da minha sala me irritavam muito com o jeito delas. Noah como sempre, me tratava bem e sempre perguntava sobre os meninos.
Eu também tinha me aproximado mais deles, nossa intimidade tinha aumentado bastante. Não vi mais a Jade, já que Jungkook saía com ela bem longe de mim.
Quando o final de semana chegou, me vi no dormitório deles de novo. Jungkook saiu com Jade. Hoseok e Jimin decidiram sair para uma balada qualquer. Namjoon ficou trabalhando no escritório junto com Jin e Yoongi foi dormir, já que gostava de trabalhar de madrugada. Acabamos sobrando eu e Taehyung.
-Então Taetae, - eu disse, me jogando no sofá, colocando a cabeça em seu colo - sobramos nós... O que vamos fazer?
-Hummm... - ele disse passando a mão no queixo. - O que a senhorita deseja fazer?
Te beijar
-Ah... Não sei... Que tal se você me ensinar a coreografia de Singularity? - eu perguntei, dando um sorrisinho.
Ele me olhou, levantando uma sobrancelha. Fiz biquinho, pedindo por favor.
Ele acabou aceitando. Arrastamos a mesa de centro para o canto da sala e colocamos a música.
Tae tinha muita paciência, me ensinando passo a passo da dança, fazendo os passos e depois parando para me ver repetí-los. Quando fui dar uma volta, acabei tropeçando um pouco no tapete da sala. Taehyung me segurou antes que eu caísse. Foi até engraçado.
-Desculpa - eu disse, dando um riso. - Acho melhor dar uma parada.
-Também acho. - ele disse me soltando. - Vou dançar pra você
Soltei um riso.
-Ata... Vai dançar o que?
-Sua música favorita. Danger.
Fiquei com uma cara séria. Danger era a música que eu estava escutando no dia do incidente na cozinha com ele.
-Dança aí então. - eu disse, provocante.
Coloquei a música na TV e Taehyung começou a dança-la sozinho. Eu ria e ele tentava ao máximo se manter sério.
-Alice, essa é uma música séria, então eu tenho que me manter sério - ele dizia, enquanto dançava.
-Você tem, eu não. - eu disse, dando um riso. 
Fiquei séria logo depois. Pensei em provocá-lo. Sabia que se o provocasse, ele não conseguiria se segurar. Não depois do que aconteceu na cozinha.
Eu estava usando meu pijama de sempre, a blusa do Hoseok e o shorts que Namjoon comprou. E claro, um top por baixo. 
-Ta calor né? - eu disse, tirando a blusa, ficando só de top e o assistindo dançar.
Taehyung deu uma trupicada mas logo voltou a dançar, dessa vez lambendo os lábios e mordendo-os sempre que trocávamos olhares. Levantei do sofá assim que a música acabou e fui até a TV para desligá-la. Taehyung ficou parada na posição em que estava, de costas para mim. 
Virei seu corpo para que ficasse de frente para o meu. Passei minha mão em sua nuca, o fazendo arfar.
-Taetae... Minhas mãos estão geladas? - perguntei, quase que sussurrando, passando minha outra mão por seu maxilar e descendo até o pescoço.
Ouvi sua respiração pesar.
-Foi o que pensei. - eu disse, soltando sua nuca e começando a andar para a porta de seu quarto, sem olhar para trás. Quando estava quase chegando, senti suas mãos em minha cintura. Fui virada e empurrada para a parede, ao lado da porta de seu quarto. E então ele me beijou, apertando minha cintura, empurrando o quadril contra o meu.
Puxei sua nuca, deixando o beijo mais intenso. Soltei o ar pelo nariz, querendo suspirar. O empurrei contra a porta de seu quarto, abrindo a mesma. Tae entendeu o que eu queria, me puxou para dentro do quarto, fechando a porta com o pé. Ainda estava claro e sua janela estava aberta. Quando abri os olhos e separamos nossas bocas, com uma mordida no meu lábio inferior dada por ele, pude ter a visão mais sexy de Taehyung.
-Vai ficar aí me encarando ou vai me comer Taetae? - perguntei, o olhando de cima a baixo e mordi o lábio.
-Pra você, hoje eu sou daddy. - disse ele, então atacando meu pescoço, dando algumas mordidas, não muito fortes para que não deixassem marcas.
