1. Spirit Fanfics >
  2. O Intercambista - Beward >
  3. Capítulo 8

História O Intercambista - Beward - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Capítulo 8


Estava na cozinha preparando o jantar quando a campainha tocou.

— Eu atendo. — Edward se ofereceu gentilmente. Segundos depois ele retornou à cozinha seguido pelo meu pai.

— Oi querida.

— Oi pai, estou preparando o jantar, está com fome?

— Muita. — Charlie se aproximou da mesa e colocou algumas sacolas com frutas. — Eu fui ao mercado na volta do trabalho. Jessica estava lá, ela me perguntou se o meu sobrinho está gostando de Forks. — corri os olhos até Edward que já estava me olhando com cautela.

— O que você disse? — perguntei apenas.

— Nada. — Tem alguma coisa que vocês queiram me contar?

— Charlie. — Edward se aproximou do meu pai. — Eu disse que era primo da Bella.

— Então você é o meu sobrinho que Jessica estava perguntando? — Previsível. 

— Pai. — me afastei do fogão e olhei pra ele. — Nós achamos que desse jeito as pessoas não fariam tantas perguntas, veja bem, é estranho dizer que tem um intercambista hospedado aqui morando conosco. E quando se é adolescente tudo é motivo de fofoca, já imaginou o constrangimento que seria sair uma matéria sobre Edward no jornal da escola?

— Pera aí, jornal da escola? — Edward me interrompeu.

— Eu ia te contar mais tarde. — disse mordendo o lábio inferior, péssimo momento pra falar sobre o jornal da escola. — Mas voltando ao assunto, seria melhor para todos se pensassem que somos parentes. Ou...

— Ou o que?

— Ou eles começariam a criar suposições. — eu não podia ver, mas sentia as minha bochechas ruborizarem. Houve alguns minutos de silêncio antes que o meu pai pudesse expressar a sua opinião.

— Tudo bem. Vocês estão certos, é o melhor a ser feito. — Edward e eu nos entreolhamos com um sorriso de alívio no rosto, desse nosso plano o que mais temiamos era a reação de Charlie, ele não suportava mentiras, o que é compreensível dado a sua função como alguém que serve a lei e a verdade. — Só por favor, me avisem antes de tomarem qualquer decisão. Não quero estar despreparado como hoje quando encontrei a sua amiga no mercado.

— Você acha que ela desconfiou de algo? — perguntei preocupada.

— Não, com certeza não. Eu disse que tinha alguns assuntos para resolver e que seria bom que ela viesse aqui em casa pra conversar com você. — No fundo eu imaginava que o meu sobrinho fosse o Edward.

— Pois bem, permita-me explicar o nosso grau de parentesco. — Edward iniciou tentando esconder um sorriso. — Bella e eu somos primos de quarto grau.

— Por que quarto grau?

— A intenção era que o nosso parentesco fosse tão distante ao ponto de quase não sermos considerados parentes. — Isso explicaria algumas diferenças notáveis que apresentamos aparentemente.

— Como a cor dos nossos olhos, nosso tom de pele, altura, cor do cabelo... — acrescentei.

— Bem esperto. — meu pai concluiu. — É mais convincente dessa forma, são parentescos em comum sem necessariamente serem parentes próximos.

— Uma justificativa convincente, senhor.

— Tenho que admitir que é uma ideia brilhante. — sorrimos um para o outro orgulhosos da nossa farsa. — Não há mais nada que eu deva saber? — negamos com a cabeça. — Então podemos jantar, certo?

— Sim, claro. — disse indo em direção ao fogão. Edward está pegando os pratos e os talheres para pôr a mesa, e Charlie está guardando as frutas que trouxe do mercado. Qualquer pessoa que olhasse para nós agora veria uma família trabalhando em conjunto, mas eu estava ciente de que as aparências estavam muito além disso, e a aparência é o disfarce dos olhos. E nós precisamos que acreditem nesse disfarce.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...