História O Inverno Que Eu Odiava - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Amor, Inverno, Romance, Taehyung
Visualizações 15
Palavras 590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 7 - Para sempre excluida


Fanfic / Fanfiction O Inverno Que Eu Odiava - Capítulo 7 - Para sempre excluida

Amanheci ansiosa. Havia caido uma nevasca ontem a noite, tudo estava mais alvo do que nunca. Tomei café e permaneci no meu quarto. Plena segunda e minha vontade de ir embora só aumentava a cada dia que passa.

Hoje o papai e a mamãe tinham planos para o dia. Os meus eram a noite. Ouço passos no corredor quando se aproximou da porta, e abriu.

— Bom dia, Mad. Eu e sua mãe mais o Jake iremos passar o dia no parque de esqui. Você ficará em casa, voltaremos mais tarde. 

— Eu eu vou ficar fazendo o que papai? — Franzi o cenho chateada e indaguei

— Você não gosta dessas coisas, então faça o que você gosta. 

— Mas pai... — Papai virou-se e bateu a porta na minha cara me ignorando completamente.

Infelizmente hoje irei ficar sozinha em casa fazendo vários nadas. O lado bom era que eu não ia precisar aturar os idiotas chatos naquele parque.

Fiquei no meu quarto por horas, e resolvi assistir tv na sala. Liguei, e o que estava passando era os desenhos que o Jake gostava. Grande coisa!

Resolvi assistir, até que não eram tão ruins assim. Depois de alguns minutos, ouvi batidas na porta. Levantei-me e fui atender.

— Olá Madison. — Dorathy abriu um sorriso iluminado para mim

— Olá Dorathy, entre. — Devolvi o sorriso, agora eu não ficarei sozinha.

— O que está fazendo? — Sentou-se no sofá, e cruzou as pernas

— Estava assistindo tv. 

— Cadê sua familia? — Dorathy olha em volta a procura de mais alguém, percebi que eram muito observadora

— Sairam para o parque de esqui. Vão ficar o dia todo lá. — Uma linha fina desenhou-se nos lábios de Dorathy, certamente estranhou o tipo de familia que eu tenho, logo continuei. — Você quer ficar o resto do dia aqui comigo?

— Claro! Será ótimo! 

Sorri como resposta, e assistimos tv. 

Dorathy era uma garota amável! Conversamos sobre diversos assuntos, ela tinha as mesmas preferências que as minhas e os mesmos pensamentos que os meus. Ela era a amiga perfeita que encontrei.

Me contou sobre a cidade, me informou sobre os costumes e habitantes daqui. Comentou sobre a cultura de Anchorage, e chegou em um assunto que me intrigou.

Um asiático que havia se mudado para Anchorage. Ele morava sozinho, e não falava com ninguém, pelo menos ninguém nunca viu ele com amigos.

Nunca souberam o seu nome, isso era estranho para a comunidade amigável da cidade. Asiático? Me sôou estranho. 

Dorathy almoçou comigo e me fez companhia o dia todo, até me ajudou com os pratos. Perto do anoitecer, meus pais chegaram.

Me pareciam tão felizes, como se o dia deles estivesse melhor sem minha presença. O disfarce foi a melhor escolha.

— Obrigado por ter feito companhia a minha Mad. — Agradeceu papai na porta de casa

— Não foi nada. — Dorathy sorria amávelmente, logo encontrou meu olhar e continuou. — Até amanhã, Mad.

— Até, Dora. — Devolvi o olhar, agora este era seu apelido que escolhi.

Ela virou-se e foi embora. 

— Nem preciso perguntar como foi o dia de vocês. — Disparei irônicamente encarando todos, que rapidamente ficaram sérios

— Não começa, Madison. — Alertou mamãe seriamente 

— Só quero lembrá-la que agora irei me aprontar e vou sair. — Ironizei com olhar debochado

Me olharam com olhares sérios, e antes que pudessem balbuciar algo, continuei.

— Não quero ouvir um não. — Virei as costas  e dei de ombros, os dois se encaravam sérios, eles sabem que eu não tenho jeito.

Eu só precisava tomar um banho para me aprontar, hoje a noite deve ser legal.


               Continuaaa...


Notas Finais


Corajosaaaaa ksksksksks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...