Gemi um "tae" e ele correspondeu, com um tapa em minha coxa. Dei um gemido.
-Eu disse para me chamar de Daddy. - ele disse, me olhando nos olhos. Aproveitei o momento para jogá-lo na cama.
-Daddy...  - eu disse, tirando meus shorts e encarando ele, enquanto ele passava os olhos por meu corpo, indo para o meio da cama. Subi na cama e me sentei em seu colo, tirando meu top. - Por que não tira essa camisa?
Ajudei-o a tirar a camiseta e o beijei de novo. Em um movimento rápido, eu estava embaixo dele. Passei a mão por seu abdomen o fazendo ficar arrepiado. Parei de beijá-lo e passei a beijar seu pescoço, dando leves mordidas o fazendo arfar. E então ele pressionou seu membro contra minha intimidade, me fazendo dar uma mordida mais forte, mas que não deixaria uma marca. Empurrei a calça dele para baixo e ele entendeu meu recado.
Se jogou para o lado, tirando a calça e a jogando para o lado da cama. Dei um riso e ele sorriu, me beijando de novo.
Desceu a boca para o meu pescoço  e então desceu para meus seios. Deixou um chupão no mamilo direito e eu gemi.
-Daddy... - eu disse e ele tirou a boca do meu peito.
-Adoro te ver gemendo assim.
Dei um sorriso e olhei para ele. Taehyung desceu a boca e deu um chupão em minha barriga. Olhou para baixo e fitou minha calcinha.
-Acho que você vai ter que jogar fora essa calcinha - ele disse.
Tudo bem que minha calcinha era meio fina mas nossa.
-Como assim? Ela ta em perfeito estado - eu disse, me apoiando sobre meus cotovelos, fitando seus olhos.
Taehyung deu um sorriso e mordeu os lábios. Se ajoelhou e abriu minhas pernas. Num ato rápido, segurou minha calcinha pela barra e a rasgou no meio.
-Taehyung! - eu disse, em reprovação.  Ele deu outro tapa em minha coxa e eu soltei os cotovelos, caindo deitada de novo.
-O que disse? - ele perguntou, passando o dedo ao redor de minha vagina.
-Eu disse... - não consegui terminar de falar, já que ele tinha ameaçado colocar um dedo em mim. Gemi. Taehyung tirou o dedo dali e arrancou os restos da minha calcinha de mim. 
-Eu não ouvi... O que você disse? - ele perguntou de novo, dessa vez, enfiando um dedo dentro de mim e fazendo o sinal de vem.
-Daddy! - gemi, empurrando o quadril para baixo, na esperança de que ele continuasse, mas ele tirou o dedo. Meu gemido de raiva logo se tornou de excitação, quando ele passou a língua de baixo para cima na minha vagina, parando no clitóris. Começou a fazer movimentos circulares ali. Segurei seu cabelo, empurrando seu rosto para que ele chupasse melhor. Taehyung continuou fazendo o que eu pedia só com os apertos em seu cabelo.
Cheguei ao orgasmo e antes de gemer alto, o puxei para um beijo, fechando as pernas, sentindo o tesão descer.
Empurrei Taehyung para baixo de mim enquanto nos beijávamos. Parei e o encarei, o mesmo me encarou de volta. 
-O que foi? - ele perguntou.
-Nada Daddy... Você quer algo? - perguntei, fazendo uma cara de inocente. Rebolei contra seu pau, ainda coberto pela cueca, o fazendo gemer.
-Você sabe o que eu quero. - ele respondeu com dificuldade. Beijei seu pescoço, subindo para seu ouvido.
-Mas eu quero que você diga Daddy - eu sussurrei, mordendo o lóbulo de sua orelha.
-Alice, por favor. - ele suplicou e eu rebolei de novo. Ele gemeu. - Me chupa.
Levantei o corpo e o encarei de novo. Abaixei e mordi seu lábio inferior.
-Seu desejo é uma ordem Daddy.
Passei as mãos pela barra de sua cueca, o provocando. Logo tirei a mesma, a jogando longe. Fiquei entre suas pernas e segurei seu pau e coloquei a boca na cabeça, o fazendo segurar meu cabelo. 
Comecei a fazer movimentos de vai e vem com a cabeça e ele me ajudava, empurrando minha cabeça para baixo, colocando tudo e quase me fazendo engasgar. Parava as vezes e o masturbava, olhando no fundo de seus olhos.
-Alice eu vou... - ele parou de falar quando chupei a cabeça de seu pau de novo. Entendi o recado e parei, subindo para seu rosto. Taehyung se sentou e me beijou de novo.
-Onde tem camisinha Tae? - perguntei, tomando um tapa na bunda. - Daddy...
Vi ele abrir a gaveta do criado mudo e pegar uma. Dei um sorriso de lado e peguei a camisinha de sua mão. 
A abri e coloquei em seu membro. Mudei minha posição, ficando ainda em cima dele mas de costas para o mesmo. Coloquei seu membro em mim e gemi em aprovação, ele arfou. 
Comecei a cavalgar e ele segurava minha cintura com força. Eu segurava os gemidos, para que ninguém nos escutasse. 
-Daddy... - gemi e ele bateu na minha bunda... Aquele sim deixaria marca.
-Levanta. - ele disse autoritário. Saí de cima dele e antes que eu fizesse outro movimento, fui jogada na cama, embaixo dele. Taehyung segurou meus pulsos com uma mão, acima da minha cabeça. - Se você tentar se soltar ou gemer, terá consequências.
-Que tipo de consequências Daddy? - perguntei provocativa. Taehyung bateu em minha coxa e eu entendi o recado.
Colocou seu pau dentro de mim, me fazendo ofegar.
Ele metia em mim forte e rápido, me fazendo arquear as costas tentando não gemer. Mordi meu lábio inferior forte, sem prestar atenção na força que eu botava na mordida.
Comecei a sentir outro orgasmo vindo. Taehyung aumentou a velocidade, me dando a entender que estava chegando lá também. Mordi o lábio mais forte, logo gozando e ele, com mais três estocadas, gozou também. Soltou o peso em mim, colocando o rosto no meu pescoço. Soltei meu lábio, sentindo um gosto de sangue logo depois.
Uma mão minha foi para o cabelo de Tae e a outra para minha boca. Passei um dedo no meu lábio e olhei para o mesmo. Estava com sangue.
Taehyung  se levantou e olhou para minha boca assustado.
-Você que fez isso? - perguntou, encostando o dedo em minha boca. Assenti com a cabeça - Não ta doendo não?
-Depende, se você for dar um beijo pra sarar, ta doendo muitooo - eu disse e ele sorriu. Me deu mais um beijo e logo saiu de dentro de mim. Fiquei deitada mais um tempo enquanto ele jogava a camisinha fora e se vestia. 
-Você trouxe outra calcinha? - ele perguntou, já vestido.
-Não, mas tem umas que o Namjoon comprou quando passei a noite aqui. Bem la no fundo do armário do Jungkook. Se for pegar, aproveita e pega minha blusa no sofá. - eu pedi, fazendo um biquinho.
Ele saiu do quarto e fechou a porta. Após um tempo, voltou com uma calcinha e minha blusa. Coloquei minha roupa e joguei a calcinha que Tae rasgou no lixo. Voltei a me deitar em sua cama. Encarei-o por um tempo até que ele veio se juntar a mim, puxando meu corpo para junto do dele, me fazendo abraçar sua barriga e apoiar a cabeça em seu peito.
-Ainda quer que eu te chame de daddy? - perguntei, dando risada.
-Pode tirar sarro, mas você adorou. - ele disse e imaginei que estivesse sorrindo. - Tenho dó do Jungkook, que nunca vai saber como é isso.
-Aish, perdeu a fé em mim é? 
-Não... Mas você conheceu a Jade, ela não vai deixar barato.
-Nem eu...
A porta do quarto dele foi aberta com força e vi Namjoon nos olhando meio preocupado, tirando o celular do ouvido.
-SE TROQUEM E ANDEM LOGO. - gritou ele.
-Por que? - eu disse, me levantando da cama e indo até a porta.
-Hoseok entrou numa briga na boate em que estavam. Jimin disse que ele está bem machucado, precisamos ir buscá-los, rápido.


Notas Finais


Espero que tenham gostado... E relaxem com o Hoseok, ele vai ficar bem... Mas vocês vão ficar bem chocadas com o motivo da briga e com quem bateu nele.
Sem mais spoilers. beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...